Para deixar claro a todos!

Cruzeiro do Vale

O pau ta comendo na postagem online do Jornal Cruzeiro do Vale em que fala sobre a troca do secretário de educação de Ilhota. Matéria pode ser conferia neste link. Agora, vejam meu comentário!

Houve mudanças significativas em todos os setores da atual gestão, da atual administração do prefeito Ademar Felisky e a educação é um deles… avanços que ecoaram por muito tempo em nosso município e a marca do gestor Marcelo será associada, queira alguns ou não! Isso credencia em que o jornal destaca em sua edição impressa e online dos avanços na educação, me refiro no “salto no índice do IDEB que foi de 3,5 para 5, superando as metas do Ministério da Educação para a cidade”.

A educação em nosso município é outra, sem dúvidas, mas isso é fruto e resultado de todos, de uma equipe comprometida na secretaria e do secretário Marcelo que se despede de suas atribuições e de todos os educadores, os professores tem influência nisso sim! Perseguirão com os professores? Meu Deus! Todos já esqueceram o que a era Betinho fez?

Mas, o que eu escrevo aqui não é o caso de desconsiderar o que alguns comentaram aqui sejam certos ou errados, mas quero deixar bem claro que qualquer pessoa ou autoridade tem o sagrado direito de ir e vir e o acesso assegurado em lei de adentrarem em qualquer departamento público! Se houve visita de juíza ou não (argumento que não procede) na secretaria, não é o caso e se houve de fato a visita da MM. Ana Paula, o que tem haver com isso? Juíza não move ação alguma ou não procura por irregularidade, ela julga e quem faz isso é o ministério público e quem decide trocar de secretário é o prefeito!

Levantar os verdadeiros motivos da causa da saída do secretário, não sei se o jornal irá fazer isso, mas sei que troca de gestores ou secretários é normal em qualquer governo, ou o prefeito não pode fazer isso?

“Jornalista não é juiz e imprensa não é tribunal!” Se a gente tem algo a questionar, todos são livres de se manifestar, mas porque a gente não faz? Ah! Esperemos sempre pelos outros!!!

Acredito no Marcelo e no prefeito Ademar! Todos julgam… mas todos querem estar em seus lugares! Concluo minha participação com uma frase do prefeito Ademar “o nosso cargo é passageiro, mas as pessoas que morram nessa cidade irão fazer uso de nossas ações”.

Seja bem vindo Raul!

Anúncios

Líbia: arrastada por denunciar estupro

Sábado passado uma jovem advogada chamada Iman al-Obeidi entrou em um hotel em Tripoli pedindo ajuda aos jornalistas estrangeiros. Mostrando hematomas e chorando, ela dizia que ela tinha acabado de ser estuprada por 15 homens do Kadafi. Ela gritava enquanto era arrastada por officias da Líbia e não foi vista depois disso.

Palavras mal podem expressar a coragem que a Iman demonstrou ao expor o seu caso, e nós apenas podemos imaginar o terror que ela deve estar sofrendo agora nas mãos dos brutamontes do Kadafi. A vida dela está em perigo, mas nós podemos ajudar, se agirmos rápido.

O Kadafi vai ignorar as críticas internacionais porém, ele ouviu o governo turco quando eles interviram na libertação de jornalistas estrangeiros. Vamos gerar um chamado global para o Primeiro Ministro da Turquia, Recep Erdogan, pedindo ajuda para salvar a Iman. Assine a petição e divulgue esta campanha para todos. A petição será entregue no consulado da Turquia em Benghazi e através de anúncios na Turquia assim que alcançarmos 500.000 assinaturas:  http://www.avaaz.org/po/free_iman_al_obeidi/?vl.

Iman disse que ela foi parada em um bloqueio em Tripoli e foi detida por dois dias, suportando estupro e espancamento por 15 homens da força de segurança, antes de conseguir escapar. Ela disse que outras mulheres ainda estão sendo mantidas reféns pelos brutamontes do regime.

Os homens que estupraram a Iman provavelmente acharam que ela nunca iria desafiar o aparato de terror do Kadafi ou suportar a vergonha de admitir ter sido estuprada, principalmente em uma sociedade conservadora onde frequentemente as mulheres são culpadas por estes crimes. Mas ela ousou quebrar o silêncio que persegue tantas outras vítimas da brutalidade do Kadafi, assim como vítimas da violência sexual em qualquer lugar do mundo.

O regime a chamou de prostituta e prometeu condená-la por difamar as forças do governo. Porém líbios já protestaram nas ruas em massa, para defender e apoiar Iman. A influência turca sobre o Kadafi, poderá libertá-la. Vamos nos manifestar em apoio a Iman al-Obeidi, que ousou se levantar contra os seus algozes pedindo a verdade e justiça – assine abaixo, peça para o Primeiro Ministro turco agir, depois encaminhe este alerta: http://www.avaaz.org/po/free_iman_al_obeidi/?vl.

Neste momento, uma jovem e corajosa mulher arriscou tudo pelos valores que todos nós compartilhamos e por causa disso, ela está enfrentando consequências terríveis. Vamos fazer de tudo para salvar a sua vida.

Com esperança e determinação, Stephanie, Pascal, Alice, Rewan, Mohammad, Ricken e toda a equipe Avaaz.

 

Fontes

Na Líbia, mulher que denunciou estupro será processada: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,na-libia-mulher-que-denunciou-estupro-sera-processada,698864,0.htm.

Mulher diz ter sido torturada e estuprada por militares líbios: http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5ggipQkFTPya9LvPCyVXOzU-om2HQ?docId=CNG.afe64f68b979abe5ef44b90e2459550d.3a1.

Família de jovem que acusou soldados líbios de estupro diz que ela não foi libertada: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/03/28/familia-de-jovem-que-acusou-soldados-libios-de-estupro-diz-que-ela-nao-foi-libertada.jhtm.

 

Apoie a comunidade da Avaaz! Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas — clique para doar.

O caos da polícia militar catarinense

 

No Brasil onde os herois são humilhados e vagabundos glorificados…

Infelizmente, a estrutura emocional desse policial não suportou o a carga de quinze anos de estresse, desrespeito, desvalorização, est­atutos e projetos de leis que amparam marginais e estimulam a impunidade… O detalhe fica por conta do pré julgamento de comentários aqui postados, sem se dar conta, tem gente aqui, que pode estar a bordo de um ônibus com um condutor com os mesmos problemas emocionais, assim como outros profissionais que vivem sob pressão!