Juiz obriga governo a divulgar “lista suja” do trabalho escravo

Trabalho escravo

O juiz Rubens Curado Silveira, da 11º Vara do Trabalho de Brasília, alegando que a “lista suja” dos empregadores que já foram flagrados com mão de obra análoga à escravidão em suas linhas de produção deva ser pública, decidiu manter a liminar que obriga o Ministério do Trabalho a divulgar quem são as empresas que já tiverem mão de obra escrava comprovada.

O governo federal tem, a contar do último dia 30 de janeiro, exatamente trinta dias para publicar o documento, mantê-lo online e acessível para a consulta popular. A medida já havia sido tomada pelo juiz no dia 30 de dezembro de 2016, mas foi revogada no último dia 10 de janeiro, após a Advocacia Geral da União (AGU) entrar com recurso na Justiça.

Ao justificar a liminar, o juiz afirmou que “notadamente considerando que tal publicação perdurava há mais de uma década e é reconhecida, inclusive por organismos internacionais, como uma das medidas mais relevantes e eficazes no enfrentamento do tema”, afirmou o magistrado.

“Essa questão é fundamental para a CUT. Nós precisamos quem são as empresas que estão enriquecendo às custas do sofrimento humanos e às custas do trabalho escravo. É importante, inclusive, para que possamos acionar na Justiça esses empregadores”, afirmou a secretária de Políticas Sociais e Direitos Humanos da CUT, Jandyra Uehara.

Para a dirigente, há uma tentativa por parte dos empresários em flexibilizar o conceito de “escravidão”. “No mundo moderno, há diversas formas de precarização do trabalho, como jornada exaustiva, não estamos mais no século XIX, quando esse conceito estava ligado à ideia de trabalhadores confinados e trabalhando sem salários”.

CUT

Anúncios

Transporte gratuito para universitários é uma iniciativa inédita? #SQN

Transporte gratuito para universitários

As coisas nesse mundo só acontecem sob pressão. Se a sociedade não se organizar, seremos esmagados por essa máquina opressora. A mobilização social dos fakes, dos internautas e membros da AACADI deu certo! Yaeh ,o/\o,

Acho louvável a Prefeitura de Ilhota investir no apoio e subsídio do transporte universitário HashtagParabéns! Ótima iniciativa que não poderia ter vindo numa melhor hora o anúncio publicado no site da prefeitura em que o prefeito de Ilhota, em reunião com a AACADI – Associação Acadêmica de Ilhota, e alguns políticos, apresentou uma proposta onde a prefeitura irá custear o transporte coletivo gratuitamente para os alunos que estão frequentando regularmente as universidades da região. Ele disse “as universidades da região” e imagino não só a aquela de Itajaí, como também a de Blumenau. Foi isso que eu entendi? Uau! HashtagParabéns na segunda potência.

Mas só quero lembrar a assessoria de imprensa da barroza de uma coisinha, que isso não é “uma iniciativa inédita em Ilhota“. Não é mesmo!

Até o ano de 2000, o serviço era totalmente gratuito, fornecido pela prefeitura. Havia dois ônibus e saia cheio de estudantes da cidade, um do Centro e outro lá do Baú para Univali. Tenho alguns champs em minhas redes sociais que poderão confirmar isso o que estou falando.

Então… quando o Betinho se reelegeu, ele logo cortou o benefício. O vice dele era o Dida, atual prefeito da cidade. Eu fazia o curso de Ciência Política e tive que trancar a faculdade depois que boicotaram a ajuda.

Era um baita programa de inclusão social, mas algumas pessoas não possuem sensibilidade política nem comprometimento com a coisa pública, e agem conforme seu entendimento, não se importando com suas responsabilidades. #QueTriste

Depois veio outros prefeitos (dois na verdade) e negociavam a questão com os universitário. Não sei como foi com a última gestão, do prefeito Daniel, pois fiquei ausente do debate político e não posso emitir opinião, mas sei por cima que havia transporte e se era pago ou não, não sei!

Mas fico feliz só em saber que a galera da facu e dos cursos técnicos serão atendidos pela municipalidade, novamente. Em tempos de crise econômica que assombra o país, estudar não é fácil! Além de pagarem por altas mensalidade dos estudos, xerox, livros e não sei mais o quê, ter o transporte gratuito é lucro!

Então seu moço da comunicação, corrige lá o termos “inédito”, que isso é mais velho que a salve rainha. Se tiver dúvida, pergunta pro chefe, ou consulte os universitários.

Ah! Já ia me esquecendo…

A iniciativa deste post veio de uma publicação voluntária lá do meu perfil no Facebook (link aqui!). Surgiram alguns comentários, deu até pano pra manga… mas deixo aqui registrado que não ofendi a honra nem a dignidade de ninguém, apenas refresquei a memória do povo que se esqueceu das coisas pós o advento das mídias sociais. Betinho sim promoveu o serviço do transporte universitário (não era super ônibus de primeira linha, mas tínhamos como ir pra faculdade) até o seu primeiro mandato, logo, abandonou a ideia, acabou o compromisso e deu um belo bolo para os universitários (existe uma matéria sobre o assunto no jornal Folha de Ilhota e vou tentar resgatar a notícia).

Acho que o peemedebê está transformando esse senhor em deus, pois se falarmos algo dele (argumentos científicos dentro do campo e universo político), os leões de chácara logo atacam. Normal, para a Ilhota.

Os professores e servidores militantes do manda brasa foram tão castigados por esse senhor que agora esqueceram de tudo o que passaram e o idolatram. Não esqueçam que eles estão ai de volta, tudo junto e misturado. Acredito no perdão e devo imaginar que isso aconteceu. Tomara!

Torço pelo melhor da cidade, mas fazer lembrar das coisas, de vez em quando, não é causar discórdia, não é jogar pra trás, nem promover disputas irracionais e sim fomentar a reflexão que erros como esses, de vingança, ódio e perseguição não venha se repetir  nunca mais numa gestão pública, não mesmo!

Vida longa e próspera.

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Acidente com Herbert Vianna completa 16 anos

Em 2001, uma queda de ultraleve em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, deixou o músico paraplégico.

Herbert Vianna, que é um grande amante de aviões e conquistou o sonho de ter um brevê, teve a carreira interrompida em um acidente de avião, que também matou sua esposa e mãe de seus três filhos, Lucy Needham. Herbert Vianna ficou 44 dias internado, chegou a perder a memória e recuperou-se após um longo tratamento. Hoje, o vocalista do grupo Os Paralamas do Sucesso canta sem dificuldades e tem apenas sequelas físicas do acidente. O som de hoje é Vamos Viver, do disco “O Som do Sim”, lançado no ano anterior ao acidente.

Dia do datiloscopista ou papiloscopista

O datiloscopista ou papiloscopista é um importante perito de investigação policial. O nome da profissão é formado pela junção das palavras daktilos, que quer dizer dedos, e skopien, que significa examinar. A música homenageando do dia 4 de fevereiro é Defunto Caguete, que fala sobre a principal função exercida pela impressão digital nas investigações criminais: caguetar. A composição é de Adelzonilton, Ubirajara Lucio, Franco Teixeira, na voz de Bezerra da Silva.