Campanha de segurança pública traz vídeomonitoramento para Gaspar

A campanha “Todos pela segurança Gaspar”, idelizada pelo vereador Kleber Wan-Dall (PMDB), dava sinais de resultados quando os deputados Jean Kuhlmann e Ismael dos Santos (DEM) marcaram uma audiência com o secretário de segurança pública do estado, César Grubba. Na oportunidade, uma comitiva da cidade mostrou ao chefe estadual todos os materiais publicitários, bem como a necessidade de investimentos no município.

Duas semanas depois, o major Laerte Lauro Marques, técnico da Secretaria de Segurança Pública, e o Coronel Álvaro Luiz Alves, comandante da 7ª região militar, vieram a Gaspar para anunciar a implantação do videomonitoramento. O valor do investimento será de R$ 262.900,00, que será dividido entre o estado e a prefeitura. A reunião aconteceu na semana passada e contou com a presença do major Moacir Gomes Ribeiro, deputado Ismael dos Santos e integrantes da comissão.

Kleber ficou surpreso com um resultado tão rápido. “Desde que iniciamos a campanha, tínhamos como objetivo as câmeras, o efetivo policial e a delegacia. Um deles já foi alcançado em menos de dois meses. Estamos otimistas”. Ao todo serão dez câmeras.

Anúncios

Megatwittaço #foraRicardoTeixeira

Os usários do Twitter estão convocados para o megatwittaço #foraRicardoTeixeira, movimento impulsionado pela entrevista do cartola à revista Piauí e que pretende “mostrar que os brasileiros estão de olho no que ele aprontando dentro e fora da CBF”. “Mais do que um movimento pela transparência administrativa nesta instituição, o que buscamos é fazer com que este assunto não seja, mais uma vez abafado por aqueles que tiram proveito da falta de informação de todos nós brasileiros”, destacam os organizadores em post no blog do Juca Kfouri. O megatwittaço terá duração de 24h. Começa 0h desta quarta-feira, dia 27, e termina 0h do dia 28.

Para participar, basta contribuir com o debate sobre a atuação de Ricardo Teixeira postando tweets com a tag #foraRicardoTeixeira. A contagem regressiva para o twittaço pode ser acompanhada no site www.foraricardoteixeira.com.br/megatwittaco.

Reconhecimento da Palestina hoje

Dentro de quatro dias, o Conselho de Segurança da ONU se reunirá e o mundo terá oportunidade de aceitar uma nova proposta capaz de reverter décadas de fracasso nas negociações para a paz entre Israel e Palestina: o reconhecimento da Palestina como Estado pela ONU.

Mais de 120 países do Oriente Médio, África, Ásia e América Latina já endossaram essa iniciativa, mas o governo de direita de Israel e os Estados Unidos opõem-se veementemente a ela. Portugal e outros importantes países europeus ainda estão indecisos, mas uma gigantesca pressão pública agora poderá convencê-los a votar a favor dessa importante oportunidade de dar fim a 40 anos de ocupação militar.

As iniciativas de paz lideradas pelos EUA têm fracassado há décadas, enquanto Israel tem confinado o povo palestino a pequenas áreas, confiscando suas terras e impedindo sua independência. Esta nova e corajosa iniciativa poderá ser a melhor oportunidade de impulsionar a solução do conflito, mas a Europa precisa assumir a liderança. Vamos construir um apelo global em massa para que Portugal e outros importantes países europeus endossem imediatamente a proposta de soberania e vamos deixar claro que cidadãos de todos os cantos do mundo apoiam essa proposta legítima, não-violenta e diplomática. Assine a petição e envie esta mensagem a todos os seus contatos: http://www.avaaz.org/po/independence_for_palestine_9/?vl.

Embora as raízes do conflito entre Israel e Palestina sejam complexas, a maioria das pessoas em todos os lados concordam que o melhor caminho rumo à paz imediata é a criação de dois Estados. Porém, vários processos de paz têm sido arruinados pela violência em ambos os lados, pela ampla construção de assentamentos na Cisjordânia e pelo bloqueio humanitário na Faixa de Gaza. A ocupação israelense diminuiu e fragmentou o território onde se poderia construir um Estado palestino e transformou a vida cotidiana do povo palestino em um suplício atroz. A ONU, o Banco Mundial e o FMI recentemente anunciaram que os palestinos estão prontos para administrar um Estado independente, mas eles dizem que a principal restrição ao sucesso dessa empreitada é a ocupação israelense do território palestino. Até mesmo o presidente norte-americano pediu o fim da expansão dos assentamentos e o retorno às fronteiras de 1967 com trocas de territórios em comum acordo, mas o primeiro-ministro israelense Netanyahu, furioso, recusou-se a cooperar.

Chegou a hora de uma drástica mudança, deixando de lado um processo de paz inútil e partindo para um novo caminho de progresso. Enquanto os governos de Israel e Estados Unidos classificam a iniciativa palestina de “unilateral” e perigosa, a verdade é que a esmagadora maioria das nações do mundo apoiam essa proposta diplomática não-violenta. O reconhecimento mundial da Palestina como Estado poderá derrubar os extremistas e fomentar um crescente e não-violento movimento palestino-israelense em consonância com a arrancada da democracia em toda a região. E o mais importante é que ele retomará um caminho rumo a um programa de assentamento negociado, permitirá aos palestinos acesso a diversas instituições internacionais que podem ajudar a promover a liberdade da Palestina e enviará um sinal transparente ao governo de Israel, que é favorável aos assentamentos, de que o mundo não mais aceita a impunidade e intransigência dos israelenses.

Israel já passou tempo demais enfraquecendo a esperança de criação de um Estado palestino. Os Estados Unidos já passaram tempo demais satisfazendo as exigências de Israel, com o apoio da Europa. Neste momento, Portugal, França, Espanha, Alemanha, Reino Unido e o Alto Representante da UE estão indecisos quanto à soberania palestina. Vamos fazer um apelo para que eles assumam o lado certo da história e apoiem uma declaração palestina de liberdade eindependência, prestando ampla assistência e ajuda financeira. Assine a petição urgente agora mesmo para pedir que a Europa apoie a proposta e endosse essa iniciativa de paz duradoura entre Israel e Palestina: http://www.avaaz.org/po/independence_for_palestine_9/?vl.

A soberania palestina não significará de uma hora para a outra o fim desse espinhoso conflito, mas o reconhecimento pela ONU mudará a dinâmica e começará a abrir a porta rumo à liberdade e paz. Em toda a Palestina, as pessoas estão se preparando com esperança e expectativa para recuperar uma liberdade que sua geração nunca viveu. Vamos dar nosso apoio e pressionar as lideranças europeias a fazer o mesmo, assim como elas apoiaram os povos do Egito, Síria e Líbia.

Com esperança, Alice, Ricken, Stephanie, Morgan, Pascal, Rewan e toda a equipe da Avaaz.

Mais informações

Próxima reunião da Cisp em Itajaí

 

Logo da Comissão Intermunicipal de Segurança Pública - Cisp

No próximo dia 03 e agosto acontece a primeira reunião do semestre da Comissão Intermunicipal de Segurança Pública – Cisp e pedimos pra agendem.

  • Data: 03 de agosto.
  • Horário: 9h.
  • Local: Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Itajaí.

Pauta:

  • Falta de equipamento no Consultório Odontológico do Presídio Canhanduba;
  • Falta de medicamento na Farmácia do Presídio Canhanduba;
  • Lei nª 12.403, de 4 de maio de 2011, que “Altera dispositivos do Decreto-Lei no 3.689, de 3 de outubro de 1941 – Código de Processo Penal, relativos à prisão processual, fiança, liberdade provisória, demais medidas cautelares, e dá outras providências”
  • Calendário reuniões segundo semestre 2011.

A pauta poderá sofre alterações.

O grito silencioso

Documentário divulgado no YouTube trata de um tema polêmico a várias gerações e sensibiliza opiniões de ambas as partes que é aborto. Os vídeos postados aqui, são divididos em 5 partes. Vamos nos colocar contra o aborto! Não? Manifeste sua opinião, mas antes, assistas os cinco episódios deste filme.

AMFRI realiza curso sobre a Lei Rouanet e Elaboração de Projetos na área da Cultura

A Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí – AMFRI, através do Colegiado de Dirigentes Municipais de Cultura realiza nesta quarta-feira (27), o Curso Lei Rouanet e Elaboração de Projetos. Gestores das prefeituras, produtores culturais, artistas e demais trabalhadores envolvidos com o setor nos onze municípios que integram a AMFRI serão capacitados.

Durante a capacitação, que acontece das 8h30 às 17h, na sede da associação serão abordados assuntos referentes aos trâmites legais exigidos pelo Ministério da Cultura, no que tange a Lei de Incentivo à Cultura.

Também serão repassadas orientações relativas ao tempo necessário para análise das documentações, realidade dos setores técnicos, real diferença entre as demandas acompanhadas e livres, bem como demais providências que devem ser tomadas para evitar problemas durante o processo.

Escrito por Camila Raymundi, assessora de comunicação social da AMFRI.

Aplicativo cria vídeos animados com suas fotos do Facebook

É possível até mesmo inserir trilha sonora e outros vídeos sugeridos pela ferramenta.

Pegue suas fotos do Facebook e as transforme em vídeos para serem publicados onde quiser. Basta entrar no aplicativo, seguir os passos e pronto!

Busque pelo Masher no Facebook e acesse o app. Em segundos, ele trará todas as suas fotos da rede social para serem selecionadas para o vídeo. Arraste as que você desejar para essa barra aqui embaixo e, se quiser, puxe fotos ou vídeos do seu computador também. Na aba “Masher Media”, você pode escolher vídeos e músicas oferecidos pelo aplicativo ou, ainda, pode buscar canções de dentro da sua máquina para inserir como trilha sonora. O Masher vai carregar a canção e aí, é só arrastá-la para a barra também.

Agora, clique em “Next Step” e insira os textos que farão parte do seu vídeo. Escreva a frase ou palavra aqui, selecione a cor, a fonte e o tamanho e jogue em cima da foto que quiser. Agora, é só salvar e escolher o que fazer com a sua criação. É possível postar no seu perfil do Facebook, na página de um amigo, tuitar o vídeo, copiar o código embed ou ainda enviar o conteúdo por email. Prontinho! Você acaba de criar um vídeo em três passos usando conteúdos do Facebook.

Se você gostou, acesse o link que acompanha essa matéria e crie sua versão.

Assista ao vídeo e tenha mais informações por esse link.

Bill Gates quer reinventar o vaso sanitário

Image representing Bill Gates as depicted in C...

Image via CrunchBase

Banheiro sem água e sem esgoto

A Fundação Bill & Melinda Gates anunciou que irá custear uma pesquisa para “reinventar a privada”. O objetivo do projeto é desenvolver novas tecnologias para o processamento de dejetos humanos sem qualquer ligação a linhas de água, energia ou esgoto.

Para Gates, a privada ideal para os países em desenvolvimento deve ser auto-sustentável, de custo acessível e sem ligações a linhas de energia, água ou esgoto, que quase nunca estão disponíveis nas condições em que o novo sanitário deverá ser utilizado.

Plasma de micro-ondas

A tarefa de reinventar o vaso sanitário caberá a um grupo de cientistas e engenheiros da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, sob a coordenação do professor Georgios Stefanidis.

“Vamos aplicar a tecnologia de micro-ondas para transformar os dejetos humanos em eletricidade. A partir desta inovação, pretendemos idealizar o design e construir um protótipo modular para um banheiro completo que satisfaça as urgentes necessidades do mundo em desenvolvimento,” afirmou Stefanidis.

Inicialmente os dejetos humanos serão secos. Em seguida, os resíduos sólidos serão gaseificados utilizando plasma, criado por micro-ondas em um reator apropriado.

Este processo vai gerar o chamado gás de síntese, uma mistura de monóxido de carbono (CO) e hidrogênio (H2). O gás de síntese será então usado para alimentar um conjunto de células de combustível de óxidos sólidos (SOFCsolid oxide fuel cell) para a geração de eletricidade.

“Para que o processo seja energeticamente auto-suficiente, parte da eletricidade produzida será usada para ativar a gaseificação a plasma, enquanto o calor recuperado do fluxo de gás de síntese e dos gases de escape das células de combustível será usado para a secagem dos resíduos,” explica o pesquisador.

Privada barata

Aproximadamente 2,6 bilhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso ao saneamento básico. O impacto negativo dessa situação sobre a saúde dessas populações é enorme.

Para mudar esta situação, Bill Gates e sua esposa acreditam que a solução é reinventar o vaso sanitário.

E, como o projeto é voltado para atender às necessidades dos países em desenvolvimento, uma das exigências é que o banheiro sem água e sem esgoto possa ser construído a custos acessíveis.