Conselho Municipal de Saúde se reunirá nesta terça-feira

A nossa querida parceira e coordenadora da Farmácia Básica da secretaria de Saúde, Elizabeth Nunes e também presidente do Conselho Municipal de Saúde, convida todos os interessados para reunião extraordinária do conselho. O objetivo do encontro, segundo a presidente, é reestruturar a organização da saúde, torná-lo mais atuante e com a maior participação da comunidade, já que foi uma das propostas defendidas e aprovadas na terceira Conferência Municipal de Saúde, realizado no último dia 08 de julho, na ASPMI, além é claro, de outros assuntos pertinentes do coletivo.

As pessoas que tem interesse em participar do referido conselho é só comparecerem na reunião agendada para ocorrer na próxima terça-feira, dia 23, às 17h30 no Espaço Saúde, situado na avenida Joleto Valgas, Centro.

A presidente do CMS manda avisar que as pessoas que não comparecerem ou não justificarem a sua ausência, serão, segundo ela, “automaticamente consideradas desistentes”, ou seja, “não querem ou não podem participar”. Eu já digo o seguinte, que elas não tem interesse nenhum de participar de quaisquer atividades social ou política. Portanto, sem motivos algum pra falar mau de nossa saúde.

Os critérios para ser conselheiro da saúde são:

  • Disponibilidade de tempo e horário;
  • Membro atuante em seu grupo ou na comunidade;
  • Interesse em construir uma saúde melhor para o município; e
  • As reuniões serão realizadas mensalmente.

Lendo as propostas, vejo que me enquadro perfeitamente nos requisitos exigidos pela presidente, e certamente, estarei presente no encontro como sempre faço em qualquer atividade política, social ou de qualquer natureza que sou convidado no município,  e buscarei certamente um acento no conselho. Por fim, a participação da comunidade é de extrema importância para a construção e aperfeiçoamento do SUS. Não levem a maus minhas considerações mas precisamos da mobilização de todos e todas.

Conferencia da Saúde

A III Conferência Municipal da Saúde realizada recentemente em nossa cidade consolidou o marco político das políticas públicas da saúde e foi um momento de reflexão para atual conjuntura das ações da secretaria. Certamente, temos muito que fazer pela saúde, mas é inegável que a atual gestão proporcionou ao setor, uma verdadeira transformação cultural na política e o fim em velhos costumes. A conferência propôs mudança e isso está acontecendo. Já não temos um saúde com há muito tempo atrás.

Sobre minha participação na conferência, pude perceber a força de vontade e determinação de nossos profissionais em suas atribuições, a verdadeira vocação pela profissão. Apesar de não atuar na área, fui eleito delegado à etapa regional como usuário do SUS. Saberei representar muito bem todos os usuários da saúde no encontro estadual.

Anúncios

Defesa Civil de Camboriú recomenda: ajude a evitar deslizamentos!

Períodos de chuvas intensas trazem consigo além da preocupação com cheias, a existência de muitos focos de erosão, na sua maioria, provocados pela ação humana como lixo jogado nas encostas, desmatamentos e corte de morros.

De acordo com a Coordenadora da Defesa Civil, Carla Rosana Krug, “os atendimentos mais frequentes em que ocorrem deslizamentos de terra sobre residências são resultantes da falta de critério e conhecimento com que as pessoas fazem cortes em morros, tanto moradores quanto operadores de máquina que não tem experiência e tampouco seguem projetos”, declara.

Muitas vezes a lei é burlada nos finais de semana ou em feriados quando a fiscalização funciona em regime de plantão. “Temos que trabalhar a prevenção e buscar parceria com a comunidade tanto para que as pessoas procurem a prefeitura antes de fazerem cortes em taludes e terraplanagens, e denunciem quem faz estes trabalhos sem licença e projeto, cortes tresloucados em morros são um crime tão grave quanto corte de árvores”, enfatiza Carla.

“Tenho certeza que o trabalho em conjunto dos órgãos da prefeitura deverá surtir resultado e diminuir focos de erosão, inclusive, há alguns dias enviei ofício a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente para que esta remeta correspondência e cópias das leis ambientais, de uso e ocupação do solo e restritivas, as empresas de terraplanagem estabelecidas ou que praticam atividades em Camboriú, para que estas não venham a alegar desconhecimento”, afirma a Coordenadora.

Importante saber

Todo trabalho de terraplanagem ou corte de encosta precisa de análise de projeto e licença da prefeitura e deve ser requerida na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente. Segundo Carla Krug, “a segurança de nossas famílias é responsabilidade de cada um, de cada cidadão, obras de qualquer tipo sejam de terraplanagens ou edificações de casas, têm lei que as regulamentam, e estas devem ser seguidas sob pena de perdermos bens materiais e vidas”, conclui.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Prefeitura de Camboriú.

O Palestrante sustentável

O que acontece quando uma pessoa morre?

Para onde ela vai? Esta é uma pergunta que intriga muitas pessoas. Alguns acham que morreu, morreu. Acabou!. Outros acreditam numa alma que vai para o céu ou para o inferno. Outros acham ainda que os espíritos dos mortos ficam perambulando por aí para ajudar ou assustar alguém.

Afinal, qual a verdade?

Jesus, em oração ao seu Pai, falou: “A tua palavra é a verdade” (João 17:17). Partindo desse princípio, a verdade sobre qualquer assunto se encontra na Bíblia, a palavra de Deus, e sem mistérios. Por isso, tire um tempo para meditar em alguns pontos importantes:

Será que todas as pessoas boas vão para o céu?

Segundo as Escrituras, não. Davi foi um servo leal de Deus, que inclusive teve o privilégio de ser o descendente do prometido Messias. No entanto, Atos 2:34 diz claramente: “Porque Davi não subiu aos céus”. Mesmo sendo uma pessoa boa do ponto de vista de Deus, Davi não foi para o céu. Em vez disso, o próprio Davi escreveu: “Os justos possuirão a terra e viverão nela para todo sempre” – Salmo 37:29. Davi, tinha portanto, a esperança de viver para sempre aqui na Terra, não no céu.

Será que os maus vão para o inferno de fogo?

A Bíblia não fala da existência de um inferno de fogo. Antes ela usa o fogo como um símbolo de destruição. Raciocine o seguinte: imagine que você seja pai ou mãe e seu filho cometa uma falta grave. Você colocaria a mão de seu filho no fogo como punição pelo seu erro? Obviamente que não. A Bíblia fala em 1º João 4:8 que “Deus é amor”. Não diz que Deus tem amor, mas que ele é amor. Um Deus de amor jamais puniria os seres humanos com fogo eterno. O inferno de fogo é portanto um símbolo apropriado utilizado por Deus para frisar que os que não fazem a sua vontade serão destruídos, eliminados. O Salmo 37:9 evidencia isso: “Os próprios malfeitores serão decepados”.

Será que existe uma alma que sobrevive ao corpo?

A Bíblia não diz que temos uma alma, mas que somos uma alma, conforme Gênesis 2:7. uma diferença enorme entre ser e ter. Por exemplo: você tem um carro, você não é um carro. Se a Bíblia diz somos uma alma, logo não temos uma alma. Não há nada em nós que sobreviva após a morte. Pense no seguinte: se quando a pessoa morre a alma vai para o céu, por exemplo, por que Jesus teve que ser ressuscitado?

O que é a morte?

Imagine uma vela acesa. Quando você assopra, o fogo se apaga. Para onde foi o fogo? Para lugar nenhum. Simplesmente deixou de existir. A morte é assim também: a pessoa deixa de existir. Isto está em harmonia com Eclesiastes 9:5, que diz: “Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento”.

Que esperança há então para os mortos?

A Bíblia fala da ressurreição. Em João 5:28,29 Jesus disse que “todos os que estão nos túmulos memoriais sairão. Os que fizeram coisas boas para uma ressurreição de vida; os que praticaram coisas ruins para uma ressurreição de julgamento”. Isso vai acontecer quando se cumprir a profecia de Mateus 6:9,10conhecida como oração do Pai Nosso. “Venha o teu reino e seja feita a tua vontade na terra como no céu”. Quando o reino de Deus se estabelecer na terra “não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor” – Apocalipse 21:4. Todos viverão felizes para sempre. Deus devolverá aos humanos o que Adão e Eva jogaram fora: a vida eterna no paraíso terrestre.

Artigo envido por email do amigo Luiz “Bebeto” da Silva.

Esqueça o MP3: a moda agora é lançar álbuns como aplicativos

Bjork lança álbum que pode ser ouvido gratuitamente e Gilberto Gil libera discografia completa em app para iOS.

Agora, a tendência na indústria musical é disponibilizar álbuns por meio de aplicativos. A cantora islandesa Bjork acaba de lançar seu mais novo trabalho, intitulado de “Biophilia”, na forma de um aplicativo gratuito para iPhone e iPad.

O app do álbum está disponível na App Store e foi descrito como uma extraordinária e inovadora forma de explorar a música, a natureza e a tecnologia. Isso porque as músicas são apresentadas com temas espaciais animados, onde os usuários podem interagir criando sons e escolhendo as canções, enquanto passeia por uma órbita espacial.

Seguindo a mesma linha, Gilberto Gil lançou no mês passado um aplicativo para iOS que é mais do que uma versão do seu site oficial. O app traz a discografia completa do cantor desde o primeiro álbum, o “Louvação Universal”, de 1967, que pode ser adicionada a uma playlist para ser ouvida quando quiser.