Google Maps manda Ilhota lá pro Baú Central

Ilhota Google Maps

Era só o que me faltava! Google golpeando Ilhota nos resultados de pesquisa no mapa.

Na época do prefeito Daniel Bosi a geolocalização de #Ilhota, quando pesquisado em alguns dispositivos com base no banco de dados do Google (maior do mundo), era direcionado certinho no centro da cidade, ali no morro da igreja católica. Agora, depois que o Dida Oliveira assumiu o cargo, ao pesquisar “Ilhota” no Google Maps dá lá no Bau Central.

Nada contra o povo do Baú, nem da galera da margem esquerda, eles são de ilhotenses sim, e merecem todo meu respeito e seus logradouros deveriam estar no Street View, mas não estão pela dificuldade da região e não esta contemplado no perímetro urbano. A questão aqui é que prejudicial pra muita gente, principalmente para quem não é da cidade e precisa incluir “Ilhota” no GPS, por que até então Ilhota não estava no mapa (maior gozação do mundo).

Aí um fulano de tal digita “Ilhota” no aparelhinho do GPS, embarca no carro pra com destino a Ilhota comprar calcinha (ou sei lá o quê) e vai parar lá no Baú. Olha só os transtornos. Sorte é que já existe a ponte!

Na primeira gestão do prefeito Ademar Felisky, Ilhota dava lá na BR-470, pior ainda.  Com essas informações distorcidas e quem não entendia da navegação, a pessoa vinha pela BR-470 e caia ali na balsa, maior dor de cabeça e depressão ao viajante que visitava Ilhota.

Então! Fomos um dos poucos que enviou milhões de e-mails e feedbacks para o Google Maps corrigir o erro, e deu certo. Agora, não sei o que dizer, nem o que fazer. Acho que o Google não gosta de Ilhota, ou do prefeito #SóAcho

Anúncios

Prefeitura de Ilhota possui três páginas no Facebook, um para cada prefeito

Página da prefeitura de Ilhota no Facebook

Existem 3 página da Prefeitura de Ilhota no Facebook. Uma do prefeito Ademar Felisky, outra do Daniel Bosi e agora criaram a página da era Dida Oliveira. Minha indignação é por que não continuam com a política de comunicação? Por que não? Dá no que dá colocar gente sem noção na assessoria!

A página que criaram agora é até bem bonitinha, como foi com a gestão anterior, bem feita, com fotinho do prefeito e a máquina limpando vala de m&#%@. Será que nunca ninguém vai continuar o que um começou? Será que vai ser essa guerra toda vida?

Estou discutindo uma coisa bem simples, uma fan page no Facebook, mas isso se retrata nas políticas públicas. A sociedade, a população sempre é o que paga o pato. Nada se constrói em benefício do bem-estar das pessoas, para consolidar as ações do governo, tudo é em favor da causa própria.

A página criada na gestão do Daniel Bosi foi verificada, reconhecida pela rede. Ela é verdadeira! E essa ai agora, é falsa? Eu acho que não houve transição de governo, pois os manos da barroza estão todos perdidos em suas áreas e olha que são tudo macaco velho em suas pasta, não tem nenhum ingênuo ali.

Eu me lembro que em minha época, entreguei um calhamaço de mídias sociais com logins e senhas ao Daniel e ele continuou. O Junior Miglioli, assessor de imprensa na época, fez um bom trabalho no início do mandato do Bosi e gostei do trampo dele. Seria massa resgatar a página anterior da Prefeitura de Ilhota e continuar.

Sei também que a página gerenciada pela administração anteriormente saiu do ar temporariamente atendendo recomendações judiciais pra não rola tretas nas eleições.

Então… seria isso, esse é o meu ponto de vista, minha crítica. Pra finalizar, bem que o Dida poderia mandar um Zap Zap pro Daniel pedir o login e senha e bota pra rodar essa coisa.

Ah! Antes que eu me esqueça, ainda tem algumas mídias importantes como Twitter e o canal no YouTube.

Reportagem da RIC TV sobre o aeroporto de Ilhota

Prefeito Daniel conclui seu mandato! Inaugurou a ponte, que após ter assumido o cargo pegou as obras em 30% concluídas, não disputou a reeleição e deixa esse presente pra cidade. Será que ele foi tão ruim assim? Bem… a história dirá! E o aeroporto, que papo é esse? Compartilhamos a reportagem realizada pela RIC Record de Itajaí. Dê o play aí.

Nos últimos dias de 2016, a Secretaria de Aviação Civil publicou no Diário Oficial da União uma autorização para construção de um aeroporto na cidade de Ilhota. Agora, o prefeito da cidade, que acabou de assumir o governo, vai criar uma comissão para analisar o projeto. A ideia é que o aeroporto seja construído através de uma parceria público/privada. Parabéns Daniel, agradecemos pelo presente!

Prefeito Daniel deixa assinado convênio para implantação de um aeroporto em Ilhota

Projeto técnico do Aeroporto Metropolitano da Costa Verde e Mar

Conquista do Prefeito Daniel! Governo federal autoriza projeto de aeroporto em Ilhota. Daniel entrega o seu cargo de prefeito e deixa de presente para a cidade a construção de um aeroporto às margens da Rodovia Jorge Lacerda.

Resumo da matéria divulgada nos canais do Grupo RBS de Santa Cataria.

A Secretaria da Aviação Civil da Presidência da República (SAC) firmou convênio com a prefeitura de Ilhota e autorizou a implantação de um aeroporto de grande porte na cidade. O documento foi emitido no apagar das luzes de 2016, e já foi publicado no Diário Oficial da União.

O texto se refere ao futuro Aeroporto Metropolitano da Costa Verde e Mar, e a localização geográfica aponta para o Bairro Barra de Luís Alves, na zona rural do município.

O prefeito Daniel Bosi (PSD) que entrega neste domingo (01/01/2017) o cargo ao prefeito eleito Erico de Oliveira (PMDB), diz que os estudos de implantação já foram feitos, acompanhados pela Anac. O pré-projeto, feito pela prefeitura prevê uma obra audaciosa: um terminal com o dobro da capacidade de Navegantes, hoje o segundo maior aeroporto de Estado, e investimentos estimados em R$ 200 milhões.

O projeto original prevê a concessão da área para a iniciativa privada, através de licitação. Com o convênio, a SAC autoriza a prefeitura a dar continuidade ao processo para uma futura implantação. Caberá ao prefeito eleito decidir sobre a viabilidade do projeto.

Fonte Diário Catarinense

Projeto técnico do Aeroporto Metropolitano da Costa Verde e Mar Projeto técnico do Aeroporto Metropolitano da Costa Verde e Mar

Publicação do convênio entre prefeitura de Ilhota e União para construção do aeroporto

Diário Oficial da União (DOU) - 23/12/2016 - Seção 3 - Página 163

Transcrevo aqui no #blogdodcvitti o conteúdo publicado no Diário Oficial da União (DOU) – 23/12/2016 – Seção 3 – Página 163, ao qual refere-se a construção do Aeroporto Metropolitano da Costa Verde de Mar assinado por Rogério Teixeira Coimbra – Secretário de Política Regulatória de Aviação Civil, e Daniel Christian Bosi – Prefeito Municipal de Ilhota/SC.

SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL
Secrettaria de Políticaa Regulatória de Aviação Civil

Extrato de Convênios

Espécie
Termo de Convênio de Delegação nº 62/2016, celebrado entre a União, representada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, e o Município de Ilhota – SC.

Objeto
Delegação da exploração do futuro Aeroporto Metropolitano da Costa Verde de Mar (sem código ICAO), a ser implantado no Município de Ilhota – SC, com a seguinte localização geográfica: 26º 53’32” S / 48º 47’45” W.

Processo
00055.002113/2015-07.

Recursos
Não implica em repasse de recursos.

Fundamento legal
Artigo 21, inciso XII, alínea c da Constituição Federal, artigo 36, inciso III da Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986, e artigo 27, inciso XXI, e § 8º, inciso XI, da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003.

Data da assinatura
22/12/2016.

Vigência
A partir da data de assinatura, com eficácia legal após a publicação deste extrato.

Prazo
35 anos, improrrogável.

Signatários
Pela União, Rogério Teixeira Coimbra – Secretário de Política Regulatória de Aviação Civil, e, pelo Município de Ilhota – SC, Daniel Christian Bosi – Prefeito Municipal.

Localização geográfica do aeroporto de Ilhota

Tinha de tudo no cerimonial de inauguração da Ponte de Ilhota

#ForaTemar, Ponte de Ilhota, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Esse dia foi muito divertido, e histórico para a cidade. Eu estava lá! Nesse dia tinha pipoqueiro, vendedor de balão, senador golpista,ex-prefeitos de #Ilhota, prefeitos de outra cidades, políticos de outros estados (Rio Grande do Sul), helicópteros, imprensa, blogueiros, mulecada das escolas e professores, os camisas vermelhas e os camisas verdes, gente que faltou o serviço, presentinho pra galera que contribuiu com a obra, parentes do padre que levou o nome da ponte, fogos de artifícios, candidatos a vereadores, drones, banheiro químico, vaias e aplausos, uma montuera de coisas. Tinha até faixa de #ForaTemer! Só não tinha bolo e o exército, porque o resto tinha.

Mas assim #champs, uma coisa vou ter que contar (e registrar) aqui… foi tanto foguete que estouraram na inauguração da #PonteDeIlhota que até pensei que iam derrubar ela antes da hora. Estado Islâmico pira com o show pirotécnico de #Ilhota. Foi um show necessário, afinal, não é todo dia que se inaugura uma ponte numa cidade com uma promessa de 50 anos.

Naquele dia, em 2 de setembro, a nossa querida #Ilhota ficou deserta. O pessoal quem não foi pra inauguração da #PonteDeIlhota, foram pra Feirinha do Brás. Aproveitando o resgate desse fato, registro uma coisinha que no domingo passado (28/08) na passeata do 15, o coordenador de campanha disse que tinha mil pessoas naquele desfile. Se todo esse povo na passeata, na inauguração da #PonteDeIlhota tinha um milhão!

Outro coisa que vale deixar registrado é… por tudo o que fez pela cidade, o prefeito Ademar Felisky foi vaiado quando o cerimonialista mencionou o nome dele #QueTriste. Mas justiça seja feito. O prefeito Daniel Bosi reconheceu a luta, empenho e esforço do prefeito Ademar Felisky para realização da obra da #PonteDeIlhota #Parabéns #champs. Muito lindo

Afinal, quanto que custou a obra da #PonteDeIlhota? Qual foi o valor final apicado? Eu não sei! Já pesquisei acessando uns 500 sites de transparência e não achei nada. A impressa e o governo dizem em 38,5 milhões. Será? Duvido! Sobre o custo, o maior financiador da obra da #PonteDeIlhota foi o Governo Federal com 80% do custo total e ainda bem que o Michel Temer foi pra China, se não, ele viria pra #Ilhota, pois essa seria a primeira obra que ele inauguraria como presidente efetivo da nação. #Obrigado Lula!

Terminando o relato desse dia, eu nunca vi na minha vida tanta gente querendo ser o pai da criança. A #PonteDeIlhota acabou de nascer e já tinha fila no cartório do Nelzinho querendo registrar a menina.

Ainda bem que o meu amigo Rudi levou sua maquininha de tirar foto, e registrou essa imagem histórica, essa que ilustra o post. Valeu #champs.

É… não vi ninguém passando pelado sob a #PonteDeIlhota!

 

Lei Municipal Nº. 1800/2015 – Lei do nepotismo no município de Ilhota

Bandeira de Ilhota

Esta lei de iniciativa da Câmara de Vereadores de Ilhota, foi proposto pelo Vereador Almir e iniciado sua tramitação em 06/04/2015 de acordo com o Projeto de Lei 1/2015.

Na época o prefeito Daniel Bosi decidiu vetar o projeto de lei parlamentar que proíbe a nomeação de servidores em cargo de provimento em comissão, na administração pública municipal direta e fundacional e na Câmara Municipal, de parentes ou conviventes de autoridades. O projeto tinha sido aprovado pela Câmara no dia 22 de setembro e causou polêmica em Ilhota, já que segundo alguns vereadores, a sanção do projeto exigiria algumas exonerações no quadro de servidores municipal.

Na mensagem de veto enviada à Câmara com data de 6 de outubro de 2015, Bosi classifica o projeto como inconstitucional e justifica o veto argumentando que já existem legislações federais que tratam sobre a questão do nepotismo. O texto cita ainda que a Lei Orgânica do Município prevê que compete privativamente ao prefeito a iniciativa de leis que disponham sobre criação de cargos e funções, regime jurídico e provimento de cargos de servidores e estruturação de órgãos e entidades. Por fim, a argumentação do Executivo cita exemplos do STF de situações semelhantes em outros municípios.

Conheça a lei do antinepotismo de Ilhota.

PROÍBE A NOMEAÇÃO DE SERVIDORES EM CARGO DE PROVIMENTO EM COMISSÃO, NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL DIRETA E FUNDACIONAL, E NA CÂMARA MUNICIPAL, DE PARENTE OU CONVIVENTE DAS AUTORIDADES QUE ESPECIFICA.

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE ILHOTA, aprovou, e eu, LAVINO MIGUEL NUNES, Presidente da Câmara, em conformidade com o artigo 57, § 7º da Lei Orgânica Municipal, promulgo a seguinte Lei:

Art. 1º Fica proibida a nomeação, na Administração Pública Direta e Funcional no Município de Ilhota e na Câmara Municipal de Ilhota, de servidores em cargo de provimento em comissão ou confiança, demissíveis “ad nutum“, na qualidade de parentes em linha reta, colateral ou afim, até terceiro grau, do Prefeito Municipal, do Vice-Prefeito Municipal, do Procurador Geral, do Chefe de Gabinete, dos Secretários Municipais, dos Coordenadores, dos Diretores, dos Diretores Escolares e CEIs, e dos Vereadores.

Art. 2º A proibição de nomeação se estende aos que sob o mesmo teto ou não, convivem com as pessoas que ocupam os cargos referidos nos artigos anteriores, como se marido e mulher fossem.
Parágrafo único. A proibição de nomeação se aplica ainda aos parentes daqueles que nas condições do “caput” convivem com as pessoas que ocupam os cargos referidos nos artigos anteriores, até o terceiro grau.

Art. 3º Quando da nomeação de qualquer pessoa para exercer cargo demissível “ad nutum“, o responsável pelo expediente da Secretaria Municipal de Administração e da Câmara Municipal, exigirá declaração pessoal daquele que será nomeado, de não incidência nas proibições desta Lei, sendo que em caso de falsidade, o declarante estará incurso nas sanções previstas no Código Penal, devendo também preencher a declaração do Anexo I da presente lei.
Parágrafo único. Verificada a falsidade das declarações, a nomeação será nula de pleno direito, caso em que, no prazo máximo de quarenta e oito (48) horas, o responsável pelo expediente da Secretaria Municipal de Administração e da Câmara Municipal, comunicará o fato ao seu superior hierárquico, devendo ser encaminhado no mesmo prazo, cópias de toda a documentação ao Ministério Público, para a propositura das medidas cíveis e criminais que entender cabíveis.

Art. 4º O Servidor Municipal da Administração Direta e Fundacional, e da Câmara Municipal, que deixar de exigir a declaração de que trata o Artigo 3º desta Lei, estará sujeito às sanções do Estatuto do Servidor Público Municipal, bem como as previstas no Código Penal.
Parágrafo único. O Servidor Municipal da Administração Direta e Fundacional e Câmara Municipal que aceitar declaração negativa sabendo-a falsa ou, não fizer as comunicações do parágrafo único do Artigo 3º, será considerado co-autor do delito e responsabilizado civilmente pela reparação do numerário despendido pelo erário municipal, independente da pena do Estatuto do Servidor Público Municipal que lhe for aplicada.

Art. 5º Os servidores nomeados anteriormente à vigência desta lei e que tiverem incurso nas proibições dos artigos 1º e 2º e seu parágrafo único, serão exonerados com a publicação da presente lei.
§ 1º A não exoneração no prazo do “caput” importará em infração político-administrativa do Prefeito Municipal ou do Presidente da Câmara Municipal.

Art. 6º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Ilhota, em 27 de outubro de 2015.

Lavino Miguel Nunes
Presidente da Câmara Municipal de Vereadores

Anexo da Lei

ANEXO LEI 1800/2015 ILHOTA/SC

Clique aqui para acessar a Lei

Mensagem de veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01/2015 (Lei do nepotismo)

Bandeira de Ilhota

Não sou advogado, mas lendo o veto do prefeito Daniel Bosi, pelo visto, há fundamentação legal para impedir a promulgação da referida lei. Entendo que no direito tem fundamentação pra tudo até pra ir contra uma súmula vinculante. Por essas e outras motivos, vejo que é tão difícil advogar.

Eu estou meio ausente ao processo político na minha cidade em função de meu trabalho em Balneário Camboriú, na iPhoto Editora e desconheço todos os assuntos pertinentes a política e ações da Câmara de Vereadores. Entendo que a casa do povo deveria ser mais interativa e deixar a comunidade mais informada, pois existem mecanismos e baixo custos, eficientes e grandes alcances, mas isso não acontece no parlamento ilhotense.

A Vereadora Alyne é hoje minha principal fonte, por isso eu a consulto e ela mesma nos repassa a informação, respondendo os e-mails de minhas solicitações. Os mesmos e-mails que enviei para vereadora, enviamos ao e-mail oficial da câmara e a todos os vereadores, inclusive fui ao portal, preenchi o formulário do contato, mas até hoje, ninguém respondeu, somente a Alyne. Agradeço e muito obrigado!

Sobre o assunto, fiquei sabendo desse tró-ló-ló na cidade. Confesso que esse projeto é um dos meus sonho. Até estava escrevendo algo sobre isso. Louvo pela iniciativa e por isso queria ler. Parabenizo os idealizadores pela causa. Caso seja vetado, a câmara poderá derrubar e ser sancionado pelo mesa através do presidente.

Devo imaginar que todos conhecem meu posicionamento político. Estou longe disso, não tenho bandeira e envergonhado com a situação e oposição, principalmente da oposição.

Mensagem de veto do prefeito ao projeto

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.1

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.2Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.3

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.4

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.5

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.6

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.7

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.8

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.9

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.10

Mensagem de Veto do prefeito ao Projeto de Lei Parlamentar 01-2015 (Lei do nepotismo) - Pag.11

Clique aqui para acessar a Lei

Câmara de Vereadores de Ilhota aprova lei do nepotismo

Câmara de Vereadores de Ilhota aprova lei antinepotismo

A Câmara de Vereadores de Ilhota aprovou na sessão dessa terça-feira, dia 22, o projeto de lei que proíbe a nomeação de parentes ou conviventes de autoridades do município como servidores em cargos comissionados. A chamada lei antinepotismo regulamenta o assunto na esfera municipal e acompanha as diretrizes da súmula 13 do Supremo Tribunal Federal, STF, que já define que A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.

No caso do projeto de lei aprovado em Ilhota, fica proibida a nomeação, na Administração Pública Direta e Funcional no Município de Ilhota e na Câmara Municipal, de servidores em cargo de provimento em comissão ou confiança, na qualidade de parentes em linha reta, colateral ou afim, até terceiro grau, do prefeito, do vice-prefeito, do procurador-geral, do chefe de gabinete, dos secretários municipais, dos coordenadores, dos diretores e diretores escolares, de CEIs e vereadores. A proibição de nomeação se estende ainda aos que convivem como marido e mulher e que ocupem os cargos citados.

Declaração

Pelo texto da lei, no momento da admissão, o servidor precisará entregar uma declaração de não parentesco com os servidores que ocupem esse cargo. Se a declaração de confirmar falsa, tanto o servidor quanto o órgão que a aceitou podem responder ações civis e criminais. A nomeação também passa a ser nula. O artigo 5º cita ainda que os servidores nomeados anteriormente à vigência da lei e que se enquadram nessa situação serão exonerados com a publicação da lei.

O projeto vinha sendo analisado desde março. A votação dessa terça foi cercada de discussões e debates quentes entre vereadores. A vereadora Alyne Debrassi, PSD, votou a favor do projeto, que segundo ela vai coibir a prática do que ela classifica como ilegalidade. “Ilhota era o único município da região que ainda não tinha regulamentado essa lei. Tínhamos um atraso de 10 anos. Foi uma polêmica grande, mas mantive minha postura e, mesmo ainda estando no partido do prefeito, algo que deve mudar em breve, decidi votar a favor do projeto Acredito que vai resultar em um número significativo de exonerações”, afirma.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Ilhota informou que o prefeito Daniel Bosi ainda não recebeu o texto da nova lei e que, quando recebê-lo, irá analisar para decidir pela sanção ou pelo veto.

Jornal Cruzeiro do Vale

Prefeito de Ilhota propõe veto a lei sobre nepotismo

Prefeito de Ilhota propõe veto a lei antinepotismo

O prefeito de Ilhota, Daniel Bosi, decidiu vetar o projeto de lei parlamentar 1/2015, conhecida como lei antinepotismo, que proíbe a nomeação de servidores em cargo de provimento em comissão, na administração pública municipal direta e fundacional e na Câmara Municipal, de parentes ou conviventes de autoridades. O projeto tinha sido aprovado pela Câmara no dia 22 de setembro e causou polêmica em Ilhota, já que segundo alguns vereadores, a sanção do projeto exigiria algumas exonerações no quadro de servidores municipal.

Na mensagem de veto enviada à Câmara com data de 6 de outubro de 2015, Bosi classifica o projeto como inconstitucional e justifica o veto argumentando que já existem legislações federais que tratam sobre a questão do nepotismo. O texto cita ainda que a Lei Orgânica do Município prevê que compete privativamente ao prefeito a iniciativa de leis que disponham sobre criação de cargos e funções, regime jurídico e provimento de cargos de servidores e estruturação de órgãos e entidades. Por fim, a argumentação do Executivo cita exemplos do STF de situações semelhantes em outros municípios.

A mensagem de veto agora será votada pelos vereadores na sessão ordinária dessa terça-feira, dia 20. Os parlamentares podem acatar ou derrubar o veto do prefeito. Para a derrubada do veto são necessários os votos da maioria absoluta – cinco dos nove vereadores. Caso o veto seja derrubado, a Câmara irá informar o prefeito Daniel Bosi, que deverá promulgar a lei em até 48 horas. Se isso não acontecer, o presidente da Câmara, Lavino Miguel Nunes, fica responsável por promulgar a lei.

Parecer defende derrubada do veto

Na sexta-feira, dia 16, um dia após receber a mensagem de veto do Executivo, os vereadores Almir Anibal de Souza, Alyne Debrassi da Silva e Paulo Drun, integrantes da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, reuniram-se para avaliar o documento e emitir um parecer para a votação do veto, que vai ocorrer nessa terça. No parecer, os membros da comissão pedem a rejeição do veto e argumentam que o projeto é necessário pelo fato de os municípios se basearem ainda em uma súmula do STF para impedir o nepotismo e, no caso de Ilhota, pela existência de um inquérito civil público em aberto para apurar supostas situações de nepotismo no município de Ilhota. Além disso, alegam que a competência do prefeito na atuação de nomeação de servidores precisa atender aos princípios constitucionais, como legalidade e impessoalidade.

Jornal Cruzeiro do Vale