Vitória na brutal Bahrein!

Clique para assistir Ricken Patel da Avaaz entrevistado na CNN em Inglês

O regime brutal de Bahrein abre fogo contra protestantes pacíficos, prende enfermeiras e médicos para ameaçá-los, mas quer que o mundo acredite que está tudo normal. Eles trabalharam duro para trazer o prestigioso Grande Prêmio da Fórmula 1 de volta ao país. Então, faltando 48 horas para a decisão da Fórmula 1, Bahrein busca os E.U.A. por apoio e a Avaaz entra no circuito!

Em dois dias, praticamente 500.000 membros da Avaaz aderiram à campanha e, juntos, nós deixamos mais de 20.000 mensagens nas páginas das equipes de F1 do Facebook e Twitter. A equipe da Avaaz falou com o piloto lendário Damon Hill, que somou sua voz à mobilização. E a atenção da mídia engatou.

Mas os figurões da F1 decidiram seguir com a corrida. A campanha da Avaaz foi citada em milhares de artigos em todo o mundo (GloboNYTAFPReuters) e nossos porta-vozes foram entrevistados na CNN (foto à direita), BBC e outras grandes redes.

Então, a Avaaz obteve um relatório interno “vazado” da F1 que surpreendentemente conclui que em Bahrein “não há violações de direitos humanos” — revela-se que a F1 apenas conversou com o governo e visitou um supermercado! Nós lançamos nossa reação, dando partida a uma tempestade na mídia, e finalmente … as equipes da F1 em unanimidade opõem-se à data da corrida em Bahrein, forçando a F1 a cancelar a corrida de Bahrein em 2011!

Anúncios

Apoio dos povos árabes na luta Não para o bombardeio da Líbia!

Da Tunísia e Egito, ao Iêmen e Síria, passando por Bahrein e Arábia Saudita, as pessoas estão se levantando em massa para derrubar regimes autoritários ditatorial. Por mais de um mês, centenas de milhares de líbios foram pacificamente às ruas   pedindo o fim do regime Ghadafi.

O Ghadafi era surdo a esses apelos e optou pelo pior caso. A responsabilidade pela morte eo sangue derramado na Líbia encontra-se em seus ombros. Ao escolher a bombardear aldeias e populações civis massacre, o próprio regime deu oportunidade imperialismo ocidental tem sido esperando para tentar recuperar a supremacia na região.

Hoje, França, Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha estão envolvidos em uma operação para invadir a Líbia Após semanas de ver o povo líbio sendo massacrados e evitando cuidadosamente organizar a pressão internacional que teria sido necessária para escapar do bloqueio, que agora passam a se fora como os salvadores.

Os primeiros bombardeios da infra-estrutura da Líbia, em Trípoli e em outros lugares já começaram. Os bombardeiros ocidentais vão continuar até que eles podem preparar uma ocupação da Líbia, sob a bandeira da ONU, ou, melhor ainda, escolher e aplicar os membros da oposição que será mais favorável aos interesses ocidentais.

Esta operação militar na Líbia, também serve como uma distração,   como a repressão continua no, Iêmen e Bahrein além.

Via Campesina exige a vontade do povo deve ser respeitada.

Via Campesina pede a suspensão imediata intervenção militar ocidental.

Via Campesina convida a todos para se mobilizarem para uma solução pacífica para a crise na Líbia.

Protestos a prova de apagão – está acontecendo

Protestos a prova de apagão

Caros amigos, sou militante do site Avaaz e por isso, publico as postagem do movimento em meu blog com intuito de promover os avanços democráticos pelo mundo e renovar as identidades e as expressões. Participe você tembém!

Por todo o Oriente Médio – Bahrein, Líbia, Iêmen e mais países, regimes autocráticos estão tentando esmagar a disseminação sem precedentes de protestos pacíficos, usando a brutalidade e bloqueando meios de comunicação. Estes países estão em uma encruzilhada entre a libertação e a violência – e a habilidade dos manifestantes conseguirem transmitir informações para o mundo poderá definir o resultado.

A Avaaz está trabalhando para “furar o apagão anti-protesto” — garantindo modems e telefones via satélite, filmadoras minúsculas, transmissores de rádio portáteis e provendo equipes especializadas nas ruas – para permitir que os ativistastransmitam vídeos ao vivo mesmo com a Internet e linhas telefônicas bloqueadas, garantindo que os olhos e solidariedade do mundo fortaleçam estes movimentos corajosos pela revolução social.

O tempo disponível para entregarmos a ajuda está acabando, os regimes estão agindo rapidamente para bloquear as fronteiras e as conexões de Internet. Pequenas doações de 25.000 pessoas poderão financiar a tecnologia crucial e equipes de apoio onde a ajuda é mais necessária. Vamos contribuir para fortalecer aqueles que estão carregando o destino do Oriente Médio em suas mãos pacíficas — doe agorahttps://secure.avaaz.org/po/blackout_proof_the_protests_9/?vl.

As incríveis transmissões ao vivo da praça Tahrir no Cairo foram vitais para manter o apoio popular, ao expor a violência descarada do regime do Mubarak contra os manifestantes egípcios. Ao assistir aos protestos do mundo todo, centenas de milhares de nós assinamos a petição de solidariedade da Avaaz, que foi anunciada na rede de televisão Al Jazeera, mostrando aos egípcios que o mundo os apoiava. Hoje, líderes dos protestos no Egito dizem que o apoio mundial sobre a sua causa os ajudou a impedir que os momentos de violência se transformassem em tragédia.

Quando a censura da Internet se agravou, a Avaaz e parceiros trabalharam para enviar equipamento de Internet via satélite para os organizadores lá. Agora, Bahrein está se desdobrando para implementar o seu próprio apagão da Internet e nós temos a chance de prover um apoio fundamental para impedir a censura. O equipamento de comunicação e equipes de apoio vão ajudar os organizadores fazerem transmissões locais para organizar os protestos, se comunicar com outros ativistas na região e prover informações para o mundo se houver um apagão. Assim eles poderão contrapor a propaganda do regime e proteger os manifestantes através da exposição na mídia.

Se a mídia internacional for expulsa, os manifestantes poderão manter um canal direto e ao vivo de informações circulando pela Internet. Com os recursos captados, a Avaaz poderá despachar imediatamente os equipamentos e uma equipe especializada para o Oriente Médio. https://secure.avaaz.org/po/blackout_proof_the_protests_9/?vl.

Há momentos na história que o impossível se torna inevitável. Assim como a dissolução da União Soviética pouco antes da sua queda, as mudanças varrendo o Oriente Médio eram inimagináveis apenas um mês atrás. Mas o poder da sociedade tem uma lógica própria. Enquanto muitos de nós nunca pisou no Oriente Médio, a esperança deste povo está entrelaçada com a nossa e ao redor do mundo. Em momentos como este, é inspirador saber que a nossa solidariedade, em forma de esperança e ação, pode ter um pequeno papel em uma transformação histórica.

Com determinação, Stephanie, David, Alice, Morgan, Ricken, Rewan, Maria Paz e toda a equipe Avaaz.

Protestos a prova de apagão

Protestos a prova de apagão

Por todo o Oriente Médio – Bahrein, Líbia, Iêmen e mais países, regimes autocráticos estão tentando esmagar a disseminação sem precedentes de protestos pacíficos, usando a brutalidade e bloqueando meios de comunicação. Estes países estão em uma encruzilhada entre a libertação e a violência – e a habilidade dos manifestantes conseguirem transmitir informações para o mundo poderá definir o resultado.

A Avaaz está trabalhando para “furar o apagão anti-protesto” — garantindo modems e telefones via satélite, filmadoras minúsculas, transmissores de rádio portáteis e provendo equipes especializadas nas ruas – para permitir que os ativistastransmitam vídeos ao vivo mesmo com a Internet e linhas telefônicas bloqueadas, garantindo que os olhos e solidariedade do mundo fortaleçam estes movimentos corajosos pela revolução social.

O tempo disponível para entregarmos a ajuda está acabando, os regimes estão agindo rapidamente para bloquear as fronteiras e as conexões de Internet. Pequenas doações de 15.000 pessoas poderão financiar a tecnologia crucial e equipes de apoio onde a ajuda é mais necessária. Vamos contribuir para fortalecer aqueles que estão carregando o destino do Oriente Médio em suas mãos pacíficas — doe agorahttps://secure.avaaz.org/po/blackout_proof_the_protests/?vl.

As incríveis transmissões ao vivo da praça Tahrir no Cairo foram vitais para manter o apoio popular, ao expor a violência descarada do regime do Mubarak contra os manifestantes egípcios. Ao assistir aos protestos do mundo todo, centenas de milhares de nós assinamos a petição de solidariedade da Avaaz, que foi anunciada na rede de televisão Al Jazeera, mostrando aos egípcios que o mundo os apoiava. Hoje, líderes dos protestos no Egito dizem que o apoio mundial sobre a sua causa os ajudou a impedir que os momentos de violência se transformassem em tragédia.

Quando a censura da Internet se agravou, a Avaaz e parceiros trabalharam para enviar equipamento de Internet via satélite para os organizadores lá. Agora, Bahrein está se desdobrando para implementar o seu próprio apagão da Internet e nós temos a chance de prover um apoio fundamental para impedir a censura. O equipamento de comunicação e equipes de apoio vão ajudar os organizadores fazerem transmissões locais para organizar os protestos, se comunicar com outros ativistas na região e prover informações para o mundo se houver um apagão. Assim eles poderão contrapor a propaganda do regime e proteger os manifestantes através da exposição na mídia.

Se a mídia internacional for expulsa, os manifestantes poderão manter um canal direto e ao vivo de informações circulando pela Internet. Com os recursos captados, a Avaaz poderá despachar imediatamente os equipamentos e uma equipe especializada para o Oriente Médio. https://secure.avaaz.org/po/blackout_proof_the_protests/?vl.

Há momentos na história que o impossível se torna inevitável. Assim como a dissolução da União Soviética pouco antes da sua queda, as mudanças varrendo o Oriente Médio eram inimagináveis apenas um mês atrás. Mas o poder da sociedade tem uma lógica própria. Enquanto muitos de nós nunca pisou no Oriente Médio, a esperança deste povo está entrelaçada com a nossa e ao redor do mundo. Em momentos como este, é inspirador saber que a nossa solidariedade, em forma de esperança e ação, pode ter um pequeno papel em uma transformação histórica.

Com determinação, Stephanie, David, Alice, Morgan, Ricken, Rewan, Maria Paz e toda a equipe Avaaz.