#euassino para acabar com impostos sobre produtos tecnológicos para deficientes

No Brasil, cerca de 27 milhões de pessoas – ou seja, mais de 10% da população – apresentam algum tipo de deficiência, e 70% delas vivem na linha da pobreza ou abaixo dela. A tecnologia pode melhorar, e muito, a qualidade de vida desses indivíduos. Porém, 90% dos produtos voltados a esse fim são importados, e pagam, em média, 60% em impostos para entrar no país. O resultado são preços elevados, restringindo o acesso a um grupo privilegiado da sociedade.

Assine o abaixo-assinado aqui

O movimento “#euassino” , criado pelo Olhar Digital, quer pressionar o governo federal a acabar com os impostos de importação sobre todos os produtos destinados a pessoas com deficiência. São itens como cadeiras de rodas especiais, bengalas com ultrassom, impressoras brailes, entre outros.

A ação começa com o incentivo ao uso da hashtag #euassino no Twitter, das 12h às 23h59 do próximo domingo, dia 24/7. No mesmo dia, o programa Olhar Digital, veiculado na Rede TV! a partir das 15:45h, exibirá uma matéria especial abordando o assunto e chamando a atenção da sociedade para o problema. As ações têm o objetivo de colher 600 mil assinaturas em um abaixo-assinado virtual (no endereço www.olhardigital.com.br/euassino), que será enviado ao Congresso para pressionar pela aprovação de um Projeto de Lei (PL 7916/2010) – que já está na Câmara dos Deputados – e que prevê o fim dos impostos de importação para produtos voltados a deficientes.

O objetivo é fazer com que o Brasil siga o exemplo de países europeus, que, na década de 1950, assinaram o Acordo de Florença. O documento prevê a isenção de impostos para importação de qualquer objeto usado para educação, progresso e inclusão das pessoas com necessidades especiais.

A tecnologia pode fazer toda a diferença para quem mais precisa dela. Participe dessa iniciativa:  assine aqui e tuíte a hashtag #euassino no Twitter neste domingo!

Amigos que fazem o bem, sem ver a quem

Algumas pessoas em Ilhota, principalmente os jovens tem sim o que fazer, além de navegar e viver a vida em rede social. Recebi um texto muito interessante que diz a respeito de um projeto em desenvolvimento e deve revolucionar os conceitos das pessoas e o modo de viver. A idéia esta sendo aperfeiçoada e fui consultado a analisar o conceito. Li aprovei e iremos apoiar!

A idéia de criar o projeto surgiu da vontade de duas amigas em ajudar idosos, e principalmente crianças que necessitam de ajuda e amor. O mesmo pensamento, as mesmas idéias, as levou a um objetivo único: Fazer o Bem.

Em uma de suas conversas, chegaram a conclusão de que estes segmentos enfrentam problemas por falta de recursos financeiros, mas o problema principal é o sentimento de abandono, de falta de amor e carinho. Perante todas estas situações, resolveu-se correr atrás, e estão,  disponibilizando um pouco de tempo para pedir ajuda a outros amigos, pois a união faz a força.

Amigos que fazem o bem é um projeto sem fins lucrativo, livre de quaisquer preconceitos ou discriminações, seja de etnia, sexuais, credo religioso ou ideologia. Será rígido com a legalidade e a moralidade. Amigos que fazem o bem têm pôr objetivo levar a quem precisa o bem estar, o amor, o carinho, alimentação saudável, educação, e tudo mais que for necessário e estiver ao nosso alcance.

Pretende-se através do projeto, arrecadar fundos com pessoas comuns e de bem que com anseio de ajudar ao próximo. O intuito é levar as empresas esta idéia, e a cada empresa eleger um líder que ficará responsável em arrecadar dinheiro e doações mensalmente dos demais funcionários. O valor a ser doado é insignificante +/- R$1,00 por pessoa, pois com certeza este valor não fará falta a ninguém, mas somado a todos os demais que doarem com certeza poderá fazer o bem a muitas crianças e idosos, mas quem tiver interesse, poderá fazer doações de outros valores e também de alimentos, roupas, brinquedos, etc. Ao inicio de cada mês será exposta nas empresas os valores e doações arrecadados por cada empresa, e por fim um relatório completo de tudo que foi feito com estas doações.

A população atendida do interesse ao projeto é atender as crianças e idosos de nossa cidade, e asilos e orfanatos da região.

O que espera-se desse projeto é através deste, fazer o bem a quem precisar, e esperamos poder contar com a ajuda de todos. Esperam também, conscientizar as pessoas de que apenas dinheiro não é o suficiênte, então deixamos o convite: quem estiver disposto a arregaçar as mangas e juntar-se a nós nesta luta, será muito bem vindo, pois muita coisa pode ser feita e como já dissemos antes a união faz a força e quanto mais Amigos Fazendo o Bem, mais crianças e idosos serão beneficiados com muito amor e afeto.

Resumindo, o projeto é isso! Vamos ajudar??? fazerobem@hotmail.com.

Estados e municípios já podem preparar ações até 2014

Estados, Distrito Federal e os 5.565 municípios do País já podem fazer o diagnóstico e o planejamento das ações educacionais a serem desenvolvidas até 2014. O Ministério da Educação (MEC) abriu o módulo do Plano de Ações Articuladas (PAR) para o período 2011-2014, a ser preenchido pelos gestores da educação brasileira. Com base nesse planejamento, o MEC prestará assistência técnica e financeira, sob a denominação transferências voluntárias, a estados e municípios. A construção de escolas de educação infantil e a aquisição de ônibus para transporte de estudantes foram as principais reivindicações das prefeituras apresentadas até ano passado. O MEC espera que a maior parte dos estados e municípios apresentem os planos até dezembro. www.mec.gov.br.

Palestina: a mais nova nação

Dentro de quatro dias, o Conselho de Segurança da ONU se reunirá e o mundo terá oportunidade de aceitar uma nova proposta capaz de reverter décadas de fracasso nas negociações para a paz entre Israel e Palestina: o reconhecimento da Palestina como Estado pela ONU.

Mais de 120 países do Oriente Médio, África, Ásia e América Latina já endossaram essa iniciativa, mas o governo de direita de Israel e os Estados Unidos opõem-se veementemente a ela. Portugal e outros importantes países europeus ainda estão indecisos, mas uma gigantesca pressão pública agora poderá convencê-los a votar a favor dessa importante oportunidade de dar fim a 40 anos de ocupação militar.

As iniciativas de paz lideradas pelos EUA têm fracassado há décadas, enquanto Israel tem confinado o povo palestino a pequenas áreas, confiscando suas terras e impedindo sua independência. Esta nova e corajosa iniciativa poderá ser a melhor oportunidade de impulsionar a solução do conflito, mas a Europa precisa assumir a liderança. Vamos construir um apelo global em massa para que Portugal e outros importantes países europeus endossem imediatamente a proposta de soberania e vamos deixar claro que cidadãos de todos os cantos do mundo apoiam essa proposta legítima, não-violenta e diplomática. Assine a petição e envie esta mensagem a todos os seus contatos: http://www.avaaz.org/po/independence_for_palestine_9/?vl.

Embora as raízes do conflito entre Israel e Palestina sejam complexas, a maioria das pessoas em todos os lados concordam que o melhor caminho rumo à paz imediata é a criação de dois Estados. Porém, vários processos de paz têm sido arruinados pela violência em ambos os lados, pela ampla construção de assentamentos na Cisjordânia e pelo bloqueio humanitário na Faixa de Gaza. A ocupação israelense diminuiu e fragmentou o território onde se poderia construir um Estado palestino e transformou a vida cotidiana do povo palestino em um suplício atroz. A ONU, o Banco Mundial e o FMI recentemente anunciaram que os palestinos estão prontos para administrar um Estado independente, mas eles dizem que a principal restrição ao sucesso dessa empreitada é a ocupação israelense do território palestino. Até mesmo o presidente norte-americano pediu o fim da expansão dos assentamentos e o retorno às fronteiras de 1967 com trocas de territórios em comum acordo, mas o primeiro-ministro israelense Netanyahu, furioso, recusou-se a cooperar.

Chegou a hora de uma drástica mudança, deixando de lado um processo de paz inútil e partindo para um novo caminho de progresso. Enquanto os governos de Israel e Estados Unidos classificam a iniciativa palestina de “unilateral” e perigosa, a verdade é que a esmagadora maioria das nações do mundo apoiam essa proposta diplomática não-violenta. O reconhecimento mundial da Palestina como Estado poderá derrubar os extremistas e fomentar um crescente e não-violento movimento palestino-israelense em consonância com a arrancada da democracia em toda a região. E o mais importante é que ele retomará um caminho rumo a um programa de assentamento negociado, permitirá aos palestinos acesso a diversas instituições internacionais que podem ajudar a promover a liberdade da Palestina e enviará um sinal transparente ao governo de Israel, que é favorável aos assentamentos, de que o mundo não mais aceita a impunidade e intransigência dos israelenses.

Israel já passou tempo demais enfraquecendo a esperança de criação de um Estado palestino. Os Estados Unidos já passaram tempo demais satisfazendo as exigências de Israel, com o apoio da Europa. Neste momento, Portugal, França, Espanha, Alemanha, Reino Unido e o Alto Representante da UE estão indecisos quanto à soberania palestina. Vamos fazer um apelo para que eles assumam o lado certo da história e apoiem uma declaração palestina de liberdade eindependência, prestando ampla assistência e ajuda financeira. Assine a petição urgente agora mesmo para pedir que a Europa apoie a proposta e endosse essa iniciativa de paz duradoura entre Israel e Palestina: http://www.avaaz.org/po/independence_for_palestine_9/?vl.

A soberania palestina não significará de uma hora para a outra o fim desse espinhoso conflito, mas o reconhecimento pela ONU mudará a dinâmica e começará a abrir a porta rumo à liberdade e paz. Em toda a Palestina, as pessoas estão se preparando com esperança e expectativa para recuperar uma liberdade que sua geração nunca viveu. Vamos dar nosso apoio e pressionar as lideranças europeias a fazer o mesmo, assim como elas apoiaram os povos do Egito, Síria e Líbia.

Com esperança, Alice, Ricken, Stephanie, Morgan, Pascal, Rewan e toda a equipe da Avaaz.

Mais informações

Arraia do PMDB

Convite Arraial do PMDB

Meus amigos! Recebi o convite e compartilho com todos o convite do PMDB de Balneário Camboriú. Os companheiros e o prefeito Edson Periquito aguardam por você!

Consórcio de Segurança tem data para sair do papel

Representantes dos municípios que compõem o Consórcio Intermunicipal de Segurança com Cidadania da Costa Verde e Mar reuniram-se na manhã desta sexta-feira (22) no Gabinete da Prefeita de Camboriú, Luzia Coppi Mathias

Representantes dos municípios que compõem o Consórcio Intermunicipal de Segurança com Cidadania da Costa Verde e Mar (CISVEMAR) reuniram-se na manhã desta sexta-feira (22) no Gabinete da Prefeita de Camboriú, Luzia Coppi Mathias, para debater os próximos passos para que o Consórcio se torne realidade.

Durante o encontro foi definida a realização de uma assembléia geral para assinatura do termo de adesão, aprovação do estatuto, apresentação do Consórcio e eleição da nova diretoria. A Assembléia será no dia 10 de agosto, às 9h, no auditório da Prefeitura de Camboriú.

Depois de cumprir todo o processo burocrático para ativação do consórcio, o grupo pretende priorizar como meta a captação de recursos do Pronasci para investimentos em câmeras de segurança e construção de um CIP/CER regional.

O consórcio, criado juridicamente em 17 de maio de 2010, é o primeiro do Estado e reúne as cidades de Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú, Navegantes e Itapema. A iniciativa é da Federação dos Conselhos Comunitários de Santa Catarina (FECONSEG/SC) e da Comissão Intermunicipal de Segurança Pública (CISP).

Participaram da reunião a Prefeita de Camboriú e Presidente do Consórcio Luzia Coppi Mathias, a Presidente da CISP e Vereadora de Itajaí Susi Bellini, o Secretário de Segurança de Itajaí Carlos Ely, o Secretário de Segurança de Balneário Camboriú Nilson Probst, o Presidente da Feconseg e membro da CISP Valdir de Andrade, representante do Gabinete do Prefeito de Itapema Luciano Estevão e membro da CISP Edilson de Oliveira Ferreira.

Texto e fotos: Elizângela Cardoso

Mais informações:

  • Presidente do Consórcio Prefeita Luzia Coppi Mathias: 3365-9569
  • Presidente da CISP e Vereadora de Itajaí Susi Bellini: 9945-9314
  • Presidente da FECONSEG/SC Valdir de Andrade: 8424-0061

Reportagem na revista Bicileta edição de junho de 2011

O roteiro de cicloturismo, que inclui Ilhota, segue em alta. Realizado pelo colegiado de turismo da AMFRI, colhe os frutos…

Vejam a bela reportagem da revista Bicicleta, edição nacional com 7 páginas dedicadas ao cicloturismo em nossa região, em particular ao Circuito de Cicloturismo Costa Verde e Mar, com um relato empolgante do Velotour 2010 pelo “expert” Paulo Bublitz, textos do Clube de Cicloturismo do Brasil e a colaboração da ACBC em algumas das imagens publicadas.

Divulguem aos seus contatos e comente, isso é importante pra nós. Sigam o link na foto.

Abertura polêmica dos Simpsons por Banksy

Os produtores pediram a um dos maiores grafiteiros do mundo (dizem por aí que até é o melhor) que ele fizesse uma abertura para a nova temporada dos Simpsons. Ele fez. Nela ele usa humor, sarcasmo e também faz críticas ao próprio programa. Há um tempo surgiram rumores de que parte da produção do seriado americano é feito na Coréia do Sul. E por lá a mão de obra escrava é algo muito comum. O salário pago aos trabalhadores é muito menor. Dai você pensa: é claro que essa abertura não foi ao ar. Foi sim! No episódio do dia dez de outubro.

O que os produtores disseram sobre isso? “É isso que dá terceirizar”.

Pirão com linguiça em Gaspar

Acontece nesse sábado a 2ª edição do Pirão com Linguiça, evento esse que tem o intuito de angariar recursos e é uma promoção do Hospital de Gaspar. Será no dia 23/07, a partir das 11h, nas dependências do Centro Comunitário Santa Clara – Poço Grande, acesso em frente ao Posto da Policia Rodoviária Estadual, próximo a Bunge.

Prestigie você também! Ajude o hospital de Gaspar. Informações: 47 3041-8250 ou 047 9954 0883.

Lula ataca imprensa em Congresso da UNE

Há sete meses fora da Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso duro contra a imprensa, há pouco, no 52º  Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Goiânia (GO). Para uma plateia lotada de estudantes, Lula atacou os meios de comunicação por criarem divergências entre ele e a presidente Dilma Rousseff.

Ao discursar no II Encontro Nacional do ProUni, durante o evento dos estudantes, o ex-presidente comentou uma reportagem que mostrava o financiamento do congresso da UNE por empresas estatais, como a Petrobras, e classificava o encontro de “chapa branca”.

“Quando ligamos a televisão, tem propaganda de quem? Da Petrobras, da Caixa Econômica Federal. Elas financiam tudo. Para eles [empresas de comunicação] isso é democrático. Para vocês [UNE], é chapa branca”, disse Lula.

O tom do discurso do ex-presidente mudou quando o petista começou a reclamar dos meios de comunicação. “Eu tô ficando invocado. Faz seis meses que eu saí da Presidência, mas eles não saem do meu pé”, afirmou.

Em seguida, enumerou o que considera como intrigas feitas pela imprensa. “Primeiro disseram que há diferenças entre mim e Dilma, que somos diferentes. Não precisa ser um especialista para saber que ela é diferente de mim”, ironizou.

“Falaram que divergimos. Eu já disse que, se houver divergência, é ela quem estará certa. Não há divergências.  Depois, quando fui a Brasília e tirei uma foto com senadores, disseram que ela era fraca. O babaca que escreveu a matéria nunca deve ter sentado com a Dilma para conversar. Ela pode ter todos os defeitos do mundo, menos ser fraca”, declarou o ex-presidente. “Ninguém que passa três anos na cadeia, sendo barbaramente torturada e é eleita presidente pode ser fraca”.

Lula disse que a maior vingança de Dilma com seus torturadores, durante o regime militar, foi o fato de ter sido eleita presidente. “Agora, ela é a comandante chefe. Deu a volta por cima”, disse. Entre elogios para sua sucessora, o ex-presidente continuou com os ataques à imprensa. “Inventaram também que ela é diferente nas coisas que faz, que eu falava muito. É que eu competia com o que eles falavam e o povo acreditava em mim”, comentou.

O petista disse ainda que meios de comunicação torceram para que a inflação voltasse. “Chegaram a dizer que eu deixei uma herança maldita. A primeira herança maldita é o pré-sal. Tem o Prouni, o PAC 2. Quem sabe é o Minha Casa, Minha Vida 2? O dado concreto é que eles não perceberam que as coisas mudaram no Brasil”.

O ex-presidente disse ainda que a população está se informando “de múltiplas formas” e não só por “aqueles que achavam que formavam a opinião pública”. Os discursos do evento que Lula participou foram transmitidos ao vivo no site da UNE.

Cristiane Agostine | Valor