O ódio não prevalecerá

Durante um culto de oração, na noite do dia 17 de junho, Dylann Roof dirigiu-se à igreja Emanuel e matou nove pessoas a tiro, incluindo o pastor, uma igreja negra da Charleston na Carolina do Sul, Estados Unidos, quando um atirador branco abriu fogo contra os fiéis. O assassino de 21 anos foi preso e teria cometido o ataque por motivações raciais.

Durante sessão preliminar ao julgamento, para estabelecer a fiança do réu, o juiz – em um ato incomum – permitiu que os familiares das vítimas se dirigissem ao acusado. E isso foi o que eles disseram.

Muito se comentou de Dylann Roof, o rapaz branco de 21 anos que exibe um manifesto sobre a supremacia branca. Sou contra a esses atos e ações racistas e preconceituosas e publique esse post para provar o quanto é difícil para nós perdoar alguém. Não sei se teria coragem, mas se Deus perdoa, porque eu não perdoaria?

Estou aprendendo dentro da palavra de Deus, que somente o amor de Jesus pode transformar as pessoas, não jugando e nem brigando. Jesus é amor e mesmo em momentos difíceis e dor precisamos perdoar.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Entrando na iPhoto Fair pelo Google Chrome

Abaixo, um vídeo explicando como prosseguir após o primeiro passo.

Se você já tem seu cadastro na iPhoto Fair, para entrar na feira, uma pequena configuração precisa ser feita. Esta configuração pode ser feita em Windows e Mac.

  1. Baixe o plugin Unity 3D. (links: download para Mac ou download para Windows).
  2. Entre no link chrome://flags/#enable-npapi, copiando e colando na barra de endereços.
  3. Habilite a opção grifada em amarelo, chamada Ativar NPAPI.

Para concluir a configuração, basta reabrir o seu Chrome ou reiniciar clicando no botão Reiniciar agora no canto inferior esquerdo da mesma página.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Expositores da iPhoto Fair

iPhoto Fair, a primeira feira de fotografia online do mundo! Descubra todas as novidades e tendências do mercado fotográfico em apenas um clique. Aberta 24 horas por dia durante os 365 dias do ano. Conheça os expositores:

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Um espírito de unidade

Romanos 6:8, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.
Romanos 15:5,6.

A grande obra de satanás é proporcionar os desencontros em meio ao seu povo, causando a desunião. Quando há concordância na terra, Deus confirma nos céus. Estar a uma só voz, um só espírito, significa estar totalmente ligado ao cabeça da igreja, e tudo só é possível através do amor de Jesus derramado em nossos corações e selado pelo Espírito Santo de Deus.

Louvado seja Nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. Amém!

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Comprei uma super jaqueta da Riffel

Jaqueta Riffel Dynamic 2.0 Masculina Frente, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Nunca imaginava que eu iria ter um produto deste, mas tenho. A jaqueta da Riffel modelo Dynamic 2.0 para uso exclusivo de motociclista é feito em poliéster 600D e mega super resistente à água e possui com protetores nas principais partes do produto. Gostei muito desse meu presentinho, pois levei em consideração a segurança que tenho que ter ao pilotar minha moto todos os dias ao trabalho. Comprei a jaqueta na Sol Motos e me custou 499 pila.

Com seu design revitalizado e ainda mais moderno, a Jaqueta RIFFEL DYNAMIC 2.0 proporciona muito conforto e proteção ao motociclista. Com proteção de coluna em EVA e protetores localizados, cintos ajustáveis e refletivos Dynatech que garantem uma pilotagem ainda mais segura, a jaqueta fabricada em poliéster 600De proporciona maior resistência e durabilidade.

O motociclista ainda conta com o conforto de pilotar sua motocicleta em dias de chuva, pois a película Reissa é um tecido tecnológico respirável e resistente à água.

Neste linkvocê pode conferir mais detalhes da jaqueta diretamente no site da Riffel.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Sou um dos que ajudaram a contribuir na ajuda humanitária promovida pelo Facebook

Facebook Nepal, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Ainda há muito trabalho a ser feito, mas juntos estamos fazendo a diferença no Nepal.

Recentemente, recebi uma notificação meio que diferente das já convencionais do Facebook. Imagina que era uma curti ou comentário de um dos meus post. Nada disso! Era uma notificação de agradecimento do próprio Facebook para aqueles que atenderam o chamado para vaquinha solidária em pro da ajuda humanitária pelas vítimas do terremo no Nepal, que devastou o país. Eu atendi o chamado e realizei minha contribuição. Clique neste link e entenda o assunto!

Em palavras da rede social, eles nos agradeceram por nossa generosa doação para ajudar as vítimas do terremoto do Nepal. Mais de 750.000 pessoas (entre eles eu) do mundo inteiro (e de Ilhota) contribuíram com mais de 15 milhões de dólares para apoiar o trabalho de socorro da International Medical Corps. O Facebook doou mais 2 milhões de dólares para os esforços de recuperação locais, a fim de ajudar as pessoas que estão nas áreas afetadas.

Facebook Nepal notificação, Facebook Nepal, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Sua doação está ajudando os sobreviventes do terremoto

A International Medical Corps está usando as doações para fornecer cuidados médicos e suprimentos às comunidades mais atingidas no Nepal. Equipes médicas móveis estão cuidando dos sobreviventes em Katmandu, Gorkha, Dhading e outros vilarejos remotos. Mais médicos, enfermeiros e especialistas estão a caminho. Socorristas estão entregando água potável, cobertores e itens de necessidade urgente, além de prestar assistência psicológica e apoio adicional às famílias. Daqui para a frente, a International Medical Corps se concentrará na reabilitação das instalações de saúde, no reparo dos sistemas de água e saneamento e na formação de profissionais de saúde, bem como em assegurar que as pessoas disponham de recursos para reconstruir. Suas doações acelerarão a recuperação do Nepal, restabelecendo a saúde e a esperança.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Redução da maioridade penal não é a solução para a violência, diz Unesco sobre Brasil

Em nota, entidade manifestou apoio ao Dia Nacional de Lutas contra a Redução da Maioridade Penal e ressaltou que medida poderá agravar situação brasileira.

“Reduzir a maioridade penal não é a solução para a violência nas sociedades. Acreditamos que, dependendo das circunstâncias, isso pode até agravar a situação”. A opinião é do representante da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Brasil, Lucien Muñoz.  Em nota emitida nesta quarta-feira (27/05), a entidade demonstra “preocupação” com a tramitação, no Congresso Nacional, da PEC (Proposta de Emenda à Constituição 171/1993) que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos de idade.

Leia mais sobre a publicação acessando este link.

Assista acima o duelo de opiniões entre Luciana Genro (PSOL) e Coronel Telhada (PSDB).

Fonte: Opera Mundi

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Entenda por que o brasileiro Marin foi preso na Suíça a pedido dos EUA

Fifa - Ilustração de Carlos Latuff, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Interpol havia solicitado detenção do cartola ao Brasil, mas por não se encontrar no país, detenção ocorreu em Zurique; ele deverá ser extraditado aos EUA.

José Maria Marin, ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), foi detido na manhã desta quarta-feira (27) em Zurique, na Suíça, junto om outros oito dirigentes de futebol. O pedido para as prisões foi feito pela Justiça dos Estados Unidos, que investiga uma rede de subornos na escolha das sedes das edições da Copa do Mundo em 2018 e 2022. Ele deverá ser extraditado para os EUA, onde será julgado. A rede de corrupção pode existir há pelo menos 24 anos.

A Justiça dos EUA já havia pedido ao governo brasileiro, há alguns dias, a detenção de Marin. A ordem foi emitida assim que o FBI e a Justiça do país concluíram o indiciamento. O alerta da Interpol chegou a ser emitido, mas o cartola não estava em território brasileiro e, por esse motivo, a prisão foi efetuada na Suíça, que também recebeu o alerta.

As autoridades suíças não têm o histórico de colaborar com investigações e podem, inclusive, recusar a extradição de acusados por crimes fiscais. Mas, por se tratar de um crime comum e pelo fato do Departamento de Justiça da Suíça também estar investigando a Fifa por corrupção e lavagem de dinheiro, o país uniu forças com os Estados Unidos na operação.

A ação da Justiça norte-americana tem como fundamento o fato de que a lei do país dá ao Departamento de Justiça autoridade para investigar estrangeiros que vivem no exterior caso estes tenham alguma ligação com o país. Esta conexão pode ser identificada a partir do uso de serviços de bancos ou até de provedores de internet norte-americano.

No caso da investigação da cúpula da Fifa, as autoridades do país entenderam que foram cometidos e preparados três crimes nos Estados Unidos, com pagamentos realizados por meio de bancos americanos.

Quatro pessoas que se declararam culpadas estão colaborando com as investigações, em uma espécie de delação premiada. Entre elas está o empresário brasileiro José Hawilla, dono e fundador do grupo Traffic, um conglomerado de marketing esportivo responsável por diversas negociações de direitos de transmissão. Hawilla também é dono da TV Tem, afiliada da TV Globo.

Embrião da corrupção

Há suspeitas de que o esquema de corrupção funcionou por 24 anos, mas o início das investigações ocorreu por suspeitas de fraude na escolha da sede das copas do mundo de 2018, na Rússia e 2022, no Qatar. Os Estados Unidos eram o principal candidato para sediar o mundial de futebol em 2022.

As suspeitas de corrupção na Concacaf (Confederação de Futebol das Américas Central e do Norte) fizeram com que o FBI entrasse na investigação.

“A acusação alega que a corrupção é desenfreada, sistêmica e profundamente enraizada tanto no exterior como aqui nos Estados Unidos”, disse a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch.

Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, eventos como os jogos das Eliminatórias da Copa na Concacaf, a Copa Ouro, a Concachampions, a Copa América e a Copa Libertadores teriam participado do esquema de pagamentos de propinas e subornos. Há ainda o indício de irregularidades na escolha da sede da Copa de 2010, na África do Sul.

Brasil

A presidente Dilma Rousseff, que está em visita oficial no México, comentou as prisões: “acredito que toda investigação sobre essa questão é muito importante, acho que ela vai permitir uma maior profissionalização do futebol. Não vejo como isso pode prejudicar o futebol brasileiro, acho que só vai beneficiar o Brasil”.

A mandatária defendeu a investigação de eventuais desvios na Copa do Mundo no Brasil em 2014 e também de outros mundiais. “Acho que se tiver que investigar, investigue todas as Copas, todas as atividades. Isso vale para todos, vale desde a [Operação] Lava Jato até essa prisão, há que investigar, não vejo por que não”.

Fifa

Em comunicado oficial, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que as investigações começaram por ação da própria entidade. “Enquanto muitos estão frustrados com o ritmo da mudança, eu gostaria de frisar as medidas que tomamos e que continuaremos a tomar. De fato, essas ações tomadas pelo Escritório da Procuradoria Geral da Suíça foram iniciadas depois que nós apresentamos um relatório às autoridades suíças final do ano passado”, explicou.

Fonte: Opera Mundi

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Os mitos e os interesses por trás da redução da maioridade penal no Brasil

Menores na Febem em Tatuapé, São Paulo  - Foto de Nair Benedicto - N Imagens, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

“Muitos deputados têm financiamento de gestores de penitenciárias privadas e empresas de segurança”, diz advogada; segundo a Unicef, dos 21 milhões de adolescentes que vivem no Brasil, apenas 0,013% cometeram atos contra a vida.

Todo mundo dizia que eu não iria passar dos 15. Mas ó, tô aqui, firme e forte, 29 anos, venci a estatística. Um homem feito, trabalhador. Mas passei meu veneno na Fundação Casa, vou dizer. Na época era Febem ainda. Tudo começa porque a gente não tem estrutura aqui na periferia. A molecada corre pra onde? Pra rua. O refúgio é rua, sempre foi. Eu recebi educação da minha mãe, guerreira, criou sozinha cinco filhos. Mas quem me ensinou mesmo foi a rua. Já passei fome na rua, já bati na rua, já apanhei na rua”, conta Pixote, na pracinha perto da sua casa, no Jardim Vazame, região metropolitana de São Paulo. “Com 13 anos eu era moleque doido, a gente não tinha o que fazer. Comecei a roubar junto com outros meninos daqui. A gente roubava mercadinho, coisa pequena. Minha mãe dormia no serviço, e minha irmã não conseguia me segurar em casa. Um dia nós pulamos o muro de uma casa pra roubar roupa, CD, sem arma, nem era pra vender na quebrada, era só coisa pequena que a gente queria. Daí fomos abordados pela polícia, já no caminho de volta. Eles bateram, falaram que iam matar a gente. Foi a maior decepção pra minha mãe. Fiquei um ano na Febem, que depois virou Fundação Casa, mas que de casa não tem nada porque aquilo é cadeia. Apanhei muito lá dentro, sem motivo. Eles tiravam a gente do quartinho e espancavam. Vi cada coisa naquele lugar. Quando eu saí, pensei na minha mãe. Que não queria dar desgosto pra uma mulher que não merecia. Mas se fosse pensar no que passei lá dentro… A cabeça não sai boa, a gente não aprende nada na ‘cadeia’. Eu limpei bosta com a mão. Nem era minha. Foi a única vez que ouvi um por favor lá dentro. ‘Por favor, limpa essa merda com a mão.’ Daí agora querem botar a molecada na cadeia mesmo, misturada com os mais velhos. Acham que eles vão sair uns anjos de lá? Vão sair três vezes pior, com um garfo na mão espetando até o cão. Eu tive sorte, sobrevivi. Mas muitos não têm.

Pixote tem razão quando diz ser um sobrevivente. A violência mata mais os adolescentes do que qualquer outra camada da população. E, ao contrário do argumento usado por quem defende a redução da maioridade penal, não são eles os que mais matam, como destaca Jacqueline Sinhoretto, do Departamento de Sociologia da UFSCar e coordenadora do Grupo de Estudos sobre Violência e Administração de Conflitos (Gevac). “A percepção social de que os adolescentes são os grandes responsáveis pela violência no Brasil não resiste à análise acurada. Os jovens entre 15 e 19 anos são as maiores vítimas da violência fatal e cometem apenas uma parcela destes crimes”, pontua a professora.

Os homicídios são a principal causa de morte de jovens de 15 a 29 anos no Brasil e atingem especialmente jovens negros do sexo masculino, moradores das periferias e áreas metropolitanas dos centros urbanos, constata o Mapa do Encarceramento: Os Jovens do Brasil, da Secretaria-Geral da Presidência da República. O relatório, ainda em versão preliminar, é baseado em dados consolidados do SIM/Datasus, do Ministério da Saúde, sobre as 56.337 vítimas de homicídio em 2012. Mais da metade delas, 52,63%, eram jovens (27.471), dos quais 77% negros (pretos e pardos) e 93,30% do sexo masculino. E apesar de, esporadicamente acontecerem crimes envolvendo adolescentes que sensibilizam a opinião pública, como o recente caso do médico Jaime Gold esfaqueado na Lagoa, no Rio de Janeiro, de acordo com uma estimativa do Unicef Brasil (feita a partir de dados da Pnad e Sinase de 2012) e citada em nota da ONU contra a redução da maioridade penal “dos 21 milhões de adolescentes que vivem no Brasil, apenas 0,013% cometeram atos contra a vida”.

Confirmando outra percepção de Pixote, a nota da ONU afirma: “Há inúmeras evidências de que as raízes da criminalidade grave na adolescência e juventude no Brasil se desenvolvem a partir de situações anteriores de violência e negligência social. Essas situações são muitas vezes agravadas pela ausência do apoio às famílias e pela falta de acesso destas aos benefícios das políticas públicas de educação, trabalho e emprego, saúde, habitação, assistência social, lazer, cultura, cidadania e acesso à justiça, que, potencialmente, deveriam estar disponíveis a todo e qualquer cidadão, em todas as fases do ciclo de vida”.

A legislação brasileira vai mais fundo, garantindo atendimento prioritário aos direitos de crianças e adolescentes na forma exigida pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), promulgado em 1990. Na prática, porém, não apenas o Estado falha em garantir “um mínimo para esses meninos” em um país profundamente desigual, mas é ele que faz girar a roda de violência através de seu aparelho repressivo, como aponta Fernanda Laender, educadora no Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo. “A violação do Estado produz ‘vítimas’ e estas, quase sempre, se tornam ‘agressores’. É a reprodução da dinâmica da violência. No fundo, eles buscam igualdade, ter os mesmos direitos que os outros, e a violência é a forma mais ‘naturalizada’ de reivindicação. Existe um atravessamento do Estado na vida destes meninos e suas famílias, mantendo as coisas em seus ‘devidos lugares’. Pobres e negros cada vez mais pobres e excluídos. Os meninos não se tornam traficantes, eles crescem em meio ao tráfico e ao crime, mas vivem o mesmo apelo social de uma sociedade de consumo em que você é o que você tem. Os meninos querem isso também, ter coisas, ser alguém, experimentar o que é pertencimento e ser reconhecidos. Quando o Estado se mostra presente nas políticas públicas periféricas, se apresenta numa perspectiva policial e penitenciária, ou seja, policial e punitiva”.

Adolescência interrompida

Em uma rua do Jardim Maria Sampaio, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, sentado na calçada vendo o tempo passar, encontramos – eu, o fotógrafo José Cícero da Silva e o grafiteiro Gamão, que nos ajudava na missão – Pedro*, 17 anos, com duas passagens pela Fundação Casa. Ele nos leva até a casa onde mora com a mãe e cinco irmãos, as janelas de frente para um córrego a céu aberto que destrói tudo à sua volta a cada chuva forte. A casa de Pedro passa por uma reforma depois de ter caído em um desses dias de água brava.

O crack levou o irmão mais velho na mesma época em que Pedro largou a escola sem a mãe saber. O pai está preso. “Eu tinha 13 anos quando meu irmão morreu. Fiquei meio… Sei lá. Não tinha mais vontade de ir pra escola e fui pra rua. Rodei [foi pego pela polícia] com 15 anos, por tráfico, e fiquei na Fundação Casa 46 dias. O juiz brigou muito com a minha mãe, disse que ela não me educava direito. Mas minha mãe nem sabia que eu tava na rua, ela saía cedinho pra trabalhar e voltava tarde da noite. Fui lá pra unidade do Brás. Não apanhei, mas vi muito moleque apanhar dos agentes. Eles levavam pra um quartinho e eu só ouvia os menores gritando. Tampava os ouvidos pra não ficar ouvindo. Muita revolta, dá. Todo lugar que a gente entrava e saía tinha que pagar revista. Sacudia a camiseta três vezes, tirava a bermuda, a cueca, pagava canguru. Umas seis vezes por dia.” Pedro fala de cabeça baixa, o tom de voz quase inaudível, mas a entonação muda um pouco quando lembra da escola. “As professoras deixavam a gente escrever, desenhar. Era bom. Quando eu saí [da Fundação Casa], pensei que queria uma vida de trabalhador, estudar, ter família. Mas, quando voltei pra cá, o homem pra quem eu trabalhava disse que precisava de mim porque só tinha eu na rua e ele tava devendo um dinheiro pra polícia. Como ele me ajudou muito, deu tudo pra minha mãe enquanto eu tava lá dentro, eu não podia deixar ele na mão. Depois de uns meses me prenderam de novo, por roubo de carro. A polícia ficou rodando com a gente na viatura, bateram muito em nós, quebraram uma costela minha no chute. Jogaram tanto spray de pimenta lá dentro que eu até desmaiei na viatura. Daí me deixaram uns dias na delegacia e me mandaram pra Fundação Casa [de novo]. A mesma coisa, vi muito menor apanhar. Mas não aprendi nada lá não. Tem muito menino que sai muito mais revoltado”.

Quando indagado sobre a redução da maioridade penal, Pedro fica alguns segundos em silêncio. “Sei lá… Um menor naquele lugar? Acho que não vai ser boa coisa, né? Os caras vão querer atropelar, a mente vai sair… Pior”.

No dia 31 de março deste ano, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou a admissibilidade da proposta de emenda à Constituição (PEC) 171, de 1993, que altera a redação do art. 228 a respeito da imputabilidade penal do maior de 16 anos. Ou seja: apenas os que têm até 16 anos continuam protegidos pela legislação especial (ECA) quando em conflito com a lei. Foi o primeiro passo para assegurar o andamento da proposta na Casa. O placar de votação foi de 42 deputados a favor e 17 contrários. O texto da PEC, redigido pelo então deputado do Partido Progressista (PP) Benedito Domingos, alega que os jovens de hoje têm mais discernimento do que os de antigamente: “A liberdade de imprensa, a ausência de censura prévia, a liberação sexual, a emancipação e independência dos filhos cada vez mais prematura, a consciência política que impregna a cabeça dos adolescentes, a televisão como o maior veículo de informação jamais visto ao alcance da quase totalidade dos brasileiros, enfim, a própria dinâmica da vida, imposta pelos tortuosos caminhos do destino, desvencilhando-se ao avanço do tempo veloz, que não pára, jamais”. E o deputado conclui: “Se há algum tempo atrás se entendia que a capacidade de discernimento tomava vulto a partir dos 18 anos, hoje, de maneira límpida e cristalina, o mesmo ocorre quando nos deparamos com os adolescentes com mais de 16”.

O argumento do deputado Benedito contradiz o parecer de psicólogos e especialistas em adolescência, vista por eles como uma etapa do processo de desenvolvimento. “São pessoas que estão em processo de constituição de seus valores”, destaca a presidente do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, Elisa Zaneratto Rosa, que se declarou oficialmente contra a medida. “Todos nós passamos por um processo de desenvolvimento pelo qual nos apropriamos dos valores postos na sociedade, em que desenvolvemos capacidades para fazer a reflexão crítica sobre esses valores. A psicologia reconhece que isso depende de um processo de formação – e de um processo de formação, inclusive em relação ao qual o Estado tem responsabilidade”, explicou em entrevista concedida à repórter Laura Capriglione para os #JornalistasLivres.

A proposta representa também um retrocesso em relação ao ECA, internacionalmente reconhecido como uma das melhores legislações do mundo referente à política da infância e adolescência. Uma pesquisa realizada pela ONU (Crime Trends) estudou a legislação de 57 países e aponta que apenas 17% delas estabelecem idade penal inferior a 18 anos. E essa é uma tendência: a Alemanha, por exemplo, que tinha baixado a idade penal, voltou para 18 anos e criou um sistema diferenciado para jovens entre 18 e 21 anos; o Japão também elevou a maioridade penal para 21 anos.

A aplicação de medidas socioeducativas – e não de penas criminais – para adolescentes em conflito com a lei prevista no ECA “relaciona-se com a finalidade pedagógica e decorre do reconhecimento da condição peculiar de desenvolvimento na qual se encontra o adolescente”, como citado no Mapa do Encarceramento – Os Jovens do Brasil. A intenção é proteger e educar as pessoas em desenvolvimento, um passo definitivo para se distanciar da doutrina que vigorava até então: a de repressão e disciplina dos “menores degenerados”, criados em ambientes familiares em ‘risco moral’”, que corriam o risco de se tornarem “criminosos”.

O que não significa impunidade para os menores de 18 anos. Há medidas socioeducativas cumpridas em meio aberto (advertência, reparação do dano, prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida), mas também as que preveem restrição de liberdade (semiliberdade e internação em estabelecimento educacional), executadas por instituições públicas, ligadas ao Poder Executivo dos estados, como a Fundação Casa, em São Paulo. Segundo o último Sinase, em 2012 havia 20.532 adolescentes em medidas socioeducativas de restrição e privação de liberdade no Brasil, número correspondente a 0,10% da população de 12 a 21 anos.

“A alma que pecar, essa morrerá”

O ECA estabelece também que a responsabilidade pela proteção de direitos dos mais jovens deve ser compartilhada pelo Estado, família e sociedade. Mas é à Bíblia que o deputado Benedito recorre para apoiar o argumento que fundamenta sua proposta de PEC: “A uma certa altura, no Velho Testamento, o profeta Ezequiel nos dá a perfeita dimensão do que seja a responsabilidade penal. Não se cogita nem sequer a idade. ‘A alma que pecar, essa morrerá’ (Ez. 18). A partir da capacidade de cometer o erro, de violar a lei, surge a implicação: pode também receber a admoestação proporcional ao delito – o castigo. Nessa faixa de idade, já estão sendo criados os fatores que marcam a identidade pessoal e surgem as possibilidades para a execução do trabalho disciplinado. Ainda referindo-nos a informações bíblicas, Davi, jovem modesto pastor de ovelhas, acusa um potencial admirável com o seu estro de poeta e cantor dedilhando a sua harpa, mas, ao mesmo tempo, responsável suficientemente para atacar o inimigo pelo gigante Golias, comparou-o ao urso e ao leão que matara com suas mãos”.

Nem todos os deputados favoráveis à PEC, porém, votaram movidos pela visão bíblica do colega do PP. Gabriela Ferraz, advogada do Instituto Terra, Trabalho e Cidadania (ITTC), aponta motivos mais terrenos por trás dos votos: “Muitos deputados têm financiamento de gestores de penitenciárias privadas e empresas de segurança pública. ‘Eu pago sua campanha e você vira meu funcionário, meu representante, cumpre minhas tarefas.’ Assim como foi feito com a educação e a saúde, a gente sucateia o público pra dizer que o privado é muito melhor. E a penitenciária privada surge nesse contexto. Interessante trazer a guerra às drogas, a redução da maioridade bem quando se discute as penitenciárias privadas no Brasil. Essas penitenciárias privadas, por contrato, precisam estar cheias. Quanto mais presos, maior o lucro, como mostrou o documentário da Pública. A gente precisa entender que o deputado está sendo pago pra isso. Assim como a indústria bélica força a queda do Estatuto do Desarmamento. Estamos falando de muito dinheiro. É importante lembrar também que existem outros 38 projetos de lei em trâmite que, de alguma forma, preveem a maior penalização do adolescente”.

A Pública bateu à porta da maioria dos 42 deputados que votaram a favor da redução na Câmara dos Deputados, em Brasília. Além de querer conhecer seus argumentos, queria saber se havia um plano para incluir esses adolescentes em um sistema prisional que hoje conta com um déficit de mais de 200 mil vagas, além de ser mundialmente reconhecido por inúmeras violações de direitos humanos, como a Pública já mostrou em diversas reportagens (linkadas ao lado). E com uma taxa de reincidência criminal em torno de 70%, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), “as taxas de reincidência nas penitenciárias ultrapassam 60%, enquanto no sistema socioeducativo se situam abaixo de 20%”.

Apenas quatro deputados aceitaram falar, e um, Bruno Covas (PSDB), respondeu via SMS enviado pela assessora de imprensa. A mensagem diz: “O deputado tem a seguinte opinião: acha que o tema deve ser discutido. Deve ser tema de debate. Por isso votou pela admissibilidade. Uma oportunidade para ouvir especialistas contrários e especialistas favoráveis à redução da maioridade. Desse modo, a comissão especial pode chegar a uma conclusão equilibrada e justa”.

Como antecipou esta matéria do site Vaidapé, Bruno foi um dos deputados a votar a favor da PEC que obtiveram financiamento de empresas possivelmente interessadas na privatização de presídios. Na prestação de contas divulgada pelo TSE, aparecem como doadoras a empresa Copseg Segurança e Vigilância Ltda. e Grandseg Segurança e Vigilância Ltda., com doação total de R$ 20 mil. Já o pastor evangélico João Campos (PSDB-GO) recebeu R$ 400 mil das empresas Gentleman Segurança Ltda. e Gentleman Serviços Eireli. Felipe Maia (DEM-RN) recebeu doações de R$ 100 mil da empresa Gocil Serviços de Vigilância e Segurança Ltda. E, de forma mais expressiva, o deputado Silas Câmara recebeu doações de R$ 200 mil de uma empresa chamada Umanizzare Gestão Prisional e Serviços Ltda., que também doou R$ 400 mil para sua esposa, Antonia Lúcia Câmara (PSC-AC) e R$ 150 mil para a filha, Gabriela Ramos Câmara (PTV-AC).

A empresa gere presídios privatizados e é responsável pela administração de seis unidades prisionais só no Amazonas, estado do deputado. No Tocantins, ela administra outras duas unidades. A empresa administra também uma unidade no Mato Grosso em parceria com outras empresas e o Estado (PPP). Procuramos Silas Câmara em seu gabinete e através de inúmeras ligações, mas não conseguimos entrevistá-lo.

Felipe Maia foi o único entre os deputados citados acima a receber a Pública em seu gabinete. O deputado disse que não acredita que a redução da maioridade penal seja a solução para a segurança pública no Brasil, “longe disso”, mas que esta se justifica “pelo número de criminosos ou de jovens delinquentes que hoje têm como realidade a pena socioeducativa de três anos sem registro do delito”. Questionado sobre qual seria o plano para abrigá-los no sistema penitenciário, ele foi claro: “Eu sempre defendi e defendo a privatização do sistema prisional porque acho que o Estado não tem condições de arcar com os custos. Existe a possibilidade de transformar os presídios em empresas em que você cobra do concessionário a ressocialização do preso, a não fuga, a não entrada de celulares. Aquilo tem que dar lucro”. E continua: “Como você vai deixar solto um jovem que mata um pai de família porque o sistema prisional está falido? Vamos resolver os presídios!”. Ele atribui a volta da PEC à “coragem do presidente da casa, Eduardo Cunha, em trazer matérias polêmicas como a terceirização, a reforma política e a redução da maioridade”.

A coordenadora de pesquisa do Programa Justiça sem Muros, do ITTC, Raquel da Cruz Lima, também atribui a Cunha e ao atual momento político a volta da PEC da redução da maioridade penal. “O Eduardo Cunha volta com essa pauta também para mostrar a ausência de base do governo. Porque antes ela já tinha ido para votação na CCJ e o governo segurou. Agora não conseguiu porque não há capital político. Acho que é justamente para ser uma posição simbólica desse esfacelamento da base aliada e do poder do governo federal em barrar políticas diminuidora de direitos, como a da terceirização e outras que estão passando. Isso fica claro nas falas do Eduardo Cunha”.

Dois pesos, duas medidas

Outro deputado que votou a favor da PEC foi Alceu Moreira (PMDB-RS), conhecido por uma intervenção gravada em vídeo durante uma audiência pública de 2013 sobre a demarcação de terras indígenas em que recomenda aos detentores da terra que “se fardem de guerreiros e não deixem um vigarista desses dar um passo na sua propriedade” e que “reúnam verdadeiras multidões e expulsem [os indígenas] do jeito que for necessário”. Moreira disse que votou pela redução porque acredita que hoje as pessoas amadurecem mais cedo e que o adolescente tem clareza do que está fazendo ao cometer um crime. Faltou clareza ao deputado, porém, ao defender seu ponto de vista: “Não é pelo Estatuto da Criança e do Adolescente que se trata o adolescente, mas também não é através no sistema prisional”. Para explicar a contradição aparente, alegou que, embora defenda o controle do Estado sobre o sistema prisional, as empresas privadas deveriam administrá-lo através de contratação por edital. “Se você paga bem, pode ter certeza que não entra facão ou telefone lá.” Segundo o site Transparência Brasil, Moreira já foi condenado por improbidade administrativa; condenado em segunda instância ao pagamento de multa por contratação irregular de funcionário público; condenado ao pagamento de multa por conduta vedada a agente público (uso irregular de serviço social de saúde pública), e é alvo de inquérito que apura crimes da Lei de Licitações e corrupção passiva. A Pública entrou em contato com a assessoria de imprensa do candidato pedindo explicações, mas não teve resposta até o fechamento da reportagem.

Já o deputado Laudívio Carvalho, do PMDB de Minas Gerais – membro declarado da bancada da bala e relator da proposta que revoga o Estatuto do Desarmamento –, diz que não só é a favor da PEC como luta por isso há muitos anos. “Em Minas Gerais, como jornalista da área policial, a cada dez ocorrências em que eu trabalhava, em oito havia a presença de menores em conflito com a lei. Hoje o tempo máximo de um menor infrator é de três anos. Eu defendo seis anos para crimes de violência média, e oito para crimes mais graves, contra a vida.” Sobre a crise penitenciária, repetiu o argumento ouvido diversas vezes pela Pública de outros deputados: “Nós temos que dotar o Estado de mecanismos para punir com força e cobrar dos estados federativos que os governantes tenham a responsabilidade legal de fazer cumprir”.

A fala mais transparente talvez tenha sido a do deputado Pastor Eurico, do PSB de Pernambuco. Depois de afirmar que vivemos em um país em que “a consciência da impunidade está nesses chamados menores, entre aspas, que de burros não têm nada”, ele fez a ressalva: “Cada caso é um caso”. E escancarou: “Um cidadão de bem que criou seu filho, deu educação, o menino pega o carro do pai e ‘vou ali’ daí sai, atropela, matou. Esse menino não é bandido, tem educação, testemunho, formação, ele vai ser tratado igual ao cara que sai com um revólver sequestra e mata? É diferente. Tem que parar pra pensar e analisar”.

“Vá até esses delinquentes mirins e ofereça uma boa casa, viver com dignidade, escola, tudo. Você vai encontrar um monte que não quer, que quer viver na bandidagem. Hoje é 16 anos; se amanhã for pra 14, eu voto a favor, não quero nem saber. A instituição não reeduca, mas, se não reeduca, não é problema meu. Cadeia é lugar onde se pensa. O problema é que aqui é frouxa a cadeia. O sistema nosso tem que mudar? Tem. A condição é subumana? É. Vive feito bicho? Vive. Uma cela pra 10 tem 50. Eu sei disso. Mas não fui eu que cometi crime. Todo menino bandido agora passou a ser boa pessoa. O que esse pessoal quer? Pega os meninos e leva pra casa, pra viver com sua família”, concluiu o deputado.

Em artigo escrito em 2013 para o livro “Quase Noventa Anos, homenagem a Ranulfo de Melo Freire”, a presidente da Fundação Casa de São Paulo, Berenice Maria Gianella, afirmou que apenas 1,08% dos adolescentes cumprindo medidas socioeducativas de internação em 2012 respondiam por latrocínio, 0,57% por estupro e 0,78 por homicídio doloso (quando houve intenção de matar).

Eles já estão presos

“O ECA nunca foi colocado em prática, então a gente está tentando desconstruir um sistema que nunca foi efetivado”, diz a defensora pública do núcleo de Infância e Juventude Lígia Cintra de Lima Trindade. “Esse discurso da impunidade é um mito, eles já estão em um sistema repressivo. Os adolescentes têm seus direitos colocados em xeque o tempo todo, às vezes de uma forma mais gravosa que os adultos. E, como no sistema criminal, as prisões são seletivas, discriminatórias, com a maioria de pobres e negros cumprindo as medidas socioeducativas. Mas aqui a gente ainda tem uma margem de disputa, para reivindicar que esses meninos estudem, tenham uma atenção, que suas famílias sejam colocadas em programas sociais. No sistema prisional, isso não vai acontecer”, explica Lígia.

Sua colega, a defensora Fernanda Balera, acrescenta: “A gente tem adolescentes internados por atos pelos quais adultos não seriam presos, como crimes de ameaça, brigas em abrigo, muitos por brigas em escola. Um roubo tentado, por exemplo, se fossem aplicar a lei como ela é mesmo, a pena ficaria abaixo de quatro anos e ele sairia para um regime aberto, enquanto para um adolescente é muito difícil que isso aconteça. Ele vai ficar internado por no mínimo oito meses a um ano, que na vida dele representa um tempo enorme. Quando você tem 15 anos, ficar até os 16 preso, quanta coisa acontece nesse tempo? Ninguém aqui está dizendo que ele não sabe o que está fazendo. A gente parte do pressuposto de que aquele é um ser em desenvolvimento. Ele tem consciência, mas essa consciência está em desenvolvimento, suscetível a influências, algo muito próprio da adolescência, e não tem como não levar isso em consideração”.

As defensoras contam que não só o ato infracional é levado em conta nas audiências, mas também as condições familiares e até as músicas que eles escutam. “Eu participei de uma audiência em que o menino compunha músicas, e a juíza queria saber que tipo de música, porque, se fosse funk ou rap, não era coisa boa”, lembra Fernanda. “As audiências têm um caráter supermoralizante, o juiz coloca uma lupa na vida do menino, e é alguém de classe média querendo colocar os seus valores próprios em uma pessoa que cresceu em outro meio. Mães são encaminhadas pra laqueadura, para grupos de apoio para aprender a criar seus filhos. Existe, inclusive, um recorte de gênero aí, porque a figura do pai é geralmente inexistente ou mesmo, quando existe um pai, é a mãe que toma as broncas”.

Já na primeira audiência que acompanhou, “por volta de 2000”, o defensor público de Santo André Marcelo Novaes presenciou uma cena reveladora da disposição dos juízes em relação aos adolescentes. “A vítima disse que não reconhecia o réu porque o menino que tinha assaltado usava um boné vermelho. ‘Uma bombeta?’, perguntou o juiz. E abriu uma gaveta cheia de bonés, pegou um vermelho e colocou na cabeça do menino. ‘E agora, você reconhece?’, e a vítima respondeu ‘agora reconheço”.

Tortura, submissão e revistas vexatórias

A violência sofrida por adolescentes sob tutela do Estado foi alvo de uma série de denúncias do defensor Marcelo Novaes, que, em 2013, organizou audiências públicas a respeito das cerca de dez revistas vexatórias diárias pelas quais passam os internos da Fundação Casa, em São Paulo, contadas à reportagem por Pedro*. “Cheguei a me afastar por algum tempo, quando um menino denunciou um caso de tortura e uma semana depois teve ‘um surto psicótico’ enquanto fumava um cigarro e morreu queimado. O processo foi arquivado”, conta.

Durante a investigação de denúncias de torturas em unidades do ABC (região metropolitana de São Paulo), em que 60 adolescentes foram periciados para comprovar uma surra coletiva sofrida na instituição, ele perguntou para um dos meninos se sofriam muitas revistas durante a rotina. A resposta foi estarrecedora: “E ele respondeu que sim, sete, oito, dez, doze por dia. Eles chamam de ‘descascar’. Tira a roupa, abre as nádegas, agacha, torce as roupas. Eles saem de manhã das celas – porque são celas, trancadas, clac, clac – e fazem revista. Faz a higiene, paga revista. Vai para o refeitório, paga revista. Vai pra escola, paga; volta da escola; paga. Imagina você fazendo isso no seu dia a dia. Eles têm uma linha amarela desenhada no chão, têm que andar olhando para a linha. Andar com a cabeça baixa, as mãos para trás, sempre em posição de submissão. Porque teoricamente eles podem pegar um lápis e matar um agente. Daria para contar os lápis ao invés de revistar, por exemplo, mas não é feito assim. Essa revista está no manual de procedimento”.

Para Novaes, as revistas não são simples medidas de segurança, mas também uma forma de submeter os adolescentes. “Acho que tem uma coisa de docilização do corpo, uma forma de submeter esses adolescentes, tem uma conotação sexual muito forte, como um estupro institucionalizado. O discurso que se repete é o do ‘mas ele pode me matar’, e eu respondo que é mesmo possível. Porque esse menino já passou por um processo tão violento na vida e, quando ele chega lá, ao invés de você desconstruir essa violência e tentar construir algo positivo, responde com mais violência. Acho que o crime é uma resposta errada pra uma situação errada. ‘O mundo é injusto, meus pais se danam pra pegar uma marmita, meu irmão morreu assassinado pela PM, não entendo nada na escola.’ Daí eu me pergunto: um menino desses, quando sai da instituição, que relação vai ter com o mundo? Teve o caso do menino que colocou fogo na dentista em Diadema. Ele ficou um ano internado. Por quantas dessas revistas, humilhações e torturas ele passou? Será que ele criou um prazer em ver o sofrimento no outro? Até que ponto ele não reproduziu o que viveu? Ele riscou o fósforo, mas quem jogou o álcool? Eu não estou isentando ele da responsabilidade, mas até que ponto nós não contribuímos pra essa situação? Vou dizer uma coisa muito grave: se ele for saudável, ele vai se rebelar”.

Novaes conta que a última denúncia que acompanhou aconteceu uma semana antes das eleições de 2014. “Cheguei na unidade, um calor tremendo, todos os meninos de moletom. Pedi pra tirar e estavam lá as marcas. Os 70 meninos apanharam com cabos de vassoura que depois a gente achou no lixo. Teve uma vez que eu fui visitar uma unidade em Mauá com denúncias de tortura, e o negócio era tão feio que eu pedi no requerimento que os agentes fossem proibidos de usar botas com biqueiras de aço. Nós temos hoje uma sociedade extremamente dividida, com bolsões de miséria absurdos. Temos 30 milhões de jovens de 15 a 30 anos sem atividade, sem perspectiva. São esses caras que vão para o sistema. É nosso exército. A gente recruta preso ali. E essa questão da criminalização dos jovens vai aumentar se você colocar um menino num sistema desses, e não o contrário”.

Extermínio, o fim da linha

A experiência de Lígia como defensora lhe trouxe outra constatação aterradora: são muitos os casos em que adolescentes em conflito com a lei – raramente perigosos, como ela destaca – são exterminados depois de soltos. “Essa imagem do adolescente perigoso, armado, passa muito longe do perfil dos internos da Fundação Casa. Não é a maioria. Mas, ao contrário, é impressionante o número de processos que encerraram por óbito. É realmente muito comum. O que mais uma vez mostra que eles morrem mais do que matam. Geralmente são exterminados pela polícia. Saem da Fundação Casa e, no próximo BO em que se envolvem, são exterminados. Em uma audiência, eu conversei com um promotor e ele, querendo me convencer da redução da maioridade penal, disse que a culpa de os adolescentes serem assassinados era desse sistema que garantia a impunidade. Porque o policial prefere matar do que levar pra delegacia, pra ele ser internado e não acontecer nada; ‘se a punição for mais dura isso não vai acontecer’ [disse o promotor]. Olha onde chegamos”.

“O próprio caso do Champinha, que se usa como exemplo de impunidade, além de ser uma exceção, não faz sentido”, explica Fernanda, referindo-se ao então garoto de 17 anos que sequestrou, torturou e matou um casal de adolescentes. “O crime aconteceu em 2003 e ele está até hoje preso, em um lugar que é uma aberração jurídica chamada Unidade Experimental de Saúde. Lá ficam meninos que foram diagnosticados com transtorno de personalidade, e ninguém sabe muito o que acontece”.

A sociedade, porém, parece esquecer sua responsabilidade constitucional para com os adolescentes, ignorando fatos e números que mostram que eles são mais vítimas de crimes do que culpados pelos altos índices de homicídio do país, e não gozam da propalada imunidade quando em conflito com a lei. Uma pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes, de 2013, revelou que 92,7% dos entrevistados apoiavam a redução da maioridade penal.

“Parece que a sociedade briga por um endurecimento por achar que as medidas socioeducativas são brandas, e na verdade existe uma punição ainda mais dura para os adolescentes porque ela justamente não tem os benefícios dos processos, ela não tem pena e ao mesmo tempo replica todas as violências como as revistas vexatórias, a seletividade, a segregação e as torturas de forma ainda pior. Ainda assim, é preciso que se entenda que o sistema de medidas vai mal, mas a solução não é endurecer ainda mais, e sim investir, melhorar e torná-lo menos punitivista”, defende a advogada Gabriela Ferraz, do ITTC.

Como destaca a pesquisadora Jacqueline, não há provas de que haja relação entre maior encarceramento e diminuição da criminalidade: “A análise conjunta dos dados sobre os homicídios e dos dados sobre encarceramento não permite afirmar que prender mais resulta em menos homicídios. Na maior parte dos estados brasileiros, houve aumento do número de presos e crescimento dos homicídios. Prender mais não resulta necessariamente em redução da violência”.

O desembargador José Renato Nalini, presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo e declaradamente contra a redução da maioridade penal, conclui: “Uma sociedade egoísta quer se livrar do incômodo e tem como solução trancar todos: os adultos num sistema prisional carcomido, corrompido, contaminado de vícios insanáveis e que não funciona em todo o planeta. Já somos o terceiro país que mais aprisiona. Queremos agora ser o primeiro que mais encarcera menores. Vamos de 18 para 16, depois de 16 para 14, de 14 para 12 e, finalmente, com algum exagero, teremos berçários-reformatórios. Não é essa a solução. É preciso juízo e fortalecer a responsabilidade cidadã. Resgatar o princípio da subsidiariedade. Não surfar na onda recorrente de criar mais tipos penais, aumentar os castigos, instituir pena de morte. O caminho é outro”.

Paulo*, 29 anos, 9 anos e sete meses passados dentro de sistema penitenciário, concorda. “Se mandar esses meninos direto pra cadeia, a mente vai ficar pesada e depois não adianta segurar porque o bagulho é um câncer. Depois que espalhar, já era, não dá mais pra conter. Eu vi cara morrer, vi a polícia jogar bomba de gás em uma cela pequena com 11 caras dentro… Tem noite que eu sonho que tô lá dentro e não consigo acordar. Imagina isso na mente de uma criança”

Fonte: Matéria originalmente publicada no site da Agência Pública e transportado do site Opera Mundi.

Deputados comemoram aprovação da PEC na CCJ - Marcelo Camargo / Agência Brasil

Deputados comemoram aprovação da PEC na CCJ – Marcelo Camargo / Agência Brasil

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Resolva seus problemas de bugs em seus navegadores com o Zoek

Zoek, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Esse procedimento remove vários vírus dos navegadores que ficam como página inicial terrivelmente.

Resolvi todos os problemas em meus navegadores com esse programa e graças aos tutoriais de vídeos e fóruns que estudei. Neste post apresento as ferramentas, links e o caminho exato para baixar o programinha. Tudo muito simples, rápido e confiável. Recomendo!

Mas afinal, o que seria esse tal de Zoek?

Trata-se de uma ferramenta holandesa, criada por Smeenk, e usada na remoção de malwares, bem como capaz de realizar outras funções. Trata-se de uma ferramenta bastante antiga, que sofreu muitas modificações. Ela é compatível com todas versões do Windows.

Não esqueça do script para que o programa rode certinho. Para que ele possa remover os problemas, copie todo este texto destacado em vermelho abaixo:

createsrpoint;
autoclean;
emptyalltemp;
iedefaults;
resetieproxy;
resethosts;
shortcutfix;
ffdefaults;
firefoxlook;
reset chrome;
chrdefaults;
chromelook;
emptyfolderscheck;delete

Tire suas dúvidas e estude melhor antes de fazer a instalação do Zoek nesses links:

Aqui segue o brilhante vídeo que solucionou o meu problema. Perca uns minutinhos e assista:

 

Clique aqui para instalar

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Relatório do índice de vulnerabilidade juvenil à violência e desigualdade racial 2014

Índice de vulnerabilidade juvenil à violência e desigualdade racial 2014, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Recebi por e-mail do presidente do Conseg 271 do Distrito do Pântano do Sul, Carlos Thadeu Lima Pires que também é preside a Associação Metropolitana de Conselhos Comunitários de Segurança da Grande Florianópolis, o relatório apresentando o índice de vulnerabilidade juvenil à violência e desigualdade racial em todo o Brasil. O destaque deste documento e peço que observem está nos estados do Sul, notadamente Paraná e Santa Catarina. O presente documento foi elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com outras instituições.

Não deixem de conferir o relatório, um resultado entre de parceria entre a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) da Presidência da República, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Ministério da Justiça (MJ) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil.

O IVJ – Violência e Desigualdade Racial será utilizado pelo Plano Juventude Viva, da Secretaria Nacional de Juventude, para orientar políticas públicas de redução da violência contra jovens no país.

Clique aqui para baixar - Arquivos

:D

 

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Como será a iPhoto Fair por dentro?

Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira,

Muitos estão curiosos para saber como funcionará a iPhoto Fair, como a feira será por dentro. De fato, serão várias lojas e espaço para se relacionar com outro visitantes. Mas, além disso, aqueles que passarem pela feira virtual iPhoto Fair terão a oportunidade de passear por áreas de recepção, pavilhão com estandes e auditório com palestras. Cada pavilhão contará com espaço para 35 expositores e locais de lazer para conversar e conhecer novas pessoas.

Os estandes também possuirão banners e vídeos possibilitando que os visitantes conheçam mais sobre os expositores. Nas fotos de demonstração que vemos aqui, o personagem está com um visual padrão, mas será possível criar seu próprio visual.

Os participantes serão atendidos por assistentes virtuais online. Fora o atendimento em si, tirando dúvidas e realizando comprar, os visitantes poderão interagir com cada parte dos estandes, garantindo uma experiência divertida em conhecer e comprar produtos. Haverá auditório onde os participantes da feira terão acesso a palestras de fotógrafos do Brasil e do mundo.

Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira, Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira, Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira,

No evento do Facebook, você já pode ter uma prévia de quem estará por lá. Será possível trocar cartões de visita online e fazer chamadas ao vivo via Skype, integrado à plataforma. A feira contará com espaços de patrocinadores em diferentes áreas onde os participantes serão informados sobre  as novidades do mercado e promoções especiais, disponíveis apenas na iPhoto Fair. Ainda não se inscreveu? Não perca tempo e inscreva-se no site http://www.iphotofair.com.br.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Como ir a uma feira de fotografia sem sair de casa?

Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira,

Nem sempre é possível viajar até grandes feiras de tecnologia. O Brasil é um país muito grande e excelentes fotógrafos estão espalhados de Norte a Sul. Pensando nisso, a iPhoto Editora resolveu facilitar a vida de todos. Com vocês, a iPhoto Fairprimeira feira de fotografia online do mundo.

Já compramos muitos equipamentos fotográficos através da internet. Expandir esse hábito para uma feira completa, com diversas opções de negócios, é a ideia da iPhoto Fair. Na feira, você terá a diversão e comodidade de passear com seu “eu virtual” personalizado, assistindo palestras gratuitas, conhecendo fotógrafos, trocando ideias e descobrindo novas oportunidades e soluções para sua fotografia.

A partir do dia 23 de junho, dia da grande abertura da iPhoto Fair, a feira proporcionará uma experiência inédita para comprar, vender e fazer negócios. E você poderá acessar a hora que quiser, durante o ano todo. Confira algumas imagens para conhecer como será o visual da feira:

iPhotofair (4) iphotofair (3) iphotofair (2) iphotofair (1)

Faça seu cadastro grátis, crie seu avatar e participe da feira de fotografia a partir do 23 de junho. Acesse agora no site www.iphotofair.com.br, escolha o opção “Registre-se agora” e viva uma nova experiência.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Ex-bolsista do Ciência sem Fronteiras é o primeiro brasileiro civil a ir ao espaço

Ex-bolsista do Ciência sem Fronteiras é o primeiro brasileiro civil a ir ao espaço, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O estudante brasiliense Pedro Nehme vai viver, nos próximos meses, uma das experiências mais incríveis que um jovem cientista poderia sonhar. Aluno de Engenharia Elétrica da Universidade de Brasília (Unb) e bolsista da primeira turma do Ciência sem Fronteiras, Pedro será o primeiro brasileiro civil a fazer uma viagem ao espaço.

Antes dele, só o astronauta paulista Marcos Pontes, tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB), realizou uma experiência semelhante. Há alguns dias, a própria presidenta Dilma Rousseff cumprimentou o estudante – que hoje é bolsista da Agência Espacial Brasileira – por meio de sua conta no Twitter.

Nehme fará um vôo suborbital entre o final deste ano e o ano que vem, a bordo da nave espacial Lynx, desenvolvida pela empresa americana XCor. Ele conquistou a vaga após vencer um concurso internacional, promovido pela companhia aérea holandesa KLM com outros 129 mil concorrentes de todo o mundo.

O estudante venceu a competição ao prever onde – local, altitude, latitude e longitude – iria estourar um balão cheio de hélio, lançado do Deserto de Nevada, nos Estados Unidos (EUA). Entre todos os concorrentes, Pedro foi o que mais se aproximou do ponto em que o balão estourou e, por essa razão, foi premiado com a viagem ao espaço.

Ciência sem Fronteiras e estágio na Nasa

Encantado desde a infância pela área espacial, Pedro estagiou por nove meses na Nasa, nos EUA. Lá ele trabalhou na área de balões de alta altitude, dentro da Divisão de Astrofísica da agência espacial americana, uma base que ele acredita que possa ter contribuído para que vencesse o concurso.

Pedro alcançou essa chance após conseguir uma bolsa para um intercâmbio na Catholic University of America, em Washington (EUA). Ele fez parte da primeira turma do programa Ciência sem Fronteiras, lançado pelo governo federal, em 2011. “A experiência do Ciência sem Fronteiras é muito enriquecedora. Você passa muito tempo dentro dos melhores institutos de ciências e tecnologias do mundo. Além disso, você tem contato com grandes professores. Foi através de uma professora da universidade americana, por exemplo, que eu consegui um estágio na Nasa. Foi uma oportunidade sensacional, em que eu passei desenvolvendo sistemas junto de outros alunos americanos e aprendendo com os mentores na Nasa. São coisas que eu guardo e coloco em prática até hoje”, lembra.

Nehme enfatizou ainda como o Ciência sem Fronteiras tem contribuído para elevar a qualidade do ensino superior no Brasil. Segundo ele, os bolsistas voltam para suas universidades de origem trazendo experiências de lugares diferentes do mundo, o que tem contribuído para enriquecer o debate e a pesquisa desenvolvida no Brasil. Ele também destacou como sua experiência no exterior fez com que ele constatasse a qualidade da formação em engenharia existente no Brasil.

“Quando a gente volta do Ciência sem Fronteiras traz a experiência de vários países para o mesmo ambiente: a universidade brasileira. A gente tem uma ideia do que está sendo feito na Europa, nos EUA, na Ásia. E, aí, podemos discutir as experiências mais avançadas e tentar colocá-las em prática aqui no Brasil. Eu pude perceber também a qualidade da formação de engenharia no Brasil, que é muito boa. A base que a gente tem aqui torna a gente competitivo lá fora,” ressaltou.

Expectativa

Pedro também falou ao Blog do Planalto sobre sua expectativa para a viagem a bordo na nave Lynx, que terá duração de aproximadamente uma hora. No vôo, ele levará um experimento que está sendo desenvolvido por uma escola pública de educação básica brasileira em parceria com alguma universidade do País e que será selecionado pela Agência Espacial Brasileira.

A minha expectativa é grande, já que é uma experiência muito diferente essa que eu vou viver. Mas que eu acho que pode ter uma grande contribuição para o setor aeroespacial e é aí onde está grande parte da minha expectativa, já que eu vou levar para o espaço um experimento da Agencia Espacial Brasileira, que está sendo desenvolvido por uma escola pública e por uma universidade brasileira. É algo que dá uma perspectiva profissional para a viagem e de onde eu acho que vão sair os maiores frutos dessa experiência, comemora.

Ele ainda finaliza contando que tem se apoiado na preparação que tem feito para controlar a ansiedade. Para suportar a viagem, Pedro já fez treinamentos na centrífuga Phoenix, na Filadélfia (EUA), e fez testes de gravidade zero na Rússia. Para Nehme, a experiência deve mudar também sua visão sobre o seu papel no mundo.

“Todos os astronautas dizem que não interessa o quanto os outros descrevam. É uma sensação que você só vai sentir se você realizar a viagem. Hoje, por exemplo, já tem câmeras na estação espacial internacional onde você pode ver a Terra de fora e tudo mais… Mas nada substitui você estar dentro de uma nave dessas, realizando o vôo e vendo a Terra de fora. Dizem que é algo que mexe muito com a visão do seu papel no mundo e você tem a noção de que está em dos locais mais especiais do Universo”, conclui.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

iPhoto Fair, a primeira feira de fotografia online do mundo

Altair Hoppe, iPhoto Editora, iPhoto Fair, #iPhotoFair, Fotografia, Feira, Hyperfair, #iPhotoEditora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Fotografia, Feira,

A feira contará com uma plataforma inovadora e interativa, proporcionando uma experiência inédita para comprar, vender e fazer negócios. Os fotógrafos que visitarão a feira terão a oportunidade de comprar câmeras, lentes, equipamentos de iluminação e conhecer novos fornecedores para impressão de álbuns e tudo o que precisam no dia-a-dia.

A iPhoto Fair é a primeira feira de fotografia online do mundo. Com uma plataforma inovadora e interativa, a feira proporciona uma experiência inédita para comprar, vender e fazer negócios. Os fotógrafos que visitarem a feira terão a oportunidade de comprar câmeras, lentes, equipamentos de iluminação e conhecer novos fornecedores para impressão de álbuns e tudo que precisam no dia a dia.

Além disso, os expositores poderão apresentar suas soluções para fotógrafos de todo o Brasil e mundo através de vídeos, folders, fotos e imagens 3D. Assim, visitantes e expositores terão as ferramentas perfeitas para fazer bons negócios.

A iPhoto Fair é uma feira anual, gratuita para visitantes e com baixo custo para expositores e patrocinadores. Flexibilidade perfeita para que fotógrafos e expositores possam encontrar, conhecer, vender e comprar soluções com muita facilidade, rapidez e economia.

Participe deste evento revolucionário e descubra um novo universo de possibilidades, soluções tecnológicas, tendências, serviços e equipamentos para foto e vídeo.

Fonte: iPhoto Editora. Para mais informações 0800 600-5622 ou visite o site www.iphotofair.com.br.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Lançamento da iPhoto Fair, a primeira feira de fotografia online do mundo

Assista ao vídeo de lançamento da iPhoto Fair, a primeira feira de fotografia online do mundo. Eu estava presente neste dia neste dia e testemunhei a realização deste projeto inovador que irá simplificar a fotografia no seu futuro e a vida dos seus profissionais. Participe deste evento revolucionário e descubra um novo universo de possibilidades, soluções tecnológicas, tendências, serviços e equipamentos para foto e vídeo.

Para mais informações 0800 600-5622 ou visite o site www.iphotofair.com.br.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

O primeiro comercial da Apple na televisão brasileira

Filme foi exibido no intervalo do Jornal Nacional na quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 foi a estreia da Apple na televisão brasileira e seu primeiro comercial e seguiu o padrão de comercial veiculado nos Estados Unidos.

Marca mais valiosa do mundo, segundo o ranking Best Global Brands, a Apple veiculou na noite desta quinta-feira, 4, seu primeiro comercial voltado ao público brasileiro na televisão do País, divulgando o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus.

O filme, que mostrava duas vozes interpretando à sua maneira o tema de Odisseia no Espaço, repete uma ideia global utilizada no lançamento dos aparelhos, em setembro, mas com componentes personalizados ao País – nos Estados Unidos, as vozes eram de Justin Timberlake e Jimmy Fallon. No final do comercial, uma mensagem sobre as dimensões dos aparelhos, um dos grandes destaques das novas versões do iPhone. As campanhas da Apple são sempre criadas pelo Media Arts Lab, parte da rede TBWA.

Apesar de ser a primeira vez da Apple na televisão brasileira, a marca já havia veiculado anúncios específicos para o público brasileiro, em junho, poucos dias antes da abertura da Copa do Mundo. Uma peça de out-of-home instalada em relógios de pontos-nobres de São Paulo mostrava um iPhone 5C na cor azul, revestido com uma capa amarela e a frase “Que bonito é”, parte da canção “Na Cadência do Samba (Que bonito é)”, um dos hinos cantados pelo torcedor durante os jogos. Mirando o mercado brasileiro, a gigante da tecnologia inaugurou sua primeira Apple Store no país em fevereiro, no Rio de Janeiro, e prepara outra em São Paulo.

Fonte: Proxxima

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O primeiro comercial da Apple

Ao assistir (pela não sei lá quais da vezes em minha vida) o filme Piratas da Informática/Piratas do Vale do Silício/Pirates of Silicon Valley (sei lá qual o nome correto), um dos filmes que fazem parte de minha DVDteca, me deparei com as primeiras cenas do longa, o primeiro comercial da Apple ou Macintosh e resolvi pesquisar a respeito. Ele existiu de fato como roteirizado na produção do diretor Martyn Burke. Neste post eu apresento um pouco da história deste comercial e ao filme também. Vamos a leitura.

Esse comercial talvez seja do maior anúncio da história. Um que gerou milhões em cobertura gratuita e ainda o faz hoje: 1984 – apresentando o Apple Macintosh – ainda é uma jóia que deixa a maioria das pessoas estupefata.

Os valores de produção deste anúncio, criado por Steve Hayden e Lee Clow da agência publicitária Chiat/Day – a agência publicitária atual da Apple – e dirigido por Ridley Scott – diretor de Alien e Blade Runner – são simplesmente animais. À época, a narrativa e a cinematografia eram totalmente inovadoras, ao ponto de comentaristas de TV exclamarem “O que raios foi aquilo?” após o término do comercial, que estreou durante o terceiro quarto do Super Bowl XVIII em 22 de janeiro de 1984.

A Apple gastou 1,5 milhões de dólares no anúncio, mesmo os diretores não querendo rodá-lo e Steve Jobs – que obviamente acreditava que o anúncio era genial e estava presente no momento da filmagem – tendo que usar todos os seus poderes de Campo de Distorção de Realidade ao lado de John Sculley para fazer com que eles o aprovassem. É sabido que Steve Wozniak gostou tanto dele que ele ofereceu pagar por ele com dinheiro do próprio bolso.

Por fim, a visão – como na maioria das vezes, bastante acertada – de Steve prevaleceu e o anúncio tornou-se o maior hit da história da TV, estabelecendo o nível para todo comercial passado durante o Super Bowl desde então. Com uma única emissão, ele gerou milhões de dólares em cobertura gratuita e repetições nos canais de TV por todos os EUA e até por países afora, tornando-se um marco histórico para publicitários, empresas e público.

Fonte: Gizmodo Brasil

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

A musiquinha do menino José!

Que a internet seja louvada!

Desde que eu vi (quando passou na TV) esse vídeo no Top Five no CQC da Band, morri de rir e agora, o que dizer dessa musiquinha. O engraçado é que ficamos lembrando dessas paradas o dia inteiro.

Bom, eu vim pra passear, né
Bom, eu vim pra passear, né
Comprei o Goku ontem o Frieza hoje
Comprei o goku ontem o frieza hoje

Abaixo, o vídeo da entrevista do menino José!

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Presidenta Dilma lembra vitórias dos trabalhadores em mensagem sobre o 1º de maio em redes sociais

A presidenta Dilma Rousseff garantiu, em mensagem veiculada nas redes sociais nesta sexta-feira (1º), que todos os pleitos e avanços nas questões trabalhistas são frutos do diálogo amplo e franco entre governo e sociedade. Ela destacou a criação de um grupo formado por governo e representações de trabalhadores, empresários e aposentados para discutir medidas de estímulo à geração de emprego e renda para a população.

Na segunda mensagem alusiva ao Dia do Trabalhador, divulgada nesta sexta-feira (1º) por meio das redes sociais, a presidenta Dilma Rousseff defendeu a regulamentação do trabalho terceirizado. Para ela, é preciso garantir direitos trabalhistas, previdenciários e salários dignos aos empregados terceirizados.

No seu terceiro e última mensagem, a presidenta Dilma Rousseff utilizou as redes sociais para lembrar que o dia 1o de maio tem sido, historicamente, uma data para celebrar avanços e conquistas da classe trabalhadora. Dilma garantiu que, nos últimos anos, uma das principais vitórias nesse sentido tem sido a valorização do salário mínimo. De acordo com a presidenta, foi enviada ao Congresso Nacional uma Medida Provisória que garante a política de valorização do salário mínimo no período 2015-2019. Ela lembrou que medida semelhante foi aprovada em seu primeiro mandato.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Primeiro de maio, o Dia Internacional dos Trabalhadores!

Dia do Trabalhador, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Enquanto a luta dos trabalhadores contra a burguesia e a dominação de classe continuar, enquanto todas as exigências não forem conseguidas, o Dia dos Trabalhadores será a expressão anual destas exigências. E quando melhores dias raiarem, quando a classe trabalhadora do mundo tiver ganho sua liberdade, então a humanidade provavelmente irá celebrar o Dia dos Trabalhadores em honra às mais amargas lutas e aos muitos sofrimentos do passado
Rosa Luxemburgo, 1894

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Minhas postagens, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Google cria extensão para o navegador Chrome que informa o usuário que site é malicioso

Alerta senha - extensão do Google Chrome, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O “Alerta de senha” ajuda a proteger contra ataques de phishing. Nós já instalamos e recomendo o serviço.

O Google lançou na última quarta-feira, 29, uma extensão gratuita para o Chrome que aumenta a segurança e proteção contra invasores nas contas Google. A extensão se chama “Alerta de senha” e avisa o usuário quando ele corre o risco de inserir login e senha em sites maliciosos projetados para roubar senhas e informações bancárias.

Informações da extensão

Se você digitar sua senha de Gmail ou do Google for Work em qualquer outra conta google.com, você receberá um alerta para alterar essa senha, caso necessário.

O “Alerta de senha” também tenta detectar falsas páginas de login no Google, para alertar você antes que digite sua senha. Para fazer isso, o “Alerta de senha” confere o HTML de cada página que você acessa para se certificar de que não se trata de uma tentativa de se fazer passar por uma página de login do Google.

Perguntas frequentes

  • Quando o “Alerta de senha” começará a funcionar? O “Alerta de senha” se inicializará sozinho na próxima vez que você digitar sua senha em accounts.google.com.
  • O “Alerta de senha” armazena minhas senhas ou as teclas que eu uso? Não. O “Alerta de senha” não armazena sua senha ou as teclas que você usou. Em vez disso, o recurso armazena uma miniatura segura da sua senha, que então é comparada a uma miniatura das teclas que você usou recentemente dentro do Chrome.
  • Para onde o “Alerta de senha” envia dados? Se você usa o “Alerta de senha” dentro de uma conta do Gmail, o recurso não envia nenhum dado de seu computador local. Se o administrador do Google for Work escolhe implantar o “Alerta de senha” no domínio, ele recebe alertas quando o “Alerta de senha” é acionado.
  • Quais são os limites do “Alerta de senha”? O “Alerta de senha” não protege as janelas anônimas nem os Aplicativos e Extensões do Google Chrome. Não protege senhas de serviços que não são do Google. O “Alerta de senha” opera apenas dentro do navegador da Web Chrome e quando o Javascript está ativado.
  • Onde posso encontrar mais detalhes? Veja todas as perguntas frequentes em https://support.google.com/a/answer/6197508 ou veja toda a base de código aberto em https://github.com/google/password-alert.

Ao instalar este item, o usuário concorda com os Termos de Serviço e com a política de privacidade em www.google.com/policies/

Clique aqui para instalar

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pastor Cesino Bernardino recebe missionários em gabinete

Pastor Cesino Bernardino recebe missionários em gabinete, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O Pastor Cesino Bernardino, Presidente dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), congresso que segue até o dia 5 de maio em Camboriú, recebeu nesta quarta-feira, dia 29, no Gabinete do Paço Municipal, missionários de diversas partes do Brasil e do mundo.

Entre os que estiveram presentes, havia missionários chilenos, argentinos, bolivianos e, claro, brasileiros. Durante o encontro o pastor fez uma leitura da Bíblia e atendeu aos evangelizadores, que relataram aos membros presentes, seus trabalhos em comunidades espalhadas pelo mundo. Ao todo são 62 projetos, distribuídos em 42 nações.

A Abertura Oficial do Gideões será nesta quinta-feira, dia 30, no Ginásio Irineu Bornhausen, no Centro da cidade, às 19h. Entre os pregadores e cantores que passarão pelo evento estão: Marco Feliciano, Abilio Santana, Samuel Mariano e Flordelis.

Fonte Prefeitura de Camboriú

Pastor Cesino Bernardino recebe missionários em gabinete, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Apóstolo Luiz Hermínio fala sobre os cantores gospel na igreja

O assunto não é novo e muitos já viram esse vídeo. Resolvi postar a pregação do Apóstolo Luiz Hermínio da igreja Mevam de Itajaí onde fala da prostituição do universo gospel nas igreja pela atual circunstância. Abaixo, eu rebloguei o artigo publicado no portal Notícias Gospel.

O mercado gospel, ambiente em que artistas, empresários e promotores de evento atuam profissionalmente, às custas da venda de CDs, DVDs, livros e cachês por apresentações em igrejas e eventos, foi duramente criticado pelo apóstolo Luiz Hermínio, líder do ministério Missões Evangelísticas Vinde Amados Meus (MEVAM).

Num vídeo que circula pelas redes sociais, Luiz Herminio afirma que esses profissionais atuam como cafetões, tratando a igreja como “prostituta”, numa alusão à exploração comercial.

“Eu não sustento artista no púlpito. Sustentamos pobres nos lugares carentes. Nós não damos dinheiro pra artista, não alimentamos essa ‘lixologia’ gospel, essa meleca. Nós alimentamos a cidade carente”, disse o apóstolo, complementando: “Um dia esse povo vai ter que acertar as contas com Deus, aonde está o dinheiro dos CDs, dos livros, dos shows […] Você que tem abusado da noiva, da igreja, Deus vai te pegar. Você que está enriquecendo nas costas da igreja,  trata a igreja como uma prostituta, seu cafetão… A noiva não é prostituta, você é cafetão, mas a noiva não é prostituta”, disparou.

A mensagem de Luiz Herminio tinha como tema “Entendendo o tempo e o modo de Deus”, e foi publicada no canal oficial do ministério MEVAM no YouTube em julho deste ano.

O líder sugere ainda que os dirigentes de outras denominações boicotem artistas gospel que só se apresentam mediante pagamento. “Por favor, não leve pessoas na sua igreja que cobram pra cantar e pregar. Quem cobra por uma noite de intimidade é a prostituta, não é a noiva […] Quanto é que você cobra por duas horas? Quanto é que você cobra por 20 músicas, seu ladrão? Você é ladrão da noiva, você é cafetão, só que a noiva não é prostituta! Ela tem um noivo e Ele vai buscá-la, viu? Te cuida”, alerta o apóstolo.

Fonte Notícias Gospel

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Saiba como ajudar – Terremoto no Nepal

Saiba como ajudar - Terremoto no Nepal, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Junto à Rede de socorro emergencial mundial a Sustainable Communities Worldwide, a REDE SOS GLOBAL precisa de sua ajuda para enviar equipes de socorro emergencial ao Nepal para ajudar as vítimas do devastador terremoto de magnitude 7.8 que atingiu uma área entre a capital Kathmandu e a cidade de Pokhara do último sábado, dia 25. Mais de 2.500 pessoas morreram só no Nepal, mas também há ocorrências na Índia, China e Bangladesh.

É o mais poderoso terremoto no Nepal desde 1934. Prédios centenários tombados pela UNESCO foram destruídos. Uma avalanche no Monte Everest provocada pelo terremoto matou pelo menos 17, fazendo deste o dia mais letal já registrado na história da montanha.

A Rede SOS Global se organiza para atender a este desastre junto às outras organizações e à SCW que coordena operações com 6 equipes socorristas de todo o mundo prontos para entrar no Nepal imediatamente. Essas equipes trabalharão para prover socorro médico, atender as necessidades mais urgentes, reestabelecer comunicação, transporte e logística necessárias para levar o socorro a áreas que ainda não receberam ajuda.

Precisamos de sua ajuda para que essa missão seja possível.

Interceda

  • Ore pelo consolo de Deus às milhares de famílias enlutadas.
  • Ore pelos feridos que necessitam de atendimento médico urgente.
  • Ore por proteção dos que estão trabalhando no resgate, devido aos contantes tremores.
  • Ore por voluntários médicos.

Doe

Doações em dinheiro serão destinadas ao envio da equipe médica, bem como para a compra dos itens necessários para a sobrevivência das vítimas.

  • Banco: 237 – BRADESCO
  • Agência: 2036-2
  • Conta corrente 28.738-5 – final 0,11 centavos
  • Associação Missão Esperança AME – CNPJ 05.066.986/0001-16

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Gideões 2015: Veja como ficará o trânsito na cidade durante o congresso

Gideões 2015 - Veja como ficará o trânsito na cidade durante o congresso, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

A partir desta quinta-feira, dia 30 de abril, até o próximo domingo, dia 3 de maio, o trânsito de veículos em Camboriú funcionará num sistema diferenciado, devido ao 33° Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora. As mudanças visam facilitar a circulação de moradores e visitantes nos dias com maior participantes no evento.

Durante os quatro dias os ônibus, carros e vans terão rotas específicas para trafegarem. O roteiro definido começa na Avenida Santa Catarina, nas proximidades da Rua Leopoldo Leite, que terá duas pistas para a entrada na cidade, das 17h às 21h. A pista dupla segue até a rótula em frente ao Instituto Federal Catarinense. A partir daquele ponto, os veículos devem virar à direita, na Rua Joaquim Garcia, e seguir o caminho indicado para cada tipo de transporte.

“A sinalização especial já foi instalada e fiscais do setor de Planejamento Urbano estarão se revezando em pontos estratégicos para orientar os motoristas a entrarem e saírem da cidade. Além disso, a Polícia Militar dará apoio ao trabalho, indicando o caminho correto que cada motorista deve seguir”, explicou o Coordenador do Departamento de Trânsito, Jair Grings.

Outros esclarecimentos pelo telefone (47) 9246-3147, falar com Jair.

Cartaz do Congresso dos Gideões 2015, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Terremoto mortal em Nepal – Estamos no caminho para ajudar tudo e a todos inclusive os animais

erremoto mortal em Nepal - Estamos no caminho para ajudar os animais, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

IFAW International Fund for Animal WelfareComo correspondente e militante social ciberativista da organização IFAW – International Fund for Animal Welfare, nossa missão é resgatar, proteger e cuidar de animais de todo o mundo Você pode fazer parte de nossa equipe no Nepal e onde os animais estão sofrendo, estamos nos mobilizando para ajudar o povo nepalês desta terrível ação violente da natureza.

Devastação do terremoto foi instantânea. Dentro de momentos simples, milhares de edifícios em Nepal entrou em colapso e milhares de pessoas foram mortas. Dezenas de tremores secundários mortais seguido.

Animais estão sofrendo também. Milhares de cães e gatos sofreu ferimentos contundente. E, como comunidades tentar recuperar, os animais estarão em risco de doenças e fome.

As organizações locais já estão pedindo a nossa ajuda no chão, com os esforços de resgate animal. Usando a experiência que adquirimos depois do terremoto no Haiti, em 2010, e outros esforços de resposta a desastres em todo o mundo, nós estamos prontos para ajudar. Uma equipe da IFAW-WTI irá trabalhar com parceiros locais para alimentar e fornecer cuidados médicos para cães, gatos e outros animais.

Muitas pessoas já não têm abrigo, mas eles estão desesperadamente tentando localizar seus animais de estimação e animais de fazenda quintal. A necessidade de água potável, comida e assistência médica é urgente, por isso temos de agir rápido!

Neste momento, a situação está mudando a cada hora. Eu vou mantê-lo atualizado sobre o que estamos fazendo para salvar a vida dos animais.

Por favor, mantenha as pessoas e os animais do Nepal em seus pensamentos, juntamente com aqueles que estão sacrificando muito para resgatar e cuidar deles.

Shannon Walajtys Shannon Walajtys

Shannon Walajtys
Gerente de Resposta a Desastres da IFAW

:D

 

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Deputado Peninha quer acabar com a Contribuição Sindical Obrigatória. Eu sou contra!

Contribuição Sindical Obrigatória, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O deputado catarinense do PMDB quer acabar com contribuição sindical obrigatória. Eu sou completamente contra. Eu sou completamente contra. Ninguém quer pagar mais por tantos imposto, mas todos querem que os seus direitos trabalhista sejam preservados, certo? Sabemos da ineficiência e da pelegagem de muitos sindicatos desmotivando os trabalhadores a  a não serem sindicalizados. Mas se acabarmos com a esta contribuição, propositalmente iremos acabar com os sindicatos. Se isso acontecer, quem irá defender os interesses da coletividade?

No Votenaweb, os projetos de lei sobre trabalho e impostos, em geral, despertam muito interesse das pessoas. Sabendo o site apresentou um vídeo onde o deputado explica o projeto de lei, PLC 870-2015 proposto por ele, que envolve esses dois temas. Este projeto de lei quer mudar regras na Consolidação da Leis do Trabalho, CLT, acabando com a cobrança da Contribuição Sindical Obrigatória.

Pela lei atual, ninguém é obrigado a se filiar a um sindicato. No entanto, todos os trabalhadores – filiados ou não – têm um dia de trabalho descontado de suas folhas de pagamento anualmente. Este dinheiro é remetido aos movimentos sindicais que representam a categoria.

Segundo o deputado autor deste projeto, o repasse financeiro às entidades representativas das classes deve ser voluntário. A legislação já prevê outras contribuições que os sindicatos podem usar para custear suas atividades, como: a contribuição confederativa, a contribuição assistencial e as mensalidades dos associados.

O sindicato é a voz organizada de luta pelos direitos dos trabalhadores. Não surpreende que queiram retirar-lhes a fonte de financiamento. De repente se acredita que cortar a contribuição sindical ajuda o trabalhador. Sindicatos são demonizados e muita gente acredita que o problema é trabalhador ter direito de mais.

Assista e dê sua opinião nesta proposta  apresentado pelo deputado Rogério Peninha Mendonça do PMDB.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Hoje começa o 33º Congresso Internacional de Missões

Cartaz do Congresso dos Gideões 2015, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Gideões: Para vocês, que valor tem uma alma? Salvem-na!

Hoje, dia 25 de abril abre o maior evento pentecostal do mundo, o Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora é um evento totalmente gratuito a serviço da obra missionária e de adoração ao Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. São cultos diários que iniciam-se às 7h e vão até as 23h, sem intervalos. É muita bênção! Venha conferir esse maravilhoso evento espiritual.

33º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, tem com tema Para vocês, que valor tem uma alma? Salvem-na!

Data: 25 de abril a 4 de maio de 2015
Local: Ginásio Irineu Bornhausen e Pavilhão dos Gideões – Camboriú, SC (saiba mais)
Mais Informações: Entre em contato conosco através de nossa página de contato.

Irmão, ore, divulgue e participe!

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Lista de Pregadores do Congresso dos Gideões 2015

Cartaz do Congresso dos Gideões 2015, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Confira a lista oficial de pregadores por ordem alfabética do Congresso dos Gideões 2015:

  • Pastor ABILIO SANTANA (BA)
  • Pastor ABNER FERREIRA (RJ)
  • Pastor ADÃO SANTOS (CE)
  • Pastor ADRIANO RIBEIRO (NY/USA)
  • Pastor ALEX GONÇALVES (RJ)
  • Pastor ALEX TORQUATO (RJ)
  • Pastor ALEXANDRE BRITO (SP)
  • Pastor ALEXANDRE MARINHO (RJ)
  • Pastor AMADEU VIEIRA (RJ)
  • Pastor ANCELMO DANTAS (SP)
  • Pastor ANDERSON DO CARMO (RJ)
  • Pastor ANDERSON PREDES (RN)
  • Pastor ANDERSON RODRIGUES (PA)
  • Pastor ANDERSON SILVA (SP)
  • Pastor ANGELO GALVÃO (SP)
  • Pastor ANTONIO MOURA (SP)
  • Missionária APARECIDA BORGES (RN)
  • Pastor AUGUSTO R. MEDEIROS (BA)
  • Pastor BRUNO HASSAN (RJ)
  • Pastor CARLOS QUINTANILHA (RJ)
  • Pastor CARVALHO JUNIOR (MG)
  • Pastor CLAUDIO R. FIGUEIREDO (SP)
  • Pastor CLEBSON BANDEIRA (MA)
  • Pastor DAVID MATOS (SC)
  • Pastor DENIS MARQUESI (SP)
  • Pastor DIONE SANTOS (RJ)
  • Pastor DIVONCIR DE JESUS (USA)
  • Pastor EDERSON RODRIGO (SC)
  • Pastor EDGAR (ANGOLA)
  • Pastor EDSON GOMES (SP)
  • Pastor EDUARDO LOPES (SP)
  • Pastor ELIAS TORRALBO (RJ)
  • Pastor ELIZEU RODRIGUES (GO)
  • Evangelista EMANUEL HAVERROTH (CAMBORIÚ/SC)
  • Pastor ERINALDO GOUVEIA (SP)
  • Pastor ERIVAN MAIA (PE)
  • Pastor EUDIMAR OLIVEIRA (SP)
  • Pastor EVERALDO SENA (SP)
  • Pastor EVERSON MENDES (SC)
  • Pastor ÉVERTON MACHADO (SC)
  • Pastor EZEQUIEL BARBOSA (SP)
  • Pastor FABIO RAMOS (PR)
  • Pastor FABIO ROBERTO (RJ)
  • Pastor FELIPE CEQUINEL (SC)
  • Pastor FERNANDO PETERS (USA)
  • Pastor FERNANDO PIRES (RS)
  • Pastor GILMAR SANTOS (GO)
  • Pastor GILMAR SILVA (SC)
  • Pastor HUELTON ALESSANDRO MICH (PR)
  • Pastor IVO RODRIGUES (GO)
  • Pastor JANDERSON COSTA (CAMBORIÚ/SC)
  • Pastor JEFERSON RIBEIRO (SP)
  • Pastor JOEL P. MAGALHÃES (MT)
  • Pastor JOSIAS ARISTICH (USA)
  • Pastor JOSSUÉ BAYER (USA)
  • Pastor JULIO RIBEIRO (SP)
  • Pastor JUNIOR RAMOS (USA)
  • Pastor JUNIOR TROVÃO (RJ)
  • Pastor LEANDRO CORREIA (ES)
  • Pastor LORINALDO MIRANDA (PR)
  • Apóstolo LUIS HENRIQUE (CE)
  • Pastor LUIS HENRIQUE (MG)
  • Pastor MACIEL ALEIXO (SP)
  • Pastor MANOEL BRITO (PB)
  • Pastor MARCELO DOMENEGHETTI (CAMBORIÚ/SC)
  • Pastor MARCELO FARIA (SP)
  • Pastor MARCO FELICIANO (SP)
  • Pastor MATIAS SOARES (RJ)
  • Pastor MAURICIO SILVA (SP)
  • Pastor MAURINHO FERREIRA (RJ)
  • Pastor MAXUEL ANDRADE (RJ)
  • Pastor MISAEL SANTANA (BA)
  • Conferencista MOISÉS CLEYTON (PR)
  • Pastor MOISÉS MARTINS (SC)
  • Pastor NERILDO ACCIOLY (SP)
  • Pastor NEVES SOUSA (ANGOLA)
  • Pastor NGANGULA M. SOUSA (ANGOLA)
  • Pastor NIELSEN GONÇALVES (PR)
  • Pastor ORLY SILVA (SC)
  • Pastor OSIEL SANTOS (TOCHA) (PR)
  • Pastor OSVALDO JUNIOR (SP)
  • Pastor OTACILIO JUNIOR (SP)
  • Pastor PAULO MARCELO (PR)
  • Pastor PAULO MOURA (SP)
  • Pastor PAULO RIBEIRO (SC)
  • Pastor PETRONIO COLTINHO (SP)
  • Pastor RAFHAEL FAUSTINO (BA)
  • Pastor RENATO CESAR (SP)
  • Pastor RICARDO ÍTALO (SP)
  • Pastor ROBSON ALENCAR (RJ)
  • Apóstolo RODRIGO SALGADO (SP)
  • Conferencista RODRIGO LAZZAROTTO (CAMBORIÚ/SC)
  • Pastor ROGÉRIO BARROS (RJ)
  • Pastor ROZINEI MOREIRA (RJ)
  • Pastor SALATIEL PONTES (PA)
  • Pastor SAMUEL (ES)
  • Pastor SAMUEL FERREIRA (SP)
  • Pastor SAMUEL GONÇALVES (RJ)
  • Pastor SAMUEL MARIANO (AL)
  • Pastor SAMUEL PROCÓPIO (SP)
  • Pastor SANDRO SANTOS (AUSTRIA)
  • Pastor SENAIR RODRIGES (SC)
  • Pastor VALMIR CARVALHO (SP)
  • Pastor VANDERLEI CARCELIANO (SP)
  • Pastor WAGNER COSTA (CANADÁ)
  • Pastor WAGNER LISBOA (SP)
  • Pastor WANDERLEY ABRAÃO (SP)
  • Pastor WELLINTON REIS (USA)
  • Pastor WENDEL GONÇALVES (GO)
  • Pastor WESLEY ROS (SP)
  • Pastor WILTON MARQUES (PA)

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

33º Congresso Internacional de Missões

33º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

A cada ano que passa, e cada vez que me sento diante do computador para escrever sobre o grande evento dos Gideões Missionários da Última Hora, procuro palavras e sempre me vejo contagiado pelas emoções vividas nos anos anteriores. E entendo que isso acontece porque a visão não muda, a visão é sempre a mesma, conquistar o mundo através da evangelização…

A cada ano que passa, e cada vez que me sento diante do computador para escrever sobre o grande evento dos Gideões Missionários da Última Hora, procuro palavras e sempre me vejo contagiado pelas emoções vividas nos anos anteriores. E entendo que isso acontece porque a visão não muda, a visão é sempre a mesma, conquistar o mundo através da evangelização.

E para confirmarmos tudo isso, a partir do dia 25 de abril de2015, mais uma vez começa uma grande maratona de pregações e conscientização missionária aqui em nossa sede nacional em Camboriú, SC.

Como em todos os anos, inúmeros pregadores com a mesma visão: Evangelização! Milhares de cantores do Brasil e exterior também marcam presença para louvar, e através de suas músicas sacras dar o mesmo recado, a mensagem de evangelização.

Estamos vivendo em um mundo que caminha em duas direções, duas grandes filas em diferentes caminhos, e é justamente aí onde deve estar nossa influência. FILAS INTERMINÁVEIS, é exatamente isso que vejo no mundo. Uma fila que parece nunca mais acabar. Filas de homens, mulheres e crianças pedindo socorro, famintos e sedentos, que clamam sem cessar dia e noite no mundo inteiro, uma fila que tem o mesmo grito, o mesmo som, o mesmo clamor, o mesmo tom de voz e a mesma linguagem, mesmo que em idiomas e dialetos diferentes.

O grito é mesmo: “quem poderá nos ajudar?!”. Esse é o grito que ouço, que ecoa das montanhas, ilhas, aldeias, continentes e das nações que ainda não conhecem o grande amor salvador de Cristo. Uma fila gigantesca que nos desperta nas madrugadas frias e silenciosas, gritos que não consigo evitar de ouvi-los. Sei que mesmo muito lentamente, a fila do desespero e de gritos de terror vai diminuindo, e que a cada dia que passa salvos vão nascendo em várias partes do mundo.

Hoje entendo que essa fila interminável está diminuindo por estarmos conquistando, salvando e resgatando almas do terror, da perdição eterna. Para que a fila dos resgatados cresça, unamo-nos com a máxima urgência! É por isso que estamos nessa grande luta para mais uma vez realizar o 33º Congresso de Missões, que traz um tema extraordinário, responsabilizando-nos mais e mais na evangelização mundial: “Gideões: para vocês, que valor tem uma alma? Salvem-na!”. Traduzindo: vamos diminuir essa fila interminável de perdição e aumentar a nossa fila, a fila dos salvos.

Creio com todas as nossas forças que conseguiremos vencer essa guerra que foi iniciada na cruz do Calvário. Ainda sou daqueles que creem no impossível, que ainda acredita no ser humano, que ainda acredita no crente em Jesus Cristo. Preciso fazer um grande pedido: que nos unamos mais uma vez aqui em Camboriú com aqueles que estarão em suas cidades, que abracemos essa causa e façamos do evangelho a nossa bússola e, assim, seguirmos o caminho da salvação e plena libertação do povo que ainda vive cativo.

Lembre-se: juntos somos mais fortes, como ouvi certa vez em uma tribo africana: se queremos ir rápido, vamos sozinho, mas se quisermos ir longe, precisamos ir em grupos, porque um ajuda o outro no momento de fraqueza. Nossa caminhada é longa e por isso precisamos nos unir com urgência, porque juntos chegaremos ao local desejado.

Sejam bem-vindos ao 33º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora.

Escrito por Pr. Ivandro Morim, Marketing/repórter cinematográfico e editor da revista Vida Missionária.

Cartaz do Congresso dos Gideões 2015, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Por um futuro com floresta e água

Por um futuro com floresta e água, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Há duas semanas, nossos ativistas se arriscaram para chamar atenção para a destruição de nossas florestas. Foram horas de viagem até o sul de Roraima para mostrar o que estão fazendo com a Amazônia. Você também fez parte disso, pois se não fosse seu constante apoio, não teríamos conseguido chegar lá.

Mesmo com todo o apoio que recebemos de você, ainda não conseguimos fazer com que nosso Governo entenda que a falta de água e outros problemas climáticos que estamos enfrentando começa com o desmatamento de nossas florestas. E é por isso que, mais uma vez, queremos pedir a sua ajuda.

Desde 2012 estamos nas ruas com a campanha do Desmatamento Zero, para reunir assinaturas e entregar ao Congresso Nacional a proposta de lei popular que proíbe desmatamento no País. Precisamos que você faça parte dessa história, que ainda tem muito o que crescer.

E por isso estamos novamente chamando você para fazer parte de mais um capítulo. Precisamos aumentar nossa força para sermos ouvidos em todos os cantos do Brasil. Precisamos de você ao nosso lado para não perdermos essa luta por nossas florestas. Junte-se a nós para que possamos chegar em um futuro com nosso verde intacto.

Nós sabemos que as florestas são fundamentais para o equilíbrio do clima, para a biodiversidade e para o sustento dos povos que a habitam.Precisamos de você. Ajude a mostrar essa realidade para mais e mais pessoas. Somente assim, teremos um futuro com água e comida para todos.

Faça sua parte :D

 

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Terceira edição da Revista Digital Carta Maior

Terceira edição da Revista Digital Carta Maior, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed, Carta Maior, Brics

Sou assinante da newsletter da Carta Maior, uma das mais conceituada publicação do país e hoje recebi o e-mail em que a revista divulga a sua publicação virtual onde apresenta a terceira edição de sua Revista Digital: BRICS: Contra o Parlamentarismo de Mercado. Boa leitura!

Para visualizar a revista clique acesse: http://bit.ly/1bpY7XU.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inscrições para os Seminários escentralizadosde Estudo e Conscientização sobre o Autismo

Autismo, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Estão abertas as inscrições para os Seminários Descentralizados de Estudo e Conscientização sobre o Autismo no Estado de Santa Catarina que serão realizados em parceria com a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas nos links abaixo:

  • Em Blumenau
    • Será realizado no dia 08 de maio de 2015, às 08 horas, no Auditório da Cruz Azul.
    • Faça sua inscrição:  http://bit.ly/1JXKWbU
  • Em Chapecó
    • Será realizado no dia 15 de maio de 2015, às 08 horas, no Centro de Eventos de Chapecó, sala Welcy Canais.
    • Faça sua inscrição: http://bit.ly/1JXL0bu

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Newsletter, Santa Catarina | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Medianeras – Buenos Aires da Era do Amor Virtual

Medianeras - Buenos Aires da Era do Amor Virtual, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O filme conta a história de Martin, Mariana e seus desencontros. Eles vivem na mesma cidade, na mesma quadra, em apartamentos um de frente para o outro, mas nunca conseguem se encontrar. Só conseguem se relacionar via internet. Se conhecem pela rede, mas na vida fora dela se cruzam sem saber da existência um do outro. Como se encontrar no mundo “real” em uma cidade de 3 milhões de habitantes? Nas palavras de seu diretor Gustavo Taretto, “Medianeras é o resultado de várias ideias, que em algum momento — que eu nem sei dizer qual — começaram a se unir. A maioria delas é o resultado de minhas observações e da minha curiosidade sobre Buenos Aires e seus habitantes que muitas vezes vivem suas vidas mais na internet do que fora dela.

Direção: Gustavo Taretto
Ano: 2011
Gênero: Ficção
Duração: 95 min.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Não aprovem a lei da terceirização! #TerceirizaçãoNão

#TerceirizaçãoNão, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

A nova lei precariza as condições de trabalho e pode reduzir a oferta de empregos, segundo juízes entrevistados pela BBC. Na verdade haverá substituição dos funcionários com carteira assinada por outros temporários, com carga de trabalho superior e salários menores.

Foi criado um abaixo-assinado no Change.org para agirmos contra isso – assine e divulgue a petição para exigir que os senadores derrubem a Lei das Terceirizações e para que a Dilma rejeite o projeto de lei. Se for aprovada, a lei vai acabar com direitos como vale-refeição, vale-transporte, FGTS e seguro-desemprego obrigatórios. Ter direitos trabalhistas e, principalmente, um trabalho decente é fundamental.

Além de tudo, aumentará a impunidade aos maus empregadores, aumentará o trabalho escravo e vai facilitar ainda mais a corrupção. Assine e divulgue este abaixo-assinado! Que país você quer para você e seus filhos? Diga não à terceirização desenfreada!

Abaixo-assinado, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cantor Thalles Roberto lança Bíblia própria em parceria com a SBB e é criticado

Bíblia do Thalles Roberto, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Livro vem com a biografia e alguns testemunhos do cantor e custa 110 pila. Fim dos tempos? Não sei responder… mas uma coisa é… dinheiro, dinheiro e dinheiro, é disto que ele gosta e que muitos ostentam. Jesus disse pra não ajuntar tesouros na terra, e o que eles fazem? Enriquecendo as custas da palavra de Deus! Realmente, neste sentido, fim dos tempos,mesmo!

Abaixo, republico o artigo publicado no site Gospel+ e Gospel Prime. No fim do texto o vídeo linkado do YouTube. Leia e compartilhe:

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) lançou a Bíblia “ID3”, de Thalles Roberto, com as composições, testemunho e ministrações do cantor, e a iniciativa gerou enorme polêmica nas redes sociais.

O cantor apresenta a iniciativa como uma tentativa de alcançar os jovens que não são atraídos naturalmente pela leitura: “O jovem não lê Bíblia. O jovem gosta de música, gosta de louvor, de pular, de gritar, de celebrar. Mas muitos jovens têm dificuldade de ter consistência no relacionamento com Deus”, disse Thalles.

“Eu não quero obrigar ninguém a comprar a Bíblia do Thalles, mas Deus me deu uma influência. O meu Facebook está entre os maiores do País. Eu quero influenciar os jovens a ler a Bíblia, foi por isso que coloquei meu nome aqui”, acrescentou o cantor, frisando que seu objetivo “não é vender Bíblias”.

Bíblia do Thalles Roberto, Zuera, Bíblia do Thalles Roberto, Zuera, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

No entanto, muitos internautas receberam a “bíblia do Thalles” com desconfiança: “Se o objetivo não é vendas de Bíblia então doe para os jovens ao invés de vender”, disse um internauta.

Outro usuário já preferiu destacar a característica da Bíblia “ID3”, que traz a história do cantor antes do livro de Gênesis: “Antes de conhecer Deus tem que conhecer o Thalles… Piada!!! Realmente jovem não lê a Biblia por influência de pessoas como você, que leva eles a apenas pular, gritar e achar que estão no Espírito com músicas que nada cooperam com o Reino”, criticou.

Houve quem não comprou o argumento de Thalles para a criação da versão “ID3”: “Estratégia para ser mais rico e influente. Só esqueceu de se humilhar e elevar o Reino de Deus! A palavra de Deus é eficiente por ela mesmo. Ou Jesus não sabia evangelizar?”, questionou.

Dentre os que apoiaram a iniciativa, a principal defesa foi o argumento de que não se deve julgar: “Deus nos usa de diversas maneiras e cabe a Ele decidir e não a nós jugar! Creio que muitos jovens irão se interessar, adquirir esta Bíblia e acabarão lendo a Palavra, devemos ser testemunhas de Cristo e é o que foi feito nesta Bíblia colocado os testemunhos, ao invés de criticar devemos é fazer algo!”, opinou o usuário.

Produtos assinados pelo cantor

Irmãos, abram vossas bíblia no livro do profeta Heresias - Agora na Biblia do ThallesThalles Roberto não é o primeiro artista evangélico a lançar uma Bíblia com seu nome.

Mara Maravilha (Bíblia Ministério Mara Maravilha), Ana Paula Valadão (Bíblia Diante do Trono), André Valadão (Bíblia Fé), Bispa Sônia (Bíblia Mulher De Bem Com a Vida) e muitos outros também já lançaram Bíblias com suas biografias e anotações.

Mas além da Bíblia, Thalles Roberto mantém uma loja virtual onde comercializa camisetas, bonés, pulseiras, casacos, cases para celulares, óculos, tênis, CDs, DVDS, livros de autoajuda e outros artigos.

Abaixo-assinado

O povo crente criaram um abaixo-assinado sobre o assunto e está direcionado para os órgãos diretivos da Sociedade Bíblica do Brasil – SBB. O título da petição é “Desagravo contra as “bíblias” do Thalles Roberto e “apostólica” do Ap. Estevam Hernandes e outras publicações disseminadoras de heresias com o selo da SBB”.

Nós, cristãos evangélicos abaixo-assinados, recebemos com extrema preocupação notícias referentes a publicações inadequadas produzidas em parceria com a Sociedade Bíblica Brasileira e, por esta conta, levamos às instancias dirigentes desta nobre instituição nossas preocupações a fim de que sejam tomadas as medidas cabíveis a fim de corrigir os erros introduzidos a seguir. Leia mais e assine por este link: http://bit.ly/1FAcTYE.

Assine a petição, o abaixo-assinado

Por fim… ele fala que o jovem precisa ter mais consistência com Deus! Vimos a “consistencia” dele com Deus quando cobra altos preços para louvar a Deus e deixa de louvá-lo pela falta de alguns trocados. Neste link você pode conhecer um pouco do generoso cachê de R$ 42 mi http://bit.ly/1CFKGrZ.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Você precisa saber a verdade

Você precisa saber a verdade, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

GreenpeaceEnquanto você lê este e-mail, seguimos pela BR 174, com destino ao sul do estado de Roraima. Mas o que vimos não pode esperar. Você precisa saber agora o que está acontecendo na Amazônia.

Identificamos grandes áreas de desmatamento, próximo a capital Boa Vista, depois de realizar pesquisas e sobrevoos de monitoramento.Fomos até o local com um grupo de ativistas, para protestar pelo fim do desmatamento, que continua a acontecer, apesar do alerta frequente de cientistas sobre a importância de preservar a floresta para ter água no futuro.

Chegamos no local e abrimos um banner com a mensagem: “A Falta de Água começa aqui”, sobre o desmatamento. Em tempos de escassez de água, a atividade marca o início da nova fase da campanha pelo Desmatamento Zero no Brasil. Precisamos reunir 1,43 milhão de assinaturas para entregar ao Congresso Nacional a proposta de lei de iniciativa popular que proíbe o desmatamento no País.

Estamos na reta final, a iniciativa já conta com o apoio de 1,1 milhão de pessoas. Obrigado a você que já mostrou seu apoio e assinou a petição. Sua atitude foi muito importante para alcançarmos esse número incrível de apoiadores, mas ainda precisamos da sua ajuda,compartilhe a petição, converse com sua família e amigos a importância e ajude-nos a acabar com a destruição do nosso maior patrimônio: as florestas.

FacebookTwitter

Se você está no celular, agora você pode compartilhar no WhatsApp – Clique e selecione o grupo ou contato para enviar a mensagem.

Compartilhe WhatsApp(Este botão só funciona em Smartphones)

As florestas são fundamentais para o equilíbrio do clima, para a biodiversidade e para o sustento dos povos que a habitam. Mas continuam sob constante ameaça. Ajude o Greenpeace a continuar protegendo nossas florestas. Junte-se a nós.

Faça sua parte :D

 

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Carnê da Cidadania do MEI enviado pelo Governo é válido

Carnê da Cidadania do MEI #DialisonCleberVitti, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Somos inseridos as causas sociais e acredito na organização da sociedade. Recentemente, recebemos um bombardeio vindos dos coxinhas golpistas que não acreditam na mobilização da massa, afirmando nas redes sociais que os carnês da cidadania eram falsas. Mais uma frustrada manobra que deu errado. Articularam para que houvessem um boicote ao não pagamento do carnê e assim, muitos trabalhadores teriam seus benefícios, entre eles, beneficiários, suspensos e consequentemente, a interrupção da arrecadação de divisas ao governo.

O MEI surgiu no governo Lula e foi uma conquista dos trabalhadores autônomos a se formalizarem. Deu e está dando certo e nós acreditamos nesta política. Eu e minha esposa somos MEI. O carnê é válido e já pagamos as primeiras parcelas.

Dando continuidade ao projeto iniciado em 2014, a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), começou a enviar pelos Correios, em janeiro deste ano, o ‘Carnê da Cidadania 2015’ aos 4,7 milhões de microempreendedores individuais. A medida visa facilitar o acesso as guias de pagamento das contribuições.

Segundo o ministro da SMPE, Guilherme Afif Domingos, a  alta inadimplência motivou o envio dos carnês pelos Correios. “O MEI utilizou o portal para se inscrever, mas não tem o hábito de utilizar a internet também para imprimir os boletos todos os meses, por isso, resolvemos voltar ao velho e bom carnê”.

A vantagem de manter o pagamento das parcelas em dia é o direito aos benefícios como, aposentadoria por idade, licença maternidade, auxílio doença, entre outros. Quem preferir poderá continuar baixando as parcelas pelo Portal do Empreendedor (http://www.portaldoempreendedor.gov.br/).

O Carnê da Cidadania inclui os valores de todos os tributos para o MEI trabalhar formalizado. Para a Previdência Social são recolhidos 5% do salário mínimo ao INSS, que para 2015, com o reajuste no valor, será de R$ 39,40, mais R$ 1,00 de ICMS para atividades de indústria, comércio e transportes de cargas interestadual e/ou R$ 5,00 ISS em atividades de prestação de serviços e transportes municipais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da SMPE

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Levy, derrube o ICMS!

Levy, derrube o ICMS! Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed,

GreenpeaceNa manhã do dia 7 de abril em frente ao Ministério da Fazenda, em Brasília, o Sol, preso em uma jaula pedia para ser libertado enquanto ativistas seguravam um banner com a mensagem ‘Levy, deixa o Sol iluminar o futuro do Brasil”. Levy é um dos responsáveis por resolver a questão do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que impede o desenvolvimento da energia solar no Brasil.

Faça sua parteHoje, a energia que o brasileiro gera vale menos do que a que é consumida da rede, isso porque o ICMS incide sobre o valor total de energia consumido (bruto) e não somente sobre o valor final no qual é descontado a energia gerada. O custo da geração de energia por painéis solares poderia ser cerca de 20% menor caso o tributo deixasse de ser aplicado.

Para mostrar a importância de solucionar a questão do ICMS e mostrar que a energia solar já é uma energia do presente e não do futuro, realizamos um crowdfunding (financiamento coletivo) para instalar painéis solares em duas escolas públicas.

Você pode nos ajudar a tirar este projeto do papel e torná-lo realidade. Acesse site e junte-se a nós. Ajude-nos a mostrar que energia solar é possível e que ainda pode trazer cultura e educação.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Busque a amizade

Amizade, Provérbios, Provérbios 18:24, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que renova a questão separa os maiores amigos
Provérbios 17.9

Quando o Senhor fizer você conhecer algo de errado que alguém cometeu, não seja o fofoqueiro da cidade, que gosta de espalhar a má notícia para a pessoa ser vista como desqualificada. Esse prazer mórbido jamais deve entrar em seu coração! Em situação como essa, primeiro ore a fim de receber a direção do Pai. Então, com a sabedoria do Alto, procure quem está no erro, diga o que você soube ou viu e, com amor, repreenda-o na Palavra.

No entanto, ao procurar o irmão que caiu, esteja atento para não sair da presença de Deus, pois o relato que ele fizer pode vir a ser um laço para você. O mal é tão pernicioso a ponto de contaminar o mais santo dos filhos de Deus. Não se precisa aprofunde nos detalhes e, ainda que isso seja necessário, vigie e ore para não entrar em tentação. Lembre-se de que, em todos os tempos, as nossas vestes devem estar alvas, sem impurezas do inimigo.

Outro fator importante é não agir de modo autoritário, porque tal atitude pode ser um golpe para quem caiu e até mesmo para você. Tudo o que fizermos deve ser de acordo com a Palavra, mas no espírito do Novo Testamento. Pense nas vezes em que você quase caiu ou, quem sabe, chegou a cair. Por esse motivo, com brandura e meiguice, traga a pessoa que não vigiou à razão e ao amor de Deus. É importante jamais sair das Escrituras.

A orientação de encobrir os erros foi dada sob a Lei – segundo a qual os pecados eram “cobertos” pelo sangue de animais –, uma vez que Jesus ainda não tinha vindo e morrido na cruz. No entanto, com a morte do Salvador, as transgressões foram desfeitas e lavadas no Seu sangue. Com isso, as pessoas puderam receber a remissão delas. O perdão completo está à disposição de quem se apropria do que o Senhor fez no Calvário. Por isso, leve a pessoa ao perdão e seja amado por Deus.

O propósito do cristão deve ser conduzir quem errou à comunhão com o Senhor e não levá-lo à derrota, estado em que ele já se encontra. Com isso, você estará agradando bastante Àquele que quer o bem de todos. O Pai trabalha para salvar vidas e não lançar as pessoas para o fogo eterno. Ele só fará isso no último dia com aqueles que se recusarem a viver a Verdade. Portanto, seja um obreiro de valor, fazendo com que muitos cheguem ao arrependimento e à salvação.

Mais uma vez, eu (Missionário R. R. Soares) o advirto a ficar atento às operações do maligno, pois Ele fará tudo para tentá-lo, a fim de que conte a vida alheia para alguém mais. Mesmo que alguém seja seu confidente, no final, você terá separado os maiores amigos. Então, não deixe o erro de uma pessoa separar você das amizades sinceras; seja firme na sua obra, não se dobrando a nenhuma manobra de Satanás. Se algo lhe é revelado, aja como faria o Senhor.

Somos chamados para unir as pessoas e levar os perdidos à comunhão. Se assim o fizermos, cumpriremos uma das missões que a nós foi confiada. Portanto, continue a fazer o que lhe foi ordenado, sem se desviar para lado algum, ainda que receba outras incumbências. Jamais julgue a importância da tarefa pelas suas conveniências.

Em Cristo, com amor, R. R. Soares

Oração

Deus perdoador! Bom seria se sempre fôssemos Teus servos e, mesmo vendo alguém no erro, não saíssemos comentando o que ele fez por ter sido enganado pelo inimigo. Só devemos propagar a Boa Notícia.

Devemos saber o que dizer aos que caem, a fim de que se recuperem. Há muitos que ainda se deixam levar pelas tentações e, depois da queda, continuam escorregando até chegarem à perdição completa.

Que possamos unir os amigos e fortalecer os laços de amizade. Não podemos nos submeter às tentações de manchar o nome dos fracos, contando os seus tristes atos. Em situações de pecado, queremos ser somente Teus servos.

Texto e oração extraídos das mensagens diárias recebidas do Missionário R. R. Soares

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Conheçam a corrupção e os lugares de fala do PSDB

A corrupção e os lugares de fala do PSDB - Candidatos de ficha suja por partido, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Artigo de Mailson Ramos

A ânsia dos manifestantes de 15 de março era o combate à corrupção. O único ponto pacífico entre suas opiniões e as minhas é este. Nada mais nos identifica. E por quê? É simples explicar: no meio daquela turba desenfreada que vociferava “fora PT” existiam políticos que alguns dias depois seriam denunciados por recebimento de propina. Posso citar um nome? Agripino Maia (DEM-RN). Se a ânsia é contra a corrupção e se ela deve ser varrida da nossa política, por que os senadores do PSDB não assinaram a CPI do HSBC? Como se explica a inércia de um partido que defende a anticorrupção diante de um esquema bilionário de irregularidades em contas bancárias no exterior? Definamos, portanto, uma análise concreta dos lugares de fala e do que tem sido a luta dos tucanos contra a corrupção, esta endemia que o atormenta?

Alberto Youssef tem as delações premiadas mais vistas na história da justiça brasileira. E vejam os senhores e senhoras que a investigação é de caráter “sigiloso”. Textos transcritos e videos marcam a participação do doleiro nas investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras. De repente vaza uma gravação em que Youssef relata o recebimento de propina do então deputado estadual Aécio Neves junto à uma diretoria de Furnas. A Lista de Furnas era até então peça literária criada pela esquerda, segundo um articulista de ‘Veja’. Este mesmo articulista teria o nome citado em documentos com letras garrafais: Reinaldo Azevedo. Ele é um dos principais “guerrilheiros” contra a “corrupção petista”. A Lista de Furnas, não como peça literária, passou pelo crivo da PF, tendo sido atestada sua legitimidade para fins de investigação.

Não é necessário ir adiante com elucubrações que somente ilustrarão o analfabetismo político de quem pisou os pés nas avenidas deste país no fatídico meado de março. Não vale a pena porque eles não estão interessados em varrer a corrupção do país, muito menos impor justiça a todos os políticos descomprometidos com a verdade. Se acaso fosse de interesse varrer a sujeira deste país, os reacionários começariam por seus próprios carpetes onde se acumula uma imundícia intocável pelas mãos da justiça. É vergonhoso. Faz-se necessário, agora, assumir todos os erros, inclusive aqueles que a história suprimiu. Porque jamais foi contada com detalhes a compra da reeleição de FHC, os mecanismos de pagamento das propinas de Furnas, a construção do aeroporto de Cláudio.

Fosse esta uma luta amplificada contra a corrupção, não estaria apenas o PT no banco dos réus. Estar no banco dos réus faz com que o PT repense suas atitudes como partido do governo. Mas se as outras legendas são isentas e passam despercebidas pelo crivo da imprensa e da justiça, dirá a sociedade que elas são honestas. Ora, não sejamos inocentes. O Brasil cai pelas tabelas justamente porque a corrupção é fisiológica aos partidos. Enquanto não se discute profundamente estas questões, a imprensa traça um roteiro que nos faz crer numa República sucateada por um partido e que pode se restabelecer caso elejamos o candidato de sua preferência.

Paulo Roberto Costa foi tratado como “amigo” da justiça enquanto delatou os esquemas envolvendo o Partidos dos Trabalhadores e os partidos da base aliada. Bastou falar que o falecido presidente doPSDB, Sergio Guerra, pagou propina para calar a CPI, se transformou em persona non grata para a imprensa e para os delegados da PF, sediados em Curitiba. Varrer a corrupção não é interesse apenas destes que foram às ruas no mês de março. É um interesse nacional e que não se concretiza na figura de ninguém, além do sujeito brasileiro e de suas instituições públicas. Não é Aécio Neves ou oPSDB a representação fidedigna da lisura na política nacional. Muito pelo contrário.

*Mailson Ramos é escritor, profissional de Relações Públicas e autor do blog Nossa Política. Escreve semanalmente para Pragmatismo Político. Esse artigo foi pescado do blog Pragmatismo.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Salvem as baleias dos testes de sonar mortais da Marinha!

Baleia bicuda, Care2, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Diga a Marinha: Pare de matar baleias bicudas!

As baleias de bico são as gigantes do oceano e mergulhadoras profundos. Eles não parecem vulneráveis, mas contra os sonares da Marinha os EUA, elas são. Pergunte a Marinha dos EUA não para matar baleias em nome de jogos de guerra e testes de armas.

Sonar da Marinha perturba a capacidade de baleias de bico para mergulhar, causando hemorragias cerebrais. As baleias acabam encalhados em terra, onde eles morrem em agonia com sinais físicos de aflição de sonar de jateamento. Alguns cientistas acreditam que estas baleias encalhadas representam apenas uma fração das baleias que sonar mata.

A morte dolorosa de transeuntes inocentes de baleias é um preço alto demais para testes sonar. Envie uma mensagem para a Marinha: Parem de matar baleias com explosões de sonar!

Por Kayla C., equipe Care2

Abaixo-assinado, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Filme colaborativo retrata os anos de chumbo no Brasil em 50 olhares

Um Golpe, 50 Olhares, Documentário, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Um Golpe, 50 Olhares. Este é o nome do filme que reúne 50 vídeos de um minuto de duração produzidos por realizadores de diferentes lugares do Brasil. A produção colaborativa busca retratar o olhar da sociedade brasileira sobre os anos de chumbo no Brasil passados 50 anos do golpe civil militar. Nesta quarta-feira (1), se completam 51 anos. O resultado é um painel de reflexões sobre o período e seu legado negativo para o país.

O projeto é fomentado pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, por meio do edital Marcas da Memória, e organizado pela ONG Criar Brasil – Centro de Imprensa, Assessoria e Rádio. De acordo com Marcia Vales, coordenadora do projeto, foram 97 inscritos com depoimentos, entrevistas e animações. O resultado final foi lançado na última segunda-feira (30) no Rio de Janeiro.

A iniciativa foi uma oportunidade para os brasileiros revelarem em um minuto seu olhar sobre a ditadura, especialmente sobre as violações aos direitos humanos fundamentais ocorridas neste período, que deixaram marcas profundas na sociedade, e as suas consequências atuais.

Para Marcia, é muito importante que num momento em que parte da população vai às ruas pedir a volta da ditadura o assunto seja levantado para que todos possam entender o que aconteceu naqueles anos. A coordenadora acredita que as pessoas precisam entender todas as violações de direitos sofridas para que isto nunca mais se repita.

A fonte é da Agência Pulsar

Sinopse

Um Golpe, 50 Olhares é uma produção colaborativa, que busca retratar o olhar da sociedade brasileira sobre os anos de chumbo no Brasil passados 50 anos de golpe civil militar. Para tanto, reúne 50 vídeos de 1 minuto de duração produzidos por realizadores de diferentes estados do país. O resultado é um painel de reflexões diversas sobre o período da ditadura e seu legado negativo para a sociedade brasileira.

O projeto é fomentado pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, através do Projeto Marcas da Memória, e organizado pela ONG CRIAR BRASIL – Centro de Imprensa, Assessoria e Rádio.

TVs interessadas em receber o material em HD devem entrar em contato pelo email: 50olhares@criarbrasil.org.br.

Um Golpe, 50 Olhares, Documentário, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed :D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Declaração da Via Campesina sobre Migração e Trabalhadores Rurais

Declaração Campesina La Via sobre Migração e Trabalhadores Rurais, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

25 mar 2015 – Fórum Social Mundial 2015 Tunis

A migração dos povos através das barreiras arbitrárias é uma parte integrante da história humana. Enraizado na busca de melhores condições de vida, esse movimento de povos de um lugar para outro mais tarde foi transformado em um processo social, econômico e político que tem em grande parte serviu para beneficiar as elites dominantes – os comerciantes de escravos do passado e as multinacionais do presente. Hoje, como o capital exige liberdades excepcionais para si – combinados com maiores restrições sobre os pobres – guerras, exclusão social, a injustiça econômica, e a crise climática global estão forçando milhões de seres humanos em busca de refúgio para além das fronteiras impostas internacionalmente.

Como o capital financeiro e do agronegócio concentra seu poder e participações – decrescentes oportunidades para a agricultura familiar diversificada e sustentável – os meios de subsistência precários continuam a pressionar agressivamente um número crescente de pessoas rurais da suas terras e para a cidade.

As políticas neoliberais, acordos de livre comércio, o desenvolvimento da agricultura industrial, a concentração de áreas de produção … têm efeitos destrutivos sobre o meio ambiente, a biodiversidade, o clima e local, especialmente camponês, as economias. Estas políticas agressivas que impõem um modelo de desenvolvimento baseado na exploração dos recursos, a grilagem das terras comuns, o roubo de terras agrícolas e de exploração dos camponeses, bem como a das mulheres e homens que trabalham a terra, ter um efeito particularmente duras sobre comunidades camponesas. Pessoas arruinadas não têm outra opção de deixar família, terra e comunidade a buscar os meios de sobrevivência em algum outro lugar, nas grandes cidades ou em quaisquer países.

Uma vez urbanizada, nosso povo é improvável encontrar oportunidades em nossos países e em breve tornar-se os migrantes de hoje, a mão de obra barata dos interesses corporativos. No mais revelador dos casos, os camponeses deixar a agricultura familiar para se tornar somente os baixos salários dos trabalhadores agrícolas de gigantes corporativos Monsanto, Cargill e DuPont. Isso ocorre tanto internamente – dentro do México ou da Palestina, por exemplo -, bem como externamente, como atravessar as fronteiras para trabalhar por aqueles que nos obrigou fora de nossas terras.

Via CampesinaNós da Via Campesina, o maior movimento social do mundo, com milhões de camponeses, mulheres, jovens, povos indígenas, afro-descendentes, pescadores e – muitas vezes devido ao deslocamento involuntário – migrantes e trabalhadores rurais, denunciar o fato de que nós, os pobres maiorias, são aqueles que mais sofrem como as alterações climáticas provocam eventos climáticos extremos em todo os nossos territórios. O termo “refugiado climático” está agora a ser usado para descrever aqueles de nós forçado de nossas terras pela crise climática global, por um alimento industrializado e sistema social que culpa suas vítimas e perdoa seus culpados.

Para avançar a luta pela Soberania Alimentar e ajudar a trazer um fim ao controle corporativo do sistema alimentar global, nós declaramos que é necessário:

  1. Acabar com a violência e repressão contra os migrantes perpetradas no contexto da chamada “Guerra ao Terror”. Retirar a questão da migração a partir da retórica em torno de “ameaças” à segurança nacional (ou doméstico) uma vez que estes são diferentes questões completamente;
  2. Pare a separação de famílias migrantes sem documentos, o que tem provocado uma crise na migração infância. Deter o confinamento das crianças migrantes nos centros de detenção, em condições insalubres e desumanas que violem os seus direitos mais elementares. Acabar com a deportação de todas as crianças desprotegidas;
  3. Proteja todos os refugiados através de instituições internacionais (como a ONU) e ONGs de autoridade moral reconhecido (como a Amnistia Internacional), salvaguardando os seus direitos como refugiados e fornecer proteção para todos os que vivem em campos de refugiados;
  4. Halt e revogar todas as políticas que criminalizam os migrantes, as políticas que aumentam a perseguição, prisões, expulsões e ataques físicos. Membros devem ser obrigados a respeitar os acordos internacionais e, se eles ainda têm de fazê-lo, a aderir à Convenção Internacional sobre a Proteção de Todos os Trabalhadores Migrantes e dos Membros das suas Famílias. Modificar toda a legislação local e nacional, de forma a cumprir com os referidos acordos;
  5. Legalize migração “clandestina”, de modo a combater a criminalização;
  6. Permitir (ou garantia) aos migrantes acesso ao mercado de trabalho em condições equivalentes aos trabalhadores “nacional”.
  7. Opor-se todos os programas de trabalho temporário, que só servem para dividir a classe trabalhadora e enfraquecer nossas organizações e lutas. No que diz respeito aos trabalhadores temporários agrícolas (braceros, trabalhadores convidados, contratados de origen, etc.), esses acordos servem apenas para beneficiar industrial agrícola, fornecendo-lhe barata e dócil trabalho agrícola;
  8. Organize todos os migrantes, fortalecendo os nossos direitos de negociação colectiva e à greve. Praticar a solidariedade em uma base contínua, permanente, adotando firmemente o princípio de que “uma lesão a um é um prejuízo para todos”;
  9. Desmonte todos os acordos de livre comércio, em especial aqueles com os maiores impactos sobre os recursos coletivos, comunidades rurais e os povos indígenas. Implementar a Soberania Alimentar, em contraste direto e em litígio com o sistema alimentar controlado pelas corporações;
  10. Desafie o modelo capitalista de crescimento económico e do chamado desenvolvimento “verde”, que não aborda as causas da crise climática, uma crise que está a exacerbar a crise migratória. Os resultados da crise do clima – secas extensas, inundações, avalanches, terremotos, maremotos, etc., que são cada vez mais frequente, agora são responsáveis ​​por 25% de toda a migração involuntária em todo o mundo, agora estimado em 210 milhões de pessoas [de acordo com a Organização Internacional para as Migrações ( www.iom.int )];
  11. Reconhecer as causas sociais da crise climática global e forçar as empresas transnacionais e seus governos nos países industrializados a aceitar sua responsabilidade na onda de refugiados do clima. Em nível nacional, incorporar as vítimas do deslocamento ambiental nas estratégias de desenvolvimento social que ajudam a organizar e capacitar esses povos;
  12. Desenvolver planos de ação com prazos específicos para as políticas nacionais de investigação e desenvolvimento, dando prioridade à agricultura camponesa sustentável como uma opção viável para combater a crise climática e reduzir os impactos de deslocamento do meio ambiente;
  13. Bring Down Todos Paredes: México-EUA, Melilla e Ceuta, Palestina (Cisjordânia), Saara Ocidental, etc., porque não só representam uma agressão bárbara contra a humanidade, separando os povos, mas também representam uma afronta à natureza. Enquanto fronteiras geográficas existentes já contribuem para desastres ecológicos, novas paredes divisórias só piorar a situação;
  14. Acabar com todas as guerras de ocupação territorial, a extração da riqueza e da escravização de povos indígenas.

Estamos aqui no Fórum Social Mundial 2015, em Tunis para que todos saibam, que este é o nosso compromisso e que estamos prontos para se unir com todos os movimentos sociais e populares para construir uma aliança internacional de camponeses, trabalhadores migrantes, povos indígenas e sociais lutadores para um mundo mais humano, dignificar e melhor.

Via Campesina

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Blog do Planalto atinge 300 mil usuários no Twitter e eu sou um deles

Blog do Planalto, Twitter, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

A conta do Blog do Planalto no Twitter chegou aos 300 mil seguidores nesta segunda-feira (30). Criado em junho de 2009, o perfil intensificou sua atuação a partir da criação do Gabinete Digital da Presidência da República, em 2013, concomitante ao lançamento dos outros canais do Palácio do Planalto nas redes sociais, como a página no Facebook e o perfil no Instagram.

Em cerca de 28 mil tuítes, já foram registradas as principais agendas oficiais da presidenta Dilma Rousseff, encontros com chefes de Estado, lançamento de programas, inauguração de grandes obras, pronunciamentos à nação, além de falas de ministros e entrevistas com brasileiros que protagonizam os avanços sociais vividos pelos Brasil nos últimos anos. No canal também são divulgadas todas as matérias do Blog, assim como as notas emitidas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória! Após 14 anos, SBT consegue na Justiça o direito de “inspecionar” dados do Ibope

sbt, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Somos enganados a todo tempo e ainda acreditamos em mentiras. Institutos de pesquisas é uma organização fechada a serviço do quem dá mais e manipulam resultados. Eu sempre apoiei quem encara de frente essas organizações monopólicas, como as da comunicação. Mais um ponto para Silvio Santos!

Depois de 14 anos de disputa judicial, o SBT conseguiu o direito de ter acesso à metodologia de aferição de audiência do Ibope. Segundo o blog Notícias da TV, do UOL, a decisão foi tomada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que ordenou que o Ibope revele dados confidenciais de sua pesquisa e das chamadas “real time” (audiência em tempo real).

O processo começou em 2001, quando a emissora de Silvio Santos foi penalizada com a suspensão de 24 horas do serviço de apuração. Sentindo-se lesado, o SBT processou o Ibope e pediu acesso aos dados confidenciais da mediadora. SBT, Record, Bandeirantes e RedeTV! formaram uma aliança para instalar no Brasil o instituto alemão GfK, que medirá a audiência dos canais de TV aberta do país. O serviço deve começar a operar em abril deste ano.

Fonte: Portal Imprensa

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

17 de abril, luta contra as empresas multinacionais e acordos de comércio livre

17 de abril luta contra as empresas multinacionais e acordos de comércio livre, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

La Via Campesina declarou 17 de abril como o Dia Internacional de Luta Camponesa, a fim de destacar a luta e para denunciar a criminalização dos protestos. Camponês e os agricultores são perseguidos e sofrem violência diariamente, como resultado das ações do agronegócio e da implementação de políticas neoliberais no campo. Para o Movimento Internacional dos camponeses e agricultores, é urgente acelerar a aprovação da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Camponeses e outras pessoas que vivem em áreas rurais. A Declaração será uma ferramenta para apoiar a luta pela vida e dignidade no campo.

Este 17 de abril de 2015, La Via Campesina irá concentrar os seus mobilizações sobre os impactos das empresas transnacionais e acordos de comércio livre em camponesa e agricultura de pequena escala e da soberania alimentar nacional. Estamos chamando para o reforço da luta social e da organização mundial dos povos, para exigir uma reforma agrária genuína e fazer valer o direito ancestral de terras e territórios, um elemento central da agricultura camponesa e dos Povos Soberania Alimentar.

Desde 1996 – em honra dos 19 camponeses sem terra massacrados no Brasil – a Via Campesina Internacional celebrou este dia global de ação e mobilização. É um dia para celebrar e fortalecer a solidariedade e resistência das pessoas, e para aprofundar a aliança entre a cidade e o campo em apoio a um projeto de sociedade baseada na justiça social e da dignidade dos povos.

Nós, os homens e mulheres camponeses e pequenos agricultores, povos indígenas, afro-descendentes, e sem-terra do mundo estão lutando para construir um modelo de produção baseado na agricultura camponesa e de pequena escala e soberania alimentar. Acordos de Livre Comércio contrária a este projeto; eles aumentam ainda mais o deslocamento, expulsão e destruição de camponeses através da promoção de um modo de produção capitalista industrializada fortemente dependentes de agrotóxicos. Esses acordos são negociados sob a influência, e para os interesses de um punhado de empresas transnacionais; a voz do povo é excluído.

Para La Via Campesina, as políticas que visam abrir e desregulamentar os mercados só servem os interesses das corporações transnacionais. Estes acordos comerciais e mercantis – sejam eles multi ou bi-lateral – basicamente buscam proteger as empresas estrangeiras, estabelecendo um conjunto de condições, medidas e regras para proteger os seus investimentos. Enquanto isso, a liberalização dos mercados tem impactos sociais e econômicos severos sobre camponeses e agricultores no Norte e no Sul. Acordos de Livre Comércio colocar os direitos de comércio sobre todos os outros direitos e interesses.

Para fornecer apenas um exemplo, a União Europeia, os Estados Unidos e Canadá estão atualmente a negociar os acordos de comércio livre mais importantes da história. Estes acordos vão liberalizar os mercados de comércio e investimento. Eles vão ter um impacto global e definir, de uma forma que é favorável aos negócios, as novas regras pelo qual as empresas transnacionais podem operar. Se aprovada, estes acordos fornecerá corporações com as novas ferramentas que eles precisam para manipular os regulamentos, normas e políticas públicas, a fim de aumentar os seus lucros, ou seja, a resolução de litígios entre investidores e o Estado e do Conselho de Cooperação Reguladora. Como resultado, estados, regiões e comunidades perderá o poder de proteger os seus próprios cidadãos e ambientes.

Via CampesinaNeste contexto, denunciamos o mecanismo de “arbitragem” sendo usado por essas empresas transnacionais para globalizar, transnacionalizar e privatizar os sistemas judiciais do mundo. Empresas privadas estão sendo autorizados a escrever as leis e de prosseguir uma estratégia destinada a estados de enfraquecimento e soberania nacional. Enquanto isso, a Organização Mundial do Comércio (OMC), está atualmente a tentar reinventar-se e lançou uma nova ofensiva contra a produção nacional de alimentos, distribuição e sistemas de reservas, que visa enfraquecer os sistemas públicos que protegem as pessoas.

Neste Dia de Ação Global, La Via Campesina insta suas organizações membros, amigos e aliados para agir em seus países e regiões para fortalecer nossa luta internacional. Essas ações podem ser mobilizações, ocupações de terras, trocas de sementes, feiras de soberania alimentar, fóruns, eventos culturais, etc.

Você pode registrar essas ações e nos envie informações sobre os eventos planejados, enviando um e-mail para lvcweb@viacampesina.org. Por favor, envie-nos fotos, vídeos, cartazes, flyers. Vamos publicar um mapa de todas as ações em www.viacampesina.org.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Mundo, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

1964: História do Regime Militar Brasileiro

Livro - 1964: História do Regime Militar Brasileiro, Editora Contexto, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Em tempos que a sociedade clama pela volta dos militares ao poder e a alta da aclamação por mais um golpe de Estado promovidos pelos coxinhas de 5 estrelas, nada melhor que estudar sobre o assunto, antes que seja tarde. Confira a nova publicação da Editora Contexto.

Exatos cinquenta anos atrás, o Brasil mergulhou em uma ditadura que iria perdurar por mais de duas décadas. É chegado o momento de fazer um balanço histórico do regime militar. Marcos Napolitano, conhecido historiador da USP, discute neste livro sólido e bem escrito as principais questões desses “anos de chumbo”.

A ditadura durou muito graças ao apoio da sociedade civil, anestesiada pelo “milagre” econômico? Foi Geisel, com a ajuda de Golbery, o pai da abertura, ou foi a sociedade quem derrubou os militares do poder? Como era o dia a dia das pessoas durante o regime militar? Como a cultura aflorou naquele momento? O que aconteceu com a oposição e como ela se reergueu? Qual a reação da sociedade (e do governo) à tortura e ao “desaparecimento” de presos políticos?

Obra de historiador, livro obrigatório para quem quer compreender o Brasil, uma síntese brilhante.

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Afinal, quem ganha com o impeachment de Dilma Rousseff? Boa pergunta!

Dilma impeachment, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

Boa pergunta! A quem interessa de fato o impeachment de Dilma?

Desde que ocorreu a última eleição presidencial, na qual Dilma Rousseff foi reeleita como presidente ou presidenta do Brasil, iniciaram os movimentos para a sua derrubada. Houve várias tentativas e formas, primeiro para que nem fosse diplomada, depois que não tomasse posse e que fosse cassado o registro da Dilma e de seu vice Michel Temer e, em seu lugar, o candidato que ficara em segundo lugar, ou seja, Aécio Neves ocupasse a presidência. Como nada disso deu certo, iniciou-se uma movimentação nacional para tentar o impeachment de Dilma Rousseff, tendo como fundamento a grave crise política gerada a partir da Operação Lava-Jato que investiga o bilionário desvio de recursos da Petrobrás, apelidado de Petrolão.

Não quero aqui ser advogado da Dilma, nem do PT, nem de ninguém. Quero unicamente fazer uma reflexão sobre o que está por trás de todo esse movimento de impeachment.

Para começar, Impeachment é um ato político e não tem nada a ver com o Judiciário como alguns estão imaginando. No dicionário encontraremos a seguinte explicação:

Impeachment é uma expressão inglesa usada para designar a cassação de um chefe do Poder Executivo. Significa também impedimento, impugnação de mandato, retirar do cargo uma autoridade pública do poder Executivo

Portanto, que fique claro, que isto é um procedimento do Poder Legislativo. Em outras palavras, um ato político.

Pergunto: quem atualmente, em sua grande maioria compõe o novo Congresso Nacional? Vários deles são suspeitos e sendo acusados na Operação Lava Jato. Para dar um exemplo, segundo já publicado e veiculado na mídia impressa e televisiva, dez dos 15 deputados indicados até o momento para a nova CPI da Petrobrás receberam doações nas últimas eleições, algo em torno de R$ 1 milhão e novecentos mil reais, das empreiteiras citadas na operação Lava Jato e prováveis alvos da CPI criada.

Não. Esse país não é sério. São estes que estão propondo o impeachment de Dilma. A primeira coisa a ser deixada bem clara é que, caso isso de fato ocorresse, é que no caso de seu impedimento quem assume a presidência é o vice Michel Temer. Ora, o que significa isto, sob o ponto de vista político? Michel Temer é do PMDB, que está tão envolvido com toda esta roubalheira da Petrobrás e de tantas outras empresas quanto o PT. Também não tenho medo de afirmar que todos os partidos, uns mais e outros em menor escala estão envolvidos com irregularidades. Partido político no Brasil virou um grande negócio.

Outra coisa que tem que ser lembrado neste momento é que os governos estão a serviço das grandes empreiteiras e empresas, muitas delas multi e transnacionais. Estas, por sua vez, são altamente especializadas e envolvem e financiam políticos, governos e governantes, pois controlam todo um sistema econômico. Não é por acaso, que tantos empresários estão presos ou respondendo por crime nesta ação. Não tem inocente nesta história.

Portanto pergunto novamente: a quem interessa o impeachment? Para muitos, o impeachment acalmaria uma parte da sociedade e os enganaria, tentando mostrar que todo o problema estaria resolvido. Ledo engano.

Eu sou uma testemunha viva, como muitos que lerão este artigo, do impeachment do presidente Fernando Collor de Melo. Também fui um “cara pintada” em Belém do Pará, levando alunos do Ensino Fundamental para as ruas, com as caras pintadas, tarjas pretas e gritos de ordem. Confesso que me envolvi neste movimento nacional, por motivações ideológicas, acreditando piamente que estava ajudando a moralizar o país. Mas afinal, valeu a pena isto tudo.

O processo de impeachment de Collor foi aprovado no Congresso Nacional por 441 votos a favor e 38 contra, no dia 29 de setembro de 1992, quando foi afastado do governo. Ele renunciou no dia 29 de dezembro daquele ano o que não impediu a finalização do processo. Na época, ele foi acusado por mais de 100 crimes, entretanto no dia 12 de dezembro de 1994, o Supremo Tribunal Federal inocentou Collor do crime de corrupção passiva do qual era acusado. Dos demais crimes, foi absolvido da mesma forma, tendo como advogado o ex-deputado e condenado no mensalão o advogado criminalista Roberto Jefferson. Mais tarde, Collor retornou à vida pública, deu a volta por cima e atualmente é Senador da República.

Quem estava com Collor na época, também era o atual presidente do Senado Federal Renan Calheiros, poderoso e também acusado de corrupção. Caso viesse a ocorrer o impeachment de Dilma, Renan seria o maior beneficiado com todo o processo. Portanto, pergunto novamente: Vale a pena? A quem interessa?

Nossa luta não pode ser por um processo de impeachment, mas sim contra a corrupção. Esta sim deve ser combatida, e ressalte-se, está em todos os partidos e no DNA de grande parte dos políticos que se dizem representantes do povo. Estes, não representam o povo, mas unicamente as grandes empresas, os oligopólios, as transnacionais que os bancam para que ajam em favor de seus interesses econômicos.

Espero sinceramente, que todos os envolvidos com a corrupção, empresários, políticos ou mesmo representantes de outros poderes, seja na Petrobrás ou qualquer outra empresa, sejam punidos.

Para finalizar, lembro o que tenho dito a meus alunos de Comunicação Social, que grande parte da mídia está a serviço desta onda e por este motivo cito Joseph Pulitzer, inspirador do principal prêmio de imprensa e literatura nos EUA:

Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma

Escrito por Wolfgang Teske, Conexão Tocantins e copiado do blog Pragmatismo Político (Twitter e Facebook).

:D

Publicado em #blogdodcvitti, Brasil, Newsletter | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário