DVD revela todos os segredos de ensaios Trash the Dress

iPhoto Editora lança DVD que revela todos os segredos de ensaios Trash the Dress, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Aprenda a criar poderosos ensaios de Trash the Dress, de forma prática e rápida.

Os ensaios Trash the Dress são cada vez mais procurados pelos noivos que, além das fotos do casamento, querem fotos mais íntimas, ousadas, criativas e capazes de transmitir o amor que existe entre eles. Segundo Anderson Miranda, o Trash the Dress é um tipo de ensaio que permite prolongar ainda mais a magia do casamento, através do registro dos noivos vestidos da mesma maneira que o dia do casamento. Porém, esse tipo de ensaio apresenta uma diversidade de desafios para os fotógrafos em termos de iluminação, composição e direção que precisam ser superados para obter resultados satisfatórios.

Neste DVD, o fotógrafo internacionalmente premiado Anderson Miranda, precursor do Trash the Dress no Brasil, ensina na prática como aplicar diferentes conceitos, técnicas e o equipamento utilizado para enriquecer o seu trabalho.

Sobre o autor

Anderson Miranda é considerado um dos fotógrafos mais brilhantes do Brasil na área de casamentos. Especializado no fotojornalismo em casamentos, busca sempre um olhar inovador em cada clique. Foi o segundo fotojornalista de casamento do Brasil a entrar no WPJA (Wedding Photojournalist Association) – associação onde estão os melhores fotojornalistas de casamento do mundo. EM 2008 foi escolhido como fotógrafo destaque da sessão Wedding Best, o melhor do casamento nacional, na revista Fhox. Em 2009 ficou em segundo lugar no Concurso de Páginas Diagramadas de Fotos de Casamento do Congresso Paulista de Fotografia.

Serviço:

 😀

Anúncios

Brasil, um país de oportunidades

Paulo Henrique Amorim da um recado aos pessimistas por que o Brasil é um país de oportunidades para todos. “Não tenha complexo de vira-latas e tenha orgulho em ser brasileiro”. Sei que é difícil, mas não custa tentar. Sou um microempreendedor e faço parte e invisto em inovação.

😀

Garotinho denuncia a Globo na Globo

Enfim, um político trata da sonegação da Globo. E neste link a entrevista completa: http://glo.bo/XEzWwT.

😀

Brasil, este domingo ficará gravado na História

Avaaz - Brasil, este domingo ficará gravado na História - Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

AvaazÉ incrível ver tudo isso acontecer. Em todo o mundo, estamos nos reunindo para ganhar as ruas no domingo, como parte da maior mobilização pelo clima de todos os tempos. Não dá para ficar de fora, essa é uma daquelas histórias que a gente vai contar pros netos — clique no mapa para participar:  https://secure.avaaz.org/po/event/climate/.

Ao pesquisar no Google, já é possível encontrar centenas de notícias sobre a Caminhada Global pelo Clima, e quase todos os grandes veículos de comunicação do planeta nos informaram que cobrirão o evento. Até a ONU está planejando abrir a cúpula pelo clima com fotos e vídeos da caminhada! Dessa forma, todos os chefes de Estado do mundo irão literalmente ter de nos assistir e ouvir nossas vozes.

Faltam poucas horas para lançarmos o movimento pelo qual todos estivemos esperando e salvarmos o mundo de uma catástrofe climática.Vamos aproveitar essa chance, pelo nosso futuro, pelo futuro dos nossos filhos e de todos aqueles que amamos. 

Com esperança e expectativa, Ricken, Oli, Allison, Luca, Uilleam, Nataliya, Marigona e toda equipe da Avaaz.

😀

Trabalho com carteira assinada cresceu em 2013, aponta IBGE

Trabalho com carteira assinada cresceu em 2013, aponta IBGE, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostrou que o mercado de trabalho brasileiro está cada vez mais inclusivo, qualificado e consolidado. Estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) detalha que, de 2012 para 2013, o número de trabalhadores do setor privado com carteira assinada aumentou 3,6%. Formado por 36,8 milhões de pessoas em 2013, o contingente registrou acréscimo de 1,3 milhão de cidadãos. Frente a 2008, quando era de 30,2 milhões, o crescimento foi de 22%.

O aumento ocorreu em todas as regiões, sendo os maiores acréscimos registrados nas regiões Nordeste (6,8%) e Sul (5,3%). A comparação entre 2008 e 2013 mostrou que as regiões Nordeste e Centro-Oeste apresentaram os maiores percentuais de expansão de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado, 30,1% e 34,5%, respectivamente.

No Brasil, cerca de 102 milhões de pessoas compõem a população economicamente ativa. A maioria desse contingente, 46%, está no setor de serviços. O aumento de carteiras assinadas foi acompanhado de alta na renda. O valor do rendimento médio mensal real de todos os trabalhos em 2013 foi 5,7% superior à média do rendimento apurado em 2012. Em 2013, foi estimado em R$ 1.681,00, frente ao de 2012 de R$ 1.590,00. O maior crescimento foi registrado na região Sul, com aumento de 8,1%. Na região também foi registrada a maior alta no número de trabalhadores com carteira assinada.

“A elevação do número de empregos com carteira assinada aliada ao aumento do rendimento médio do trabalho representa um passo fundamental para a garantia de cidadania, inclusão produtiva e bem estar social. Essas conquistas ocorrem no momento em que os países desenvolvidos ainda sofrem os efeitos da crise de 2008, o que coloca o Brasil em uma posição de destaque em nível global”, diz Silvani Alves Pereira da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego.

A diferença entre sexos também está diminuindo. De acordo com a Pnad 2013, o rendimento médio mensal real de todos os trabalhos dos homens foi de R$ 1 890,00 e o das mulheres, R$ 1 392,00. Em termos proporcionais, as mulheres receberam em média 73,7% do rendimento de trabalho dos homens. Em 2012, essa proporção era de 72,8%.

O menor diferencial do rendimento médio por sexo foi verificado no Amapá, onde as mulheres receberam 98,2% do rendimento de trabalho dos homens, ao passo que o maior diferencial foi verificado em Santa Catarina, onde as mulheres receberam 64,1% do rendimento de trabalho dos homens.

Micro e pequena empresa

A regularização aumentou também entre os trabalhadores por conta própria e os empregadores. Em 2013, eram 19,7 milhões de trabalhadores conta própria e aproximadamente 3,5 milhões, 18,0%, trabalhavam em empreendimentos registrados no CNPJ. Em 2012, esse percentual era 16,8%. Dentre os 3,6 milhões de empregadores, a pesquisa mostrou que, para 2,9 milhões deles, o empreendimento em que trabalhavam contava com esse registro, ou seja, 79,1%. Em 2012, eram 76,2%.

Qualificação

No caso da participação de ocupados com ensino fundamental incompleto, houve redução de 6,6 pontos percentuais. Por outro lado, o crescimento entre os trabalhadores com ensino médio completo ou equivalente foi de 4,1 pontos percentuais. Destaca-se também a elevação de 3,8 pontos percentuais na participação de ocupados com ensino superior completo desde 2008.

😀

Brasil sai do mapa mundial da fome

Brasil fora do mapa mundial da fome, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

O Brasil reduziu em 82% a população considerada em situação de subalimentação entre 2002 e 2013. Os dados estão no Mapa da Fome 2013, apresentado hoje pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês). O País foi citado como caso de sucesso no esforço mundial pela redução da fome. Segundo a entidade, somente 1,7% da população brasileira (3,4 milhões de pessoas) permanece em situação de insegurança alimentar. O índice abaixo dos 5% aponta o fim da fome estrutural no País.

De acordo com o levantamento sobre o estado da insegurança alimentícia no mundo, o Programa Fome Zero, que colocou a segurança alimentar no centro da agenda política, foi o que possibilitou o País a atingir a redução, incluída entre os Objetivos do Milênio da ONU. O estudo também destaca os programas de erradicação da extrema pobreza, a agricultura familiar e as redes de proteção social como medidas de inclusão social no País.“No Brasil, os esforços que começaram em 2003 tem resultado em processos bem sucedidos e políticas que tem reduzido de forma eficiente a pobreza e a fome”, diz o relatório.

Nos últimos anos, o tema da segurança alimentar foi posto no centro da agenda política do Brasil. Isso permitiu que o País alcançasse tanto o primeiro objetivo do ODM, como da Cúpula Mundial da Alimentação, avalia a Representante Regional Adjunta da FAO para a América Latina e Caribe, Eve Crowley.

Segundo ela, os atuais programas de distribuição de renda e erradicação da pobreza estão focados na vinculação de políticas para o fortalecimento da agricultura familiar com a proteção social. “Há ainda muito a ser feito no Brasil, mas as conquistas estão preparando o país para os novos desafios que deverão enfrentar”, afirma a representante.

Eve disse que o Brasil é um dos melhores exemplos do mundo na redução da fome:

Temos obrigação de ajudar países dentro da região. Todos têm direito a uma alimentação saudável. É um imperativo político e moral.

A consultora da FAO, Anne Kepple, ressaltou a importância de ter elevado as políticas a uma obrigação do Estado, por meio de lei. Para ela, a diferença do Brasil foi adotar um processo participativo e interssetorial que envolve diversas esferas e se tornou prioridade nacional. De acordo com Anne, entre as políticas que mais contribuíram para a redução está o fortalecimento da alimentação escolar e programas que beneficiam agricultores familiares, um dos mais atingidos pela falta de garantia de renda.

Isto prova que podemos ganhar a guerra contra a fome e devemos inspirar os países a seguir adiante, com a ajuda da comunidade internacional se for necessário”, dizem, no relatório, o diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, o presidente do Fida, Kanayo Nwanze, e a diretora executiva do PMA, Ertharin Cousin. Eles ressaltaram que “substancial e sustentável redução da fome é possível com comprometimento político.

😀

Filmes que todo fotógrafo deveria assistir

Filme de cimena, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

A seleção da lista foi produzida pela galera do iPhoto Channel. A primeira postagem foi bem repercutida e gerou pauta para uma segunda seleção. São filmes aos quais todo fotógrafo deveria assistir para incrementar o seu olhar fotográfico e ampliar seus conhecimentos acerca da arte da fotografia. Confira:

Gravidade (2013)

O drama que traz Sandra Bullock e George Clooney em uma missão de conserto do telescópio Hubble e ganhou a estatueta de melhor fotografia no Oscar de 2014.

Janela Indiscreta (1954)

Hitchcock demonstrou claramente seu gênio para suspense neste filme, que conta a história de um fotógrafo que fraturou a perna e se vê obrigado a permanecer numa cadeira de rodas. A consequência do acidente foi uma obsessão por observar os dramas pessoais dos seus vizinhos.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2002)

O filme é um primor visual: a fotografia é belíssima, muito bem trabalhada, rica em detalhes, bem colorida e um dos grandes destaques do filme.

O Clube do Bangue-Bangue (2011)

O drama é baseado nas investidas dos fotógrafos para capturar os últimos dias do apartheid na África do Sul, um dos períodos mais violentos da História. Quatro fotojornalistas arriscam suas vidas para mostrar ao mundo o que acontecia em lugares que ninguém mais tinha coragem de ir. O filme é baseado em fatos reais e é recomendado a todos os apaixonados por fotografia de guerra.

A Doce Vida (1960)

A obra de Federico Fellini conta a história de Marcello Rubini, um jornalista que escreve fofocas para os tabloides sensacionalistas. A fotografia do filme chama a atenção e serviu de inspiração para vários fotógrafos.

Annie Lebovitz: A vida Atrás das lentes (?)

O documentário conta a história da renomada fotógrafa Annie Leibovitz, narrado em muitas partes pela mesma, e contém muitas entrevistas de celebridades, escritores e diretores. Um filme imperdível para apreciadores do trabalho da fotógrafa.

Henri Cartier-Bresson: O Olho do Século (2003)

Este excelente documentário sobre a vida e a obra do francês Henri Cartier-Bresson, um dos mestres do fotojornalismo, que difundiu o conceito do instante decisivo. Este documentário contém diversas entrevistas e análises do trabalho de Cartier-Bresson.

The Genius of Photography (2007)

Documentário que contêm entrevistas com alguns dos maiores nomes da fotografia mundial, dos quais se destacam: William Eggleston, Goldin Nan, William Klein, Martin Parr, Mann Sally, Robert Adams, Teller Juergen, Andreas Gursky.

Mil vezes boa noite (2014)

O longa de Erik Poppe conta a história de Rebecca (Juliette Binoche), uma fotógrafa de guerra mundialmente conhecida que enfrenta um turbilhão de emoções quando seu marido lhe dá um ultimato. Ele e a filha do casal não suportam mais sua rotina arriscada e exigem mudanças, mas ela, apesar de amar a família, tem verdadeira paixão pela profissão. As cenas do filme são dramáticas, pungentes e fortes, e ficarão muito tempo na sua mente. A fotografia é estonteante, com closes impressionantes feitos através das lentes do fotógrafo John Christian Rosenlund.

A pele (2007)

Ao contrário do que o título original do drama de Steven Shainberg sugere (Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus), não é uma biografia da famosa retratista, pois vai além da realidade para expressar o que poderia ter sido a misteriosa e enigmática Diane Arbus. O drama estrelado por Nicole Kidman e Robert Downey Jr. circula pela obsessão da fotógrafa com assuntos bizarros, seu relacionamento com o seu vizinho Lionel Sweeney, que sofre de hipertricose, e a vida convencional com seu marido Allan Arbus. Vale a pena assistir a esse intrigante filme.

Depois daquele beijo (1966)

O filme, inspirado no conto Las babas del Diabo, de Julio Cortázar, gira em torno do fotógrafo de moda londrino Thomas (David Hemmings), que resolve fotografar secretamente um casal que avista no parque. Após revelar o filme, percebe ter fotografado o que parecia ser um assassinato. O drama de Michelangelo Antonioni é cheio de mistérios e cabe ao espectador decidir o que é verdade naquilo que viu e no que só a câmera consegue enxergar.

As Pontes de Madison (1995)

Maryl Streep e Clint Eastwood se unem para contar a história de um romance entre uma proprietária rural do interior de Iowa e um fotógrafo da National Geographic, que se mudou para o condado de Madison para realizar uma série fotográfica sobre as pontes cobertas da região. O envolvimento é descoberto pelos filhos da personagem através de cartas deixadas após a sua morte. O romance, dirigido pelo próprio Eastwood, deixa qualquer um com água nos olhos.

Barry Lyndon (1975)

O primeiro filme de Stanley Kubrick após o lançamento do consagrado Laranja Mecânica, retrata com perfeição o século 18. A trama é baseada no livro de William Makepeace Thackeray, que romantiza de forma irônica a história real de um irlandês pobre que deixa sua terra natal em busca do sonho de fazer parte da nobreza. O longa teve sua iluminação feita inteiramente sob luz de velas e captada com lentes adaptadas da Nasa para conseguir o efeito desejado. A fotografia de John Alcott é outra característica importante do filme: o efeito estético é tão perfeito que essa pode ser considerada a maior obra de Kubrick em termos visuais.

Os gritos do silêncio (1984)

Sidney Schanberg (Sam Waterston), repórter do The New York Times, vai cobrir a guerra civil do Camboja e testemunha os efeitos do genocídio praticado pelos comunistas, responsáveis pelo assassinato de milhões de cambojanos. É um bom filme para fazer o fotógrafo refletir sobre sua fotografia e como contar uma história. A própria fotografia do filme inspira muito na criatividade e nos enquadramentos.

A testemunha ocular (1992)

Joe Pesci protagoniza um fotógrafo freelancer de um jornal nova-iorquino, encarregado de fotografar  o cotidiano da cidade na década de 1940, com sua pesada câmera Speed Graphic de chapa. O filme contém cenas memoráveis de amor à arte fotográfica e a beleza poética de diversas composições é mesclada com confrontos entre mafiosos assassinos.

Nascidos em bordéis (2004)

O documentário, ganhador do Oscar em 2005, explicita a possibilidade de transformação social através da fotografia: a londrina Zana Briski foi até o bairro Vermelho, em Calcutá, na Índia, para mostrar a vida das mulheres que dividem a função de prostitutas e mães. Ao conhecer seus filhos e saber que eles estavam destinados à mesma profissão dessas mulheres, a fotógrafa mudou seu foco e resolveu estimular a veia artística das crianças, ensinando-as a fotografar.

Os Olhos de Laura Mars (1978)

O filme de terror norte-americano, dirigido por Irvin Kershner, mistura o glamuroso mundo da fotografia de moda com assassinatos e visões sobrenaturais. A trama se baseia em um serial killer que começa a matar brutalmente pessoas próximas da fotógrafa Laura Mars (Faye Dunaway), que insere elementos gráficos e violentos, por meio de cenas de morte e assassinato, em suas fotografias.

O grande hotel de Budapeste (2013)

É difícil existir atualmente um diretor com perfil tão definido, em cujos filmes os espectadores são capazes de identificar de imediato a assinatura, mas Wes Anderson é um dos poucos existentes. O diretor é muito conhecido pelas cores vívidas, personagens excêntricos e cenas simétricas de suas obras. O grande hotel de Budapeste é o mais recente filme de Anderson, e gira em torno de um velho escritor que decide contar a história do tempo que passou no Grande Hotel Budapeste. A Vida Marinha com Steve Zissou (2003) e Moonrise Kingdom (2012) são outras duas obras às quais vale a pena assistir.

😀

5º Congresso Infantil Ovelinha de Jesus

5º Congresso do Ministério Infantil Ovelhinhas de Jesus da igreja Santuário da Família 2014, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

O ministério infantil Ovelhinha de Jesus, prepara-se para o seu quinto congresso. O grupo pertencente a igreja Santuário da Família de Ilhota e organiza o evento que irá acontecer neste final de semana, sábado e domingo, dias 13 e 14 de setembro. A igreja, fica situado na Avenida José Izidro Vieira, 55, no bairro Vila Nova, cidade de Ilhota (ver o mapa no Google Maps neste link).

Sob a liderança da professora Rose que está a frente do ministério a muito tempo, esse congresso promete abalar a estrutura espiritual da igreja, momento de conversão e oportunidade em conquistar mais almas pra Jesus. Alguns pais estão voltado pra igreja e louvando ao Nosso Senhor. Muitas coisas aconteceram dificultado a realização do congresso, mas com persistência, confiando cada vez mais em Jesus Cristo, tudo o que foi levantado, caiu. Minha esposa orou, dobrou o joelho e tudo deu certo. Certamente, o esse é o mais importante ministério da igreja de Nosso Senhor.

Com o tema “Soldadinho de Cristo. Vai e o Senhor seja contigo” as crianças estão se preparando para marchar e lutar a favor da família e do Nosso Deus Pai altíssimo, invocando sempre Jesus Cristo em nossas atividades. As professoras dos ministério preparam o uniforme e toda temática deste congresso e certamente será marcante esses dias de culto ao Senhor.

E, olhando o filisteu, e vendo a Davi, o desprezou, porquanto era moço, ruivo, e de gentil aspecto. Disse, pois, o filisteu a Davi: Sou eu algum cão, para tu vires a mim com paus? E o filisteu pelos seus deuses amaldiçoou a Davi. Disse mais o filisteu a Davi: Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo. Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.
1 Samuel 17:42-45

Aproveitando a situação, o grupo está se organizando também na internet. Esse quinto congresso terá como encaminhamento e inserção do grupo nas mídias. Site, blog, Twitter, Instagram, página no Facebook e perfil no Google+ já foram criados e logo estarão no ar além do canal no YouTube. Daqui pra frente será mais fácil atualizar as novidades das ovelhinhas e de anunciar a boa nova de nosso Senhor. Fiquem atentos, pois eu irei gerenciar essas redes, para honra e glória de meu salvador.

Participe deste abençoado congresso e aceite Jesus Cristo como seu único e exclusivo salvador. Amém!

😀

A situação da Reforma Agrária, os políticos e a urgência de soluções

Trabalhadores rurais, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Nos últimos anos, o capital vem implementando o modelo de produção agrícola do agronegócio, que temos denunciado como perverso para os interesses do povo brasileiro. Um modelo baseado na monocultura, no uso intensivo de venenos, que contamina os alimentos, desemprega e expulsa a população do campo. Um modelo que destrói a biodiversidade e traz graves consequências para o equilíbrio climático.

Apesar de sua perversidade, que dá lucro apenas para uma minoria de fazendeiros e às 50 empresas transnacionais que dominam a agricultura brasileira, eles conseguiram uma hegemonia através dos meios de comunicação, que influi no governo e na sociedade como sendo este o único modelo possível de se produzir.

Atrás dessa hegemonia ideológica protegida pelos meios de comunicação, também se esconde o latifúndio, improdutivo, que continua acumulando terras com os métodos mais arcaicos.

Com isso, está em curso no campo um processo permanente de concentração tanto da propriedade da terra quanto da produção em torno de alguns produtos. Atualmente, 85% de todas as áreas utilizadas se destinam apenas à produção de soja, milho, cana-de-açúcar, eucalipto e pasto para o gado bovino. Tudo destinado à exportação.

Mesmo assim nosso povo está resistindo e retomando as mobilizações na luta pelo direito em permanecer e trabalhar na terra, por uma Reforma Agrária Popular que de fato democratize a estrutura fundiária do país e por um novo modelo de produção, que garanta alimentos saudáveis a todo povo.

Nas últimas semanas tivemos dois acontecimentos muito importantes, para os quais estamos pedindo vosso apoio, pois se inserem na luta contra o latifúndio atrasado e concentrador, e contra esse modelo predador e excludente do agronegócio.

Araupel

Um desses fatos foi a ocupação de uma área utilizada pela Araupel para o monocultivo de pinus e eucalipto no Paraná. No dia 17 de julho, cerca de 2.500 famílias de trabalhadores rurais ocuparam a Fazenda Rio das Cobras, uma área grilada pela empresa entre os municípios de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu.

O Incra do Paraná alega que a área de cerca de 35 mil hectares é pública, e que foi grilada ainda na década de 1960, e que portanto, deveria ser destinada à Reforma Agrária.

Os setores conservadores da política do Paraná, em especial o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), tem sido o principal porta-voz dos interesses da empresa. A população da região conhece a truculência da empresa, e como ela nunca gerou riqueza para desenvolver os municípios e as cidades, em diversas ocasiões a população local tem manifestado apoio para que essas terras sejam destinadas à Reforma Agrária, gerando emprego, renda e produção de alimentos.

Eunício Oliveira

O outro caso se refere à Fazenda Santa Mônica, de 20 mil hectares, no município de Cocalzinho, em Goiás. No último dia 31 de agosto, cerca de 3.000 famílias ocuparam a fazenda de propriedade do senador e candidato a governador do estado do Ceará, Eunício Oliveira (PMDB). Segundo dados levantados pelos vizinhos, a propriedade é resultante da expulsão de mais de 70 famílias da região, e ninguém sabe ao certo o total do imóvel dominado pelo senador.

Diversos processos na justiça de ex-moradores reivindicam a posse de suas terras griladas pelo senador. Um dos objetos, inclusive da Comissão Pastoral da Terra (CPT), é denunciar o caso na Comissão de Direitos Humanos no Senado.

Por outro lado, o senador declarou no imposto de renda e para Tribunal Eleitoral que esses 20 mil hectares valem apenas R$ 361 mil. O pobre senador e jovem empresário possui também outras 91 propriedades rurais em diversos estados do Brasil.

São diversos os relatos na região que testemunham a truculência com a qual o parlamentar conseguiu ampliar seu patrimônio, que certamente não foi com suor do seu rosto. O juiz local já concedeu uma liminar de despejo. Porém, o MST- GO denuncia os laços de promiscuidade do juiz com o senador, que costumavam frequentar as mesmas festas, além dos passeios do juiz pela fazenda do parlamentar.

Já o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), por meio do comandante da Policia Militar enviado ao local da ocupação, assumiu o compromisso público de que a PM não se prestaria a fazer ações contra o povo goiano. Esperamos que não seja apenas uma declaração eleitoreira e que os direitos do povo de trabalhar na terra sejam garantidos.

O Incra já se manifestou interessado em adquirir o imóvel para fins de Reforma Agrária. Desafiamos que o Senado, tão ansioso em fazer denuncias e CPIs, investigue a origem dos imóveis que resultaram na Fazenda Santa Mônica.

Apodi

O projeto de irrigação da região de Apodi, no Rio Grande do Norte, é outro caso emblemático. No Nordeste, há muitos projetos de irrigação administrados pelo DNOCS e Codevasf, sempre atendendo aos interesses de políticos ou empresários da exportação de frutas.

Constatou-se que em alguns destes projetos há mais de 80 mil lotes vagos que poderiam ser distribuídos a trabalhadores para que se beneficiassem da Reforma Agrária e da Água, e produzissem alimentos ao mercado interno. Em varias ocasiões a Presidenta Dilma Rousseff se comprometeu a distribuir esses lotes. Mas misteriosamente a força de seus aliados políticos conservadores impediu até agora a distribuição dessas áreas.

E o caso mais patético é o projeto do Apodi, em que o DNOCS desapropriou com valores simbólicos mais de 300 famílias de pequenos agricultores, e após a instalação dos canais de irrigação, entregará a área a empresários do sul por meio de editais, condicionando a produção de banana e abacaxi para exportação. Esse projeto sempre foi apadrinhado estranhamente pelo deputado Henrique Alves (PMDB-RN).

O movimento sindical e social da região exige que ao menos as famílias despejadas e as demais famílias sem terra da região tenham o assentamento garantido quando o projeto estiver pronto.

Agrotóxicos e Trabalho Escravo

Algumas outras graves situações afetam todo povo brasileiro. Um deles é o aumento do uso de venenos na agricultura que acaba na sua mesa. O agronegócio transformou o Brasil no maior consumidor mundial de venenos na agricultura. Nós consumimos 20% de toda produção mundial de venenos, apesar de produzirmos apenas 3% de toda produção mundial de alimentos.

Nove empresas transnacionais e uma brasileira são as responsáveis por isso, e acumulam bilhões de lucros todo ano. Enquanto isso, o Brasil fica com o passivo ambiental, já que os venenos matam a biodiversidade, contaminam o solo, as águas, o meio ambiente e acabam na sua mesa.  Até o Instituto Nacional do Câncer (INCA) já advertiu que a cada ano cerca de 540 mil brasileiros são acometidos de câncer, sendo que cerca de 40% deles vão a óbito, e que uma das maiores causas são os alimentos contaminados, ou tabaco e alcoolismo, que também está contaminado.

No que se refere aos direitos humanos, a Polícia Federal já localizou trabalho escravo e libertou trabalhadores em mais de 300 fazendas em todo país. Porém apesar da determinação da Constituição Federal, os ruralistas impediram a regulamentação durante os últimos 12 anos da PEC do Trabalho escravo, e mesmo aprovado o projeto de regulamentação, nenhuma fazenda foi desapropriada desde 1988 por ter trabalho escravo.

Secretaria Nacional do MST

Banner MST, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed😀

Pacientes aprovam programa de expansão do atendimento médico

Infográfico do programa de expansão do atendimento médico do governo federal, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

O Ministério da Saúde divulgou semana passada pesquisa realizada com pacientes da atenção básica sobre o programa de expansão de atendimento médico. Um dos resultados é que 86% afirmam que qualidade do atendimento de saúde melhorou muito após chegada dos profissionais. Um dos eixos do programa é o provimento emergencial de profissionais médicos no interior e periferias de grandes cidades.

Realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) com mais de quatro mil entrevistados, em mais de 200 municípios de todos os estados, o estudo também revelou que, para 96% das pessoas, um dos pontos fortes do programa é a competência dos profissionais.

😀