Ilhota foi um dos municípios catarinenses que recebem ônibus para o transporte escolar

Foram entregues na manhã desta segunda-feira, 12, os últimos 42 micro-ônibus escolares de um montante de 116 que ficarão sob responsabilidade dos municípios catarinenses. Os veículos foram adquiridos pelo Programa Caminho da Escola, com recursos do Governo Federal por meio de emendas parlamentares. Ao todo, o investimento foi de R$ 22 milhões, atendendo a 93 cidades de Santa Catarina – 35 no ato desta segunda. No ato de entrega, o governador Carlos Moisés agradeceu ao empenho do Fórum Parlamentar Catarinense, que viabilizou os valores para a aquisição e disse que o Governo do Estado pretende complementar com a compra de outras unidades.

“A melhora da qualidade do ensino e do transporte é missão do governo. Além desses 116 micro-ônibus, já há uma licitação aberta para a compra de mais 29. Queremos transformar a realidade do aluno que se desloca da casa para escola. Temos que assistir o aluno de maneira integral, para que ele se estimule a estar na escola e não haja evasão. Melhorar a educação a cada dia é o nosso compromisso”, frisou o governador Moisés.

Vereador conquista um ônibus escolar para Ilhota

Na opinião do secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, a entrega dos ônibus significa um fortalecimento do pilar dos transportes do Programa Minha Nova Escola. “Temos que proporcionar que os nossos estudantes cheguem à escola de maneira adequada para poder se dedicar aos estudos. Nós estamos falando de 125 mil crianças que dependem do transporte escolar. Chegar bem é uma das condições para termos uma educação de qualidade. Essa parceria entre Estado e municípios é fundamental”.

Conforme os objetivos do Programa Caminho da Escola, a renovação da frota de ônibus escolares visa garantir segurança, qualidade no transporte de estudantes e ampliar o acesso e a permanência deles na educação básica, combatendo a evasão escolar com ênfase em áreas rurais e de difícil acesso. Os micro-ônibus têm 29 lugares e custo de R$ 189.900,00 por unidade.

Atual coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, o deputado Rogério Peninha Mendonça relembrou que a entrega é resultado de uma emenda parlamentar coletiva da legislatura anterior. Segundo ele, a atuação conjunta do Governo e dos deputados permitirá a transformação da realidade de muitas crianças no interior do estado. “Na hora de reivindicar, precisamos estar todos juntos. O importante é que o recurso venha para Santa Catarina”, discursou Peninha.

Municípios catarinenses recebem mais 42 micro-ônibus para o transporte escolar

Fonte: Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – Secom

Nova composição do COMED Ilhota só possui representações ligados ao governo municipal

Novo COMED

Como faço sempre, perco algumas horas do meu precioso dia para ler os boletins legais da Prefeitura de Ilhota no DOM. Hoje tô aqui de boas lendo aquilo que foi publicado ontem, 09/08/2019, na edição 2898 do #DiárioOficialDosMunicípios, e vi aqui a nova composição do Conselho Municipal de Educação, nomeando só pessoas com vínculos empregatícios e conchavos da Prefeitura de Ilhota (fora as duas professoras da rede estadual). Aí fica fácil pra dizer que a educação no município está uma mil maravilha mesmo… não há ninguém pra questionar nada!

Então… de acordo com o Decreto Nº 446, de 8 de agosto de 2019, que nomeou os membros do Conselho Municipal de Educação, o Conselho Municipal de Educação ficou assim composto com os seguintes membros:

I – Representantes da Secretaria Municipal de Educação:
Titular: Elaine Cristina Custódio
Titular: Joseane Aparecida Debarba Vieira
Suplente: Silvana Mansoto
Suplente: Raquel Lessa Papp

II – Representante da Associação de Pais e Professores – APP:
Titular: Josilene Constante Wippel
Suplente: Geovana Bonfim da Fonseca

III – Representante dos Professores de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino de Ilhota:
Titular: Luciana Mansoto
Suplente: Rosecléia Berti

IV – Representante da Rede Estadual de Ensino
Titular: Adriana Cordeiro Dalcastagne
Suplente: Ereni Radeck

V – Representante da Administração Municipal
Titular: Paulo Roberto Drum
Suplente: Joni Everton de Oliveira Pereira

VI – Representante da Educação Infantil
Titular: Carla Aparecida da Fonseca Glovaski
Suplente: Valeria Costa da Silva

Isso sim é representatividade, governo atuante com a comunidade, séria na transparência e na responsabilidade social, nem sabemos quando e onde são feitos as reuniões desse conselho… acho que vou começar a usar o serviço da Ouvidoria do município para obter essas informações.

Vivendo em tempos obscuros na democracia. Agora entendi qual o significado daquele “D” da sigla do partido do prefeito… é Ditadura. Se não tiver ninguém para participar deste conselho, chama que eu vô!

O caso do sequestro em Ilhota que inspirou série criminal na Discovery Channel

Caso foi fundamental para estimular discussão nacional em torno da segurança digital e da importância de se ter cuidado quanto ao que se publica nas redes sociais.

O sequestro de um menino de nove anos em Ilhota, em 2014, foi a primeira história contada pela nova série do canal Discovery, Crimes.com, que foi ao ar na noite do sábado, 13 de setembro. À época, o garoto foi levado por um bando que planejou o crime a partir de informações postadas pela família nas redes sociais. O delegado da Deic que comandou a prisão dos envolvidos e a libertação da criança, Anselmo Cruz, e o pai da vítima participam do episódio. Assista o vídeo contendo um trecho do episódio que foi ao ar. O conteúdo completo ainda não está disponível no YouTube.

Um caso de sequestro em Ilhota, no Vale do Itajaí, virou tema de um episódio da série do canal fechado Discovery Channel, exibido no dia 13 de junho. A produção crimes.com contou a história de Antônio*, de apenas nove anos na época em que foi capturado, em 2014.

Durante quatro dias, entre junho e julho daquele ano, Antônio ficou preso em cativeiro, tendo sua liberdade condicionada por uma alta fortuna. No fim, a Polícia Civil conseguiu resgatá-lo sem que nenhum centavo fosse pago. O caso estimulou um debate nacional sobre o uso das redes sociais.

Por meio de relatos dos pais da criança e do delegado Anselmo Cruz, da Dras/Deic (Delegacia de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais), responsável pelo caso na época, a produção reconstruiu a história do sequestro, focando nos processos investigativos da Polícia Civil e no drama familiar.

O sequestro

Após chegar em casa da escola, no dia 29 de junho de 2014, Antônio foi andar de patinete. Sozinho, pois o pai havia ido jogar futebol, foi abordado na rua por um homem que disse que o levaria para “um jogo que o seu pai sabe”.

O menino entrou no carro do estranho e foi parar no município de Penha – a 30km da cidade onde morava.

Trinta minutos depois, os pais receberam uma mensagem: os sequestradores queriam R$ 500 mil em troca da vida do filho. Eles acionaram a Polícia Civil, que assumiu o caso.

Criança ficou cinco dias presa em cativeiro

Na época, a RICTV Record acompanhou o desenrolar da ação policial a partir do momento do resgate, já que a investigação do sequestro correu em segredo.

Foi na manhã do dia 3 de junho que os policias conseguiram prender o mentor do crime, Peterson Silva Machado, enquanto ele tentava comprar um automóvel na cidade de Brusque. Ele já tinha quatro mandados de prisão e era foragido de um presídio do Sul do Estado.

Por meio de Peterson, a investigação descobriu as informações sobre como a criança era mantida refém e o local exato do cativeiro. Assim, na manhã do dia seguinte, a polícia foi ao local.

No momento da invasão do cativeiro, por volta das 10h30 daquele dia, os outros três sequestradores estavam no local. Dois deles foram mortos em uma troca de tiros com a Polícia Civil. Já o terceiro foi levado preso. Junto com Peterson, os dois foram condenados a 25 anos e dois meses de prisão.

Durante os quatro dias, Antônio relatou que foi mantido preso em um quarto, podendo sair apenas para ir ao banheiro. Apesar de não ter sido agredido fisicamente, ele disse ter sido mal alimentado.

“Fazer com que a vítima seja resgatada e que os criminosos sejam identificados e presos é coroar o trabalho de um policial. Um dos momentos mais emocionantes da carreira”, comenta o delegado Anselmo, na série.

Cerca de 200 pessoas esperavam o menino, que foi levado para casa no mesmo dia do resgate.

“Eu estava morta e vivi de novo. Eu tinha esperança. Tinha hora que eu caía e levantava. Ele é a nossa pedra preciosa”, disse a mãe à RICTV na época, aos prantos, durante a comemoração do resgate de Antônio.

Perfil no Facebook auxiliou sequestradores

Os sequestradores se valeram principalmente da rede social Facebook para alcançar a vítima. Eles acompanharam o perfil da criança e dos pais, que compartilhavam um cotidiano de ostentação.

Eram fotos contando cédulas de dinheiro, em cima de motos esportivas do pai, e no apartamento de luxo da família, que atraíram a atenção dos criminosos.

Pela rede social, foram necessários apenas dez dias para que os criminosos descobrissem o local onde moravam e a escola da criança.

“Está tudo no Facebook. Mostra tudo da vida pessoal, até dentro da casa deles. É só olhar, está tudo lá”, disse o mentor do crime, Peterson Silva Machado, em entrevista posterior aos fatos.

“Foi o primeiro grande caso de repercussão que levantou a bandeira da segurança digital. Mas não se falando apenas em segurança pública, mas também em outros crimes e outras violências que as pessoas poderiam sofrer por conta da exposição em redes sociais”, lembra o delegado Anselmo Cruz.

Em cinco anos, crime foi cometido sete vezes em Santa Catarina

O crime de extorsão mediante sequestro, que consiste na prática de manter um refém em cativeiro e fazer pedido de resgate, foi um crime forte na década de 1990 até meados dos anos 2000.

Entretanto, por causa da modernização das técnicas de investigação, com interceptação telefônica, o crime diminuiu consideravelmente.

De 2014 para cá, contando o sequestro de Antônio, houve sete ocorrências deste crime em Santa Catarina.

“Muitas outras situações chegam à polícia como noticia de sequestro: o golpe do falso sequestro por telefone, desaparecimento de pessoas e algumas situações de roubo como tomada”, detalha Anselmo.

“Apesar dos números não serem altos, os crimes sempre são críticos. A situação de extorsão mediante sequestro tem um fator muito forte que é a vítima estar correndo risco de morte real”, completa o delegado.

Sobre as precauções, o delegado alerta para o cuidado na hora de divulgar informações nas redes sociais.

“A minha filha é proibida de expor qualquer coisa, seja foto da casa e o uniforme de escola. Se tu tem o rosto de criança, se tu sabe onde ela estuda, é muito fácil de localizar”. E completa: “o importante é que o caso do Antônio, na época, levantou essa bandeira de exposição em redes sociais”.

*O nome da criança foi alterado para preservar a privacidade.

Fonte:  ND+

Você conhece Ilhota❓

Nesta reportagem especial, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Alesc apresenta a cidade Ilhota, uma das capitais catarinenses. Localizada na região do Vale do Itajaí, a cidade é o principal polo de Moda Praia e Íntima de Santa Catarina. São mais de 80 lojas e fábricas, que geram emprego e renda para o município. A venda por atacado se destaca, mas as empresas também investem em ações para o varejo e comércio virtual.

Prefeito de Balneário Camboriú é o novo presidente da Amfri. Já o prefeito de Ilhota é eleito vice do vice

Fabrício Oliveira é o novo presidente da AMFRI

A Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí – AMFRI já tem uma nova diretoria. Na manhã desta sexta-feira (25), por unanimidade os prefeitos elegeram o Prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira como o novo Presidente da AMFRI. Completando a nova diretoria foram escolhidos para primeiro vice-presidente Leonel José Martins (Balneário Piçarras) e segundo vice-presidente Erico de Oliveira “Dida” (Ilhota).

Élcio Rogério Kuhnen, Prefeito de Camboriú e Presidente da AMFRI em 2018, passou o cargo a Fabrício, agradecendo a todos que colaboraram com as inúmeras ações realizadas durante o último ano. Em seguida o novo presidente da AMFRI também discursou. “Agradeço a todos, em especial a toda equipe da AMFRI, liderada pelo secretário executivo Célio Bernardino, porque em várias situações se recorre a AMFRI, e aqui temos atendimento, profissionais com capacidade, conhecimento, desenvoltura que tem compromisso para ajudar nossas prefeituras, e me coloco a disposição de todos vocês, será uma honra presidir esta entidade”, concluiu o prefeito de Balneário Camboriú.

A Assembleia Geral de Prefeitos contou ainda com a apresentação e aprovação do relatório de atividades de 2018 e a Prestação de Contas da AMFRI, dos Consórcios de Turismo (Citmar) e Saúde (Cis-Amfri). A deputada estadual Ana Paula da Silva, que presidiu a associação nos anos de 2014 e 2017, também esteve prestigiando a posse da nova diretoria.

Diretoria da AMFRI 2019

  • Presidente – Fabricio Oliveira (Prefeito de Balneário Camboriú)
  • Primeiro Vice-Presidente – Leonel José Martins (Balneário Piçarras)
  • Segundo Vice-Presidente – Erico de Oliveira “Dida” (Ilhota)

Conselho Fiscal Efetivo:

  • Elcio Rogério Kuhnen – Prefeito de Camboriú
  • Emílio Vieira – Prefeito de Navegantes
  • Emerson Luciano Stein – Prefeito de Porto Belo
  • Paulo Henrique Dalago Muller– Prefeito de Bombinhas

Suplentes do Conselho Fiscal:

  • Aquiles José Schneider da Costa – Prefeito de Penha
  • Volnei José Morastoni – Prefeito de Itajaí
  • Nilza Nilda Simas Ribeiro – Prefeita de Itapema
  • Marcos Pedro Veber – Prefeito de Luiz Alves

BC Notícias

Ilhota é citado no relatório do balanço do governo de Temer

Ilhota Balanço Governo Federal

A citação falava da inauguração da Ponte de Ilhota – PontePadre Claudio Geremias Cadorin, em setembro de 2016.

Hoje, fui visitar o portal oficial do Governo Federal [www.brasil.gov.br] e encontrei algo interessante. Fui pesquisar sobre o Programa Mais Médicos e achei isso, o “Balanço do Governo Federal” do Temeroso entre o golpe pra cá (anos de 2016 à 2018), e lá tem apenas uma citação de #Ilhota e fala sobre a Construção Ponte de Ilhota. Se não fosse a política do Governo Lula, do #GovernoFederal em assumir a bronca que passou a custear 80% da obra através do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC, porque se dependesse do Governo do Estado de Santa Catarina, ela ainda estaria no esqueleto, inacabada. Mas o golpista do presidento Michel Meme inaugurou a obra, levou os loros e as honrarias da conquista. Naquela semana, ele havia virado presidente e só não veio pra Ilhota porque pintou uma agenda na China (graças a Deus) e por isso não inaugurou, mas o nome dele tá lá na plaquinha. Um cara do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes estava representando o Michel Temer. Lendo o textinho da do relatório, vi ali um absurdo. Eles falaram que antes da ponte ter ficado pronta, a única forma que a população local fazia para ligar o município, separado pelo Rio Itajaí-Açu, era por uma balsa (verdade) e “para cruzar o rio em um percurso de mais de uma hora” (mentira). Mais de uma hora? Que isso, Río Amazonas? Tá certo que uma vez eu levei uma hora e vinte minutos pra atravessar esse rio, porque o balseiro estava custando pra engatar a marcha ré e balsa estava patinando muito pra sair do lugar. Não sabia que isso foi levado tão a serio assim… mas deu certo. Conseguimos convencer os manos lá em Brasília, a estratégia foi boa e a obra está aí, prontinha! Aproveito pra mandar um salve aqueles que se dedicaram, empenharam-se na obra e acreditaram no sonho. Ah! E aqueles linguarudos que ficavam gorando dizendo que isso era papo, politicagem, não esqueci das promessas de andar pelado sobre a ponte, tá? Promessa é dívida e se não cumprir, quando morrer não irão pro céu! Só não vou citar os nomes aqui para não abalar a política da boa vizinhança. Aqueles que desejarem baixar o relatório ou ler o que foi dito aqui é só clicar no linque http://bit.ly/2L0eZqE [página 114]. Valeu Lula!

#ALutaContinua #LulaLivre

Postado originalmente por #DialisonCleberVitti em seu perfil no Facebook.

Carta aberta do prefeito Dida ao povo ilhotense

Prefeito Dida de Oliveira

Bom dia! Gostaria de me utilizar deste espaço para esclarecer algumas questões e posições pessoais que adotarei nestes dias que virão, em relação ao pleito eleitoral que está em vigor, onde que se faz necessário definirmos os destinos de nosso Estado e do nosso País.

Como é do conhecimento de todos, sou uma pessoa de posição firme, cuja conduta sempre foi clara quanto às minhas preferências e ideologias pessoais. Entretanto, buscamos acima de tudo o bem comum do nosso povo, da nossa gente, pois é assim que eu acredito que seja a política: trabalhar para transformar cada vez mais a nossa cidade, deixando um legado de conquistas e benefícios às futuras gerações.

Acima de siglas partidárias, devemos acreditar nas pessoas, em projetos, em condutas que viabilizem o desenvolvimento de Ilhota e nossa região, restando desta forma cumprido o nosso dever de agente público.

Desta forma, buscando atender os interesses coletivos e o bem comum, venho através desta carta demonstrar meu apoio aos candidatos ao Senado Paulo Bauer e Jorginho Melo e ao governo Mauro Mariani e Napoleão Bernardes, por acreditar que nosso povo e nossa cidade estão acima de divergências partidárias, por acreditar que estamos juntos em um projeto de desenvolvimento para Ilhota

Conforme já mencionei, se faz necessário, neste difícil momento econômico que enfrentamos, selar uma parceria que traga em sua essência a certeza da vinda de recursos tão escassos e necessários, a fim de viabilizarmos diversas obras que ainda se fazem necessárias.

Busco, através deste apoio, o melhor para nosso Município e assim tenho a certeza que cumpro meu papel de trabalhar por todos.

Aproveito a oportunidade para anunciar uma parceria, em trabalho em favor de nossa cidade através do nosso deputado federal Peninha, o qual através de seu mandato como deputado auxiliou o município trazendo mais de 12,1 milhões de reais para importantes obras, na busca da melhoria da qualidade de vida de nossos munícipes.

Pavimentações, obras de reurbanização da praça, Casarão Belga, revitalização de nosso perímetro urbano, custeios para saúde e ambulâncias, esses são algumas das ações que nosso deputado federal tem trazido para nossa cidade.

Assim, possuímos atualmente ainda uma parceria com Peninha para assegurar recurso do Programa Avançar Cidades, que vai atender a pavimentação da rua Silvério Silveira Ramos, bem como recursos do Badesc, assegurados para pavimentação das ruas Bonifácio Maba e João Domingos Pereira, isso tudo fruto do empenho do nosso deputado.

Convém trazer também o nosso esforço em todas as demais áreas de atuação da Prefeitura: trabalhos significativos na saúde, educação, assistência social, urbanismo, infraestrutura – onde possuímos este forte compromisso junto as estradas do interior, que mesmo neste momento econômico difícil não medirei esforços para até final deste ano e meados do ano que vem, pavimentar o maior número possível de estradas, além da macadamização.

Entretanto nossa busca por recursos para mais obras não parão por ai, irei me utilizar desta parceria que firmo para garantir melhorias na qualidade de vida do ilhotense.

Assim, buscando o melhor para o meu Município, reafirmo o compromisso que assumo junto aos ilhotense, apoiando Mauro Mariani e Napoleão Bernardes, pois acima de nossas diferenças partidárias municipais, estamos em um pleito estadual, aonde busco o melhor para cada cidadão da nossa querida cidade.

Finalizo reafirmando meu desejo de trabalhar pelo bem e pelo melhor para nosso povo, buscando soluções e recursos para juntos fazermos uma Ilhota melhor!

Dida Oliveira

Evento cultural promove encontro entre duas gerações

Felício Bittencourt e Joel Soares

Um encontro marcado de muita emoção, juntou duas gerações de ilhotenses numa tarde festiva que aconteceu na Creche Tia Loli no Bairro Pedra de Amolar nesta terça-feira (21).

Foram várias  apresentações das crianças lembrando sempre o respeito que devemos ter aos mais velhos. Um momento muito especial foi o plantio de árvores nativas que foram fornecidos pela Secretaria de Meio Ambiente, sinalizando a união e a conscientização da importância também do respeito a natureza entre as gerações.

Outro momento emocionante foi a entrega de flores  pelas crianças aos vovô e vovós presentes, seguido de um convite para uma dança. Ao final a criançada se divertiu com a apresentação teatral do Boi de Mamão.

Prefeitura de Ilhota

Câmara de Vereadores de Ilhota lança edital de concurso público

Brasão do Poder Legislativo Municipal

Os contratados devem prestar serviços em regime de 20h a 30h semanais.

A Câmara de Vereadores de Ilhota anunciou novo Concurso Público e publicou edital de inscrição com objetivo de contratar profissionais de nível alfabetizado e superior. São oportunidades são para apenas um contador e um servente, que possuem carga horária de 20 à 30 horas e remunerações nos valores de R$ 1.250,00 à R$ 3.000,00.

As inscrições são recebidas via internet, no endereço eletrônico www.acesseconcursossc.com.br, a partir de hoje (21/8/2018) e vai até o dia 19 de setembro do mesmo ano. As taxas são nos valores de R$ 60,00 a R$ 100,00.

Como forma de classificação os candidatos são avaliados por meio de Prova Objetiva, que está com data prevista para o dia 30 de setembro de 2018, cujo resultado será válido por dois anos.

Clique aqui e baixe o edital!

Secretaria da Educação é uma secretaria independente, uma prefeitura dentro da atual prefeitura

Facebook menção na postagem do blog da educação

Por esses dias, recebi uma notificação meio inusitado no Facebook. Fui marcado num post [acesse por este link] por uma colega da rede social, que no passado, já foi uma gestora da pasta da Secretaria Municipal de Educação de Ilhota, onde que havia postado um link divulgando uma das recentes atividades da secretaria. Logo que recebi o alerta, fiz um comentário no post, um dia depois. Não apagaram e ainda está, até quando, não sei. Por fim, resolvi eternizar essa ação, publicando tal feito no meu blog, não por nada, mas apenas para constar nos anais das minhas clipagens, para que um dia venha a usá-lo, imagino. Nunca se sabe o dia de amanhã.

Quanto ao post da professora, achei estranho em ser uma das 37 pessoas marcado na postagem. Não sou professor, muito menos, um funcionário da secretaria ou da prefeitura, mas um apoiador incondicional da educação, não a esta gestão, mas a própria política.

Na postagem, descobri que esta gestão da educação no município possui um blog, um canal de comunicação e/ou informação independente. Prática comum da secretaria, já que em administração anteriores, da mesma ideologia partidária, que eu sei, já trabalhavam com esse tipo plataforma, tinham um blog. Não sei a anterior, mas fui pesquisar pelo antigo blog e não encontrei, pode ser que eles estejam usando a mesma estrutura, quem sabe… vai saber!

Mas o que eu quero com isso? Algo simples, alertar para um pequeno grande detalhe. Duas na verdade. A primeira é dizer que a Secretaria de Educação é uma pasta independente, uma prefeitura dentro da própria prefeitura. Pelo menos é o que eu sinto. Como tem o maior orçamento, faz a gestão de muitas pessoas, tem mais do que um conselho gestor/deliberativo para controlar, o pessoal que trabalha lá imagina isso, vive esse frenesi. Os únicos problemas deles são: o político, que ainda está condicionado a decisão do prefeito e é ele quem tem a palavra final, e; uma contabilidade própria. Se a secretaria obtiver isso, se torna um poder paralelo dentro da estrutura da prefeitura.

A outra é dizer que a Prefeitura de Ilhota possui um departamento de comunicação, uma assessoria de imprensa, pra sem mais detalhista e acho que ela deveria ser mais atuante, organizativa com a produção de notícias e releases, mas está inchada, sem representatividade e o que circula por lá é o básico institucional. Erros, uma pauta truncada é algo comum por lá. Por isso minha crítica ao assessor.  Ilhota não possui nenhum veículo de comunicação consolidado, jornal impresso ou rádio e muitos, que buscam por notícias por informações, do município, vão até o site da prefeitura obter subsídios para seu conhecimento, algo que eu faço, regularmente. Se não há muitos conteúdos lá, é culpa de alguém, mas como não há cobrança, tanto faz com fez.

Todas os informes da administração, secretarias, autarquias e fundações, inclusive dos conselhos municipais, deveriam ser canalizados em um único canal. Infelizmente, não é assim, uma pena! Se é difícil encontrar informações no site da prefeitura, o que dizer de um blog da Secretaria de Educação se ninguém divulga? Agora eu sei que existe, porque fui marcado num post, por acidente (imagino) e os demais habitantes da cidade, estão cientes da existência do blog? Sabe lá Deus!

Tudo tem que ter algo atrativo para chamar a atenção das pessoas para alguma coisa. Seja com uma pitada de marketing, relações públicas, interatividade, visual moderno, atenção aos pequenos detalhes, capricho no trabalho, isso tudo faz diferença. Tô falando no quesito da comunicação. Sabemos identificar algo construído com dedicação e facão, mas tudo o que é feio nesta cidade, de cunho público, não se capricha. Não quero dizer que a Secretaria de Educação seja desonesta em ter seu próprio canal de comunicação, mas que esse canal seja sincronizado com a principal plataforma de comunicação da Prefeitura e divulgado aos quatro cantos.

Não sei os motivos que levaram a isso, desconheço, talvez estejam cumprindo uma instrução normativa do MEC, uma determinação judicial ou quem sabe essas inquestionáveis resoluções burocráticas que são expedidas dias sim, outra também, mas defendo a tese que toda estrutura da prefeitura devem ser, publicado em um único lugar, postado no seu site, e divulgado nas demais outras mídias, seja no Facebook, Twitter, Instagram ou num blog.

De qualquer forma, não sou jornalista por formação, mas um apaixonado pela profissão. Não será eu quem irá divulgar as ações da educação do meu município, mas posso indicar o seu blog da que é o www.seceducacaoilhota.blogspot.com. Acessem e boa leitura.

Com alegria,
#DialisonCleberVitti