300 mil acessos!

300 mil acessos

Comemoramos a marca das 300 mil visualizações do #blogdodcvitti de muita informação. Agradeço muito por sua visita. Meu muito obrigado! Continuamos a ser a maior mídia da cidade, uma rede social anticomercial e sem fins lucrativos. Quem nos dera ter mais para investir na mídia alternativa e independente. Um dia chegaremos lá!

Iniciamos nossos trabalhos em 28 de agosto de 2009 e já estamos a 9 anos na rede desde que foi ao ar. Foram publicados até agora 4.207 post. Os acessos diários deram uma caída nestes últimos 100K, mas a maior inspiração é ter um lugar onde posso contribuir e compartilhar minha opinião numa plataforma limpa, sem aqueles banners chatos de propaganda e publicar as informações da mídia livre. Não vivo disso, pelo contrário, tenho gastos, mas deixo de lado, pois o meu blog é um dos meus prazer.

Hoje, essa é a minha principal plataforma. Estamos e continuamos inseridos em muitas outras mídias sociais e destacamos o e-mail do Gmail, Twitter, Swarm, WordPressTumblr e Facebook como as principais (nesta ordem).

Continuo militando em alguns organismos sociais, voluntário, ciberativista como o Greenpeace, RSF, Avaaz, Anistia Internacional, ONU Brasil, além de entidades que prestam serviços de voluntariado como Força Voluntária SC, Planeta Voluntários, Portal do Voluntário e Voluntários em Ação e republicamos aqui no #blogdodcvitti os conteúdos que recebemos deles, para que possamos ampliar a mensagem e envolver o maior números de usuários nas causas sociais e políticas.

Usamos também a rede para divulgar o evangelho de Cristo e servir a Ele através dessa obra, pois tudo é dEle. Somente Jesus Cristo, Nosso Senhor é possível transformar e mudar as pessoas! Ele mudou a minha vida e aqui, testemunharemos as glórias que Deus faz em nossa vida.

Não sou papagaio de pirata, mas o que leio, eu publico.

Valeu galera! Vida longa a blogosfera e aos coletivos interconectados do verdadeiro conceito para a compreensão dos blogs.

Vamos para os 400K!

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Anúncios

Balanço do ano

Correntes do WhatsApp

Olá meus amados amigos! Muito obrigado pelas 4512 correntes que me foram enviadas até agora, via e-mail e principalmente pela coisa inútil chamado WhatsApp!

Neste ano, graças a elas, tomei algumas atitudes que mudaram minha vida pra melhor e vou compartilhar com todos vocês. São elas:

  1. Já não saco mais dinheiro em caixa eletrônico porque vão me colar um adesivo amarelo ou jogar uma linha no meu ombro e quando eu dobrar a esquina irão me roubar;
  2. Já não tomo Coca-Cola porque me avisaram que serve pra limpar mármore e que um cara caiu no tanque da fábrica e ficou totalmente corroído;
  3. Não vou ao cinema com medo de sentar numa agulha contaminada com o vírus da Aids;
  4. Estou como uma inhaca de gambá violenta porque desodorante causa câncer de mama;
  5. Não estaciono o carro em Shopping Center com medo de cheirar perfume e ser sequestrado;
  6. Não atendo meu celular com medo que alguém peça para digitar 55533216450123=t4rh2 e eu tenha que pagar uma fortuna de ligação para o Irã, ou então ouça um analfabeto dizer que sequestrou minha filha enquanto um outro analfabeto bandido fica gritando que nem viado?..ai pai, ai pai;
  7. Não como mais Bigmac (nunca comi na verdade) pois é tudo feito com carne de minhoca com anabolizante;
  8. Não como mais carne de frango, Chester pois os frangos foram alterados geneticamente, tomam hormônios femininos e têm seis asas, oito coxas e não têm bico, penas nem cabeça;
  9. Não saio com mais ninguém porque tenho medo de acordar na banheira cheio de gelo e sem meus rins;
  10. Refrigerante em lata, nem pensar! Tenho medo de morrer de leptospirose do mijo do rato;
  11. Não tenho mais nenhum tostão, pois doei tudo para a campanha em prol da operação da Nildinha, que é uma menina que precisa fazer uma operação urgente, que só tem mais dois meses de vida (desde 1993);
  12. Escrevi em 500 notas de R$1,00 uma mensagem para a Nossa Senhora da Frieira, para me dar muito dinheiro, e acabei perdendo umas 20 notas, pois eu escrevi demais;
  13. Este mês devo receber o meu celular Ericsson, por ter repassado os e-mails para 2366 amigos, e mês que vem recebo os mil dólares da Aol e da Microsoft, além do notebook, da Ferrari e dos prêmios da Nestlé;
  14. Não bebo mais refrigerante Kuat, pois ele tem uma substância que causa câncer;
  15. Jesus e Nossa Senhora já devem estar morando lá em casa de tanta visita deles que recebo por e-mail e pelas incontáveis mensagens que recebi de privado e em grupos do ZapZap.

Então queridos criadores de correntes, se vocês não passarem esta corrente, para cento e quinze mil amigos, em exatos cinco minutos, um urubu vai te cagar, e você vai viver doente pro resto da vida!

A todos meus amigos, familiares e conhecidos… para todos aqueles que em 2018 me passaram correntes dizendo que, se eu as reenviasse, ia ficar rico ou milionário, informo que NÃO FUNCIONOU!

Que em 2018 por favor mandem dinheiro, presentes, vales de gasolina, tickets,vales cerveja e etc, mas não correntes nem besteiras via e-mail e ZapZap.

#Obrigado!

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Mete o saca-rolhas

Saca rolhas

Outro dia estava com um amigo num restaurante e vimos um vinho daqueles bons e caros. O garçom logo perguntou se queríamos aquela safra pra acompanhar o pedido e o meu amigo, sem pensar duas vezes, disse “mete o saca-rolhas”.

Depois de dar boas risadas com aquela expressão, ele me contou que aquela frase servia pra vida. Que tempos atrás tinha perdido um grande amigo que tinha uma grande adega com vinhos caríssimos, e deixava os vinhos lá, sem abrir. Certo dia, morreu num acidente, e a esposa do cara acabou se casando com um outro, mais jovem, que consumiu toda a adega em tempo recorde. Depois disso, ele começou a perceber quantas vezes na vida desperdiçava oportunidades, deixando pra depois. Sendo que o depois pode nem existir.

Eu fiquei refletindo sobre isso e hoje quero te perguntar: quantas oportunidades você desperdiça, se preparando, sem entrar em campo? Quantas roupas deixou de usar esperando a ocasião especial? Quantas atitudes deixou de tomar, acreditando que sempre existiria ‘a semana que vem’, adiando seus sonhos?

Por isso, a dica de hoje é “mete o saca-rolhas”. Abra a garrafa de sonhos, tome as atitudes que precisa tomar, pare de procrastinar achando que a vida é eterna e que vai ter todo o tempo do mundo pra tentar, cair, errar e seguir em frente.

“Mete o saca-rolhas” pode ser uma filosofia de vida. Pra ele, que diz que nunca viu carro forte seguindo carro funerário, é uma frase inspiradora.

Não deixe os bons vinhos pra amanhã. Não espere pra agir se a hora é agora e não desperdice seu tempo acreditando que amanhã dá pra fazer diferente. O que a gente tem é hoje. Então, mete o saca-rolhas e segue em frente!

Feliz 2019 (se você conseguir ser feliz esse ano).

Autor desconhecido. Se você souber o dono desse artigo, informe aqui nos comentários.

Por que os evangélicos votaram em Bolsonaro?

Por que os evangélicos votaram em Bolsonaro

Primeiro é importante destacar que, se as aparências costumam enganar, talvez no campo evangélico enganem mais ainda. Um exemplo foi uma pesquisa coordenada por professores da USP e da Unifesp, com participantes da marcha pra Jesus em junho de 2017, organizada pela direita evangélica. Foi observado que “ao contrário do que poderia apontar o senso comum, as opiniões desses fiéis têm mais matizes com respeito à questão de gênero e de direitos das minorias LGBT do que o alinhamento fechado da influente bancada evangélica no Congresso, composta por 75 deputados federais e três senadores”. Na pesquisa durante Marcha para Jesus em 2018, Lula teve 20,09%, seguido pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 15,6%, a intenção de votos. Talvez nenhum evangélico, mesmo petista, apostasse em um resultado semelhante em função da aparência na conjuntura naquele momento.

De fato nas eleições as pesquisas eleitorais apontam uma votação em Bolsonaro para presidente no segundo turno maior que a média geral o que indica que o voto evangélico ajudou na sua vitória. Destacamos aqui alguns elementos que provavelmente ajudou a conquistar esse resultado.

No inicio de 2013, quando o Deputado Marco Feliciano foi eleito como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o Deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ) se aproximou mais da Bancada Evangélica e da Comissão, fazendo um papel de defesa agressiva e ganhou a simpatia dos deputados evangélicos. Em 2016, deputado federal Jair Bolsonaro, já no PSC, foi batizado no Rio Jordão, em Jerusalém, pelo Pastor Everaldo, presidente do PSC. No mesmo ano foi também lançado com pré-candidato a presidência pelo PSC, começando desde já, sua campanha e fortemente entre os evangélicos.

Enquanto Bolsonaro fazia sua campanha presidencial, a pauta do PT era “Não vai ter golpe” e na sequência o “Lula Livre”. Não havia espaço para uma tentativa de dialogo com os evangélicos, pois todas as energias estavam tomadas por essas pautas.

Outro aspecto a ser analisado melhor foi o número de lideranças representativas que declararam apoio e fizeram uma campanha aguerrida pro Bolsonaro. Um dos aspectos que talvez tenha influenciado foi o fim das doações de empresas que deixou o PT sem recursos para os famosos “projetos eleitorais” entre os evangélicos. Talvez tenha ficado então a identidade ideológica de projeto de poder político dessas lideranças com Bolsonaro. Aqui entraria as narrativas falaciosas de combate ao comunismo, “defesa da família”, LGBTI, Aborto, transferência da embaixada de Israel para Jerusalém, e principalmente a expectativa de participação fisiológica no governo. Não podemos deixar de destacar o fato da esposa de Bolsonaro ser membro de uma igreja Batista, o que talvez tenha ajudado a fortalecer o diálogo.

Para facilitar ainda mais a campanha do Bolsonaro a esquerda entre os evangélicos parece um elefante em uma loja de louças. Seria interessante perguntar quais são os erros da esquerda com os evangélicos, com o objetivo de torna conhecido os momentos em que foi colocado gasolina da fogueira da direita visando apagar o fogo. Citando apenas dois exemplos, temos a reação contra Marcos Feliciano quando foi eleito presidente da comissão de direitos humanos. Entendemos que a esquerda fez dele uma vítima e ajudou a dar visibilidade nacional, enchendo a bola da bancada evangélica.

Outro exemplo foi a declaração de Haddad: “Sabe o que é o Bolsonaro? Ele é o casamento do neoliberalismo desalmado, representado pelo Paulo Guedes, […] com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo. Isso é o Bolsonaro”. Talvez se equipare a Haddad pedir para os evangélicos não votar nele. Não sei se a esquerda sabe que é preciso dizer de forma muito clara que, chegando ao poder, vai respeitar a liberdade religiosa dos fundamentalistas. Não são raras as vezes que políticos de esquerda usam a palavra “fundamentalistas”, de forma inapropriada expressando exatamente o contrário. Precisamos nos lembrar de que até poucos anos atrás não havia liberdade religiosa na União Soviética.

Além desses dois exemplos podemos falar de muitos outros que, em minha opinião, fazem com que a esquerda termine criando uma falsa imagem de si mesma perante os evangélicos e, consequentemente, empurrando-os para a direita. Compartilho o texto do EPJ – Evangélicos Pelo Justiça, “O cristão e a Esquerda”. Nele se mostra o erro de se falar que é “a favor de aborto” e trata um pouco da questão LGBT.

Aparentemente a distância entre o “mundo da esquerda” e o “mundo evangélico” tem aumentado cada vez e está mais difícil fazer pontes. Para piorar ainda mais a situação temos mudanças conjunturais gigantes que ainda não foram suficientemente compreendidas. O lado bom é que a esquerda com um todo tem percebido a necessidade de dialogar com esse campo. Enfim, a luta continua!

Felizes os que têm fome e sede de justiça!

Geter Borges de Sousa.

PT nunca mais?

Deixa eu te explicar uma coisa. Bolsonaro tem 30 anos de nada no congresso. Durante esse período só teve dois projetos de lei aprovados, e passou todo esse tempo defendendo ditadura, tortura e ofendendo negros, gays, índios, ex presidiários e nordestinos. Sua campanha política foi marcado pelo ódio. Ódio ao PT, ao Lula, a Dilma, e a esquerda. O que ele não se deu conta, é que pra ter um bom governo, ele precisa do apoio das bancadas. E que eu saiba a maior bancada no congresso ainda é do PT. Sem contar as demais esquerdas. Sem contar que o Lula ganhava nas pesquisas eleitorais. E aonde estão esses eleitores? Evaporaram? Não. Estão vivos e ofendidos com todas palavras de ódio ao Lula. Sem contar que Lula está velho e preso. O que agrava ainda mais a ofensa. Bolsonaro pegou o país na pior situação da história. Com metade do país exigindo mudanças imediatas. E a outra metade o odiando e torcendo pra tudo dar errado. Sinceramente, eu não queria estar na pele dele. PT? A esqueci. Só está crescendo cada vez mais.

Pastor Daniel Elias.

Google oferece cursos online e gratuitos. Já pensou em ganhar um certificado do Google?

google logo

Então… saiba que isso já é possível?

O Google, que se tornou tão conhecido e útil para nós, está oferecendo cursos online e com certificado. Se você sonha em construir carreira fora do país, estes cursos serão ótimos, já que a empresa tem seu nome reconhecido internacionalmente.

Estes cursos estão disponíveis na plataforma Primer, a qual você pode fazer o download pelo seu smartphone. O Primer está disponível para Android e IOS.

O conteúdo dos cursos, fora desenvolvido pelos próprios profissionais do Google em parceria com professores e especialistas no assunto, baseando-se, além disso, em situações de empresas de sucesso. As certificações que o aplicativo oferece são:

  1. Planejamento de negócios
  2. Vendas
  3. Construção de marca
  4. Engajamento
  5. Sites
  6. Comunicação com cliente
  7. Redes sociais
  8. Gerenciamento de Negócios
  9. Marketing Digital 1
  10. Marketing Digital 2
  11. Marketing de conteúdo
  12. Analytics
  13. Insights
  14. Empreendedorismo
  15. Mobile Marketing
  16. Vídeo Marketing
  17. Experiência do usuário
  18. Gerenciamento de Agência

Para ter acesso, baixe o app Google Primer ou clique no linkJá que passamos tanto tempo na tela do celular, vamos fazer isso com utilidade e conteúdo.

Fonte

[Tutorial] Aprenda a criar links para o seu número no WhatsApp e facilite o papo entre outros contatos

Tutorial WhatsApp

Então meus amigos… já é possível criar links para vídeos, fotos, textos e praticamente qualquer coisa da internet. Mas e se você quisesse criar um link para a sua própria conta do WhatsApp, de maneira que qualquer pessoa que clicasse nele fosse direcionada a uma conversa com você no aplicativo?

Saiba que isso já é possível, graças a um recurso do WhatsApp chamado “Click to Chat” (algo como “clique para conversar”). Ele gera um link que, ao ser clicado, leva o usuário a uma conversa com determinado número. Você pode até criar o link com uma mensagem pré-determinada para a pessoa que clicar nele te enviar.

Esse recurso pode ter uma série de utilidades. Por exemplo, se você estiver tentando vender seu carro, pode colocar as fotos dele junto com um link para o seu número. Nesse link, você também pode colocar uma mensagem como “Olá, tudo bem com você?”; assim, o potencial comprador não terá nem o trabalho de digitar. E você pode fazer tudo isso sem revelar seu número de telefone à internet inteira.

Veja a seguir como fazer isso

  1. Copie e cole este link https://api.whatsapp.com/send?phone=seunumerodetelefone&text=Olá!%20Vamos%20fazer%20contato? e divulgue onde quiser.
  2. Substitua a informação seunumerodetelefone pelo seu número, da seguinte maneira:
    • XXYY000000000.
      1. XX é o código internacional do seu número. O código do Brasil é 55, então, se o seu celular for daqui, substitua XX por 55.
      2. YY é o DDD. Se seu número for da região do Vale do Itajaí, por exemplo, substitua YY por 47, caso  seja de São Paulo, substitua YY por 21.
      3. 000000000 é o seu número de telefone. Se ele for, por exemplo, 99938-3519, substitua o 000000000 por 999383519.
    • Assim, se o seu número for brasileiro, do Vale do Itajaí (47), e for 99938-3519, você deverá substituir “seunumerodetelefone” por 5511999383519.
  3. Substitua a informação Olá!%20Vamos%20fazer%20contato? pela sua mensagem, da seguinte maneira:
    • Como não é possível inserir espaços nos links, é necessário substituí-los pelo símbolo %20. Assim, se você quiser que a sua mensagem seja Olá! Vamos fazer contato?, você precisará substituir o espaço sua%20mensagem por Olá!%20Vamos%20fazer%20contato?.
    • Então, se você quiser criar um link para o seu número com a mensagem pré-definida Olá! Vamos fazer contato?, e o seu celular for brasileiro, do Vale do Itajaí, com o número 99938-3519, o seu link ficará https://api.whatsapp.com/send?phone=5547999383519&text=Olá!%20Vamos%20fazer%20contato?.
  4. Você já pode enviar esse link para qualquer pessoa. Quem clicar nele será levado para uma tela de conversa do WhatsApp assim:
    Reprodução
    O problema é que, como pode ser visto acima, ele deixa exposto o seu número e a mensagem pré-definida que a pessoa receberá. Mas é possível contornar essa situação.
  5. Acessando o link por um dispositivo móvel qualquer, não há problema algum em enviar a mensagem. Basta estar com o WhatsApp instalado e iniciar a conversa. Caso esteja pela web, pra enviar a mensagem é só clicar em send conforme possa-se observar pela imagem em destaque acima.
  6. Acesse um site de encurtamento de links, como o bit.ly ou o ow.ly.
  7. Cole o seu link no campo correspondente e clique em encurtar URL ou Shorten.
  8. Você receberá uma versão encurtada do seu link. Por exemplo, jogando o link https://api.whatsapp.com/send?phone=5511999383519&text=Olá,%20meu%20amigo! (que usamos de exemplo acima) no bit.ly, recebemos o link http://bit.ly/2SigiHF, que funciona da mesma maneira.
    • Pelo bit.ly você consegue personalizar seu encurtador. Usando o exemplo sugerido nesse tutorial, você poderá substituir a informação 2SigiHF por uma de seu agrado, mas para isso, terá que ter uma conta e estar logado na rede. 
  9. Agora você pode usar o link sem o medo de deixar seu celular exposto! Compartilhe à vontade!

Gostou da dica? Aproveite o link e envie uma mensagem pra gente. O número informado é real e não tenho nenhum problema em divulgar. Caso esteja lendo esse post via web, basta apenas usar e estar logado no WhatsApp Web, se você está num dispositivo móvel, é só clicar, conversar e pronto!

Extraído originalmente do Olhar Digital.

Copie e cole e passe adiante…

Keep Calm and Ctrl+C Ctrl+V

Quem me conhece, sabe que:

  1. Sou a favor das políticas sociais.
  2. Bandido bom é bandido ressocializado; e lugar de criança é na escola.
  3. Criminosos de colarinho branco também são bandidos.
  4. Apologia à tortura é crime.
  5. Sou pró-família (independente de sua constituição).
  6. Sou contra a erotização de crianças, mas a favor de uma educação sexual.
  7. Sou a favor de acabar com todo e qualquer privilégio da classe política.
  8. Cotas devem existir para pessoas de classes sociais menos favorecidas, para negros, índios e pessoas com deficiência.
  9. Direitos humanos é direito de todos e, se não fosse por eles, não seríamos uma sociedade.
  10. Policiais, Professores e Profissionais da Saúde deveriam ganhar mais do que deputados e senadores.
  11. O Brasil é laico e todas as religiões merecem respeito, inclusive quem não tem religião nenhuma.
  12. O feminismo protege a mulher contra todos os tipos de violência a qual está submetida e luta por direitos iguais, nem mais, nem menos.
  13. Racismo é abominável.
  14. Somos todos iguais, porém é notório o preconceito ainda enraizado na nossa sociedade.
  15. Sou a favor de políticas públicas que beneficiem as minorias.
  16. Sou contra quem prega violência de qualquer tipo. A solução de problemas sociais não passa pela militarização.
  17. Sou contra a liberação do porte de arma e a caça “esportiva”.
  18. Sou contra educação básica à distância e defendo a educação integral.
  19. Sou contra a censura.
  20. Sou contra autoritarismo.
  21. Sou a favor da preservação ambiental, da democracia, da existência do Ministério do Meio Ambiente, do Pacto de Paris, da demarcação das terras indígenas.
  22. Sou a favor do amor, diversidade, respeito, igualdade social, união, desenvolvimento humano e digo não à violência!

Copiei grupo do Comitê pela Democracia, que alguém do grupo copiou de uma outra pessoa que também copiou de outra e estamos e repassamos pra frente. Fico feliz de ter amigas e amigos que são assim, como a gente. Não estamos sozinho! Temos esses mesmos valores e não consideramos algo negociável.

Deus está conosco!

Deus está conosco!

Desejo alegria e paz neste dia de Natal. E ao celebrar o presente de nosso Senhor e Salvador, esperamos que você aproveite muitas oportunidades para compartilhar seu amor.

Estejam sempre prontos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm. Porém façam isso com educação e respeito.
1 Pedro 3:15-16

A Bíblia chama Jesus de, “Emanuel: Deus está conosco”. Que ótima notícia! Compartilhe a image tocando abaixo ou crie sua própria Imagem do Versículo em App da Bíblia. E que você tenha um Feliz Natal!

5 dicas para fazer um abaixo-assinado online vitorioso

Abaixo-Assinado Celesc

A equipe da Change.org pesquisou vários abaixo-assinados vitoriosos, que trouxeram mudanças em 2014, e reuniu cinco dicas comuns a todos eles para ajudar quem quiser preparar o seu. A Change.org é o maior portal de petições online do Brasil. São 260 milhões de pessoas fazendo a diferença em 196 países e 15 milhões só no Brasil.

Vamos as dicas:

1. Faça um título simples, curto e atraente

É a primeira coisa a ser lida por quem vai participar do seu abaixo-assinado. Por isso, exige um cuidado especial. É importante sintetizar a ideia do que você quer mudar e não ultrapassar três linhas. Deve ser direto e atraente. Você pode colocar uma hashtag depois do título, o que ajuda a divulgar nas redes sociais. Como ocorreu com o #LuzNaPraça e o #LiberaAnvisa.

2. Diga quem tem o poder de mudar o que você deseja

“Tomador de decisão” é a pessoa ou organização que pode resolver o problema relatado no abaixo-assinado, seja o prefeito, o Ministério Público, uma empresa ou outra instituição. É importante escolher, no máximo, um ou dois tomadores de decisão, pois listar muitos facilita que eles “empurrem” a responsabilidade uns para os outros. Há exceções: uma petição para o Congresso Nacional, por exemplo, pode ter vários parlamentares como responsáveis. Na Change.org você pode cadastrar no seu abaixo-assinado o email do tomador de decisão para que ele receba centenas de mensagens cobrando uma solução. Quanto mais assinaturas, mais mensagens.

3. Faça um só pedido que tenha chances de se concretizar

Coisas impossíveis de serem alcançadas, como paz mundial ou fim da corrupção, são erros comuns nos abaixo-assinados. Pedir muitas demandas em uma só petição, como listar 10 questões a serem resolvidas pela prefeitura, também não funciona. A recomendação é evitar pedidos amplos demais: ao invés de “proteção para a Floresta Amazônica”, você pode pedir a criação de um parque ambiental em uma determinada área. Os abaixo-assinados são realmente efetivos, tanto para mobilizar mais pessoas quanto para conseguir uma mudança, quando eles apresentam demandas concretas e simples de serem captadas pelos usuários na internet. Na mobilização online, um passo de cada vez gera transformações mais sólidas.  A dica é pedir, por exemplo, que a prefeitura reabra uma escola ou que ela contrate um pediatra para o posto de saúde. Isto vai resolver esta demanda concreta e também chamar a atenção para a precariedade do serviço público.

4. Faça um texto didático com até 4 parágrafos

O texto é coração do abaixo-assinado, pois é nele que as pessoas entendem o que você quer mudar. Por isso ele precisa ser didático, simples e autoexplicativo. Não precisa de links para outras histórias nem referências exteriores como artigos científicos. É ideal que ele não ultrapasse 4 parágrafos, pois dificilmente as pessoas lerão mais do que isso. O primeiro parágrafo apresenta a demanda e mostra quem você é (profissão, idade, motivação para o abaixo-assinado). O segundo descreve mais a sua história pessoal e sua ligação com o problema – por que você se importa com isso? Os dois últimos parágrafos devem falar dos efeitos do abaixo-assinado. Para escrevê-los, a recomendação é que você responda a perguntas como: o que acontece se a mudança que eu pedi na petição for feita? Qual a chance do tomador de decisão nos ouvir? O que acontece se ninguém responder? É importante que o abaixo-assinado sensibilize as pessoas. Quanto mais pessoas forem tocadas pela história, mais elas vão apoiar. Elas irão entender que é uma luta de Davi contra Golias e que vale a pena ajudar.

5. Use as redes sociais para buscar apoiadores

É normal você sentir que já “cumpriu a missão” ao criar um abaixo-assinado. Mas o problema que você descreveu não se resolve sozinho. Você precisa chamar seus amigos para assinar, contar com colegas para divulgarem, fazer barulho com a petição. É importante mostrar que a petição é uma ferramenta de pressão. Ela só vai ser útil se você divulgá-la em todos os lugares, se reclamar com a autoridade responsável por telefone e internet. Quanto mais você chamar pessoas para assinarem e espalharem seu abaixo-assinado pela internet, mais chances ele tem de ser vitorioso. Os tomadores de decisão – sejam empresas, autoridades ou órgãos públicos – têm medo de que sua reputação fique manchada. Quando algo começa a se disseminar e eles veem o tamanho do barulho que está sendo feito e correm para responder e resolver o problema. Uma dica para convidar as pessoas a assinarem é colocar o texto /invite depois do endereço do abaixo-assinado. Isso abre uma ferramenta que manda mensagens aos seus amigos do Facebook. Veja o exemplo neste link.

Assista ao vídeo e conheça o que os abaixo-assinados vitoriosos têm em comum.

As expressões “abaixo-assinado”, “petição”, “campanha” e “mobilização” são usadas neste texto como sinônimo.

Fonte: Catraca Livre