Dia Internacional de protesto contra a violência contra as mulheres


Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher

Em 25 de novembro de 1960, durante a ditadura de Rafael Leônidas Trujillo, na República Dominicana, de 3 (três) mulheres foram brutalmente assassinado, após uma série de perseguições contra o ativismo político das “irmãs Mirabal” neste país. É assim que eles eram conhecidos: Patria, Minerva e Maria Teresa Mirabal, que lutou contra a ditadura, em um país onde o papel da mulher era de submissão e exclusão. Este dia (Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher), reconhecida até mesmo pela Organização das Nações Unidas, todos os anos, relembra o brutal assassinato das irmãs Mirabal, mas acima de tudo, somos lembrados de que milhares de mulheres em todos os cantos do mundo viveu a mesmo destino que estes lutadores.

Hoje, as mulheres ainda estão lutando pela liberdade de seu país, para a liberdade de seus corpos, por suas idéias e por um mundo novo, as nossas lutas vão diretamente contra o sistema patriarcal e capitalista, que exclui e elimina as mulheres da sociedade e do as esferas de tomada de decisão, onde é feita. Violência contra as mulheres se expressa de várias formas, de exclusão social a violência física. Na República Dominicana, um 24,8% estimado de mulheres que vivem em áreas urbanas e 21,9% por cento das mulheres nas áreas rurais sofreram violência física em algum momento de sua vida. Violência em Porto Rico chegou a 60% das mulheres. O seu impacto é mais fortemente sentida entre aqueles entre 25 e 30 anos de idade. No Brasil, nas últimas três décadas, mais de 91.932 mulheres foram assassinadas. Na Guatemala, apenas 377 mulheres foram mortas no ano corrente (2012), 80% dos quais de feminicídio em resposta à violência doméstica. Em El Salvador, as mulheres 207 foram assassinados antes do mês de maio deste ano, 2012. Mundial crises econômicas e sociais afetam diretamente as mulheres. Na Europa, especialmente na Grécia, Portugal e Espanha, os Estados estão implementando medidas de ajuste severas que levam à redução dos serviços públicos e para a privatização dos recursos, com o declínio dos sistemas de saúde e educação, o mais tarde então descansando inteiramente sobre os ombros das mulheres . Na América do Norte e em muitas outras regiões do mundo, os baixos salários, a migração ea questão da propriedade da terra por mulheres são casos cotidianos que mantêm a piorar, e mostra-nos a necessidade urgente de continuar a lutar para a eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres.

Dada esta situação histórica, que persiste em nosso presente tão fortemente, a Via Campesina lançou a Campanha Violência Contra a Mulher, a fim de lutar para eliminar toda a violência cometida contra as mulheres e, ao mesmo tempo, proporcionar um espaço de reflexão e debate sobre um tema que, infelizmente, é a realidade cotidiana de mulheres no mundo. Você pode baixar a publicação aqui.

Portanto, a Via Campesina, no dia de 25 de novembro de 2012, está convidando todas as organizações para se juntar ao Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher e, assim, trazer à tona as vozes de milhares de mulheres urbanas e rurais, vozes gritando para lutar, gritando para a liberdade e gritando para o respeito. Por este meio, nós convidamos todas as regiões da Via Campesina, todos os camaradas das organizações da Via Campesina, para que, com a mística muito e muita criatividade, podemos fazer nossa voz ser ouvida por meio de protestos, ações, atividades, etc Pedimos que enviar fotos, documentos e informações para o endereço lvcweb@viacampesina.org natalia.mujeres.via@gmail.commais do que tudo para mostrar o que você está fazendo em seus países e regiões para que possamos informar a todos os companheiros de nossas ações.

Comissão Internacional da Mulher (CBI) da Via Campesina.

Sem feminismos não há socialismo. Quando uma mulher avança, todas avançam. PARE DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES!

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s