Grupo de Apoio a Adoção promove encontro nesta sexta-feira

Pais adotivos, profissionais da área da adoção e pessoas que pretendem adotar estarão reunidos na noite desta sexta-feira, 20, para participar do encontro promovido pelo Grupo de Apoio a Adoção Gaspar e Ilhota em comemoração ao Dia Nacional da Adoção, celebrado no dia 25 de maio.

O encontro acontece no Espaço Bunge Natureza, a partir das 19h é gratuito e aberto para toda a comunidade. A abertura do evento será feita pela juíza da Vara da Infância de Juventude, Ana Paula Amaro da Silveira, e após será apresentado aos participantes o Projeto Apadrinhamento Afetivo, que visa oferecer às crianças abrigadas uma oportunidade de resgatar o direito da convivência familiar e comunitária, ampliando as suas referências, oferecendo a eles a oportunidade de se relacionar dentro de outros ambientes, com novos exemplos de participação familiar e de cidadania dentro da sociedade.

Após, será exibido o filme Meu Malvado Favorito, desenho animado produzido em 2010, que retrata a história de três órfãs que são adotadas por um ladrão apenas por interesse, mas ele acaba se afeiçoando às irmãs.

Adoção em Santa Catarina

Dados recentes sobre adoção indicam que 80% dos inscritos aceitam crianças até 3 anos, preferencialmente do sexo feminino e sem irmãos. Adotar não é demorado nem burocrático, e quando ocorre a demora é em função de muitas escolhas por parte da pessoa interessada em adotar, ou seja, em relação à criança que querem como filho.

Dados

No CUIDA – Sistema Único Informatizado de Adoção e Abrigo de Santa Catarina, o total de inscritos para adoção são em número de 3.586, sendo que destes, 2.635 são residentes em Santa Catarina, 646 em outros Estados e 305 estrangeiros. No ano de 2010, 735 ações de adoção nacional foram sentenciadas, mantendo a   média do ano anterior de aproximadamente 1500 crianças adotadas por brasileiros em Santa Catarina, uma vez que alguns desses processos de adoção correspondem a grupos de dois ou mais irmãos.

Das 1656 crianças/adolescentes acolhidas em abrigos de Santa Catarina, 10% estão efetivamente em  condições  de adoção, já destituídas do poder familiar, com idades entre 8 e 15 (com dificuldades para colocação em família subustituta, devido a idade);  as demais não estão em condições de serem adotadas porque ou estão com mais de 10 anos e não tem quem as adote, ou tem ainda vínculos com suas famílias biológicas.

Fonte: edição 1293 do jornal Cruzeiro do Vale.

Anúncios

Evento comemora Dia Nacional da Adoção nesta sexta-feira

Evento comemora Dia Nacional da Adoção nesta sexta-feira

Em comemoração ao Dia Nacional da Adoção (25), nesta sexta-feira (20) o Grupo de Estudos e Apoio a Adoação de Gaspar e Ilhota promoverá um evento. O encontro tem início às 19h, no Espaço Bunge Natureza, localizado na rodovia Governador Jorge Lacerda, km 20, em Gaspar.

A presidente, também secretária de assistência social de Ilhota, Rosi Voltolini,  ressalta que haverá programação durante toda a noite. “A abertura será com a juíza Ana Paula Amaro da Silveira, já às 19h. Logo em seguida haverá a apresentação do projeto ‘Apadrinhamento Afetivo’ e, posteriormente, debate”.

O evento prossegue com a apresentação do filme “Meu malvado favorito”. Às 21h, os convidados se servirão em um coquetel de encerramento. Simultanealmente acontecerá atividades recreativas para as crianças. O evento é uma promoção do Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Gaspar e Grupo de Estudos e Apoio à Adoção Gaspar e Ilhota.