A movimentação de CO2 pela atmosfera

CO2 pela atmosfera, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Simulação da Nasa mostra impressionante movimentação de CO2 pela atmosfera. Principal responsável pelo aquecimento global, o dióxido de carbono aparece principalmente sobre regiões do Hemisfério Norte.

365 dias se passam em apenas três minutos e dez segundos. Um ano das viagens do gás dióxido de carbono pela superfície terrestre sendo visualizados em poucos minutos. Esta é a simulação feita por um computador de ultra-alta resolução do Laboratório Espacial Goddard, da Agência Espacial Americana, a Nasa.

O modelo utilizado pelos cientistas produz um cenário impressionante de como o CO2 se movimenta pela Terra. Na imagem, o gás aparece em vermelho e em quando está em alta concentração, em púrpura.

Gás liberado em maior quantidade pelo homem e o principal responsável pelo aquecimento global, na simulação da Nasa o dióxido de carbono aparece principalmente sobre regiões do Hemisfério Norte. Com a ação dos ventos, plumas de CO2 formam redemoinhos e se dispersam pelo globo.

O vídeo mostra como durante a primavera e o verão no Hemisfério Norte, as plantas absorvem grandes quantidades do dióxido de carbono através do processo da fotossíntese (é quando as massas vermelhas ficam mais claras). Já no Hemisfério Sul, a simulação revela a liberação de monóxido de carbono, nocivo tanto para o meio ambiente quanto para os seres humanos. Queimadas na África, América do Sul – incluindo o Brasil – e Austrália contribuem para a emissão de monóxido de carbono na atmosfera.

O modelo GEOS-5 gerado pelo computador demonstra ainda como todos estes gases são levados pelo vento para as partes mais distantes do planeta. Quando o verão acaba e com ele diminui a ação da fotossíntese, cresce a concentração de CO2 na atmosfera. E a cada ano, cientistas notam o aumento deste volume.

Para criar a simulação, o programa recebe informações reais das condições atmosféricas e emissões de gases de efeito estufa. O computador mostra então o que seria o comportamento natural da atmosfera terrestre. O cenário deste vídeo reproduz o período de janeiro a dezembro de 2006.

Desde julho de 2014, a Nasa tem um satélite no espaço exclusivo para monitorar e estudar a presença do dióxido de carbono na atmosfera. Orbiting Carbon Observatory (OCO)-2 é a primeira missão da agência americana criada para este fim.

Publicado originalmente em Planeta Sustentável. NASA Goddard Space Flight Center’s Global Modeling and Assimilation Office. Chupado do portal Caros Amigos.

Anúncios