Segurança para imóveis na praia: 5 dicas importantes para dormir tranquilo

Apartamento Balneário Camboriú

Ter um imóvel na praia é um investimento muito alto. Não importa se é uma casa ou apartamento, os custos são os mesmos que em sua casa própria na cidade em que mora. Por exemplo, os imóveis em Balneário Camboriú podem ser muito mais caros que em Curitiba, mas valem a pena por estarem tão próximos ao mar.

Mas não basta somente ter condições de pagar pelo imóvel e arcar com os custos de manutenção, é preciso estar atento a segurança do seu bem, já que nas praias os riscos de furtos são maiores, pois as casas ficam fechadas por um período mais longo durante o ano.

Quando você faz pesquisas sobre os imóveis à venda em Balneário Camboriú, por exemplo, é importante buscar dados sobre a região para se contratar serviços que aumente a segurança do seu bem, já que é preciso estar sempre alerta com os perigos que rondam a sua casa.

Assegurar que seu patrimônio e sua família estejam seguros é tão importante quanto ter o imóvel na praia. Não é nada agradável mobiliar sua casa, comprar seus eletrônicos, ter tudo do bom e do melhor, e ao virar as costas e voltar para sua cidade ser informado que perdeu tudo.

Para evitar estes problemas separamos aqui cinco dicas importantes para você resguardar seu imóvel na praia, seja ele uma casa ou apartamento, a segurança vem sempre em primeiro lugar.

Apartamento Balneário Camboriú

1. Conheça bem a região

Já observou a quantidade de apartamentos à venda em Balneário Camboriú? A cidade está crescendo rapidamente e muitos imóveis estão sendo negociados a cada nova temporada de verão. Mas se você pensa em comprar uma casa na praia, por acaso você já se preocupar em fazer uma pesquisa e conhecer bem a região onde eles estão localizados. Isto é muito importante antes mesmo de pensar em fechar um negócio.

Os imóveis que estão localizados em áreas mais afastadas do centro da cidade ou da beira da praia correm mais riscos, pois menos pessoas circulam pela região fora da temporada de verão.

2. Se apresente aos outros moradores

Antes mesmo de comprar o imóvel busque dicas sobre a região com os vizinhos que já estão morando no local ou são proprietários de imóveis a mais tempo. Entender quanto tempo e como eles agem quando as casas estão fechadas pode ser uma saída para não ficar no prejuízo.

Ao decidir pela compra se apresente aos novos vizinhos e estabeleça uma relação de confiança com eles. Na praia, a relação amis amistosa promove uma corrente em que um morador ajuda a cuidar do imóvel do outro.

Se o seu vizinho te conhece e sabe seus hábitos de visitas ao imóvel ele poderá perceber qualquer situação estranha que estiver ocorrendo em sua casa e acionar as autoridades. Se o vizinho não te conhece, ele nunca saberá se é você ou o ladrão quem está visitando casa.

3. Cuidado com os serviços prestados

Não importa se irá contratar serviços de terceiros para sua casa na cidade ou na praia, fique sempre atento às pessoas de fora que tem acesso a sua rotina. Isto pode facilitar a ação de marginais se o prestador de serviço estiver mal-intencionado.

Antes de contratar um suposto profissional para qualquer tipo de serviço busque as referências com pessoas e/ou empresas de confiança. Você nunca sabe se esta contratando uma pessoa idônea somente pela aparência e tratamento cordial.

No caso de precisar que este prestador tenha acesso a sua residência por mais dias, como no caso de pedreiros, jardineiros, etc, verifique as referencias e tente que ele não tenha acesso completo a sua rotina. É preciso tomar muito cuidado para você não colocar um bandido para dentro de casa.

4. Instalações e tecnologia

Use sempre a tecnologia a seu favor. Se você tiver uma casa, o muro mais alto poderá te proteger mais da ação dos marginais. Em caso de apartamento, certifique-se de que a portaria se mantém fechada evitando a ação dos bandidos.

Instale câmeras de segurança e monitoramento. Contrate os serviços de empresas especializadas de segurança para que sua casa seja vigiada principalmente no período que você está fora dela. Na baixa temporada que os marginais costumam agir com maior frequência porque o número de pessoas que circulam é muito menor.

5. Evite exposições e exageros

Apesar dos momentos de alegria e descontração vividos na praia, que é um ambiente mais leve, evite excessos e exageros na exposição dos seus bens materiais. Em outras palavras, evite ostentar o que você tem, isso pode despertar o interesse nos mal-intencionados que podem arquitetar furtos no período em que você não estiver em casa.

Os marginais circulam pela praia como se fossem veranistas, eles nem sempre agem na hora em que você está por perto, por isso, tento evitar chamar a atenção para seus bens.

Estas dicas parecem simples, mas se forem levadas à risca podem diminuir os prejuízos com assaltos durante a temporada de verão e, principalmente, depois dela. Quando a casa esta fechada é que os marginais costumam agir com mais intensidade no litoral.

Mas lembre-se, durante a temporada todo cuidado é pouco para não facilitar a vida dos bandidos. Fora do verão, quando a casa fica sozinha por período mais longos, mantenha sempre uma boa relação com vizinhos que moram na região e possam fazer contato com você para qualquer eventualidade.

Se possível contrate empresas especializadas em segurança para que rondas sejam realizadas rotineiramente. Outra dica importante é contratar um caseiro para abrir, limpar e cuidar da casa durante o tempo que você estará fora. Ele pode garantir que a casa também não sofra com as destruições causadas pela maresia, outro inimigo dos proprietários de casas em regiões litorâneas.

 

Gostou destas dicas de segurança para sua casa de praia? Então compartilhe este artigo com os seus amigos para que cada vez mais as pessoas se preocupem e se mantenham seguras antes e depois do verão.

Chaves na Mão

Anúncios