Seguro de equipamento fotográfico, é caro? Como funciona?

Dialison Cleber Vitti fotografia

Tudo o que você precisa saber sobre seguro de equipamentos fotográficos.

Se há uma recomendação a ser feita aos fotógrafos com certeza é o seguro de equipamento, coisa que muitos dos profissionais só pensam depois que algo (infelizmente) acontece. Mas todo o carinho que temos pela fotografia e pelo nosso equipamento precisam ser repassados também nesse sentido. Como nós sabemos que é sempre bom ouvir a opinião de algum amigo aqui estamos nós explicando tudo o que você precisa saber.

Quanto tempo é o seguro?
Pode ser de um ano, mas há planos de 3 meses.

E a nota fiscal?
Não precisa de nota fiscal, o seguro é realizado por meio de fotografia dos equipamentos e dos números de série.

Qual o valor? Vale a pena?
O seguro pode ter uma variação na taxa de 4,7% a 11% do valor do equipamento, dependendo da seguradora e o parcelamento pode ser de 4x sem juros e até 10x.

O seguro vale para território nacional e internacional?
Existem para os dois. O básico é para cobertura a nível nacional mas se você preferir pode realizar um seguro internacional.

Quais são as coberturas do seguro?
Roubo, furto qualificado, danos físicos, elétricos, por água, tumulto, atos dolosos e até de equipamento reserva. Tudo depende da sua escolha na hora de realizar o seguro.

Fui roubado, o valor retorna integral?
Na maioria das vezes sim! Mas é preciso estar ciente de que as vezes o valor de retorno pode vir um pouco menor se o valor contratado estiver acima do valor de mercado, mas isso é raro. A indenização é feita por crédito em conta corrente nunca por reposição de equipamento.

Como funciona o equipamento reserva?
Em caso de roubo, furto qualificado ou sinistro de danos como quebra/conserto você recebe uma verba para alugar equipamento enquanto aguarda a indenização.

Mas a minha cidade não tem locadora de equipamentos…
Relaxa, a seguradora Fotoseg tá aqui pra te ajudar. Ela tem parceria com diversas locadoras em várias cidades que podem enviar para a sua caso seja necessário.

Minha câmera caiu e quebrou, e agora?
Leve seu equipamento a uma assistência técnica e solicite um laudo/orçamento. Depois é só encaminhá-lo para a área de sinistro da Fotoseg e aguardar o retorno.

Tenho um drone, dá pra fazer seguro?
Dá sim! Existem 3 tipos de seguro para drones. Um apenas para roubo, outro é um seguro completo, e o RETA que cobre danos a terceiros e atende a legislação da ANAC, que obriga quem tem drone para uso profissional usar um seguro.

O seguro também vale para notebook/celular/tablet?
Em alguns casos sim! Confira pelo telefone 11 – 95328- 6502 ou 11 – 93803-8301.

Ficou afim de fazer um seguro?
Entre em contato com a Fotoseg: Telefone: (11) 3731-3465 | (11) 2387-9121 ou faça uma cotação pelo site da Fotoseg (www.fotoseg.com.br), por WhatsApp (11 95328-6502 e 11 93803-8301), e-mail (seguros@fotoseg.com.br), baixando o aplicativo nas lojas App Store ou Google Play, ou pelo telefone (11 2387-9121).

topo-news-iphoto

Anúncios