Prefeito de Balneário Camboriú é o novo presidente da Amfri. Já o prefeito de Ilhota é eleito vice do vice

Fabrício Oliveira é o novo presidente da AMFRI

A Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí – AMFRI já tem uma nova diretoria. Na manhã desta sexta-feira (25), por unanimidade os prefeitos elegeram o Prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira como o novo Presidente da AMFRI. Completando a nova diretoria foram escolhidos para primeiro vice-presidente Leonel José Martins (Balneário Piçarras) e segundo vice-presidente Erico de Oliveira “Dida” (Ilhota).

Élcio Rogério Kuhnen, Prefeito de Camboriú e Presidente da AMFRI em 2018, passou o cargo a Fabrício, agradecendo a todos que colaboraram com as inúmeras ações realizadas durante o último ano. Em seguida o novo presidente da AMFRI também discursou. “Agradeço a todos, em especial a toda equipe da AMFRI, liderada pelo secretário executivo Célio Bernardino, porque em várias situações se recorre a AMFRI, e aqui temos atendimento, profissionais com capacidade, conhecimento, desenvoltura que tem compromisso para ajudar nossas prefeituras, e me coloco a disposição de todos vocês, será uma honra presidir esta entidade”, concluiu o prefeito de Balneário Camboriú.

A Assembleia Geral de Prefeitos contou ainda com a apresentação e aprovação do relatório de atividades de 2018 e a Prestação de Contas da AMFRI, dos Consórcios de Turismo (Citmar) e Saúde (Cis-Amfri). A deputada estadual Ana Paula da Silva, que presidiu a associação nos anos de 2014 e 2017, também esteve prestigiando a posse da nova diretoria.

Diretoria da AMFRI 2019

  • Presidente – Fabricio Oliveira (Prefeito de Balneário Camboriú)
  • Primeiro Vice-Presidente – Leonel José Martins (Balneário Piçarras)
  • Segundo Vice-Presidente – Erico de Oliveira “Dida” (Ilhota)

Conselho Fiscal Efetivo:

  • Elcio Rogério Kuhnen – Prefeito de Camboriú
  • Emílio Vieira – Prefeito de Navegantes
  • Emerson Luciano Stein – Prefeito de Porto Belo
  • Paulo Henrique Dalago Muller– Prefeito de Bombinhas

Suplentes do Conselho Fiscal:

  • Aquiles José Schneider da Costa – Prefeito de Penha
  • Volnei José Morastoni – Prefeito de Itajaí
  • Nilza Nilda Simas Ribeiro – Prefeita de Itapema
  • Marcos Pedro Veber – Prefeito de Luiz Alves

BC Notícias

Comissão analisa repasse de verbas para vítimas de enchentes

Comissão analisa repasse de verbas para vítimas de enchentes

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle discute nesta tarde a demora na liberação de recursos federais para os municípios de Santa Catarina, Rio de Janeiro e Minas Gerais atingidos por enchentes em 2008 e 2009.

De acordo com o deputado José Carlos Vieira (DEM-SC), que propôs a audiência, dos 108 municípios atingidos em Santa Catarina, somente 16 tiveram seus relatórios de danos aprovados pela Defesa Civil para receber os recursos. Para ele, a burocracia governamental está impedindo que o dinheiro seja repassado, prejudicando milhares de famílias que ficaram desabrigadas em razão das chuvas fortes e que não têm como voltar para suas casas.

O requerimento da audiência também é assinado pelos deputados Felipe Bornier (PHS-RJ) e Márcio Reinaldo Moreira (PP-MG).

Debatedores

Além dos ministros, também foram convidados para participar da audiência:

  • Representantes dos ministérios da Fazenda; da Integração Nacional; e do Planejamento.
  • Representantes dos governos de Minas Gerais, Santa Catarina e Rio de Janeiro (estados atingidos por enchentes).
  • O presidente da Comissão Externa da Câmara que acompanhou a tragédia em Santa Catarina, deputado Paulo Bornhausen (DEM-SC).
  • O deputado Acélio Casagrande (PMDB-SC), representante da Frente Parlamentar da Defesa Civil.
  • Um representante do Tribunal de Contas da União (TCU).
  • Um representante do Ministério Público Federal.
  • O major Marcio Alves da Defesa Civil de Santa Catarina.
  • O presidente da Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí, Ademar Felisky.
  • O presidente da Associação de Municípios do Vale Médio do Itajaí, João Paulo Kleinubing.
  • O presidente da Associação de Municípios do Vale do Rio Itapocu, Valdir Corrêa.
  • O presidente da Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina, Ervino Sperandio
  • O presidente do Consórcio de Saúde Pública do Noroeste Fluminense, José Eliezer.
  • O presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Adene (Amans), Valmir Morais.

A audiência será realizada às 14h30 no plenário 10.

Outras informações

Fonte Agência Câmara Notícias

Comissão geral debate falta de estrutura da Defesa Civil

Comissão geral debate falta de estrutura da Defesa Civil

A Câmara realizou no dia 31 de março de 2009, às 10 horas, uma comissão geral para discutir a estrutura da defesa civil no País. O debate foi anunciado pelo presidente da Câmara, Michel Temer, no último dia 6, durante reunião da comissão externa em Itajaí (SC) sobre as enchentes de Santa Catarina. Um dos objetivos da comissão geral é discutir a possibilidade de criação de um fundo nacional para apoiar a prevenção de desastres naturais.

A comissão externa concluiu que a falta de uma estrutura adequada de defesa civil na maioria dos municípios brasileiros é um dos problemas que afetam os repasses de recursos públicos para vítimas de catástrofes.

Durante a comissão geral, será lançada a Frente Parlamentar Mista da Defesa Civil, que será coordenada pelo deputado federal Acélio Casagrande (PMDB-SC), e é composta até agora por 171 deputados e 11 senadores.

Falta profissionalização

De acordo com representantes da defesa civil, na maioria das cidades brasileiras falta uma estrutura adequada para o setor, que precisa de mais profissionalização e da realização de concursos públicos.

Michel Temer disse que a defesa civil precisa ter uma ação mais preventiva, e não apenas de resposta aos desastres. Ele ressaltou que as vítimas da tragédia em Santa Catarina não podem ser esquecidas.

O diretor de Reabilitação e Reconstrução da Secretaria Nacional de Defesa Civil, José D`Ávila Fernandes, destacou que mais de 70% dos municípios já criaram coordenadorias de defesa civil, mas menos de 5% delas “funcionam adequadamente”.

Convidados

Foram convidados para participar da comissão geral:

  • O secretário Nacional da Defesa Civil, Roberto Costa Guimarães.
  • O diretor do Departamento Estadual de Defesa Civil de Santa Catarina, major Márcio Luiz Alves.
  • O diretor de Departamento da Defesa Civil de Guarulhos (SP), Paulo Victor Novaes.
  • O prefeito de Ilhota (SC), Ademar Felisky.
  • O secretário-executivo do Conselho Estadual de Defesa Civil de Santa Catarina, major Emerson Neri Emerim.
  • O presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica de Santa Catarina (Fapesc) e coordenador do Grupo Técnico-Científico de Prevenção contra Catástrofes, Antônio Diomário de Queiroz.
  • O diretor do Departamento de Reabilitação e Construção da Secretaria Nacional de Defesa Civil, coronel José Luiz D`ávila Fernandes.
  • O coordenador-Geral de Articulação de Gestão da Secretaria Nacional de Defesa Civil, coronel José Wilson Pereira.
  • O secretário-executivo de Ações de Defesa Civil do Amazonas, coronel Roberto Rocha Guimarães da Silva.

Vereadores da AMFRI promovem encontro para discutir situação do Hospital Universitário Pequeno Anjo

Vereadores da AMFRI promovem encontro para discutir situação do Hospital Universitário Pequeno Anjo

O Vereador Rogério do PT atendendo a convocação do vereador itajaiense Marcelo Werner, participou da reunião na tarde do dia 14 para tratar do assunto na sede do legislativo de Itajaí.

Preocupados com a falta de investimentos no hospital, reuniu-se os vereadores da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí e os representantes do Hospital Universitário Pequeno Anjo para buscar parcerias e apresentar as debilidades da instituição. A professora Attela Jenichen Provesi, responsável pelo Hospital apresentou os números e estatísticas de uso da unidade pelos municípios e a situação financeira do hospital.

Segunda a professora Attela, “desde julho de 2017 não há compra de equipamentos no Hospital”. Isso dificulta os atendimentos e muitas vezes coloca em risco a vida das crianças e adolescentes atendidos pelo HUPA.

Os parlamentares questionaram à professora e esclareceram dúvidas sobre repasses, despesas e o trabalho do hospital. Cada vereador comprometeu-se em levar a matéria para a Câmara que representa e buscar parcerias, através de indicações e emendas, para auxiliar no custeio das despesas do hospital. Também ficou definida uma reunião com o presidente da Amfri, Dr Elcio Kuhnen para apresentar a situação do hospital.

“Nos comprometemos a trabalhar juntos para que o governador Pinho Moreira possa vir à Itajaí e acompanhar de perto a situação do Hospital. Só assim, poderemos  solicitar a liberação de recursos para o hospital”, conclui Werner.

Fotos: Davi Spuldaro

30 municípios estão inscritos para o Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Confirmação de Inscrição - Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Prefeitos de Rio do Sul, Lages e Bombinhas apresentam inovações no encontro que acontece na região da Foz do Rio Itajaí.

Gestores de 30 municípios estão inscritos para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, que será realizado em Balneário Piçarras, dia 07 de fevereiro, por meio de uma parceria entre a Rede Cidade Digital (RCD) e a Prefeitura de Balneário Piçarras. O objetivo do encontro é reunir prefeitos, gestores públicos, vereadores e empresários para troca de experiências, facilitando o planejamento dos municípios voltado para Tecnologia da Informação e Comunicação. As inscrições são gratuitas para servidores públicos e podem ser feitas pelo www.forum.redecidadedigital.com.br.

Balneário Piçarras tem investido fortemente em tecnologia no setor público desde 2013, contando com todas as unidades públicas ligadas por fibra óptica. Foi o primeiro município na região a informatizar todo o sistema de Saúde pública trazendo algo inovador que garantiu redução de filas e maior controle do fluxo de atendimento e demanda de médicos necessários por região. No início deste ano, a Prefeitura adquiriu um aparelho de raio-x digital para facilitar o acesso aos exames. O diretor de Tecnologia da Informação, Eliabe Meldola Pereira, explica que o equipamento irá reduzir o tempo de espera de atendimento aos pacientes.

A Educação é outra área 100% online, com uma atenção especial para o reforço escolar onde alunos e professores podem acessar os materiais pedagógicos via internet e aplicativos móveis. “Ainda no ano corrente será disponibilizado o acesso através da internet e aplicativos móveis para que os pais possam acompanhar o rendimento escolar de seus filhos através do acesso às notas escolares, assim como também a possibilidade de matriculas online”, disse o diretor de TI, informando que no mês de fevereiro a Prefeitura de Piçarras também deve ser lançar um aplicativo para consulta da folha de pagamento dos servidores e solicitação de alvarás.

III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí será realizado no auditório do Museu Oceanógrafo Univali, a partir das 8h30. A iniciativa tem o patrocínio prata da 1Doc e bronze da Celk Sistemas, Yukaline Informática e da Editora Positivo, além do apoio institucional da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) e do Itacolomi Hotel.

Serviço

III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí
07 de Fevereiro – Balneário Piçarras
Local: Museu Oceanógrafo Univali
Início: 8h30
Inscrições gratuitas para servidores públicos: www.forum.redecidadedigital.com.br

Bombinhas apresenta avanços da cidade digital a gestores do Estado

Cidade digital

Prefeita Paulinha é uma das palestrantes do III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, que será realizado em Balneário Piçarras.

A prefeita de Bombinhas, Ana Paula da Silva, apresenta, no próximo dia 07 de fevereiro, os avanços tecnológicos do município a gestores do Estado durante o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, que será realizado em Balneário Piçarras, pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura Municipal de Piçarras. Prefeitos, secretários e gestores de 30 municípios já estão inscritos para o encontro que visa promover a troca de experiências para facilitar a implantação de melhorias no atendimento à população através das Tecnologias da Informação e Comunicação.

São diversas inovações implantadas em Bombinhas que vem garantindo maior eficiência da administração municipal e resultaram em reconhecimento ao município. Bombinhas foi considerada pelo Conselho Federal da Administração a terceira melhor gestão do Brasil e a primeira de Santa Catarina. “E eu asseguro que a tecnologia foi decisiva. Ela pode ajudar a resolver qualquer problema que você tenha”, destaca a prefeita Paulinha, que recebeu nos últimos dois anos o título de prefeita inovadora, reconhecimento entregue durante os Congressos Catarinenses de Cidades Digitais, promovidos pela RCD, em 2016 e 2017.

Os investimentos nos últimos quatro anos na área de tecnologia e digitalização da gestão somam quase R$ 6 milhões, dentre eles estão a aquisição de equipamentos de informática, tablets para os alunos da rede municipal de ensino, compra de microchips e leitores digitais para controle dos animais, instalação de câmeras (são 15 instaladas em locais estratégicos da cidade), aquisição de sistemas e softwares de gerenciamento de dados, instalação de 14 pontos de internet gratuita, cabeamentos de fibra ótica, entre outros. O município também teve um acréscimo de R$22 milhões em 12 meses apenas com investimentos em sistemas de georreferenciamento.

A prefeita ressalta a informatização da Saúde como um dos principais ganhos. Além do prontuário médico e controle de medicamentos, por exemplo, a comunicação online tem melhorado o atendimento dos pacientes para exames e marcação de consulta. “Essas e outras inovações sistêmicas têm colocado Bombinhas como a melhor gestão de saúde em atenção básica do Brasil por três anos consecutivos, mas o melhor é ver a população satisfeita”, observou a prefeita.

Além da prefeita Paulinha, estão confirmados para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí os prefeitos de Rio do Sul, José Thomé, além do vice-prefeito, atualmente prefeito em exercício de Lages, Juliano Polese, para o compartilhamento das iniciativas em seus municípios. O encontro será realizado no auditório do Museu Oceanógrafo Univali, a partir das 8h30. As inscrições são gratuitas para servidores públicos e podem ser feitas pelo www.forum.redecidadedigital.com.br.

O Fórum tem o patrocínio da Celk Sistemas, Yukaline Informática e da Editora Positivo, além do apoio institucional da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) e do Itacolomi Hotel.

Serviço

III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí
07 de Fevereiro – Balneário Piçarras
Local: Museu Oceanógrafo Univali
Início: 8h30
Inscrições gratuitas para servidores públicos
www.forum.redecidadedigital.com.br

Inscrições abertas para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí

III Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Encontro será realizado no mês de fevereiro em Balneário Piçarras, no Museu Oceanógrafo Univali.

Região inovadora, os municípios da Foz do Rio Itajaí terão mais um encontro no próximo mês voltado para tratar de tecnologia nos serviços públicos. Estão abertas as inscrições para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Balneário Piçarras, no dia 07 de Fevereiro, com objetivo de facilitar a interação entre os gestores e o investimento nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

O evento, gratuito para servidores públicos, é direcionado para prefeitos, gestores e vereadores e será realizado no Museu Oceanógrafo Univali. As inscrições podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br/. O prefeito de Piçarras, Leonel Martins, frisa a importância do encontro para fomentar a modernização dos municípios da região. “O Fórum vem ampliar as discussões referentes à tecnologia dentro do setor público e traz consigo a troca de experiências entre gestores, fomentando a desburocratização e o desenvolvimento do município através de suportes tecnológicos”, afirma o prefeito.

Itajaí e Navegantes sediaram as edições anteriores, reunindo ao todo gestores de cerca de 50 municípios do Estado. O tema ganha cada vez mais espaço na agenda dos municípios, conforme ressalta o diretor da RCD, José Marinho, pela necessidade de se reduzir custos e otimizar a gestão, prestando um melhor atendimento à população. “As cidades digitais e inteligentes estão à frente no processo de desenvolvimento e por este motivo tem atraído a atenção de prefeitos”, observa o diretor da RCD.

Marinho ressalta ainda o destaque da região representada pela Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), abrangendo cidades digitais referências no Estado como Bombinhas e Itajaí, e pela organização da entidade ao instituir um planejamento estratégico em tecnologia chamado INOVAMFRI. O projeto contempla ações com base nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) visando o desenvolvimento socioeconômico regional, uma iniciativa inédita no país voltada para inovação.

Na pauta do encontro constam modelos de gestão digital em andamento, políticas públicas e serviços de mercado, preparando as discussões para o 3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, que acontecerá em abril, em Lages.

As inscrições para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br.

Inscrição

Eu já garanti minha vaga. Abaixo, a confirmação de inscrição no Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Confirmação de Inscrição - Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Piçarras terá Fórum de Cidades Digitais para Litoral e municípios da Foz do Rio Itajaí

Balneário Piçarras

Inscrições estão abertas e são gratuitas para gestores públicos. Evento trata de tecnologia no desenvolvimento das localidades.

O ano para os municípios no litoral catarinense começa com a discussão sobre como ofertar melhores serviços à população e turistas através de investimentos em tecnologia. No dia 07 de fevereiro, a Rede Cidade Digital (RCD) e a Prefeitura de Balneário Piçarras realizam o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, evento gratuito para servidores públicos e direcionado para aproximar gestores do conceito das cidades digitais e inteligentes, que facilitam a vida de moradores com uma gama de serviços online e desburocratizam a gestão, gerando maior eficiência e economia aos cofres municipais.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo www.forum.redecidadedigital.com.br.

O diretor da RCD, José Marinho, ressalta que a região representada pela Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) é destaque na área, abrangendo cidades digitais referências no Estado, como Bombinhas e Itajaí, e pela organização da entidade ao instituir um planejamento estratégico em tecnologia chamado INOVAMFRI. O projeto contempla ações com base nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) visando o desenvolvimento socioeconômico regional, uma iniciativa inédita no país voltada para inovação.

Navegantes e Itajaí sediaram as edições anteriores do Fórum de cidades digitais da Foz do Rio Itajaí, reunindo, ao todo, prefeitos, gestores e vereadores de cerca de 50 municípios. No encontro são tratados modelos em andamento nas localidades, políticas públicas e serviços de mercado.Marinho explica que o objetivo do evento é promover a troca de experiências e estimular o uso de tecnologia nos pequenos e médios municípios. “É muito importante tratar a tecnologia como ferramenta estratégica de desenvolvimento nas cidades menores. O cidadão está cada vez mais conectado e se torna também um importante ator, através de toda essa conectividade, para a tomada de decisão ao ter uma participação mais ativa na gestão”, observa.

Ele também destaca a importância do encontro para aproximar poder público e iniciativa privada. “São novos modelos de negócios surgindo que aceleram o atendimento aos munícipes e capazes de gerar aumento de arrecadação. Não existe outro caminho para desenvolver os municípios se não pela tecnologia. Por isso a importância deste movimento para levar informação e soluções que atendam às reais necessidades das pequenas localidades”, frisa o diretor da RCD.

O Fórum será realizado no Auditório Univali, a partir das 8h30, e antecede o 3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, marcado para os dias 19 e 20 de abril, em Lages.

Serviço

Conheça o IDMS 2016 de Ilhota e das cidades da região da Amfri

Mercado tem que ter sustentabilidade

O IDMS é uma ferramenta para a aplicação do conceito de desenvolvimento municipal sustentável construído a partir de uma série de indicadores considerados fundamentais para diagnosticar o grau de desenvolvimento de um território.

Esse índice, ao avaliar o desenvolvimento, configura-se como uma ferramenta de apoio à gestão capaz de evidenciar as prioridades municipais e regionais e situar as municipalidades em relação a um cenário futuro desejável.

A sustentabilidade é entendida como o desenvolvimento equilibrado das dimensões Social, Cultural, Ambiental, Econômica e Político-institucional.

Ilhota

  • IDMS: 0,607
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Blumenau
  • Área: 253 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 13.676,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 10.925 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 447.291,38 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hWy1Ap

IDMS 2016 - Ilhota

Balneário Camboriú

  • IDMS: 0,687
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 47 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 131.727,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 91.574 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 4.445.241,01 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hXx3Uk

IDMS 2016 - Balneário Camboriú

Balneário Piçarras

  • IDMS: 0,645
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 99 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 21.253,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 15.814 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 479.886,06 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hVi4KP

IDMS 2016 - Balneário Piçarras

Bombinhas

  • IDMS: 0,754
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 34 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 18.052,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 13.262 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 451.510,17 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hVi4KP

IDMS 2016 - Bombinhas

Camboriú

  • IDMS: 0,661
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 215 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 76.592,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 42.669 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 974.358,23 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hVEU4Y

IDMS 2016 - Camboriú

Itajaí

  • IDMS: 0,766
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 289 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 208.958,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 143.201 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 17.128.932,09 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hYEdHQ

IDMS 2016 - Itajaí

Itapema

  • IDMS: 0,706
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área59 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 59.147,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 37.853 (fonte: TSE/2016)
  • PIBR$ 1.363.896,10 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hVF780

IDMS 2016 - Itapema

Luiz Alves

  • IDMS: 0,599
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Blumenau
  • Área: 260 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 12.162,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 8.799 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 470.846,90 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hYETgm

IDMS 2016 - Luiz Alves

Navegantes

  • IDMS: 0,753
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 111 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 74.964,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 46.326 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 3.682.249,10 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hW6sHj

IDMS 2016 - Navegantes

Penha

  • IDMS: 0,616
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 62 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 30.262,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 20.987 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 505.115,98 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hVZOke

IDMS 2016 - Penha

Porto Belo

  • IDMS: 0,726
  • Associação: AMFRI
  • Secretaria Regional: ADR Itajaí
  • Área: 96 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 19.744,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 12.853 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 1.118.772,32 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hWctE2

CIDADES CIRCUNVIZINHAS DE ILHOTA

Gaspar

  • IDMS: 0,713
  • Associação: AMMVI
  • Secretaria Regional: ADR Blumenau
  • Área: 387 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 66.213,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 44.283 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 2.392.250,25 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hWor0j

IDMS 2016 - Gaspar

Blumenau

  • IDMS: 0,754
  • Associação: AMMVI
  • Secretaria Regional: ADR Blumenau
  • Área: 520 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 343.715,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 230.368 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 16.767.107,12 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hWmbGo

IDMS 2016 - Blumenau

Brusque

  • IDMS: 0,726
  • Associação: AMMVI
  • Secretaria Regional: ADR Brusque
  • Área: 283 km² (fonte: IBGE/2010)
  • População: 125.810,00 (fonte: IBGE/Censo/2016)
  • Eleitores: 84.654 (fonte: TSE/2016)
  • PIB: R$ 5.394.834,78 (fonte: IBGE/2014)
  • Link do relatório completo: http://bit.ly/2hWDXcy

IDMS 2016 - Brusque

Fonte

81% dos prefeitos de Santa Catarina propõem investir em tecnologia

Mapa do estado de Santa Catarina

Segurança pública é a área mais lembrada nos planos de governo, revela consulta da RCD, que em junho realiza, em parceria com a Prefeitura de Bombinhas, o 2º Congresso Catarinense de Cidades Digitais.

A maioria dos prefeitos eleitos em Santa Catarina já enxerga a necessidade de incluir a tecnologia como ferramenta para melhorar a gestão e o atendimento aos cidadãos. Pelo menos é o que mostra um levantamento feito pela Rede Cidade Digital (RCD), iniciativa de fomento às cidades inteligentes no país, que no próximo mês realiza, em conjunto com a Prefeitura de Bombinhas, o 2º Congresso Catarinense de Cidades Digitais.

Os dados mostram que 81% dos prefeitos do Estado citam em seus planos de governo, protocolados junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), propostas relacionadas a investimento em sistemas digitais. Ao todo, foram 813 propostas envolvendo o uso de tecnologia para melhorar algum setor da administração municipal, sendo a Segurança Pública a área mais lembrada, com 19,2% das propostas, seguida de Educação (18%) e informatização (13,3%).

Das 156 propostas relacionadas à Segurança, a maioria envolve ampliação e instalação de câmeras e videomonitoramento. Em relação ao tema Educação, foram 146 propostas ao todo, dentre elas estão a implantação e melhoria das salas de informática das escolas municipais, modernização da rede de ensino com sistemas digitais, introdução de equipamentos eletrônicos com viés pedagógico, fornecimento de rede Wi-Fi, entre outros.

A prefeita do município de Maravilha, Rosimar Maldaner, por exemplo, tem como proposta adequar os laboratórios de informática com acesso à internet de alta velocidade e disponibilizar softwares educativos na rede de ensino municipal. Já Eloi José Libano, prefeito do município de Caibi, aposta na implantação do projeto PROUCA (Programa Um computador por aluno). Em São Francisco do Sul, o prefeito Renato Lobo propôs informatizar a Secretaria de Educação e as unidades de ensino.

Resultado de imagem para cidade digital wifi

Ainda em relação ao tema educação, o plano de governo do atual prefeito de Porto União, Eliseu Mibach, cita a implantação de um ensino tecnológico, com laboratórios informatizados e o APRENDER PORTO UNIÃO, projeto para oferecer uma série de ferramentas a professores e alunos, incluindo um portal na internet e plantão tira dúvidas.

Na área de informatização, foram 108 propostas no Estado. “São ações para interligação de banco de dados, prestações de serviços municipais através de plataformas online, implantação de sistemas de gerenciamento de informações, entre outras”, destaca o diretor da RCD, José Marinho. “A consulta, cujos detalhes serão apresentados durante o 2º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, reflete a demanda social e necessidade das Prefeituras em enxugar gastos e tornar o serviço público mais eficiente e acessível. O evento em Bombinhas será uma boa oportunidade para que prefeitos e gestores conheçam os caminhos para colocar em prática boa parte destas propostas”, completa o diretor da RCD.

Dos 294 municípios analisados no levantamento, 53 deles, ou seja, 18%, não fizeram referência à tecnologia em seus planos de governo. A Rede Cidade Digital não teve acesso aos planos de governo dos municípios de Sangão, Angelina e Painel.

Congresso Catarinense de Cidades Digitais

Gratuito para servidores públicos, é o maior evento voltado para pequenos e médios municípios e será realizado dias 22 e 23 de junho, em Bombinhas, reunindo prefeitos, gestores, vereadores, academia e empresários para tratar de inovações, modelos em andamento, tendências, soluções e as possibilidades de criação de cidades inteligentes e conectadas.

As inscrições podem ser feitas pelo redecidadedigital.com.br. A iniciativa é da RCD em parceria com a Prefeitura Municipal de Bombinhas.

O Congresso tem o patrocínio master da ENW e da GOVBR, ouro da Exati Tecnologia, prata da BRDE, e o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações, CIASC, UVESC, AMARP, AMAUC, AMEOSC, AMFRI, AMMVI, AMREC, AMUNESC, AMURES, FACISC, ABEPREST, ABRANET e AMVALI.

Serviço