Ilhota comemora Outubro Rosa

casa da cultura de ilhota

A Fundação Cultural de Ilhota, em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer e Associação Amor Próprio, ambas de Itajaí, realizam na próxima quarta-feira (24), na casa da antiga Prefeitura, o movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa.

Neste dia, as alunas do curso de artesanato da Fundação Cultural vão estar das 9h às 17h expondo para comunidade seus trabalhos. Também serão oferecidas oficinas de artesanato. A inscrição será no local e no período da manhã. A idade mínima é de 14 anos.

O ponto alto será a palestra de Clélia Rodi Ebe Pereira, que vai falar sobre a prevenção do câncer de mama e de como funciona a Rede Feminina de Combate ao Câncer. A palestra será no auditório do Colégio Estadual Marcos Konder às 15h. A Associação Amor Próprio estará vendendo camisetas estampadas com o símbolo deste movimento mundial a R$ 10. A casa da antiga Prefeitura, às margens da Rodovia Jorge Lacerda, recebeu iluminação cênica e está decorada com as cores da campanha Outubro Rosa.

História do movimento Outubro Rosa

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

Anúncios

APAE de Ilhota recebe uniformes

apae ilhota

Banner da Prefeitura de Ilhota - Assessoria de ImprensaNovamente, uma parceria entre a Secretaria Assistência Social e a APAE resultou em bons resultados. A associação recebeu recursos federais, provenientes de projetos ligados a pessoa portadora de alta deficiência e média complexidade, para compra de mais de 100 uniformes de verão e de inverno.

Os uniformes foram entregues no dia 01 de Outubro e os alunos ficaram maravilhados e felizes. “A APAE é uma instituição respeitada e experiente no tratamento dos deficientes, proporcionando-lhes qualidade de vida, através de uma prática e um olhar direcionado à sua subjetividade. Trabalha para emergir habilidades e potencialidades promotoras da autonomia, garantindo a independência, a sobrevivência e principalmente a cidadania de seus educandos”, afirma a secretária Rosi Voltolini.

Prefeitura trabalha em horário de verão

Banner da Prefeitura de Ilhota - Assessoria de ImprensaA partir do dia 22 de Outubro, a prefeitura de Ilhota passará a atender ao público das 7h às 13h. A mudança se deve ao horário de verão e tem como objetivo a economia nos cofres públicos. Serviços essenciais, como a balsa, creches e coleta de lixo funcionarão normalmente. A medida segue até 31 de dezembro.

Dias para salvar o oceano antártico

oceano atlártico

Estou escrevendo para pedir a ajuda de vocês. Em poucos dias, alguns países poderão dar a largada para transformar grandes áreas do oceano antártico no maior santuário marítimo do mundo, salvando o habitat de baleias, pinguins e milhares de outras espécies polares das frotas da indústria pesqueira. Mas eles só vão agir se nos manifestarmos agora.

A maioria destes países apoia a criação do santuário, mas Rússia, Coréia do Sul e alguns outros estão ameaçando não aprovar o acordo para também saquear o oceano antártico após terem levado a pesca à exaustão em outras partes do planeta. Na semana que vem, um pequeno grupo de negociadores vai se reunir a portas fechadas para tomar uma decisão. Uma corrente gigante de pressão popular pode forçar a abertura das negociações, isolar os países que estão tentando bloquear a criação do santuário e assegurar um acordo para a proteção de 6 milhões de quilômetros quadrados do precioso oceano antártico.

As baleias e os pinguins não possuem voz própria, então cabe a nós defendê-los. Vamos convencer os negociadores produzindo uma onda gigante de pressão da opinião pública — a Avaaz vai cercar o encontro com anúncios publicitários impactantes e, juntos, entregaremos nossa mensagem para as delegações fazendo um barulho ensurdecedor nas redes sociais. Assinem essa urgente petição e compartilhem com todas as pessoas que vocês conhecemhttp://www.avaaz.org/po/save_the_southern_ocean_5/?bYLqhbb&v=18979.

Mais de 10.000 espécies fazem das remotas águas do oceano antártico o seu lar, a exemplo das baleias azuis, as focas-leopardos e dos pinguins imperadores. Muitos desses animais não são encontrados em nenhum outro lugar do planeta Terra. As mudanças climáticas já impuseram um fardo cruel sobre o delicado habitat dessas espécies, mas elas serão ainda mais ameaçadas pelas gigantes redes de pesca da indústria pesqueira colocadas nestas preciosas águas. Somente a criação de um santuário marítimo pode aumentar as chances dessas espécies sobreviverem.

O órgão internacional que regulará o oceano antártico, composto por 25 representantes de governos, já se comprometeu a criar essas áreas de proteção marítima. Mas os dois planos que estão sendo discutidos — um para a proteção do frágil Mar de Ross e um para a Antártica Oriental — estão em risco ou atrasados. Incrivelmente, as negociações não estão aparecendo na imprensa e países como Rússia e Coréia do Sul acreditam que sua oposição ao projeto passará despercebida, mas se chamarmos a atenção da opinião pública para as negociações, podemos forçar esses países a desistirem de bloquear o acordo e encorajar os defensores da criação dessas reservas marítimas, Estados Unidos e União Europeia, a pressionarem por proteções ainda maiores.

O futuro dos mares do sul está em nossas mãos. Vamos desencadear uma corrente de pressão global e garantir que os governos não ponham os lucros à frente do nosso planeta. Por favor assinem e compartilhem esta petição com todas as pessoas que vocês conhecemhttp://www.avaaz.org/po/save_the_southern_ocean_5/?bYLqhbb&v=18979.

A comunidade da Avaaz se une periodicamente para proteger nossos oceanos. Já ajudamos a criar duas das maiores reservas marítimas do mundo. No entanto, as ameaças continuam e várias espécies animais estão cada vez mais em risco de extinção. Juntem-se a mim para salvar o oceano antártico antes que seja tarde demais.

Com esperança, Leonardo DiCaprio, com a equipe da Avaaz.

Mais informações

Uma mulher rouba a esperança de milhões

Salve o melhor banco do mundo

Uma poderosa mulher está ameaçando o futuro de milhões de outras mulheres. Mas se juntos fizermos uma forte pressão neste exato momento, poderemos salvar o banco popular que serve de inspiração ao mundo.

O Banco Grameen abriu as portas para que milhões de mulheres saíssem da pobreza por meio de pequenos empréstimos para compra de animais ou equipamentos que seriam usados como pontos de partida pra que elas ganhassem seu próprio dinheiro. Mas a invejosa primeira-ministra de Bangladesh, Sheikh Hasina, demitiu o fundador do Grameen, o ganhador do prêmio Nobel Muhammad Yunus, e agora quer tomar o controle do banco, tudo para silenciar um rival político. Esta reviravolta pode acabar com o Grameen e destruir a esperança de milhões de pessoas.

Hasina se envolveu em uma série de escândalos em seu país – se além disso houver uma reação negativa da opinião pública mundial em sua lista de preocupações, poderemos forçá-la a voltar atrás em sua decisão. Quando 1 milhão de vozes se unirem em uma petição, a Avaaz dará início a uma ação de mídia em Bangladesh e ao redor do mundo, criando constrangimento para Hasina até que ela pare com esses ataques vingativos. Assine a urgente petição agorahttp://www.avaaz.org/po/save_the_world_best_bank/?bRPpScb&v=18497.

O Banco Grameen é muito diferente dos grandes bancos de Wall Street. Eles emprestam dinheiro para 8.4 milhões de pessoas, na maioria dos casos mulheres das vilas mais pobres de Bangladesh, para que elas possam comprar vacas ou máquinas de costura e dêem o pontapé inicial para ganhar dinheiro por conta própria. As beneficiárias dos empréstimos também gerenciam o próprio banco — não somente são a maioria no quadro de acionistas, como 9 das 12 cadeiras do conselho do banco são ocupadas por mulheres vindas de aldeias.

Mas a primeira-ministra Hasina quer acabar com o Banco Grameen que conhecemos. Primeiro ela derrubou o Dr. Yunus do cargo de diretor e agora aprovou uma lei que dá ao governo o poder de passar por cima do conselho popular e escolher o sucessor de Yunus. E há o medo de que o governo use sua nova posição para manipular milhares de membros acionistas para conseguir votos nas eleições do ano que vem.

A queda do Grameen pode ser um desastre para Bangladesh e para o movimento de microcrédito que trabalha para melhorar a vida das pessoas ao redor do mundo como um todo. Assine essa urgente petição para a primeira-ministra Hasina e, juntos, vamos salvar o banco que está revolucionando o combate à pobreza: http://www.avaaz.org/po/save_the_world_best_bank/?bRPpScb&v=18497.

Membros da Avaaz se unem cada vez mais para lutar contra graves injustiças e corrupção. Mais de 2 milhões de pessoas se manifestaram para a aprovação da lei de combate à corrupção mais forte da história do Brasil, e meio milhão de membros ajudaram com sucesso a congelar os bens do ditador egípcio Hosni Mubarak quando ele tentou fugir do país. Chegou a hora do poder popular brilhar em Bangladesh… e juntos salvarmos o melhor banco do mundo.

Com esperança e determinação, Jamie, Kya, Caroline, Meredith, Emma, Ricken, Maria Paz e toda a equipe da Avaaz.

Mais informações