Mais de R$ 9 milhões para Hospital Marieta, de Itajaí

Hospital Marieta, de Itajaí

O governador João Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Saúde, Dalmo Claro de Oliveira, assinaram na manhã desta quarta-feira (09), em Florianópolis, o repasse de R$ 52,4 milhões para a Saúde de Santa Catarina. A solenidade ocorreu no auditório da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri). Além de Itajaí, mais nove municípios foram contemplados. O encontro contou ainda com a presença do vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, deputados estaduais, secretários de Estado  e secretários regionais.

Os recursos vão auxiliar os municípios a atuarem diretamente nas atividades da Atenção Básica à Saúde, e as instituições hospitalares nos procedimentos de média e alta complexidade. O encontro iniciou com uma apresentação no setor da saúde, anunciando a celebração de convênios e investimentos aplicados nos 16 meses deste governo, o que compreende os anos de 2011/ 2012 até o mês de abril, último. O valor total investido nos dois anos é de R$ 213, 347 milhões, destinados a reforma, ampliação e construção de hospitais, unidades básicas de saúde, equipamentos em geral e aquisição de veículos.

O convênio foi assinado pelo governador Raimundo Colombo, secretário de Estado da Saúde, Dalmo Claro de Oliveira,  secretário de Estado e Desenvolvimento Regional de Itajaí Interino, Fábio Augusto Hachmann, deputado Estadual, Dado Cherem e irmãs representando a diretoria do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausenda.

Na oportunidade, o governador confirmou o repasse assinando convênio no valor de R$ 4,5 milhões que será destinado para a primeira etapa da construção de um anexo do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, o Complexo Maria Teresa, em Itajaí  – e ainda a confirmação de R$ 400 mil mensais parcelados em 12 meses, para custeio do hospital, que antes era de R$ 236 mil mensais. Juntos, os dois recursos chegam ao valor de R$ 9,3 milhões para Itajaí.

O Hospital passará de 344 leitos para 613, quase duplicando seu espaço físico para melhor atender os mais de 555 mil habitantes que compõem os 11 municípios da região de abrangência. Conforme dados do Hospital, durante o ano de 2011 foram realizados aproximadamente 570 mil atendimentos. Deste total, 85% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A obra terá um custo de cerca de R$ 45 milhões. Feito o pagamento da primeira etapa, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, o restante será dividido em nove parcelas de R$ 500 mil.

O Projeto

O projeto prevê um prédio 14 andares que totalizam 18.385 m², tendo seu espaço físico composto por 269 leitos, sendo 217 de internação geral, obstetrícia e hospital dia, 21 leitos de atendimento imediato, 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) geral adulta e 11 leitos de UTI Neonatal.

O Complexo contará com setores como Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) com sala de quimioterapia (25 leitos/poltronas) e observação (9 leitos/poltrona), além de Centro Cirúrgico, com 13 salas de cirurgia, Centro Obstétrico, com quatro salas cirúrgicas e oito quartos pós parto. Ambulatório de especialidades e Pronto Socorro amplo para aumentar a qualidade dos serviços prestados à comunidade.

O Hospital

O atual prédio, inaugurado pelo Governo do Estado em 1979, é administrado pela o Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, sediado em São José dos Campos, São Paulo, desde 1985. Apesar de filantrópico, o Governo do Estado repassa mensalmente uma ajuda de custo ao Hospital, que, em 2011, totalizou R$ 2,7 milhões. O Hospital Marieta é contratualizado com a Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí para atender toda média complexidade, sendo referência para a Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri).

Quando inaugurado, em 1979, eram 252 leitos disponíveis para atender uma população de 187 mil habitantes. Atualmente, o Hospital possui 344 leitos (36% a mais) e atende uma população de 555 mil habitantes, um aumento de 300%. No ano de 2011 foram mais de 570 mil atendimentos, sendo em média, 2.

Anúncios

Prorrogadas as inscrições de voluntários do Congresso Mundial de Juventude

Congresso Mundial de Juventude

Quem tem um currículo interessante e quer colaborar com um evento internacional deve se apressar. As inscrições para os voluntários do 6º Congresso Mundial de Juventude Rio 2012 vão somente até o dia 11 de maio. Os interessados devem enviar currículos para endereço: parcerias@unijuv.org.br.

O evento, que será realizado de 4 a 13 de junho na cidade do Rio de Janeiro, busca voluntários líderes e especialistas nas seguintes áreas de: jornalismo, produção cultural, design, tecnologia da informação e administração.

Os perfis dos voluntários variam muito de área para área. No entanto, dominío da língua inglesa é imprescindível para todas as oportunidades. Além das habilidades especificas de cada área, características genéricas como boa comunicação verbal e escrita e capacidade de aprender, sistematizar, lidar com conflitos e com metas são desejaveis em todos os perfis. Experiência em grandes eventos não é obrigatória, mas trata-se de um diferencial.

A Peace and Child, a Universidade da Juventude e a Raízes da Tradição esperam que os voluntários possam contribuir na preparação, realização e avaliação do Congresso Virtual Mundial de Juventude. Confira as responsabilidades específicas de cada perfil de voluntário:

Administrador

  • Sistematizar e contribuir com a administração da logística, equipamentos e recursos humanos;
  • Dar suporte à comunicação com os delegados do Congresso;
  • Dar suporte à realização do congresso;
  • Assessorar a organização em demandas de administração.

Desenvolvedor (TI)

  • Criar, adaptar e/ou corrigir sistemas escritos em PHP/Moodle e Html;
  • Conhecimentos sólidos em banco de dados Mysql;
  • Dar suporte à realização do congresso;
  • Assessorar a organização em demandas de TI.

Designer

  • Criar design de documentos do Congresso em Illustrator ou Indesign;
  • Dar suporte à realização do congresso virtual;
  • Assessorar a organização em demandas de design.

Jornalista

  • Revisar e sistematizar as notícias do Congresso e do Portal Infojovem;
  • Elaborar notícias de forma adequada para o público jovem brasileiro e mundial;
  • Elaborar release sobre o Congresso;
  • Administrar as redes sociais do Congresso;
  • Monitorar as contribuições dos usuários do Congresso.

Produtor cultural

  • Acompanhar o desenvolvimento de parcerias com artistas, grupos e líderes comunitários;
  • Sistematizar dados referentes a grade de workshop e grade de programação cultural;
  • Dar suporte à realização do congresso, em particular a shows culturais, grade de workshop e visitas a comunidade;
  • Dar suporte aos participantes do congresso;
  • Assessorar a organização em demandas de produção cultural.

Voluntário líder

  • Atuar como liderança, se relacionar, apoiar e assegurar a comunicação com os participantes do Congresso Mundial de juventude;
  • Colaborar com a coordenação dos participantes;
  • Dar suporte as questões referentes a logística, infra-estrutura, produção, recursos humanos e realização do congresso;
  • Ao todo serão recrutados 31 voluntários, sendo que 20 voluntários líderes, 6 jornalistas, 5 produtores culturais, 1 designer, 2 desenvolvedores e 2 administradores.

Congresso Mundial de Juventude

O World Youth Congress (nome internacional do evento) nasceu – em 1997 – diante das necessidades apontadas pela Cúpula da Terra, a RIO+5. Nessa ocasião, foi verificada que a Ajuda ao Desenvolvimento caiu cerca de 17% desde 1992, retrocesso que frustrou as previsões de aumento propostas pela Cúpula da Terra.

Assim, o 1º Congresso Mundial da Juventude foi concebido como sendo uma espécie de Cúpula da Terra dos Jovens. Realizado no Havaí, em 1999, o evento converteu-se num processo muito mais abrangente de identificação de prioridades para o novo milênio e, por conta disso, acabou denominado de Congresso dos Jovens do Milênio. Milhares de jovens de todo o mundo identificaram 10 prioridades-chave para o novo milênio.

Informações do 6º Congresso Mundial de Juventude