Fake news: Centro Knight abre inscrições para curso online gratuito

Fake News dcvitti

O Centro Knight para o Jornalismo das Américas está com inscrições abertas para o curso on-line “Como desbancar as ‘fake news’ e nunca mais chamá-las por esse nome”. As aulas começam dia 5 de agosto e vão até o dia 2 de setembro.

O curso será coordenado por Ângela Pimenta, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor) e coordenadora do Projeto Credibilidade (Trust Project), iniciativa voltada a criar indicadores para distinguir o jornalismo de qualidade na internet.

Ângela também será uma das instrutoras do curso junto com Fábio Gusmão, editor online do jornal Extra, do Rio de Janeiro; Bárbara Libório, jornalista da Aos Fatos e do Canal Meio; e Pedro Burgos, fundador do projeto Impacto.Jor.

Os participantes vão aprender as etapas do trabalho de checagem e verificação para desmascarar notícias fabricadas, memes enganosos e vídeos manipulados que surgem nas redes.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site do Centro Knight.

Portal Imprensa

Anúncios

Novo curso sobre como combater as fake news

Fake News

Recebi um e-mail do Centro Knight da Universidade de Texas pra nos convidar a se inscrever no próximo curso online gratuito em português: “Como desbancar as ‘fake news’ e nunca mais chamá-las por esse nome”. Isso mesmo, recebi e estou compartilhando esse convite, que afinal de contas, é muito bom e já fiz outros cursos dessa organização, com intuito de aprender a desmascarar conteúdo falso e a desinformação que circula nas suas redes sociais.

Se você vai cobrir política no período eleitoral ou está apenas interessado em combater os memes e notícias fabricadas que recebe em grupos de conversa, estou certo de que o material deste curso vai te ajudar. Convocamos quatro especialistas que vão ensinar conceitos, ferramentas e práticas sobre o trabalho de checagem e verificação de conteúdo digital.

Inscreva-se agora mesmo neste curso massivo online e aberto (MOOC, na sigla em inglês), que começa dia 5 de agosto e vai até 2 de setembro. Nestas quatro semanas, você estará acompanhado da Ângela Pimenta, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor) e coordenadora do Projeto Credibilidade (Trust Project); Pedro Burgos, fundador do projeto Impacto.Jor; Barbara Libório, jornalista da Aos Fatos e do Canal Meio; e Fábio Gusmão, editor online do jornal Extra, do Rio de Janeiro.

O curso é super prático, cheio de dicas sobre ferramentas e habilidades que você poderá começar a usar de imediato. Como todos os nossos MOOCs, não haverá aulas ou atividades ao vivo, portanto você poderá participar nos horários e dias mais convenientes, durante o período do curso.

Para mais detalhes e um vídeo explicativo sobre o conteúdo do curso, visite este site: JournalismCourses.org. Você vai encontrar a ementa, com os detalhes dos tópicos de cada módulo, e as instruções de como se inscrever neste MOOC.

Se quer estar atualizado sobre as práticas de checagem e verificação de conteúdo, não perca essa oportunidade! Ah, e dada a importância do tema, por favor espalhe a notícia pelas redes sociais, entre seus contatos, colegas e amigos. Ajude-nos a chegar no maior número possível de pessoas e vamos formar um exército contra a desinformação!

Se tiver qualquer dúvida, a assistente deste curso, Natália Mazotte, está disponível para te ajudar, só escrever para nmazotte@gmail.com.

Os fakes ressurgem

Fakebook, Facebook, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

É só começar o processo eleitoral que os falsos moralistas aparecem. Recentemente, recebi um pedido de mais uma solicitação de um pseudo-amigo. Trata-se desse tal Gilmar Antônio. Desconheço esse cara! Pelos “amigos” em comum, me parece que esse falso senhor é das bandas dos “manda brasas”, só acho, mas eu não quero saber de fakes. Eu já bloqueei esse perfil e muitos outros, pois não me interessa o que ele vai falar ou deixar de falar. Suas postagens não me importam.

Esse moço fake me fez refletir uma coisa e quero compartilhar minha opinião na rede, com todos os meus seguidores.

O que os dois lados fizeram nos últimos tempos? Digo, nessa gestão! Nada? Não sei! A oposição não soube fazer política e não conseguiram mobilizar a sociedade contra a deficiente administração instalada em ‪#‎Ilhota‬ e agora querem chamar a atenção. Agora é tarde! Vale a pena lembrar que o governo era a minoria absoluta na câmara. A situação custou acreditar que era governo na cidade. Nesse meio tempo, houve brigas, muitas brigas (e nisso todos eles eram bom). Quando um lado apresentava uma bomba outro vinha com uma atômica e vice-versa, até que de tanto bater e apanhar, se calaram.

Mas vamos ao assunto… da última eleição pra cá, foram criados muitos perfis fakes. Muitos deles, deram com os burros e os teclados n’água. Tiveram que engolir a seco os seus computadores goela abaixo, pois estão tudo junto e misturado no mesmo lado (digo, nos dois). Bateram por nada e agora, estão dando tapinhas nas costas de cada um. Isso é lindo, isso é política.

Eu não estou com ninguém (até esse post) e não pretendo estar! Se o atual prefeito chegou até o final de sua gestão, é por que a câmara e a oposição foram omissos, inclusive eu, que fiquei calado vendo eles governarem pelo Facebook. Não tenho partido nem candidato. Não sei pra quem vou voltar. Estou triste com as opções de candidatos apresentados.

Só para constar nos anais deste post, nunca tive e/ou gerenciei perfis fakes. Não precisava!

O que está acontecendo na 1lh074 m1l gr4u acontece em todas as cidades. Por fim, quero estornar meus agradecimentos a quem de fato merece. Graças a presidente Dilma Rousseff, hoje temos uma lei que aborta o tema de crimes virtuais e a lei já está em vigência. Trata-se do Marco Civil da Internet. Peço aos camaradas da comunicação das coligações que orientem suas militância, pois isso pode render muita dor de cabeça. Link da lei:http://bit.ly/1zTYLUR.

Pessoal dos Fakes, reflitam um pouquinho… isso só queima a imagem do político/candidato. Querem debater, debatem, no cara a cara, na rua, de igual para igual. Todo mundo se conhece na cidade. Todo mundo tem um lado, um partido. Todo mundo tem um time de futebol. Um gosta do olho, outra da ramela. Isso é um ato democrático e lindo aos olhos da justiça.

Quanto aos debates, só quero ver a performance dos candidatos num debate real (se houver), onde não poderão se esconder trás de um monitor. A ausência de um debate na ultima eleição poderia ser um favor determinante nas urnas. O Daniel que gostou! Para concluir, não esqueçam de um detalhezinho… a responsabilidade dos simpatizantes e militantes, são dos candidatos.

Facebook cria opção que denuncia notícias falsas, mas a boataria corre solto

Facebook app

Você pode concordar comigo que muitas vezes vê uma notícia na internet e fica com aquela dúvida se é real ou não. Isso ocorre porque realmente há muitos boatos e fofocas lançadas só para difamar alguém ou mesmo por brincadeira. A rede social de Mark Zuckerberg – conhecida por sempre pregar a veracidade e a confiabilidade em seus conteúdos e nos seus usuários – lançou uma nova aplicação para denunciar as chamadas notícias fake no Facebook.

O novo sistema funciona como as demais opções de denúncia, que já existiam, como a de pornografia e a de violência. Essa novidade pretende diminuir drasticamente a proliferação de fotos, vídeos e atualizações de status falsos e enganosos.

Com um determinando número de usuários denunciando tal postagem, menos ela será visualizada através de um algoritmo específica e podendo ser visto como algo falso ou boato. Segundo o Facebook, essa função não deve afetar a rotina dos usuários, apenas daqueles que gostam de espalhar notícias falsas.

Diretrizes