Julian Assange oferece recompensa por informações sobre assassinos de jornalista

Twitter Julian Assange

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, prometeu uma recompensa de 20 mil euros por informações que levem aos assassinos da jornalista maltesa Daphne Caruana Galizia. A repórter, vítima de um atentado no dia 16 de outubro, foi fundamental na investigação e divulgação de denúncias no âmbito do “Panamá Papers”.

“Indignado de saber que a jornalista investigativa e blogger maltesa Daphne Caruana Galizia foi assassinada esta tarde perto de casa com uma bomba em seu carro. Ofereço uma recompensa de 20 mil euros por informações que conduzam à condenação de seus assassinos”, escreveu Assange em seu blog.

Esta semana, o filho da jornalista, Matthew Caruana Galizia, que também é membro do Consórcio Internacional de Periódicos de Investigação (ICIJ), acusou as autoridades de Malta de cumplicidade do assassinato. “Vocês são cúmplices, responsáveis”, disse por sua conta no Facebook.

Na quarta-feira (18), a União Europeia se pronunciou sobre o crime. “Estamos horrorizados pelo fato de ser uma jornalista conhecida e respeitada, a senhora Daphne Caruana Galizia, perdeu sua vida no que parece ser um ataque especificamente dirigido contra ela”, disse Margarita Schinas. “Foi um ato escandaloso”, assegurou, “O que conta agora é que se faça justiça”.

O primeiro ministro de Malta, Joseph Muscat, que reconheceu que a jornalista publicava constantemente críticas contra ele, tachou o assassinato como um ato de “barbarie” e ordenou aos serviços de segurança que dediquem todos os recursos possíveis à investigação.

Para o porta-voz do executivo europeu, Caruana Galizia era “uma pioneira do jornalismoinvestigativo em Malta” e explicou que o presidente da Comissão Jean-Claude Juncker, e seus comissários “condenam com máxima força este ataque”.

Portal Imprensa

Anúncios

Santa Catarina gera mais de 8 mil vagas de emprego em setembro, o segundo melhor resultado do país

Emprego com carteira assinada

Santa Catarina voltou a ser destaque nacional na geração de empregos. Em setembro, o Estado gerou um saldo de 8.011 novas vagas de trabalho com carteira assinada, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado na tarde desta quinta-feira, 19. Entre todos os estados, Santa Catarina ficou em segundo lugar no mês, atrás apenas de Pernambuco, que registrou saldo de 13.992 novos empregos. No Brasil, o saldo foi de 34.392 postos de trabalho.

O governador Raimundo Colombo comemorou o bom desempenho. “A geração de emprego é um fator essencial para a retomada da economia e ver Santa Catarina se destacando mais uma vez confirma que estamos no caminho certo e que o pior já passou”, avaliou.

Entre os desempenhos por setores, destaque para a indústria (saldo de 2.696 em setembro), para o segmento de serviços (2.501) e para o comércio (2.072). O número de setembro também representou o melhor resultado para o mês desde 2013, quando foi registrado saldo de 11.224 vagas em setembro daquele ano.

Santa Catarina já tinha ficado em segundo lugar na geração de empregos em agosto, com um saldo de 6,1 mil vagas, atrás apenas do resultado de São Paulo, que naquele mês registrou 17,3 mil novas vagas.

Secretaria de Estado de Comunicação – Secom

Começa neste domingo, na Espanha, a maior regata do mundo que estará em Itajaí em abril

Volvo Ocean Race

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, participa neste domingo, 22, em Alicante, na Espanha, da largada oficial da 13ª edição da Volvo Ocean Race (VOR), que, em abril de 2018, estará em Itajaí, única parada na América do Sul da maior e mais difícil regata do mundo.

“Itajaí será o centro do mundo da vela em abril do ano que vem”, definiu o secretário Pavan. O município do Litoral Norte catarinense recebeu o evento pela primeira vez na regata 2011-2012, quando mais de 250 mil pessoas visitaram a Race Village montada para a competição. Na edição 2014-2015, recebeu novamente o evento e foi a segunda maior etapa em público, com mais de 350 mil pessoas.

Itajaí será o oitavo porto da regata. Após largar em Alicante, os barcos passarão por Lisboa (Portugal), Cidade do Cabo (África do Sul), Melbourne (Austrália), Hong Kong, Guangzhou (China), Hong Kong novamente e Auckland (Nova Zelândia). Após a parada catarinense, as embarcações seguirão a Newport (Estados Unidos), Cardiff (País de Gales), Gotemburgo (Suécia) e Haia (Holanda). A chegada à última estação está prevista para 20 de junho do ano que vem.

Em Itajaí, a Vila da Regata ficará aberta ao público de 5 a 22 de abril. A previsão é que os primeiros barcos cheguem ao Litoral catarinense no dia 8, após a parte mais difícil da prova, a passagem pelo Cabo Horn, no Extremo-Sul do planeta, que é considerado o mar mais radical do mundo.

No dia 20 de abril, será realizada a In-Port Race, uma competição que acontece nos locais de parada. No dia 21, os barcos estarão abertos ao público e, no dia 22, será a partida das sete equipes competidoras para o próximo porto. A estimativa é que a passagem da prova pela cidade gere mais de R$ 50 milhões em negócios para Santa Catarina.

O que é a Volvo Ocean Race?

A Volvo Ocean Race é conhecida como a competição mais longa e mais dura no esporte profissional e como um dos três grandes eventos no mundo da vela, ao lado dos Jogos Olímpicos e da America’s Cup. Considerada a Fórmula-1 dos Mares, a VOR terá na edição 2017-2018 a distância mais longa de sua história, navegando por quatro oceanos e com paradas em 12 cidades de cinco continentes, num total de 45 mil milhas náuticas.

Não há prêmio em dinheiro para os vencedores, mas ver o seu nome gravado em um dos anéis de prata que compõem o troféu da Volvo Ocean Race é considerada a maior recompensa para os competidores.

Transmissão ao vivo

O início da corrida será transmitido ao vivo em www.volvooceanrace.com e em www.facebook.com/volvooceanrace a partir das 13h30 pelo horário local (9h30, horário de Brasília).

Governo do Estado de Santa Catarina
Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL)
Assessoria de Comunicação

Volvo Ocean Race 2017-2018