[Vídeo] Celso Amorim por Pepe Escobar

Assista entrevista de Pepe Escobar com o embaixador Celso Amorim que fala sobre a construção da política externa brasileira no governo Lula, do BRICS e de outros temas atuais. No canal da TV 247.

Anúncios

Entrevista com economista Eduardo Moreira na TV 247

O economista e escritor Eduardo Moreira foi um dos entrevista da TV 247 e recomendo que assistam esse vídeo. Lula assistiu, através de uma pen drive, até por que ele tem acesso a uma televisão e pode assistir com a conexão via USB.

Lula enviou um bilhete para equipe do TV 247. Nele, estava escrito outras coisas, sendo o mais importante foi o conteúdo desta entrevista. Lula disse que o economista é bom e fala coisas boas e novas, mas para fazer mudanças, é preciso não esquecer que precisamos construir maioria, maioria em tudo… na Câmara dos Deputados, no Senado Federal, Ministério Público, judiciário e na sociedade para que possamos colocar em prática parte das coisas abordados por Eduardo Moreira, construir uma verdadeira revolução. Para fazer uma revolução, tem que ter maioria, mas também, não menos, estrutura política brasileira.

Será que Eduardo Moreira será o nosso próximo Ministro da Fazenda?

Judeus contra Bolsonaro #EleNão

Nós, brasileiros abaixo-assinados, judeus e judias identificados com várias candidaturas à Presidência do Brasil, vimos a público para deixar claro nosso repúdio ao candidato Jair Bolsonaro, representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira.

Ele enaltece o período da ditadura militar (1964-1984), um dos mais nefastos da história do país, e tudo de trágico que ela representou, especialmente a tortura contra seus oponentes. Entre eles, muitos judeus e judias.

Não nos deixamos seduzir pelo apelo à “segurança” feito pela campanha do candidato, que encontra terreno fértil diante de nossa sociedade civil fragilizada. Essa “segurança” mascara a violência indiscriminada, a defesa de privilégios e a exclusão de amplos setores da sociedade.

Não nos deixamos seduzir, também, pela simpatia declarada do candidato para com uma Israel estereotipada. Trata-se de mero interesse eleitoreiro.

Ao justificar a violência como método, hostilizar mulheres, negros, oposicionistas políticos e quem não concorda com “sua” noção de normalidade sexual, Bolsonaro se coloca no mesmo patamar de doutrinas que tanto sofrimento causaram ao povo judeu e a todo o mundo, se desnudando como o fascista que realmente é.

Como minoria, somos solidários a todos os grupos hostilizados por este candidato e nos unimos a eles no combate à intolerância e ao preconceito.

Conclamamos os democratas de todo o espectro político nacional a cerrarem fileiras em defesa dos direitos de todos os segmentos que compõem nossa sociedade.

Somos contra o fascismo! Todos por todas e todas por todos! Vote pela democracia, Vote pela tolerância, #EleNão!

Change

Enquanto os evangélicos neopentecostais glorificam o candidato neofascista, judeus criam manifesto contra Bolsonaro

Judeus criam manifesto contra Bolsonaro

Petição no site Change.org foi criada por Mauro Nadvorny, brasileiro que mora em Israel, tem texto em apela para que os judeus não se deixem ‘seduzir pela simpatia declarada do candidato para com uma Israel estereotipada. Trata-se de mero interesse eleitoreiro’; um grupo chamado Judeus contra Bolsonaro Judeus Contra Bolsonaro, criado no Facebook, já reuniu cinco mil membros em apenas cinco dias.

Às vésperas de uma data importantíssima para o povo judeu, o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, um abaixo-assinado criado no site Change.org reúne, em pouco menos de dez horas, quase mil assinaturas de judeus contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, descrito no texto da petição como “representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira”.

A mobilização online foi criada por Mauro Nadvorny, brasileiro que mora em Israel e membro do Juprog (Judeus Progressistas) e da J-Amlat (movimento em construção de judeus latinoamericanos de esquerda). O abaixo-assinado apela para que os judeus não se deixem “seduzir pela simpatia declarada do candidato para com uma Israel estereotipada. Trata-se de mero interesse eleitoreiro”.

Ao justificar a violência como método, hostilizar mulheres, negros, oposicionistas políticos e quem não concorda com ‘sua’ noção de normalidade sexual, Bolsonaro se coloca no mesmo patamar de doutrinas que tanto sofrimento causaram ao povo judeu e a todo o mundo, se desnudando como o fascista que realmente é. Como minoria, somos solidários a todos os grupos hostilizados por este candidato e nos unimos a eles no combate à intolerância e ao preconceito,
diz outro trecho.

Outra mobilização do povo judeu contra o candidato foi criada no Facebook, em um grupo chamado “Judeus Contra Bolsonaro”, que já reuniu cerca de cinco mil membros em apenas cinco dias.

Em abril do ano passado, Bolsonaro participou de um evento na Hebraica do Rio de Janeiro, onde fez um discurso de ódio, ofendendo negros e quilombolas, e por causa dele se tornou alvo de um processo de racismo que até há pouco corria no Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, a Suprema Corte rejeitou a abertura de investigação sobre o caso. A maioria da comunidade judaica no Brasil, no entanto, é contra a candidatura do deputado.

Brasil 247

O golpismo dos derrotados

o golpe da direita, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Estou começando a ficar com medo, e medo de verdade! O resultado das eleições gerais de 2014 onde elegemos, em diferentes esferas de governança, os mesmo representantes e separou o país entre “nós” e “eles”. Os derrotados não concordaram com o resultado obtido pela reeleição da presidente Dilma Rousseff. Eu votei na candidata do PT e acredito em suas propostas, assim como não votei no candidato a governador reeleito em Santa Catarina em primeiro turno Raimundo Colombo, mas o reconheço. Eu não tive vergonha em ter declarado o meu voto, mas fui hostilizado, perdi amigos e bloqueei alguns e não tive medo, tenho agora.

A cada hora fica mais evidente o crescimento da onda golpista. O que segunda-feira parecia birra de perdedor inconformado, hoje causa preocupação. Nas veias da direita latino-americana corre o DNA do golpe. Nossa arrogante e prepotente classe média mais uma vez servindo de escada para os interesses do grande capital nacional e internacional. É da natureza que não aceitem a possibilidade de igualdade social ou a simples acesso daqueles que tanto desprezam aos benefícios que eles tem acesso.

Estamos vivendo um momento muito delicado que precisa ser rapidamente interpretado e encaminhado ações para redirecionar se rumo. Estou triste por ver jovens querendo a volta da ditadura. Isso vai dá m@#$%. Internamente e internacionalmente o Brasil vai quebrar, afinal vai sofrer várias sanções internacionais, a primeira delas é a expulsão do ABRIC

Por fim meus amigos, a maior ameaça a democracia não é o PT, é essa possibilidade de estarem aventando um golpe militar. Vamos perder toda a credibilidade no mundo e nossa economia sim, vai afundar. É estarrecedor ver gente como FHC, Serra, Neves, Marina, até agora não terem se postado contra. Querem instalar no país uma instabilidade política. Se você é a favor da ditadura militar, por favor, faça um favor para mim, me tire de sua vida.

Leio o artigo de Miguel do Rosário pulicado no Brasil 247 http://bit.ly/1xQBfVY.

Sou completamente contra tudo isso, isso em referência ao golpismo.

😀

Aos poucos as sujeiras vão aparecendo… primeiro foi um helicóptero, agora um aeroporto

Aecio Neves na berlinda. Aos poucos as sujeiras vão aparecendo... primeiro foi um helicóptero, agora um aeroporto, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Aécio Neves parece ter predileção por escândalos aéreos. Depois do helicóptero apreendido com meia tonelada de cocaína, agora se descobre que o então governador construiu com verbas públicas um aeroporto de 14 milhões na fazenda particular de seu tio Mucio Tolentino. Para pousar no aeroporto particular/pago pelo povo é preciso autorização do tio, que tem a chave. Aécio usa o aeroporto constantemente para chegar a seu refúgio particular, a Fazenda da Mata, que coincidentemente fica a 6 km do local. Há algum exemplo mais claro sobre confundir o público com o privado? A maracutaia foi descoberta pelo repórter Lucas Ferraz e está na capa da Folha.

Você pode conferir a reportagem na Folha por esse link: http://bit.ly/1wN3SSu. Caso não tenha cadastro na Folha, leia no Brasil 247 http://bit.ly/1wN4E1S.

😀

Requião liga espionagem norte-americana a FHC

Com base em informações do site “Carta Maior”, senador paranaense divulgou à audiência pública da Comissão de Relações Exteriores do Senado que Edward Snowden já foi funcionário da Bozz Allen Hamilton, empresa de consultoria que planejou diversos programas para o governo tucano. Leia mais e informe-se neste link!