Helvéticos com o pé direito: review, entrevista e promoção do primeiro disco do trio

Helvéticos: Da esquerda par direita André, Cainã e Murilo

Não é de hoje que a região do litoral norte catarinense carece de bons nomes de rock autoral e quando um dos expoentes do cenário local nos últimos anos, a Helvéticos, resolve botar a cara a tapa e lançar um disco completo com suas composições, reunindo dez canções entre regravações e sons inéditos aos fones de ouvido, a expectativa aumenta ainda mais.

Levando o próprio nome da banda, como reza a cartilha de alguns clássicos do rock´n roll, o álbum de estreia chegou a web na segunda-feira, dia 25, no site da banda (www.helveticos.com.br) e tem a festa de lançamento marcada para o próximo sábado, dia 30, quando o grupo bota no roda a bolachinha física, no Magic Bus.O bar fica no topo do morro de Porto Belo, na “marca do pênalti” da divisa com Bombinhas, cidade natal dos Helvéticos.

Pra honrar os sapatos que calçam

Gravado em Itapema, no Gaia Estúdio, as dez faixas possuem produção de tirar o chapéu para o estúdio e para a banda liderada por Cainã Moreira, que junto com seus parceiros assumiu a responsa de produzir o disco por conta própria, fazendo jus ao batido termo “independente”.

A inclusão de teclado – gravado por Diego Rolim – foi a cartada que faltava para completar o som do trio. O grupo acerta também com bom gosto na escolha de timbres e arranjos, descaracterizando um pouco o som “esporrento” conhecido dos shows para um rock´n roll que honra os sapatos de couro dos rapazes, em especial nas levadas country que se sobressaem em algumas faixas.

Justamente essa polida no álbum aponta a direção que os Helvéticos buscam seguir em sua promissora carreira no meio independente nacional. Não confunda polido com marasmo musical, afinal, os riffs e a pegada agressiva do trio seguem quentes em algumas escolhas de seu repertório, mas na queda de braços entre a linha garageira ruidosa e a escola clássica, eles ficaram com a segunda opção.

Influência notória das adaptações feitas na fusão de Beatles e The Who por diversas bandas gaúchas nas últimas décadas, de onde é impossível não citar os bons tempos da Cachorro Grande como referência mor para a Helvéticos.

Capa do disco dos Helvéticos

Com a palavra o Sr. Helvético

Embora Murilo Costa, no baixo, e André Fuck, na bateria, tenham dado aos Helvéticos a melhor combinação de “cozinha” de seus três anos de vida, não haveria banda não fosse Cainã Moreira, guitarrista, vocalista e fundador do grupo no inverno de 2009. Após experimentar várias formações, o frontman parece ter encontrado os pares ideais para dar vida ao álbum e ao sonho de buscar estradas mais distantes do que as de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que o trio já conhece de cabo a rabo em suas andanças pelo Sul.

Um dia após o lançamento virtual de seu primeiro álbum oficial, que sucede dois EPs e uma demo na discografia dos Helvéticos, Cainã respondeu a três perguntas do Válvula Rock, que você pode ler no nosso blog – www.valvularock.wordpress.com – já que o novo site será lançado durante o mês de julho, com direito a festa e rock, é claro!

Como tem sido a repercussão do álbum de estreia?

Cainã Moreira: Lançamos o disco ontem (dia 25) e ontem mesmo a movimentação foi bem grande,bastante gente vindo falar bem do trabalho e a gente também já tava com o pé mais firme desse disco.Hoje descobrimos que foram quase 500 downloads do disco só ontem, então eu acho que tá chegando em bastante gente.

 Vocês já tinham alguma experiência em estúdio, e agora entraram nele “pra valer” pra gravar um álbum de verdade na cara e na coragem, produzindo por conta própria e dando conta do recado. Pra você, quais foram os méritos da banda na produção do disco?

Cainã Moreira: A gente achava que tinha (experiência), porque a gente já tinha gravado os EPs e demos, mas depois desse disco a gente viu que a coisa não era bem assim. O pessoal do estúdio e tudo que a gente pôde usar era muito profissional, tudo bem feito, não teve espaço pra falha. Não sentimos que faltou algo, do jeito que ele está é o jeito que a gente queria que ficasse. Quanto à produção a gente preferiu assumir a bronca porque conhecemos muito bem o que a gente quer transmitir nas músicas… cada efeito, cada detalhe, volumes e tudo mais, preservamos a essência da banda com isso. E o que nos ajudou a ter isso tudo definido foram os ensaios de pré-produção, deixamos tudo pronto, cada solo, cada riff, cada virada, tudo já pensado então chegamos no estúdio com o disco todo na nossa cabeça, daí foi fácil.

Quais os projetos da banda com o disco embaixo do braço, o teclado vai ser incorporado nos shows? O que o público pode esperar ver na tour de lançamento do álbum?

Cainã Moreira: Como esse foi um trabalho maior, mais elaborado, queremos rodar bastante com ele, então muita estrada! Além disso, também queremos partir pra parte dos clipes, coisa que já sentimos vontade há muito tempo e com o disco na mão, fica mais legal! Quanto ao teclado tentaremos carregar pra maioria dos shows, encorpou a banda muito bem. Os shows que vem por aí vão ser muito divertidos, a banda tá cada vez mais agitada e ficamos um bom tempo fora dos palcos preparando o disco, então agora voltaremos fervendo!

Uma bolachinha pode ser sua!

Baixou o disco no site do Helvéticos, mas tá afim de receber em casa um CD físico do grupo, com direito a brilhante arte do ilustrador itajaiense Diego Oliveira na capa e no encarte?! Mande um e-mail paracontato@valvularock.com.br e diga que ficou sabendo da promoção através do blog do Válvula Rock, não esqueça de acrescentar na mensagem seu endereço completo para o envio e um telefone de contato. Um felizardo será sorteado para receber o álbum no aconchego do seu lar. Na próxima semana sai o resultado.

Se você não ganhar, não desanime, além de estar vendendo nos shows e em algumas lojas da região por R$10, os Helvéticos também aceitam encomenda pelo e-mail: falecom@helveticos.com.br.

Anúncios

Os Helvéticos apresentam a capa seu disco, e que ficou massa!

Capa do disco dos Helvéticos

Hoje é dia de mais uma surpresa para todos nós, pobres roqueiros! Foi a data de lançamento da capa do primeiro disco dos Helvéticos, feita pelo grande Diego Oliveira! Ficou muito massa mesmo e só tenho que parabenizar pelo excelente trabalho. Agora é esperar a finalização completa da obra.

Helvéticos uma das selecionadas pro Planeta Atlântida 2012

Banda Helvéticos

A banda Helvéticos da região 47 e vez história no Ilhota Rock Festival 2011 está na final do concurso Paredão do Pretinho, que levará seis bandas da cena catarinense ao palco do Planeta Atlântida 2012! Para votar e ajudar os Helvéticos é muito fácil: Clique em “Blumenau” e depois vote em Helvéticos!

Para vota, clique neste link http://www.paredaopretinho.com.br/. Contamos com a sua ajuda! Compartilhem o link, espalhem por todos os cantos! Vamo que vamo!!!

Com o concurso Paredão Pretinho, bandas catarinenses têm a oportunidade de despontar na maior festa do Planeta. Organizado em quatro etapas com eliminatórias regionais, seis artistas ou grupos independentes serão selecionados para se apresentar no Palco Pretinho Convida, no Planeta Atlântida 2012, nos dias 13 e 14 de janeiro, em Florianópolis.

Helvéticos com CD novo na praça. Bravo!

Galera, já está disponível pra download o mais novo CD da banda que vem bombando com a cena na região 47 e tocou o terror na últimas edição do Ilhota Rock Festival. Helvéticos lançou hoje, 30/set seu mais novo trabalho, Bravo!

“Como prometido, nosso EP está pronto!” foi as palavras que nosso mestre Cainã Moreira nos deram de bom pela manhã de hoje, e o Clube do Rock fez o seu papel de espalhar aos quatro a notícia. O material, que está bem bacana pode ser baixado a vontade e se você curte e se curtir, sinta-se à vontade para divulgar!

Além de download por esse link, vai estar nos canais costumeiros, como myspace, tramavirtual, essas coisas! Clique na imagem e redirecionamos à página. É bem simples man!

Programação da ordem de apresentação das bandas

Cartaz do Ilhota Rock Festival 2011

A Organização do Ilhota Rock Festival em reunião na última quarta-feira, dia 08/06, definiu a ordem de apresentação das bandas da edição 2011 e hoje estamos divulgando a deliberação. Confira aqui neste posts, a escalação da programação oficial e a ordem de apresentação das bandas selecionas para edição da do Ilhota Rock Festival 2011:

  1. Etílicos e Sedentos – Brusque/SC (apresenta-se das 20h às 21h).
  2. Helvéticos – Bombinhas/SC (apresenta-se das 21h às 22h).
  3. Marujo Cogumelo – Xanxerê/SC (apresenta-se das 22h às 23h).
  4. Páginas em Branco – Ilhota/Balneário Camboriú/SC (apresenta-se das 23h às 0h).
  5. Lasttape – Curitiba/PR (apresenta-se das 0h às 1h).
  6. O Mar de Quirino – Florianópolis/SC (apresenta-se das 1h às 2h).
  7. Motel Overdose – Florianópolis/SC (apresenta-se das 2h às 3h).

As bandas terão um tempo de apresentação de 45 minutos à uma hora e a ordem de apresentação poderá sofre alteração desde que haja acordo e consenso entre os grupos. O encerramento do festival está estimado a concluir as 3h da manha do dia 18.

Banda Produto não se apresentará no Ilhota Rock Festival

Cartaz do Ilhota Rock Festival 2011

A banda Produto, de Florianópolis, infelizmente, não poderá participar do Ilhota Rock Festival. O comunicado foi feito oficialmente nesta sexta-feira (10) pela organização, formada pela Assessoria da Juventude da prefeitura e pelo Clube do Rock. O motivo são compromissos profissionais. Continuam confirmadas as seguintes bandas: Lasttape (Curitiba), Marujo Cogumelo (Xanxerê), Mar de Quirino (Florianópolis), Motel Overdose (Florianópolis), Etílicos e Sedentos (Brusque), Helvéticos (Bombinhas) e Páginas em Branco (Ilhota/Balneário Camboriú). Ao todo, 94 grupos se inscreveram pra participar do evento. A sétima edição do festival acontecerá durante as comemorações dos 53 anos do município, na sexta-feira (17), a partir das 20h, em frente a prefeitura.

Mais informações pelas redes sociais do festival no Facebook ou pelo Twitter.

Bandas selecionadas

Definidas as bandas do Ilhota Rock Festival

A Assessoria da Juventude e o Clube do Rock divulgaram o nome das bandas selecionadas para a sétima edição do Ilhota Rock Festival, que acontecerá no dia 17 de junho, durante a programação de aniversário dos 53 anos de Ilhota. As escolhidas foram: Lasttape (Curitiba), Marujo Cogumelo (Xanxerê), Mar de Quirino (Florianópolis), Produto (Florianópolis), Motel Overdose (Florianópolis), Etílicos e Sedentos (Brusque), Helvéticos (Bombinhas) e Páginas em Branco (Ilhota/Balneário Camboriú). A disputa foi acirrada. Ao todo, 94 grupos se inscreveram pra participar do evento.

Uma das grandes novidades neste ano será o local. “Será num lugar aberto, sem cobrança de ingresso e bem acessível às pessoas, em frente a prefeitura. Se as pessoas aprovarem a ideia, nós próximos anos também faremos neste espaço”, destacou Fernando Costa, presidente do Clube do Rock.

Segundo o assessor da juventude, Dialison Cleber Vitti, desde que o festival foi idealizado, juntamente com o jornalista e escritor Altair Hoppe, sempre se teve a vontade de realizar o evento na mesma semana do município. “Assim será uma alternativa as festividade. Será um teste, uma prova. Esperamos que o público aceite e compreenda”.

Bandas selecionadas

Mais informações através nas mídias sociais do Facebook e do Twitter.

Mais de 30 bandas já se inscreveram no Ilhota Rock Festival

Ainda dá tempo de participar da sétima edição do Ilhota Rock Festival. A lista com os selecionados será divulgada nesta sexta-feira (03). O evento ocorrerá no dia 17 de junho durante a programação dos 53 anos de emancipação político-administrativa da cidade. A iniciativa é uma promoção da Assessoria da Juventude e do Clube do Rock.

As bandas interessadas devem entrar em contato através do e-mail juventude@ilhota.sc.gov.br. Uma das grandes novidades desta sétima edição será o local. “Será num lugar aberto, sem cobrança de ingresso e bem acessível às pessoas, em frente a prefeitura. Se as pessoas aprovarem a ideia, nós próximos anos também faremos neste espaço”, destacou Fernando Costa, presidente do Clube do Rock.

Segundo o assessor da juventude, Dialison Cleber Vitti, desde que o festival foi idealizado, juntamente com o jornalista e escritor Altair Hoppe, sempre se teve a vontade de realizar o evento na mesma semana do município. “Assim será uma alternativa as festividade. Será um teste, uma prova. Esperamos que o público aceite e compreenda”.

Mais de 30 bandas já entraram em contato com a organização, sendo que quatro já estão confirmadas: Produto, Páginas em Branco, Helvéticos e Motel Overdose. “Teremos que selecionar, pois mesmo sendo um evento aberto, não haverá palco e tempo pra todos. Quero ressaltar que a idéia de fazer em dois dias com várias bandas e no mês de julho, próximo ao Dia Mundial do Rock, como foi proposto e divulgado, não será possível pelo motivo do projeto cultural não ser aprovado pela concorrência de um edital público cultural, que beneficiaria eventos e atividades deste segmento”, explicou Dialison.

Mais informações através pela  mídias sociais do Facebook e Twitter.

Mais de 30 bandas já se inscreveram no Ilhota Rock Festival

Ainda dá tempo de participar da sétima edição do Ilhota Rock Festival. A lista com os selecionados será divulgada nesta sexta-feira (03). O evento ocorrerá no dia 17 de junho durante a programação dos 53 anos de emancipação político-administrativa da cidade. A iniciativa é uma promoção da Assessoria da Juventude e do Clube do Rock.

Mais de 30 bandas já entraram em contato com a organização, sendo que quatro já estão confirmadas: Produto, Páginas em Branco, Helvéticos e Motel Overdose. “Teremos que selecionar, pois mesmo sendo um evento aberto, não haverá palco e tempo pra todos. Quero ressaltar que a idéia de fazer em dois dias com várias bandas e no mês de julho, próximo ao Dia Mundial do Rock, como foi proposto e divulgado, não será possível pelo motivo do projeto cultural não ser aprovado pela concorrência de um edital público cultural, que beneficiaria eventos e atividades deste segmento”, explicou Dialison.