Banqueiros atrás das grandes

Banqueiros atrás das grades

Os grandes bancos foram surpreendidos em um enorme escândalo de manipulação das taxas de juros globais, surrupiando milhões de pessoas em hipotecas, empréstimos estudantis, entre outros. Se fosse conosco, iríamos para a cadeia por conta disso, mas o banco Barclays apenas teve de pagar uma multa, uma pequena fração de seus lucros! A indignação está crescendo e essa é nossa chance de finalmente virar a mesa contra o reinado dos banqueiros sobre nossas democracias.

O regulador de finanças da UE, Michel Barnier, está enfrentando o lobby de poderosos bancos e defendendo uma reforma que iria colocar os banqueiros atrás das grades por fraudes como esta. Se a UE tomar a iniciativa, esse tipo de responsabilização pode rapidamente se espalhar pelo globo. Mas os bancos estão fazendo lobby contra essa medida e precisamos de um gigante apoio popular para conduzir essas reformas.

Se conseguirmos 1 milhão de assinaturas em apoio a Barnier nos próximos 3 dias, isso lhe dará forças para enfrentar a lobby bancário e para pressionar os governos em prol de uma reforma bancária. Clique abaixo para assinar, e o número de assinaturas será representado por atores fantasiados de banqueiros em uma prisão em frente ao Parlamento da UE: http://www.avaaz.org/po/bankers_behind_bars_f/?bRPpScb&v=16036.

O tamanho do escândalo ainda é desconhecido, mas o que sabemos já é de tirar o fôlego: “Diversos” grandes bancos não identificados estavam envolvidos,e a manipulação da taxa de juros LIBOR, a taxa de referência internacional na qual muitas das taxas mundiais de juros se baseiam, afetou o valor de, literalmente, centenas de trilhões de dólares em investimentos. Somente o Barclays admitiu cometer este tipo de fraude “centenas” de vezes.

Por muito tempo, nossos governos têm sido intimidados por poderosos bancos que ameaçavam se mudar para outro lugar caso desafiados. Por muito tempo, os bancos têm manipulado nossas economias de mercado, jogando a seu favor, e se engajando em ações de riscos precipitadas, e sempre confiantes de que eles poderiam forçar os governos a entregar-lhes o nosso dinheiro de contribuinte, quando começassem a ter problemas.

O sistema foi fraudado, e isso é um crime. É hora de colocar os criminosos atrás das grades. Começa na Europa – vamos fazer isso acontecer: http://www.avaaz.org/po/bankers_behind_bars_f/?bRPpScb&v=16036.

Talvez nunca tenha havido um momento, na história moderna, em que os grandes bancos não tenham tido poder excessivo e extraordinário, do qual eles regularmente abusaram. Mas a democracia está em marcha –- já vimos esta marcha superar os tiranos em vários lugares do mundo, e juntos, vamos ajudar a acabar com o reinado dos bancos também.

Com esperança, Ricken, Iain, Alex, Antonia, Giulia, Luis, e toda a equipe da Avaaz.

P.S.: Na semana passada, 94.000 pessoas se juntaram à campanha da Avaaz criada pelo membro David R, contra o jogo político sujo nas eleições mexicanas por meio da plataforma Comunidade de Petições da Avaaz. Consiga o apoio necessário para as coisas que lhe são importantes criando uma campanha aqui: http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?BV15993.

Mais informações

Anúncios

Feliz Dia Mundial do Rock com os Trapalhões

Mundo de MussumDidi RamoneFrank Zaca

Impressionante como Os Trapalhões, tanto tempo depois, inspira os internautas na criação de memes. As brincadeiras com Mussum seguem na liderança. Mas hoje montagens com Didi e Zacarias também circularam no Facebook caracterizados como Dee Dee Ramone e Frank Zappa, respectivamente. Por enquanto, nenhum sinal de meme com o Dedé Santana. E certamente, fãs de Os Trapalhões sabem o motivo: falta de graça.