Ativismo é coisa séria!

Anistia Internacional, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

No começo de junho, a Anistia Internacional lançou a campanha Rio 2016: A Violência não faz parte desse jogo!. Sabemos que o número de vítimas decorrentes de operações policiais – sejam elas civis ou os próprios policiais – não para de crescer. Porém, é no contexto de grandes eventos que, sob o argumento da segurança e da ordem pública, esses índices tornam-se ainda mais alarmantes.

Desde então, ativistas voluntários de todo o Brasil têm se mobilizado dia e noite, com ações de rua, fotos e flashmobs – de segunda a sexta e aos finais de semana. Estamos em feiras, praças, escolas, universidades, eventos de rua e festivais. Dialogamos com pessoas de diferentes realidades, buscando quebrar o ciclo de apatia em relação às violações de direitos da nossa juventude negra e periférica.

Como ativista e mobilizador, sei que a tarefa não é simples, mas sei também que cada assinatura e cada gesto de empatia traz mais poder ao nosso discurso, pois temos a autoridade das ruas. Isso me dá forças para seguir adiante e pressionar por uma política de segurança pública que respeite os direitos humanos.

De São Luís a Porto Alegre, estamos nas ruas, doando nossa voz a esse grande movimento por um mundo melhor e mais seguro para todas as pessoas. Se você quiser somar a sua voz à nossa para que possamos falar mais alto, assine nossa petição. Chega de violência!

A televisão não é a verdade

Vai ter #Golpe sim. TV Globo recebeu R$ 6,2 bilhões de publicidade federal com PT no Planalto. Jamais entendi o seguinte.

Depois, manipulou um debate que custou a Lula uma eleição.

E o mesmo Lula, ao chegar enfim ao poder, não apenas comparece ao enterro de Marinho e faz um elogio fúnebre inteiramente dissociado da realidade como decreta luto oficial de três dias.

Enquanto isso, no mundo das coisas concretas, o governo do PT continuou, ano após ano, a colocar meio bilhão de reais em publicidade na Globo – um dinheiro que financiaria o exército de Mervais, Jabores, Kamels, Wacks et caterva.

Você entende?

Eu não!

Fonte: O casamento do Dr Kalil é um retrato perfeito do Brasil. Por Paulo Nogueira

Uma dica de como não ter o seu número identificado ao fazer ligações

#31#

Seja qual for os motivos, é sempre útil ter uma forma simples de esconder o número de seu celular e efetuar chamadas telefônicas no completo anonimato. Porém, nem todo mundo sabe que há uma forma absurdamente fácil de fazê-lo.

Esqueça aqueles apps complicados de usar ou configurações mirabolantes que mudam de dispositivo para dispositivo. A forma mais prática de não ser identificado pelo receptor da ligação é usando um simples código que deve ser digitado no seu telefone. Basta escrever #31# antes do número do contato para o qual você deseja ligar e você será identificado como “Desconhecido” no smartphone dele.

O mais bacana é que esse truque não depende do modelo ou do sistema operacional de seu aparelho – ele funciona com qualquer gadget. Porém, tenha em mente que algumas operadoras de telefonia móvel bloqueiam esse código por questões de segurança e funciona perfeitamente com números da Vivo e da TIM. Com a Claro nem tanto. Outras operadoras desconhecemos.

Apologética Católica – O Problema teológico dos protestantes e a negação da Redenção

Apologética Católica

A justificação

No dia 31 de outubro de 1999, em Augsbourg (onde Lutero proclamou a sua revolta), foi assinado uma “declaração comum entre católicos e luteranos“. Essa declaração, que não faz parte do magistério eclesiástico, gerou várias indagações entre os católicos. Para esclarecer um pouco o problema teológico, a Frente Universitária Lepanto disponibiliza, a seus leitores, a doutrina católica comparada com a doutrina protestante, onde fica clara a distinção entre uma e outra.

Para um católico, o Batismo redime o homem, tornando-o Filho de Deus, capaz de alcançar méritos, santificar-se, etc.

Segundo um documento entregue à SS. o Papa, por vários teólogos, antes dessa “declaração”:

A justificação é a aplicação dos efeitos da Redenção a um cristão particular, que se tornou possível pela mediação da Igreja quando da aceitação da Fé através do batismo. No momento de ser batizado, o fiel é interiormente renovado, ao ponto que São Paulo dele fala como de um “homem novo”; o pecado original e os pecados pessoais são apagados e ele se torna daí por diante um “filho de Deus”, habitada pela graça santificante, assim como um membro inteiramente da Igreja. Mesmo se uma certa tendência desordenada ao pecado – chamada concupiscência – permanece nele, o homem justificado é essencialmente redimido e não é mais um escravo do pecado como antes. Todo batizado está plenamente justificado e, do ponto de vista ontológico, ele não é mais um pecador. A concepção católica da dignidade do cristão está fundada sobre esta convicção dogmática que, ela só, pode fazer encarar o homem como verdadeiramente livre – de uma liberdade que prepara já sua justificação – e como verdadeiramente responsável de suas obras, as quais pela ação da graça, se tornam meritórias em vista de sua salvação eterna

Bem, esse não é o ponto de vista Luterano, na qual o homem permanece sempre pecador, sendo “incompleta” a Redenção de Nosso Senhor Jesus Cristo. Para eles, o batismo não tem nada que ver com batismo católico. Pelo batismo católico o homem deixa de ser pecador – a criança deixa de ter o pecado original e o adulto deixa o original e os atuais que cometeu – e passa a ser justo. Esse é o ponto fundamental de diferença entre as duas concepções teológicas.

O pensamento luterano pretende que o homem não pode aceitar livremente sua justificação que é obra apenas da graça, porque o homem é essencialmente um pecador, tanto antes quanto depois de sua justificação. Os luteranos pretendem que a concupiscência não é unicamente uma tendência desordenada para o pecado, mas que ela é em si mesma culpável.

Então, santo Afonso que tinha tentações aos 80 anos, não poderia ser santo. É uma doutrina fatalista que joga o homem no pecado. Lutero dizia que devia jogar os pecados no vaso sanitário e cobrir com a tampa… O jansenismo era isso também.

Segundo a visão luterana, o homem comete pecados mesmo quando ele faz boas obras e ele é incapaz de fazer algum bem, mesmo a preparação e aceitação do processo de sua própria justificação.

E como o homem permanece sempre mau, mesmo depois do batismo, tudo depende só da graça. Em consequência, afirmam os luteranos, o cristão é “simul justus et peccator” – ao mesmo tempo justo e pecador. Suas obras não são por elas mesmas uma verdadeira cooperação com a graça e não podem trazer-lhe nenhum mérito. Pior, segundo essa doutrina, o homem fica “passivo” sob a ação só da graça.

Sua dignidade como colaborador livre de Deus – que é também um dom da graça, segundo a doutrina católica – não lhe é reconhecida e suas obras ficam sem nenhum efeito intrínseco sobre sua salvação.

Sobre isso, cabe lembrar a frase de Paulo:

Agora me alegro em meus sofrimentos por vocês e completo no meu corpo o que resta das aflições de Cristo, em favor do seu corpo, que é a igreja
Colossenses 1:24

Fonte

Apologética Católica

iPhoto Editora promove congresso em Brasília e reunerá grandes fotógrafos de casamento

Congresso em Brasília reune grandes fotógrafos de casamento, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2016, Newsletter, Feed, altair hoppe, iphoto, iphoto editora

iPhoto EditoraA iPhoto Editora em parceria com a ProFox está lançando o PROFOX CONFERENCE. Um congresso para você nosso cliente, aprimorar seus conhecimentos e técnicas para fotografar casamentos. O congresso acontecerá dias 10 e 11 de agosto, no Teatro Ulysses Guimaraes (UNIP), em Brasília. Nomes como Rafael Bigareli, Wellington Fugisse, Altair Hoppe, Renato dPaula, Sandro Andrade e Beatriz Moraes compõe a grade de palestrantes. Só feras!

Acesse o site e garanta sua vaga: www.iphotoeditora.com/profoxconferenceQualquer dúvida Chris Macedo está a disposição pelo telefones 0800 600 5622 ou via WhatsApp (47) 9762-0708

😀

Vídeo registra o início da construção da galeria do bairro Vila Nova

A famosa construção da galeria da rua Angelo Três que iniciou no mês de fevereiro/2011, tinha uma previsão que a obra ficassem pronta em 120 dias. Bom! Há pouco tempo ela chegou no final da rua e se encontrou com a Avenida Joleto Valgas. Ao todo 360 famílias foram beneficiadas. “São 2270 mil pessoas que, com certeza, terão uma nova vida”, acrescentou o prefeito, na época, Ademar Felisky. A Defesa Civil investiu R$1,5 milhão no bairro Vila Nova com esta obra. Informações extraída do portal da Prefeitura de Ilhota. Acesse http://www.ilhota.sc.gov.br.

Johnny Vitti, um personagem da minha família no universo expandido de Batman

Johnny Vitti

Um personagem fictício da minha família, ilustra o universo expandido de Batman, herói da DC Comics. As informações que ilustram esse post foram extraídas dos wikis de Batman Wiki e DC Comics Wiki. Há um pequeno erro na história. A DC fez incluiu apenas um T no sobrenome da família mafiosa, mas como eles são italianos, a escrita correta é com dois Ts.

Johnny Vitti era o sobrinho do chefe da máfia, Carmine Falcone, e era filho de Carla Vitti.

Versão do DC Comics Wiki

Johnny VittiJohnny Vitti era o filho de Carla Vitti, o chefe do grande império do crime de Chicago. Johnny foi um dos assassinos usados por Carmine Falcone para sequestrar o tenente um dos filhos de James Gordon a fim de impedi-lo de investagá-lo pelo Comissário Loeb. A tentativa foi fracassada pela intervenção de ambos Gordon e Batman. Mais tarde por causa do medo de que Johnny iria testemunhar contra ele, seu tio Carmine Falcone tentou matá-lo. Isso abriu uma pequena “guerra” entre mãe de Johnny e Falcone. A guerra acabou e no mês de junho, mesmo mês em que Johnny era casado e Falcone pagou o casamento. Falcone ordenou Johnny em um ataque para matar Richard Daniel em agosto, quando o presidente do banco, depois de ser confrontado com Batman pelo medo em renunciar. Johnny foi morto a tiros na frente de um cinema e na frente da esposa. Johnny Vitti foi a primeira vítima ser morto no Dia das Bruxas.

Versão do Batman Wiki

Sua primeira aparição está em Batman # 407, à noite, a Catwoman invade a casa de Carmine Falcone. Ela acredita que fazer uma greve contra Falcone vai ajudar a forjar o seu próprio estatuto lendário. O Batman chega e ataca os homens de Falcone. O Catwoman escapa da captura, mas não antes de ajuntar suas garras no rosto de Falcone. Os relatórios que o Batman e essa misteriosa nova Catwoman estão trabalhando em conluio com o outro.

Johnny VittiComissário Loeb faz uma chamada telefônica para Falcone. Ele instrui-lo a tomar medidas contra Gordon. Falcone envia seus homens para o apartamento de Gordon onde eles raptar sua esposa e filho recém-nascido. Jim consegue atirar em alguns dos sequestradores, mas Johnny Vitti decola em seu carro com o bebê.

Felizmente para Gordon, Bruce Wayne está presente incógnita. Ele segue Jim que sai atrás Falcone em uma motocicleta. Enquanto Gordon lida com Johnny, Bruce resgata bebê, Jim Gordon Jr. Dias depois, a notícia do regime corrupto do Comissário Loeb bate o fio da mídia. Loeb anuncia sua possível renúncia. O incidente coloca Gordon volta aos holofotes, e ele é logo promovido ao posto de capitão.

Em Batman: O Longo Dia das Bruxas # 1 , em que Bruce Wayne no estudo do mafioso Carmine “The Roman” Falcone, ao lado com Carla Vitti. Falcone está tentando obter Wayne concordar em usar seus bancos para ajudar na lavagem de dinheiro. Wayne se recusa. É revelado que a ocasião é o casamento do sobrinho de Falcone, Johnny Vitti.

Mais tarde, Richard Daniel, ex-proprietário do banco, está andando na rua quando Johnny Vitti fatalmente atira da janela de um carro. Logo, no início do dia de Halloween, Johnny Vitti é encontrado morto na banheira com uma arma não rastreável e deixado na cena do crime. Catwoman dá Batman uma dica sobre o dinheiro Falcone. Ele e Dent localizam um armazém cheio de dinheiro que a família tem sido incapaz de lavar. Eles atearam fogo ao armazém e destruir todo o dinheiro sujo. Dent volta para casa em alto astral. Sua esposa lhe informa de um pacote que acabou de chegar. A questão termina com a porta da casa Dent explodir para fora. Ainda desconhecido, ele é o primeiro vítima fedido.

Máfia da Família Vitti no universo de Batman

Por que o ócio faz bem ao cérebro

Ócio, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Reservar algumas horas ou minutos do dia para simplesmente fazer nada é um verdadeiro presente para o cérebro, segundo artigo publicado na Perspectives on Psychological Science. A psicóloga e educadora Mary Helen Immordino-Yang, da Universidade do Sul da Califórnia, relata os resultados de pesquisas recentes, que mostram que o descanso da mente, seja fazendo uma caminhada sem horário definido para terminar ou espreguiçando-se no sofá, sonhando acordado, favorece a criatividade e a capacidade de resolver problemas.

Quando a mente se dispersa, a rede neural de modo padrão (DMN, na sigla em inglês), isto é, os circuitos cerebrais que se “desligam” durante tarefas que exigem foco no ambiente externo, se torna mais ativa. Estudos relacionam a DMN à introspecção, a pensamentos internos, à imaginação do futuro, à recuperação espontânea de memórias, à divagação e ao surgimento de soluções criativas. Segundo Mary Helen, a noção de “preencher o tempo” com tarefas de todo tipo – como navegar na internet ou ver TV por horas a fio – atrapalha a dispersão natural do cérebro.

A cultura “antiócio” pode prejudicar principalmente os mais jovens, afirma. “A reflexão, o hábito de olhar para dentro, não é incentivada no ensino tradicional. Ela é essencial para construir memórias e conferir sentido aos acontecimentos, assimilar valores morais e digerir o que foi aprendido”, diz, apontando pesquisas que mostram que crianças motivadas a desfrutar o tempo livre têm menos problemas de ansiedade, melhor desempenho escolar e demonstram mais capacidade de planejar o futuro. “Em vez de ser visto como perda de produtividade, o tempo livre pode ser encarado como oportunidade de reflexão construtiva, o que é essencial para retirar aprendizado de experiências vivenciadas”, diz a psicóloga.

Fonte

A Rejeição de Israel – Romanos 11:1-16

Obrigado Senhor, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Paulo continua a sua explicação da posição dos judeus diante de Deus.

O Remanescente (1-5)

Deus não rejeitou os judeus, porque um resto foi salvo. Os judeus não acharam Deus injusto quando rejeitou a maioria na época do profeta Elias, pois sabiam que os injustos não mereciam estar com Deus. Deus mostrou a sua bondade poupando 7.000 fiéis que não serviam aos ídolos. Aqueles que mostraram a sua fé foram poupados. Em Cristo, os judeus que acreditam em Cristo são salvos. A eleição não foi aleatória, um ato do capricho de Deus. Os eleitos são aqueles que aceitam a palavra de Deus.

A Eleição da Graça (5-10)

O remanescente alcançou a salvação pela graça (6). O ponto difícil para os judeus não foi a ideia de eleição em si, pois gozavam a posição de “eleitos” desde as promessas a Abraão e, mais ainda, desde a libertação do Egito. Eles tropeçaram em dois pontos: (a) Quem seria eleito (a inclusão de gentios em igualdade com judeus), e (b) Qual seria a base da eleição (graça X obras da lei).

Paulo divide os judeus em duas categorias (7): (a) A eleição e (b) Os endurecidos. Este contraste mostra que a eleição é conforme a resposta do homem, e não pelo capricho de Deus. Ele cita passagens do Velho Testamento para descrever os endurecidos (8-10): Deuteronômio 29:4 fala dos corações duros, mesmo depois de todas as provas que Deus lhes deu durante 40 anos no deserto; Salmo 69:22-23 fala das atitudes erradas daqueles que crucificaram o Messias. Deus não rejeitou Israel. Israel (com exceção do remanescente) rejeitou Deus.

A Esperança (11-16)

Ainda houve esperança pelos judeus que rejeitaram Jesus (11). Da mesma forma que Deus usou a lei para conduzir o homem à fé, ele usou a rejeição pelos judeus para conduzir muitos à salvação (11-12). Quando os judeus rejeitaram a palavra, a porta foi aberta aos gentios. Quando os gentios aceitaram o evangelho, os judeus sentiram ciúmes (11). Mas a história não terminou ali. Se a rejeição por parte dos judeus abriu uma oportunidade para os gentios, a volta dos judeus mostraria ainda mais a grandeza da graça de Deus (12). Paulo queria usar o exemplo da obediência dos gentios para incentivar a obediência de alguns judeus (13-14). Mesmo sendo apóstolo aos gentios, ele não esqueceu dos seus compatriotas (cf. 9:1-5).

A rejeição pelos judeus trouxe salvação ao mundo? Paulo se refere aqui (15) ao seu próprio ministério de levar a palavra aos gentios. Quando os judeus o rejeitaram, ele se dedicou à pregação aos gentios (cf. Atos 13:46-49; 28:24-29; Romanos 1:16). Como seria maravilhosa a salvação dos judeus (15-16). Duas ilustrações mostram que o povo ainda pode ser aceito: (a) A aceitação das primícias sugere a santificação da massa toda; (b) Se a raiz for santa, os ramos também seriam santos.

Quem são as primícias ou a raiz aqui? Quando consideramos o argumento maior de Paulo sobre a fé de Abraão (veja 4:1 em diante), parece provável que a raiz seja Abraão e os patriarcas. Ele foi justificado por fé. Qualquer outro judeu justificado por fé faria parte do ramo santificado. Novamente, o exemplo da fé de Abraão oferece esperança a todos!

Publicado no site Estudos da Bíblia por Dennis Allan.

Obtusão – Romanos 11:1-36

Glória a Deus, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

A misericórdia de Deus para com Israel

Pergunto então: Será que Deus rejeitou o seu povo? Que isso nunca aconteça! Pois eu também sou israelita, do descendente de Abraão, da tribo de Benjamim. Deus não rejeitou o seu povo, ao qual primeiro reconheceu. Ora, não sabeis o que a Escritura diz em conexão com Elias, quando ele pleiteou perante Deus contra Israel? “Jeová, mataram os teus profetas, solaparam os teus altares, e só eu sobrei, e eles estão procurando a minha alma.” No entanto, o que lhe diz a proclamação divina? “Deixei remanescer para mim sete mil homens, os quais não dobraram o joelho diante de Baal.” Deste modo, portanto, apresentou-se também na época atual um restante, segundo uma escolha devida à benignidade imerecida. Ora, se é por benignidade imerecida, já não é mais devido a obras; senão, a benignidade imerecida não se mostraria mais benignidade imerecida.

O que então? A própria coisa que Israel está buscando seriamente, não obteve, mas os escolhidos a obtiveram. Os demais tiveram as suas sensibilidades embotadas; assim como está escrito: “Deus lhes deu um espírito de profundo sono, olhos para que não vejam e ouvidos para que não ouçam, até o dia de hoje.” Também, Davi diz: “Que a sua mesa se torne para eles laço, e armadilha, e pedra de tropeço, e retribuição; obscureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e sempre curvem as suas costas.”

Portanto, pergunto: Tropeçaram eles, de modo que caíram completamente? Que isso nunca aconteça! Mas, por seu passo em falso há salvação para pessoas das nações, para incitá-los ao ciúme. Ora, se o seu passo em falso significa riquezas para o mundo, e o seu decréscimo significa riquezas para pessoas das nações, quanto mais o significará o pleno número deles!

A salvação dos que não são judeus

Agora falo a vós, os que sois pessoas das nações. Visto que sou, na realidade, apóstolo para as nações, glorifico o meu ministério, para ver se de algum modo posso incitar ao ciúme [os que são] da minha própria carne e salvar alguns dentre eles. Pois, se serem lançados fora significa reconciliação para o mundo, o que significará o acolhimento deles, senão vida dentre os mortos? Além disso, se a [parte tomada como] primícias é santa, a massa também o é; e, se a raiz é santa, os ramos também o são.

No entanto, se alguns dos ramos foram arrancados, mas tu, embora sendo oliveira brava, foste enxertado entre eles e te tornaste compartilhador da raiz de untuosidade da oliveira, não exultes sobre os ramos. Se, porém, exultares sobre eles, não és tu que suportas a raiz, mas a raiz [suporta] a ti. Dirás, então: “Os ramos foram arrancados para que eu fosse enxertado.” Está bem! Foram arrancados por [sua] falta de fé, mas tu estás de pé pela fé. Cessa de ter idéias altivas, mas tem temor. Pois, se Deus não poupou os ramos naturais, tampouco te poupará a ti. Eis, portanto, a benignidade e a severidade de Deus. Para com aqueles que caíram, há severidade, mas para contigo há a benignidade de Deus, desde que permaneças na sua benignidade; senão, tu também serás cortado fora. Eles, também, se não permanecerem na sua falta de fé, serão enxertados; pois Deus é capaz de enxertá-los novamente. Porque, se foste cortado da oliveira que é brava por natureza e foste enxertado, contrário à natureza, numa oliveira cultivada, quanto mais aqueles, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!

A bondade de Deus para com todos

Pois não quero, irmãos, que sejais ignorantes deste segredo sagrado, a fim de que não sejais discretos aos vossos próprios olhos: que a obtusão das sensibilidades aconteceu em parte a Israel, até que tenha entrado o pleno número de pessoas das nações, e desta maneira é que todo o Israel será salvo. Assim como está escrito: “O libertador sairá de Sião e afastará de Jacó as práticas ímpias. E este é o pacto da minha parte com eles, quando eu tirar os seus pecados.” Verdadeiramente, eles, com referência às boas novas, são inimigos por vossa causa, mas, com referência à escolha [de Deus], são amados por causa de seus antepassados. Pois os dons e a chamada de Deus não são coisas que ele deplorará. Pois, assim como fostes uma vez desobedientes a Deus, porém, mostrou-se agora misericórdia para convosco por causa da desobediência deles, assim também estes têm sido agora desobedientes, resultando em misericórdia para vós, para que se mostrasse agora também misericórdia para com eles. Porque Deus encerrou todos juntos na desobediência, a fim de mostrar misericórdia para com todos eles.

Louvor a Deus

Ó profundidade das riquezas, e da sabedoria, e do conhecimento de Deus! Quão inescrutáveis [são] os seus julgamentos e além de pesquisa [são] os seus caminhos! Pois, “quem veio a conhecer a mente de Jeová ou quem se tornou o seu conselheiro”? Ou: “Quem primeiro lhe deu, de modo que se lhe tenha de pagar de volta?” Porque todas as coisas são dele, e por ele, e para ele. Glória a Ele para sempre. Amém!

Livro de Romanos, capítulo 11