“Taca-le pau, Marco Véio” vira música. O que falta mais?

Apesar de ter virado funk, o falta mesmo é ser filme e novela! O grupo catarinense de tradições gaúchas (?) Fogo de Chão, entrou na onda do “taca-le pau” e gravou seu hit, inspirado nas travessuras de criança dos primos Marco Véio e Leandro Beninca, mas foi o Leandro quem deu um de cantor e acabou gravando sua participação na música com o grupo. O nome da canção? Sim, “Taca-le pau, Marco Véio”. Segundo reportagem de um jornal de circulação regional, os músicos foram até a casa do jovem para registrar a participação do garoto, que em alguns momentos da música, mais parece uma conversa. Agora, o neto da vó Salvelina virou pop, literalmente! Você ouviu a música? Ruim né! Clique na carinha abaixo e confira a postagem de fiz dos garotos. Mazá, Marco véio…

😀

Anúncios

Brasil, protesto não é crime

Brasil, protesto não é crime, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, FeedAssine a petição, o abaixo-assinado

Prezados leitores do #blogdodcvitti, sejam bem-vindos/as Anistia Internacional! Você já se posicionou pela justiça e contra a tortura – hoje convidamos a dar outro passo em defesa dos direitos humanos.

Antes mesmo do início da Copa do Mundo, o Brasil voltou a testemunhar milhares de manifestantes tomarem as ruas. Os protestos ecoaram as enormes manifestações que ocorreram no ano passado quando a população demonstrou sua insatisfação com o aumento nos custos de transporte, gastos elevados com o evento esportivo e falta de investimento em serviços públicos. E, faltando apenas duas semanas para o fim da Copa, muitos grupos prometem voltar às ruas.

Em 2013, a reação da polícia à onda de protestos foi violenta e abusiva em alguns casos. A polícia militar fez uso de gás lacrimogêneo de maneira indiscriminada contra os manifestantes e balas de borracha foram atiradas na direção de pessoas que não apresentavam nenhuma forma de ameaça.

Proteja o direito ao protesto pacífico no Brasil – assine nossa petição global agora.

O envio de forças armadas para as cidades-sede durante a Copa causa grande preocupação à Anistia Internacional dado o histórico destas tropas ao exercer funções policiais. Por isso estamos mandando esta mensagem ao governo. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. Por favor junte-se as mais de 100 mil pessoas ao redor do mundo dando ao governo um cartão amarelo – assim as autoridades receberão um aviso de que estaremos acompanhando de perto no caso de qualquer “jogada suja”.

Vocês estão se posicionando e eles estão escutando. Não pare agora – assine a petição hoje!

😀