Hack do Kinect permite criar hologramas como os da série Star Wars

Estudantes do MIT testaram o sistema recriando hologramas da princesa Leia.

Estudantes do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) criaram um sistema de exibição de hologramas a partir do Kinect, periférico do Xbox 360. Mesmo que vídeoconferências holográficas pareçam coisa de outro mundo, Michael Bove, diretor do Grupo de Mídia baseado em objetos dos Laboratório de Mídias do MIT, acredita que estamos próximos disso.

A tecnologia foi apresentada durante uma conferência que aconteceu nesta semana na Califórnia, Estados Unidos. Durante a apresentação, os estudantes afirmaram que o Kinect pode capturar imagens em 3D e transmiti-las para um laptop. Uma placa de vídeo comum é capaz de calcular o holograma em tempo real e nem é necessário utilizar os incômodos óculos 3D para visualizar o objeto.

Diferente do 3D comum, o holograma permite que o usuário veja a imagem em vários ângulos, como se fosse uma realidade aumentada. Nos filmes em 3D, mesmo que o ângulo de visão seja diferente, o usuário verá sempre a mesma imagem.

Os estudantes acreditam que possam melhorar a captura de imagens a partir do aumento de frames por segundo. No momento, 15 frames são capturados pelo aparelho, mas espera-se que este número aumente para 30, o que daria mais realismo a essas conversas.

Veja, abaixo, uma video-demonstração feita com o aparelho:

Anúncios

Anvisa denuncia uso proibído de agrotóxicos no Brasil

Dados do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para), divulgados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), apontam que muitos dos alimentos consumidos pelos brasileiros estão contaminados por agrotóxicos não autorizados e que oferecem riscos à saúde.

Das 3.130 amostras coletadas, 29% apresentaram algum tipo de irregularidade. Entre os casos mais problemáticos estão o pimentão (80% das amostras insatisfatórias), a uva (56,4% das amostras insatisfatórias), o pepino (54,8% das amostras insatisfatórias), e o morango (50,8% das amostras insatisfatórias).

De acordo com o diretor da Anvisa, Dirceu Barbano, “são ingredientes ativos com elevado e comprovado grau de toxicidade e que causam problemas neurológicos, reprodutivos, de desregulação hormonal e até câncer”.

Para a técnica da Área de Segurança Alimentar do Instituto pólis Mariana Romão, além de pesquisas é necessário mais fiscalização no campo.

“É necessário, além do debate, ter mais ampla e clara divulgação destas informações tanto para os consumidores quanto para os agricultores, pois muitas vezes estes não sabem do maleficio que estes venenos causam para a própria saúde e para a saúde da terra”, afirmou Romão.

Segundo a técnica, é importante, em paralelo a isso, desmistificar os mitos sobre a produção agroecológica e fomentar políticas para os benefícios desta prática que é promotora da saúde e da inclusão social.

“Garantir o direito humano à alimentação adequada, o direito a ter um alimento mais puro e saudável, é também desmontar este conceito de monocultivos na produção alimentar. Na agroecologia, prática que apoiamos, a produção variada de alimentos em um pequeno espaço de terra auxilia na fertilização do solo e na diversificação da própria alimentação das famílias produtoras e consumidoras do alimento livre de defensivos químicos”.

Leia o Relatório Completo elaborado pela Anvisa.

Abertas inscrições para o prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social

As inscrições para a 6ª edição do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social encontram-se abertas até 30 de junho. Serão concedidos 9 prêmios de R$ 80 mil à Tecnologias Sociais implementadas em âmbito local, regional ou nacional, que sejam efetivas na solução de questões relativas à alimentação, educação, energia, habitação, meio ambiente, recursos hídricos, renda e saúde.

A Fundação Banco do Brasil reconhece a Tecnologia Social como sendo produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social.

As Tecnologias Sociais certificadas pela Fundação Banco do Brasil passam a integrar o Banco de Tecnologias Sociais. O Pólis está colaborando para a atualização do BTS, base de dados on-line disponível no site www.tecnologiasocial.org.br.

Inscrições –http://www.fbb.org.br/portalfbb/tecnologiasocial/.

Dossiê Le Monde Diplomatique Brasil

África, desafios da democracia e do desenvolvimento.

A nova publicação do jornal Le Monde Diplomatique é a Revista bimensal Dossiê Le Monde Diplomatique Brasil, disponível nas bancas. A edição deste mês fala sobre a África e está dividida em três partes: “Democracia, guerras civis, má governança e direitos humanos”, “Saúde e medicina” e “Desenvolvimento”.

“Os laços do Brasil com a África se estreitam cada vez mais nos dias de hoje, com a construção de um mundo multipolar onde tanto a América Latina quanto a África estão desafiados a se articular em organizações regionais e alianças de novo tipo para superar a produção das desigualdades e assegurar padrões de desenvolvimento que busquem a efetivação de direitos”, afirmou no editorial, Silvio Caccia Bava, diretor e editor-chefe do Le Monde Diplomatique Brasil, também diretor executivo do Instituto Pólis.

Os partidos socialistas da Comuna não estavam preparados

A Comuna de Paris de 1871 foi o primeiro ensaio histórico, tímido ainda, de dominação da classe operária. Comemoramos a Comuna, apesar da sua experiência muito limitada, da falta de preparação de seus militantes, da confusão de seu programa, da ausência de unidade entre seus dirigentes, da indecisão dos seus projetos, da excessiva hesitação nas suas ações e do espantoso desastre que, fatalmente, tinha que resultar disso tudo. Saudamos na Comuna – segundo uma expressão de Lavrov – a aurora, embora pálida, da primeira República proletária. Kautsky não pensa assim. Tendo consagrado a maior parte do seu livro Terrorismo e Comunismo em estabelecer um paralelo, grosseiramente tendencioso, entre a Comuna e o poder soviético, vê as qualidades predominantes daquela justamente onde vemos as suas infelicidades e equívocos.

Kautsky procura demonstrar com grande ardor que a Comuna de paris de 1870-71 não foi “artificialmente” preparada; pelo contrário, surgiu espontaneamente, colhendo de improviso os revolucionários, ao passo que a Revolução russa de outubro-novembro, foi preparada minuciosamente pelo nosso partido. Isto é indiscutível. Assim como não tem a coragem de formular com clareza as suas ideias profundamente reacionárias, Kautsky não nos diz com franqueza se os revolucionários de Paris de 1871 merecem elogios por não terem previsto a insurreição proletária e, por conseguinte, por não estarem preparados para ela, ou se devemos ser condenados por termos previsto o inevitável e por nos termos adiantado conscientemente aos acontecimentos. Toda a exposição de Kautsky foi escrita de tal modo que produz a seguinte impressão no espírito do leitor: Aconteceu uma desgraça aos comunalistas (o filisteu bávaro Volmar não manifestou um dia o seu pesar por terem os comunalistas tomado conta do poder, em vez de irem para a cama?), e por isso merecem toda a nossa indulgência; os bolcheviques, ao contrário, avançaram conscientemente para a desgraça (a conquista do poder), e isto não lhes será perdoado nem neste nem no outro mundo. Colocar a questão desta forma pode parecer um absurdo incrível. Mas nem por isso deixa de ser menos certo que é uma conseqüência inevitável da posição dos “independentes kautskystas”, que metem a cabeça entre os braços para não ver nada – nem nada prever – e que não podem dar um passo para a frente se não receberem um bom soco nas costas.

Gaspar fará mobilização por segurança neste sábado

O ponto alto da programação “Todos pela segurança de Gaspar” acontecerá neste sábado (11), na praça em frente a prefeitura, a partir das 9h. No local, todos os representantes de entidades envolvidos na campanha apresentarão a iniciativa e cobrarão das autoridades competentes aumento do efetivo, a contrução de uma nova delegacia, instalação de videomonitoramento e reaparelhamento das polícias civil, militar e bombeiro.

De acordo com o organizador, vereador Kleber Wan-Dall (PMDB), a expectativa é de que a comunidade compareça em grande número. “Vamos mostrar as autoridades competentes que estamos unidos e que a nossa necessidade é urgente. Não queremos mais desculpas. Queremos ações efetivas e rápidas, como uma gestão pública deve ser: eficiente”, ressaltou. Kleber lembra que, na oportunidade, o abaixo-assinado também estará disponível para mais moradores aderirem. “Também temos a expectativa da participação de deputados estaduais e federais da região”.

A campanha teve início há dois meses. Desde então o parlamentar buscou junto as entidades de segurança e representativas do município apoio e participação. Diversas reuniões ocorreram, definindo assim as ações da organização. Outdoors, cartazes, adesivos e flyers já foram distribuídos por toda a cidade.

Com o Minha Casa, Minha Vida 2, a oportunidade de moradia para dois milhões de famílias

Presidenta Dilma Rousseff discursa em Blumenau (SC) durante cerimônia de entrega de 580 apartamentos do programa Minha Casa, minha Vida. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Todo brasileiro tem direito à proteção de um teto, de um lar, de um lugar para criar dignamente seus filhos, afirmou presidenta Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (9/6), ao fazer a entrega de 580 moradias do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) em Blumenau (SC). A presidenta Dilma assegurou que, em breve, irá lançar a segunda edição do programa, cujo objetivo é construir 2 milhões de novas moradias em todo o país. E aos catarinenses garantiu: “Quem ainda não teve acesso à sua casa própria terá agora a oportunidade”.

Candidatos têm 59% mais chances de vaga no Sisu

Vagas são oferecidas por 19 universidades federais, 23 institutos federais, dois centros federais de educação tecnológica e quatro universidades estaduais/ Foto: Secretaria de Educação de São Paulo

Aumento é na comparação com segundo semestre de 2010. Sistema de Seleção Unificada oferece 26 mil vagas a partir de quarta-feira.

As inscrições para a edição do segundo semestre deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação, serão abertas na próxima quarta-feira (15) e vão se estender até o dia 19. A oferta é de 26.336 vagas em universidades federais e estaduais e nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. O número supera em 59% a oferta do processo do segundo semestre de 2010, quando 35 instituições participaram, com de 16 mil vagas. O Sisu seleciona candidatos para a educação superior pública.

As vagas são oferecidas por 19 universidades federais, 23 institutos federais, dois centros federais de educação tecnológica (Cefet) e quatro universidades estaduais. Podem fazer a inscrição no Sisu os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010 e obtiveram nota, mesmo que mínima, na redação.

As inscrições serão realizadas em uma única etapa. Os candidatos podem fazer, em ordem de preferência, até duas opções de cursos entre as instituições participantes. Durante o período de inscrições, pode alterar as opções, com base na nota de corte (nota mínima) divulgada ao fim de cada dia — vale a última inscrição confirmada.

Ao fim das inscrições, serão feitas duas chamadas. Em cada uma delas, o estudante terá prazo para efetuar a matrícula na instituição para a qual foi selecionado. O resultado da primeira chamada será divulgado no próximo dia 22. A matrícula está prevista para os dias 27 e 28. Em 2 de julho, será divulgado o resultado da segunda chamada, com prazo de matrícula de 5 a 6 de julho. Os selecionados na primeira opção, mesmo que não tenham feito a matrícula, serão excluídos do processo.

O edital com as regras e cronograma da seleção foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (9).

Saiba mais – As inscrições devem ser feitas pela internet, no portal do Sisu:http://sisu.mec.gov.br. Confira a oferta de vagas, por instituição de ensino, na página do MEC na internet: www.mec.gov.br. Informações: 0800 616161.

Calendário:

  • Inscrições: 15 a 19 de junho.
  • Resultado da primeira chamada: 22 de junho.
  • Matrícula: 27 e 28 de junho.
  • Resultado da segunda chamada: 2 de julho.
  • Matrícula: 5 e 6 de julho.