Colegiado de Habitação da AMFRI realiza capacitação sobre Cadastro Único

O Colegiado de Secretários e Técnicos Municipais de Habitação da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí – AMFRI realiza nesta quinta-feira (18), uma capacitação sobre Cadastro Único, ministrada por técnicos da Caixa Econômica Federal.

A capacitação acontecerá a partir das 8h30, na sede da AMFRI, e será direcionada aos secretários e técnicos dos onze municípios que compõem a região, que atuam nas áreas de Habitação e Assistência Social das prefeituras. Orientações diversas sobre como trabalhar em rede, efetuar cadastro e utilizar a senha de acesso serão repassadas aos participantes.

O Cadastro Único para Programas Sociais é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou de três salários mínimos no total. Dessa forma, o Cadastro Único possibilita conhecer a realidade socioeconômica dessas famílias, trazendo informações de todo o núcleo familiar, das características do domicílio, das formas de acesso a serviços públicos essenciais e também dados de cada um dos componentes da família.

Fonte: Camila Raymundi, assessora de comunicação social da AMFRI.

Anúncios

Entrada de Freddy Krueger em Mortal Kombat é explicada em vídeo

Personagem foi o último DLC do game. Há algumas semanas, a Warner Bros divulgou que Freddy Krueger seria o quarto e último personagem DLC de Mortal Kombat.

É provável que muitas pessoas que leram a notícia ficaram em dúvida. Afinal, como Freddy Krueger se encaixaria na história de Mortal Kombat? Se você fazia parte deste grupo, saiba que não estava sozinho, pois o pessoal da redação do Superdownloads também não tinha entendido nada dessa idéia.

No entanto, nesta terça feira, 9 de agosto, a produtora do jogo divulgou o enredo que o personagem se encaixa no game.

A explicação

Freddy Krueger desafia Shao Kahn no mundo do pesadelo, e é trazido para o Netherrealm. O personagem é transformado em mortal novamente, e deve vencer Shao Kahn para retornar ao seu mundo. A Warner Bros. também postou um vídeo que conta a história do novo personagem DLC.

Banda Larga popular deve sair do papel no fim do mês

PNBL pode mudar a vida dos brasileiros. Se sair do papelPlano Nacional de Banda Larga (PNBL), estabelecido em 2010, deve oferecer internet de 1Mbps por R$ 35.

A Internet no Brasil poderá mudar (muito) a partir do final deste mês. Principalmente, se as promessas do Ministério das Comunicações realmente derem certo. O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) começa a sair do papel e o primeiro município a recebê-lo será Santo Antônio do Descoberto, no estado de Goiás, a cerca de 50 km da capital federal.

O primeiro provedor do país a aderir ao plano é o grupo Sadnet, que fechou contrato com a Telebrás. A data inicial está prevista para o próximo dia 23. Ainda não há confirmação do governo, porém haverá um evento nesta data com a presença do ministro Paulo Bernardo e do presidente da Telebrás, Caio Bonilha.

Mas nem tudo são flores em Santo Antônio do Descoberto, para não estar “descoberto” no plano, o cidadão terá que comprar um pequeno aparelho, que é a chamada estação receptora, com custo médio de R$ 300. Além dos já citados R$35 mensais.

Alta velocidade?

A velocidade da conexão ainda é uma incógnita. O certo é que ela deve variar de acordo com cada cidade. Isto irá acontecer pois o uso a redes sem fio (WiFi ou outro método) fará com que haja perda  de velocidade. É o que afirma o técnico em informática, Filipe Valladão. “Não dá para comparar a velocidade da rede WiFi, em igualdade de condições, com uma rede de ligação física. Sempre há alguma perda no valor nominal do plano”, afirma.

De qualquer forma, a Telebrás exigirá dos provedores que seja entregue, pelo menos, 20% da velocidade de 1Mbps. Além da Sadnet, outras empresas próximas a capital federal irão aderir ao PNBL, como por exemplo a Logtel. Esta última deve atender os municípios de Samambaia e Recanto das Emas, cidades que fazem parte do “pacote” das 100 primeiras contempladas no país.

Na primeira fase, oito cidades da região central do país terão o PNBL. A Telebrás instalou mais de 35 mil quilômetros em fibra ótica em conjunto com a Eletrobras, Furnas, Petrobrás, entre outras. A ideia é de que até o final de 2011, 300 cidades brasileiras terão a banda larga popular. Um enorme avanço, mas, como o plano está atrasado, a ordem é correr porque a Copa 2014 vem aí…

PNBL – verda = atraso

O presidente da Telebrás, Caio Bonilha, afirmou que o corte de verbas de R$ 1 bi para R$ 350 milhões foi responsável pelo atraso. Polêmicas à parte, o importante é que o Plano Nacional de Banda Larga pode sim, mudar a vida dos brasileiros. É o que acredita Donizetti da Costa, Diretor de TI da Prefeitura de Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Para ele, o avanço será visível para a população que utiliza internet discada e mesmo para a quem adquiriu planos convencionais mas não está satisfeito.

“Apesar de todo o atraso e das dificuldades que um plano desse tem e terá, sem dúvida, para muitas pessoas será uma grande diferença ter acesso à internet rápida, por um preço acessível”, afirma. Donizetti faz parte do grupo de empresários e especialistas que se reunirá nesta semana com o presidente da Telebrás, em Campinas. A pauta do encontro, que terá também a presença de consultores da Anatel, é apresentar o estágio atual do PNBL.

Donizetti da Costa, Diretor de TI da Prefeitura de Taboão da Serra acredita no PNBL

Nos discursos das operadoras há sempre a afirmação de que é difícil entreguar o valor nominal dos planos. O principal entrave seriam “fatores externos”, dentre eles, a falta de investimentos em infra estrutura da área. Com o PNBL, tudo isso virá à tona e poderá significar uma grande mudança, já que estamos nos aproximando de grandes eventos internacionais a serem realizados no país. O que exigirá esforço para garantir a qualidade na transmissão de dados via rede.

Fonte: Agência Brasil.

ONU oferece vagas a jovens brasileiros

Candidatos de até 32 anos podem se candidatar para carreira internacional nas Nações Unidas; inscrições vão até setembro e são para diversas áreas das ciências sociais, humanas e exatas.

O Secretariado-Geral das Nações Unidas incluiu o Brasil na lista de países participantes no Programa de Jovens Profissionais (YPP, em inglês) para o ano de 2011. As opções de carreira, nessa edição, são nas áreas de assuntos humanitários, informação pública e comunicação, administração e estatística. As vagas devem ser preenchidas por profissionais de até 32 anos, que falem com fluência inglês ou francês e que possuam diploma em algum curso superior relacionado à área de atuação (ver tabela abaixo). A remuneração básica para quem for trabalhar em Nova York, por exemplo, varia de US$6.200,00 a US$10.800,00, por mês.

A busca por jovens, como no caso do YPP, pode ser um componente importante na mudança de cultura dentro de uma organização. “Em programas como esse o que se busca é o potencial, e não a experiência do profissional. Do ponto de vista da organização, isso traz benefícios a médio e longo prazo para mudança organizacional. Do ponto de vista do jovem profissional, é uma oportunidade de adquirir conhecimentos e habilidades para se desenvolver profissionalmente”, explica Alzira Silva, coordenadora de recursos humanos do PNUD Brasil.

O momento é oportuno para os brasileiros que querem ter uma carreira internacional. O crescente envolvimento do país nos fóruns multilaterais e organismos internacionais fez com que, nos últimos anos, aumentasse a demanda por brasileiros ocupando cargos nessas organizações. A lista de países elegíveis para o Programa de Jovens Profissionais é atualizada anualmente, e muda de acordo com o nível de representação que eles possuem no secretariado da ONU.

Embora existam vários atrativos para uma carreira na ONU, há alguns princípios centrais que devem guiar o candidato em sua escolha. “É fundamental que o profissional se identifique com a causa, a missão da organização. Esse é o primeiro passo para uma escolha acertada”, avalia a coordenadora.

Processo seletivo

As inscrições devem ser feitas online diretamente pelo site do Programa Jovens Profissionais. Depois de uma triagem inicial, os melhores candidatos de cada país farão uma prova escrita de conhecimentos gerais e específicos da área de atuação. Somente aqueles que se classificarem serão convidados para a entrevista. As cidades em que as provas serão realizadas ainda não foram definidas.Todo o processo é realizado em inglês ou francês, os dois idiomas oficiais do Secretariado da ONU.

Veja abaixo as quatro áreas de atuação do Programa Jovens Profissionais a que os brasileiros podem se candidatar esse ano.

ÁREA DE ATUAÇÃO SUBÁREA CURSO SUPERIOR EXIGIDO
Assuntos Humanitários Paz, Política e Segurança Ciência Política
Ciências Sociais
Relações Internacionais
Administração Pública
Economia
Engenharia
Geociência
Direito
Informação Pública e Comunicação Informação Pública e Relações Externas Comunicação
Jornalismo
Relações Internacionais
Administração Gestão e Suporte de Operações Administração Pública
Administração
Contabilidade
Finanças
Gestão de Recursos Humanos
Análise de Sistemas
Marketing
Direito
Ciências Humanas
Educação
Ciências Sociais
Psicologia
Sociologia
Estatística Desenvolvimento Econômico e Social Estatística
Matemática
Economia (com especialização em Estatística ou Econometria)
Ciências Sociais (com especialização em Economia)
Demografia

Android é para homens pessimistas e iPhone para mulheres otimistas, diz estudo

Realizado pela Hunch, estudo tentou traçar perfil dos usuários dos principais smartphones do mercado.

Usuários de Android são homens jovens, conservadores, introvertidos e gostam de economizar, enquanto donos de iPhone são otimistas, extrovertidos e gostam de gastar dinheiro em objetos brilhantes. Essa é a conclusão de uma pesquisa feita pela Hunchpara traçar um perfil dos usuários dos dois principais sistemas operacionais móveis da atualidade.

O estudo começou com uma simples pergunta para 15.818 pessoas, nos Estados Unidos: qual é o sistema operacional que seu telefone usa?”. 32% dos usuários disseram que tinham iPhone e 21% usavam Android. A partir daí, foram feitas outras perguntas para definir o perfil dos donos de cada sistema móvel.

Os usuários de Android têm entre 18 e 34 anos e têm renda familiar anual entre US$ 50 mil e US$ 100 mil. Eles são pessimistas, bons de matemática e gostam de seguir tendências. Além disso, 71% deles nunca saíram dos EUA e eles gostam de animais. São usuários de PC que começaram a usar internet após o ano 2000, gostam de dispositivos cheios de funções e não se importam com o design dos aparelhos.

Já os donos de iPhone são, em maior parte, mulheres com mais de 35 anos que moram em cidades grandes, são politicamente liberais e gostam de gastar dinheiro. São pessoas que já visitaram mais de cinco países, gostam de tocar instrumentos musicais e viajaram nos últimos seis meses. Gostam de comprar produtos logo no lançamento – os early adopters – e usaram internet pela primeira vez antes de 1992. São, em maior parte, usuários de Mac e gostam de enviar mensagens de texto enquanto dirigem.

O estudo também definiu o perfil de usuários de outros sistemas. Os donos de aparelhos com Windows Phone são mulheres do subúrbio, extrovertidas, que não viajaram muito na vida, enquanto donos de BlackBerry são bem divididos entre homens e mulheres, liberais, introvertidos e que já viajaram muito pelo mundo.

É claro que esta é apenas uma tentativa de traçar o perfil desses usuários a partir de poucas informações de alguns deles. São baseadas em probabilidades e não se aplicam a todos os usuários dos smartphones.

Confira o infográfico completo com todas as informações coletadas pela Hunch: