Pesquisadores conseguem abrir carros e ligá-los usando um smartphone Android

chave carro

Ao interceptar as mensagens entre softwares e carros, eles quebravam o protocolo por trás dos sistemas e os duplicavam em um notebook.

Dois pesquisadores de segurança dos Estados Unidos desenvolveram um método para destravar portas de carros usando smartphones, segundo informações do site Geek Gadgets. A técnica, criada por Don Bailey e Matthew Solnik, foi chamada de “War Texting”.

De acordo com o site, isso só foi possível porque os pesquisadores conseguiram interceptar as mensagens que viajavam entre os softwares e os carros. Eles quebravam o protocolo por trás dos sistemas e os duplicavam em um notebook.

Ao interceptar esta comunicação, os pesquisadores conseguiram abrir as portas de um Subaru e até mesmo ligar o motor do veículo usando um smartphone baseado em Android. A dupla demorou apenas duas horas para conseguir entender a comunicação entre os sistemas e recriá-las a partir do computador.

Com a descoberta, os pesquisadores foram convidados a participar da conferência de segurança Black Hat, em Las Vegas, nos Estados Unidos, para mostrar a técnica descoberta. De acordo com o site, o método poderia ser usado para outros fins como manipular controles remotos, câmeras de segurança e semáforos.

Anúncios

Ameaça à Internet no Brasil

Na semana que vem, o Congresso poderá votar um projeto de lei que restringiria radicalmente a liberdade da internet no Brasil, criminalizando atividades on-line cotidianas tais como compartilhar músicas e restringir práticas essenciais para blogs. Temos apenas seis dias para barrar a votação.

A pressão da opinião pública derrotou um ataque contra a liberdade da internet em 2009 e nós podemos fazer isso de novo! O projeto de lei tramita neste momento em três comissões da Câmara dos Deputados e esses políticos estão observando atentamente a reação da opinião pública nos dias que antecedem à grande votação. Agora é nossa chance de lançar um protesto nacional e forçá-los a proteger as liberdades da internet.

O Brasil tem mais de 75 milhões de internautas e se nos unirmos nossas vozes poderão ser ensurdecedoras. Envie uma mensagem agora mesmo às lideranças das comissões de Constituição e Justiça, Ciência e Tecnologia e Segurança Pública e depois divulgue a campanha entre seus amigos e familiares em todo o Brasil: http://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/?vl.

O projeto de lei do deputado Azeredo sobre a internet supostamente teria o objetivo de nos proteger contra fraudadores e hackers. Porém, como alguém que faz uma cirurgia com uma motosserra, as normas excessivamente cautelosas impostas pelo projeto de lei trariam altíssimos custos sem de fato cumprir seu objetivo. Em vez de capturar os verdadeiros criminosos, elas penalizariam todos nós. Por esse motivo, até mesmo o importante site anti-pedofilia, o SaferNet é contra o PL Azeredo.

Se esse projeto de lei for aprovado, nossa privacidade e liberdade de expressão, criação e acesso on-line ficarão gravemente limitadas. Pior que isso, os provedores de internet que mantêm informações detalhadas sobre nosso histórico de navegação na internet passarão a ser “policiais virtuais” monitorando os usuários a todo momento.

O projeto de lei tem circulado em Brasília por mais de uma década, e a pressão da opinião pública já o derrotou antes. Em 2009, uma consulta pública sobre o “Marco Civil da Internet” barrou o andamento do projeto. Mas alguns meses atrás, o deputado Azeredo tentou apressar a aprovação no Congresso, usando os ataques de crackers aos sites do governo como desculpa. Um novo Congresso e uma maior conscientização sobre as amplas implicações do projeto de lei significam que nossas vozes poderão fazer a diferença. Envie agora mesmo uma mensagem às lideranças na Câmarahttp://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/?vl.

Infelizmente, o PL Azeredo não é a única lei desse tipo. Em todo o mundo, na Índia, Turquia, Estados Unidos e outros países, a liberdade da internet está sob ataque promovido por iniciativas similares. Mas os membros da Avaaz nesses países estão se mobilizando. Vamos fazer a nossa parte neste movimento popular global em defesa da web barrando o PL Azeredo.

Com esperança, Emma, David, Ricken, Maria Paz, Giulia, Rewan e a equipe da Avaaz.

Fontes:

A poesia dos ensaios sensuais de Fernanda Preto

Fernanda Preto

Fernanda Preto é formada em fotografia e Artes Visuais. Foi selecionada para o Projeto Mezanino de Fotografia do Itaú Cultural e a Mostra EROTICA – os sentidos na arte no Centro Cultural Banco do Brasil. Seus trabalhos são acervo da galeria Diana Lowenstein Fine Art, em Miami, participando de diversas exposições através da galeria: MACO Art Fair, México, Chicago Contemporary & Classic Art Fair, Art Basel Miami e Arte Américas.

Fotógrafa da agência americana Aurora Select, contribui para diversas revistas, entre elas National Geographic, Traveler e Stern. Desde 2009 vem desenvolvendo o projeto Ensaio Pitanga de fotografia sensual para mulheres comuns, além de, periodicamente, publicar seus ensaios na revista Sexy.

Mais informações no site www.ensaiopitanga.com.

Mais sobre o Nu Photo Conference

O nu é uma das áreas mais inquietantes e instigantes da fotografia. O nu e o sensual alimentam sonhos, fetiches e, literalmente, faz o ser humano despir-se de qualquer tipo de proteção para revelar de forma pura a sua essência. É a criação divina exposta de maneira inocente e bela.

Por muitas vezes, o nu e o sensual foram confundidos com a vulgaridade. Mas a história tratou de colocar o nu como essência da arte. O objetivo do Nu Photo Conference é reunir em São Paulo, fotógrafos e profissionais de imagem de todo o Brasil para um congresso único, para potencializar a criatividade e as técnicas para a produção, captação e direção de ensaios de nu e sensual. No ról de palestrantes, os maiores especialistas do país, tanto do mercado editorial, como artístico. O Nu Photo Conference será realizado nos dias 19, 20 e 21 de setembro, no Teatro das Artes, Shopping Eldorado, em São Paulo/SP.

Informações e inscrições www.nuphotoconference.com.br.