Até quem enfim! Projeto institui o Registro Civil Nacional

Projeto institui o Registro Civil Nacional

O objetivo é criar um documento único onde vão constar todos os dados civis e biométricos dos brasileiros. O novo registro dispensa a apresentação de documentos como a Carteira de Identidade, CPF, Carteira Nacional de Habilitação, título de eleitor e carteiras profissionais.

Relator defende criação de Registro Civil Nacional

O Plenário aprovou o requerimento de urgência para votação do projeto que institui o Registro Civil Nacional. O objetivo da proposta do Executivo é criar um documento único onde vão constar todos os dados civis e biométricos dos brasileiros.

O novo registro dispensa a apresentação de documentos como a Carteira de Identidade, CPF, Carteira Nacional de Habilitação, título de eleitor e carteiras profissionais.

Para comentar pontos do parecer que apresentou ao projeto, o deputado Julio Lopes, do PP do Rio de Janeiro, esteve Com a Palavra. Segundo o deputado, a criação do documento vai dispensar o uso do documento em papel, e facilitar a identificação do cidadão por fotografia e dados biométricos.

Segundo Julio Lopes, o órgão responsável pela sistematização e certificação dessas informações será o Ministério do Planejamento, mas elas serão armazenadas e geridas pela Justiça Eleitoral, que deverá mantê-las atualizadas. Para o deputado, as vantagens da medida são a desburocratização e a economia no processo de controle.

Acompanhe o PL 1775/2015 neste link!

Fonte Agência Câmara

Anúncios

A coisa ficou séria! Trump nomeia deputado ultraconservador que pediu execução de Snowden como diretor da CIA

Edward Snowden

opera mundiO presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou em um comunicado divulgado nesta sexta-feira (18/11) a nomeação do congressista Mike Pompeo, membro do movimento ultraconservador Tea Party, como o novo diretor da CIA (Agência de Inteligência Central). O nome dele ainda precisa ser confirmado pelo Senado, que terá maioria republicana.

Em 2013, Pompeo foi criticado pelas declarações que deu após os atentados da maratona de Boston, quando disse que líderes muçulmanos que não condenavam o terrorismo eram “cúmplices em potencial” de ataques terroristas.

O novo chefe da CIA também defendeu a execução de Edward Snowden em entrevista ao canal C-Span em fevereiro, na qual disse que “[Snowden] deveria ser trazido da Rússia e ser processado”. “Acho que um resultado apropriado seria que ele fosse condenado à morte por ter posto amigos meus e seus, que serviram no exército, em um risco enorme, por causa das informações que ele roubou e liberou a potências estrangeiras”, disse.

O republicano, ex-oficial do Exército, formado em Direito em Harvard, foi eleito para o Congresso pela primeira vez em 2010, como parte do movimento ultraconservador Tea Party.

O futuro diretor da CIA também se opôs ao fechamento da base militar de Guantánamo e é contra o acordo nuclear com o Irã, que considera “o maior país patrocinador do terrorismo”, segundo divulgou nas redes sociais nesta quinta-feira, antes da sua nomeação se tornar pública.

Estou ansioso para reverter esse acordo desastroso com o país que mais patrocina o terrorismo
disse Pompeo no Twitter

Apesar de ter apoiado o candidato Marco Rubio nas primárias, Pompeo disse que “apoiaria o candidato do Partido Republicano porque Hillary Clinton não pode ser presidente dos Estados Unidos”. Após a nomeação, o congressista se disse “honrado com a oportunidade de servir e trabalhar junto ao presidente eleito Donald Trump para manter os EUA seguros”. “Quero trabalhar com os guerreiros da inteligência dos EUA, que tanto fazem para proteger os americanos a cada dia”, destacou.

Opera Mundi

https://www.c-span.org/video/standalone/?c4631575