Você não vai ver nada do Irã presidencial

Presidente Ahmadinejad tem uma mensagem para você

Temos de fazer tudo para garantir que os 54 jornalistas presos no Irã não sei o destino do blogueiro Sattar Beheshti, de 35 anos, morreu sob tortura na prisão da prisão de Evin.

Sattar Beheshti foi preso por criticar o governo iraniano. Morreu em novembro de 2012, depois de quatro dias de detenção, ele ainda não tinha escrito ao chefe da prisão, depois de suas primeiras 12 horas de encarceramento, para denunciar as agressões e maus-tratos por parte da polícia.

O regime iraniano cortou o acesso à Internet, a imprensa e as tentativas abafados para desencorajar os jornalistas estrangeiros de entrar no país. Se não permanecer mobilizados , o vencedor será fechada sem qualquer voz discordante é pode subir.

A República Islâmica do Irã foi preso e condenado mais de 350 jornalistas e internautas desde junho de 2009 disputada eleição presidencial. Temos de fazer tudo de forma gratuita.

Doações apoiar diretamente o nosso helpdesk para os jornalistas e os media iranianos. Temos defendido e apoiado uma centena de jornalistas iranianos que foram lançados desde 2009 e apoiou cerca de 60 refugiados políticos para 2012 sozinho. Seu apoio pode ter uma influência direta sobre os eventos. Doações para a liberdade de informação: https://donate.rsf.org/b/mon-don.

Obrigado por sua participação. Eu prometo a você que não vai relaxar nossos esforços.

Anúncios

20º Encontro das APAEs no Parque Beto Carrero World

20º Encontro das APAEs no Parque Beto Carrero World

Está chegando o dia do 20° Encontro das Apaes do Brasil, que será realizado no dia 14 de junho de 2013, no Parque Beto Carrero World, em Penha. Maiores informações através do telefone (47) 3345-5913ou pelo e-mail apaedepenha@hotmail.comParticipe conosco deste dia inclusivo e realize o sonho de seus alunos em passar o dia no Mundo Mágico de Beto Carrero World!

Epagri inaugura estação meteorológica em Luís Alves na quarta-feira

Epagri inaugura estação meteorológica em Luís Alves na quarta-feira

Nesta quarta-feira, 12 de junho, a Epagri inaugura estação meteorológica no município de Luís Alves, no Vale do Itajaí. A inauguração ocorre às 9h, na estrada geral da comunidade de Rio Novo (anexo às instalações da Banalves Aviação Agrícola). A cerimônia vai contar com a presença de autoridades municipais e estaduais, além de estudantes da região.

A estação meteorológica de Luis Alves mede temperatura e umidade relativa do ar, chuva, molhamento foliar, radiação solar, pressão atmosférica, velocidade e direção do vento. O equipamento coleta as variáveis a cada 15 minutos e envia as medições a cada hora para o banco de dados da Epagri/Ciram, em Florianópolis. A transmissão é feita automaticamente por sinal de celular.

Estes dados são usados pela Epagri/Ciram para melhorar a previsão do tempo, apoiando a Defesa Civil e as ações de manejo nas lavouras do município. Também podem ser empregados para desenvolvimento de pesquisas feitas pela Epagri ou por outras instituições. No link Monitoramento on-line do site da Epagri/Ciram (http://ciram.epagri.sc.gov.br) a sociedade pode conferir os dados medidos pela estação na última hora.

A instalação da estação meteorológica foi executada pela Epagri/Ciram com verba do projeto Reconstrução dos Sistemas Produtivos da Região abrangida pelas Chuvas em Santa Catarina, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A Gerência Regional da Epagri em Blumenau e o Escritório Municipal da Epagri em Luis Alves apoiaram a instalação do equipamento.

O projeto Reconstrução dos Sistemas Produtivos da Região Abrangida pelas Chuvas em Santa Catarina foca na competitividade e permanência dos agricultores familiares na atividade produtora de alimentos. Para tanto, investe na reestruturação do sistema de monitoramento ambiental nos municípios catarinenses que foram atingidos pelas cheias de novembro de 2008.

Santa Catarina conta hoje com um sistema de monitoramento ambiental gerido pela Epagri/Ciram e formado por cerca de 200 estações, entre automáticas e convencionais. O banco de dados da instituição, que reúne informações coletadas desde 1911, ultrapassou em setembro último a casa dos 150 milhões de registros.