Conheça o plano de governo Haddad e entenda as propostas para trazer o país de volta para o futuro

Plano de Governo da coligação O Povo Feliz de Novo - Haddad Presidente 13 [Capa]

Plano de Governo Haddad é Lula: baixe aqui as propostas para trazer o país de volta para o futuro.

A coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/PROS) apresentou o programa para o próximo governo de Fernando Haddad (2019-2022), com o desafio de retomar e aprofundar a democracia no Brasil. Dividido em cinco grandes eixos, o documento aborda temas cruciais para a superação dos problemas do povo. O governo Temer aprofundou a crise e o sofrimento da população com desemprego massivo e com a volta da pobreza, da fome, de doenças, entre outras mazelas nacionais.

A era Lula mostrou que é possível crescer, gerar emprego e distribuir renda, mantendo a inflação baixa e reduzindo o endividamento público. Por isso, o PT afirma que as medidas do governo ilegítimo precisam ser revogadas, em especial o teto dos gastos públicos, a reforma trabalhista, a terceirização generalizada, a política de privatização, a desnacionalização, o desmonte do Pré-Sal, entre outros.

O Plano resgata as conquistas dos governos do PT e apresenta uma nova agenda para o Brasil. Os cinco eixos abordados são:

  1. Soberania nacional e popular na refundação democrática do Brasil;
  2. Promover um novo período histórico de afirmação de direitos;
  3. Novo pacto federativo para promoção dos direitos sociais;
  4. Promover um novo modelo de desenvolvimento; e
  5. Transição ecológica para a nova sociedade do século XXI.

Clique aqui para baixar - ArquivosPlano de Governo da coligação O Povo Feliz de Novo - Haddad Presidente 13 [Contracapa]

Anúncios

Sempre fui fiel na escolha para presidente

Dialison é Haddad e Manuela #LulaLivre

Única vez que não votei no PT – Partido dos Trabalhadores para presidente foi nas eleições de 1989 porque naquele ano não tinha idade e só fui votar em 1994 quando fiz o meu título aos 16 anos e de lá pra cá sempre fui fiel. Meu primeiro voto foi pro Lula, em cédula de papel.

O mesmo não posso dizer para governador. O PT de Santa Catarina nunca foi para o segundo turno nas eleições no estado. O melhor desempenho do partido foi com José Fritsch em 2002 quando conseguimos 27,3 dos votos válidos. Faltou menos de 3% para irmos a próxima etapa. Em Santa Catarina, no ano de 1994, minha primeira eleição, votei em para Nelson Wedekin (PDT) no 1º turno e Angela Amin (PPR) no segundo turno. Em 1998 votei no Milton Mendes (PT) em turno único. Já na eleição de 2002, votei no José Fritsch (PT) no 1º turno e Luiz Henrique da Silveira (PMDB) no segundo turno e repeti o voto da eleição anterior, votando em 2006 para José Fritsch (PT) no 1º turno e Luiz Henrique da Silveira (PMDB) no segundo turno. As eleições de 2010 votei no Raimundo Colombo (DEM) em turno único. Em 2014 votei no Claudio Vignatti (PT) em turno único.

Se dependesse do eleitorado volátil que se diz Bolsonazi, Geraldo Alckmin e Marina SilvaAécio Neves seria presidente e Eduardo Cunha estaria na Câmara dos Deputados. O que está ruim hoje, estaria muito pior! #HaddadÉLula #HaddadPresidente#HaddadEManu13 #LulaLivre