Governo de SC investe R$ 20 milhões na distribuição de gás natural


SCGás

A maior ação para distribuição de gás natural em Santa Catarina avançou mais uma etapa. Com a presença do governador Raimundo Colombo, a SCGás lançou, nesta quinta-feira (9), a segunda fase do Projeto Serra Catarinense, em que serão instalados 23 km de rede de distribuição de gás natural no trecho entre Ascurra e Ibirama. “Sem o gás natural, as regiões naturalmente perdem a competitividade no desenvolvimento de suas empresas, então é de suma importância esse investimento”, afirma Raimundo Colombo.

As obras nesta segunda fase serão executadas entre os quilômetros 90 e 113 da BR 470, de Ascurra a Ibirama, no Alto Vale do Itajaí. O prazo para implantação do gás natural é de até 20 meses e possui investimento de R$ 20 milhões, sendo R$ 9 milhões em serviços e R$ 11 milhões em materiais.

A novidade será a utilização de uma nova tecnologia na execução das obras. O novo equipamento de furo direcional, que preserva o meio ambiente e diminui a interferência no cotidiano das cidades. Como a obra passará pelo Rio Itajaí-Açu, na BR-470, a opção foi por valorizar aspectos de segurança e meio ambiente.

Lembrando que a chama acompanha o homem desde a Idade da Pedra, o presidente da SCGás, Cosme Polese, afirmou que o gás é uma ferramenta de desenvolvimento socioeconômico. “O gás é a ponta do processo de avanço econômico e certamente o século 21 será o do gás”,destaca Polese.

O prefeito de Ascurra entende que a distribuição de gás natural ajudará na economia da região. “A presença de uma rede de gás vai promover progresso principalmente para a indústria do Vale do Itajaí, que tem empresas muito pujantes. Os empresários esperavam há muito tempo essa iniciativa e estão muito satisfeitos”, analisa.

Serra catarinense

A intenção do Governo do Estado é levar o gás natural à Serra catarinense, onde a rede de distribuição será instalada por 230 km da região. A previsão é que nos próximos cincos anos sejam investidos R$ 100 milhões dos R$ 180 milhões previstos para a execução de toda obra. O traçado da rede passará por 16 municípios catarinenses, de Indaial a Lages, e as licenças municipais já estão obtidas.

Santa Catarina já possui 913 km de rede construídos, com investimento de R$ 365 milhões, e atende 2,3 mil clientes em 54 municípios. O objetivo da empresa é estar presente em todas as regiões do Estado até 2020.

Municípios atendidos no Projeto Serra Catarinense

  • Indaial
  • Rodeio
  • Ascurra
  • Apiúna
  • Ibirama
  • Lontras
  • Rio do Sul
  • Agronômica
  • Trombudo Central
  • Pouso Redondo
  • Ponte Alta
  • Braço do Trombudo
  • Otacílio Costa
  • Palmeira
  • Correia Pinto
  • Lages
Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s