Santa Catarina terá centros de reabilitação em Chapecó e Joaçaba


Vera Mendes - Representante do Ministério da Saúde

A cidade de Chapecó vai ganhar um centro de reabilitação para pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual, enquanto Joaçaba vai contar com um centro para atender pessoas com deficiência física e auditiva. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (8) pela coordenadora da Área Técnica do Ministério da Saúde, Vera Mendes, que esteve em Florianópolis para tratar da implantação do programa “Viver sem Limites”, do governo federal, em Santa Catarina.

O objetivo é criar uma rede estadual de cuidados da pessoa com deficiência, que atuará em quatro eixos: educação, acessibilidade, inclusão social e saúde. O projeto do governo federal foi lançado no fim do ano passado p ara estruturar essa rede em todos os estados. Para isso, a União disponibilizará recursos. Apenas na área da saúde, em 2012, estão disponíveis quase R$ 250 milhões.

Para viabilizar a rede estadual, foi criado um grupo condutor composto por várias instituições, entre elas a Assembleia Legislativa, representada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Nesta quarta-feira, o grupo realizou sua primeira reunião, com a presença de Vera Mendes e do secretário-adjunto de Estado da Saúde, Acélio Casagrande. À tarde, o grupo foi recepcionado no gabinete da Presidência pelo deputado Gelson Merisio (PSD).

Metas

De acordo com Casagrande, a rede objetiva a descentralização do atendimento a algumas especialidades, a ampliação do acesso aos serviços, a qualificação dos profissionais envolvidos, além da humanização do tratamento das pessoas com deficiências.

A representante do Ministério da Saúde informou que já estão empenhados neste ano R$ 6 milhões para iniciar as obras dos centros de reabilitação em Santa Catarina. Os recursos serão utilizados também para reformas em um centro já existente na Grande Florianópolis. 

Santa Catarina deu um passo importante na criação da rede de cuidados. Podemos dizer que o estado já está basta nte avançado e, com o trabalho que vem sendo realizado, poderá se tornar referência no país, afirmou Vera Mendes.

Para o deputado José Nei Ascari (PSD), presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a parceria entre União e Estado na construção da rede de cuidados é importante para melhorar a qualidade de vida da população especial. “Temos em Santa Catarina 21% dos habitantes com algum tipo de deficiência. Essa parceria certamente beneficiará essas pessoas e seus familiares”, afirmou.

A rede estadual terá à disposição recursos do governo federal, por intermédio da Portaria 835 do Ministério da Saúde. Por meio de projetos, a rede poderá solicitar verbas para a construção, reforma e ampliação de centros de reabilitação, para a compra de equipamentos e para custeio da rede. (Marcelo Espinoza)

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s