Google+ tem fim antecipado para abril de 2019

Google+

Mais uma rede social do Google que morre, que vai para o cemitério virtual da companhia e de todos eles, o que mais temos saudades é o Orkut.

O Google confirmou que vai antecipar a desativação do Google+ e seus aplicativos em quatro meses. A decisão foi tomada após a descoberta de um problema de segurança no software de atualização distribuído em novembro e que resultou no vazamento de dados de aproximadamente 52,5 milhões de usuários.

Em nota publicada em seu blog, a empresa confirmou a reprogramação para abril de 2019. Anteriormente, a desativação estava prevista para agosto. Os aplicativos ligados à rede social serão desativados em até 90 dias.

A falha foi descoberta pela própria plataforma durante procedimentos de checagem padrão. O vazamento permitiu que dados pessoais de usuários, como nome, endereço de e-mail, ocupação, idade e outros, fossem acessados por desenvolvedores de aplicativos mesmo quando estavam marcados para não serem públicos. A empresa afirma, contudo, que informações relativas a dados financeiros, números de documentos, senhas pessoais e similares permaneceram inacessíveis.

“Nenhum terceiro comprometeu nossos sistemas, e não temos evidências de que os desenvolvedores de aplicativos que inadvertidamente tiveram esse acesso por seis dias tenham conhecimento disso ou o usaram indevidamente de alguma forma”, assegurou David Thacker, vice-presidente de gestão de produto da plataforma.

O Google+ foi lançado em 2011. O objetivo de sua criação era rivalizar com o Facebook como rede social. A meta, porém, nunca foi atingida.

Portal Imprensa