A queda inevitável

Influenciar pelas tentações

Quem entregou Jacó por despojo e Israel, aos roubadores? Porventura, não foi o SENHOR, aquele contra quem pecaram e nos caminhos do qual não queriam andar, não dando ouvidos à sua lei?

Isaías 42.24

Quando o povo de Deus fecha os ouvidos para a Verdade e deixa-se influenciar pelas tentações, o Senhor não tem mais nada a fazer do que entregar esses amados aos roubadores. No momento em que decide fazer qualquer obra do mal para atender a uma tentação que lhe pareça prazerosa, você se afasta do Senhor e entra no mundo do engano. Então, tudo de ruim pode acontecer-lhe. Se isso tem acontecido, peça perdão e não faça mais.

O diabo é o ladrão que comanda o império do mal em nosso planeta. Ele é o chefe dos demônios que agem segundo suas ordens. O reino da perversidade é unido no propósito de matar, roubar e destruir (Jo 10.10a). Rugindo como um leão, ele não para de andar ao nosso derredor (1 Pe 5.8). O que interessa a ele é que você se suje e não respeite os preceitos divinos; desse modo, você estará em suas perversas mãos. Veja como você tem servido a Deus.

Jacó, o povo de Deus, que faz parte da Aliança a qual jamais será quebrada, não entende que as suas más práticas fazem com que as cláusulas de sofrimento entrem em vigor. Ora, o Senhor é Deus fiel e não pode negar-se a si mesmo (2 Tm 2.13). Se insistir no erro, chegará o dia em que Ele terá de entregá-lo aos roubadores. Por isso, não resista ao Espírito Santo, que fala pela Palavra, convencendo-o do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8).

Pecar contra o Altíssimo ocorre quando a pessoa conhece os mandamentos e não os atende; com isso, ela se exclui da proteção divina. Não adianta orar para ser exceção, a fim de satisfazer seu vil apetite. Ainda que o Senhor não lhe virasse as costas quando você pecasse, o inimigo pleitearia o “direito” de oprimir você. A atitude mais insana é agir de modo contrário ao que está escrito na Palavra.

Recusar-se a trilhar os caminhos de Deus faz a pessoa ficar como cega, pois só neles há luz. Ao andar nas sendas da perversidade, você não mais consegue entender a Palavra do Senhor e, por isso, não recebe a graça divina, a qual lhe dará entendimento e poder para não se submeter aos truques do inimigo. Uma vez longe do Altíssimo, você terá Satanás ao seu lado. Este ser não lhe fará companhia para o bem, mas, sim, para derrubá-lo sempre.

Esforce-se para estar nos caminhos de Deus. Jamais se deixe levar pela mentira, pelo ódio e demais coisas que provêm do maligno. Não tenha nada escondido em seu coração, pois tudo o que vem dele o levará à destruição (Jr 17.9). Se você caiu, tem a obrigação de se arrepender, a fim de se livrar do inimigo e aproximar-se do Pai. Trilhe as veredas do Senhor, as quais são agradáveis, aprazíveis e não acrescentam dor alguma (Pv 10.22).

Dê ouvidos à lei de Deus. Nada foi colocado ali por acaso. Uma pequena luz que se adquire por ouvir o Senhor já é suficiente para lhe mostrar a saída. Não se deixe envolver por nada errado. Tome a decisão mais acertada da sua vida agora. Afinal, a sua libertação só depende de você.

Em Cristo com amor,
R. R. Soares

Receita Federal cobra R$ 1 bilhão de igrejas que não pagaram tributos à União

1 Bilhão

A Receita Federal iniciou uma ação que visa restabelecer os valores não pagos por entidades que possuem isenção fiscal devido à natureza assistencial ou filantrópica. São cobrados no total R$ 14 bilhões de reais, sendo a maior parte devida por clubes de futebol (os clubes também possuem isenção), hospitais, entidades filantrópicas e igrejas.

No que compete às igrejas, desse montante 1 bilhão são devidos, segundo o jornal Folha de São Paulo. Na lista disposta via Lei de Acesso à Informação, estão as igrejas Renascer em Cristo, dos líderes Estevam Hernandes e Sônia Hernandes, e a Internacional da Graça de Deus, do Missionário RR Soares. Essas duas denominações são cobradas por questões trabalhistas. A Igreja Cristã Maranata (ICM), por outro lado, procurada pela matéria, negou haver quaisquer irregularidades.

“Só nos últimos cinco anos, autuamos 283 entidades assistenciais e temos um crédito tributário de R$ 5,5 bilhões em impostos devidos, multas e juros”, disse o secretário da Receita, Jorge Rachid à Folha. “A maior parte são pendências previdenciárias”, completou.

A maior parte da dívida pertence aos clubes de futebol, que são 84 no total. Os campeões são Atlético-MG, Flamengo e Botafogo. Para regularizar a situação, quase todos aderiram ao programa Profut, um programa lançado pelo governo em 2015 para forçar a regularização tributária dessas organizações.

Deputados queriam acabar com isenção fiscal de igrejas

Em 2016 há uma postagem relatando a intenção de alguns parlamentares em querer acabar com a isenção fiscal das igrejas. A iniciativa, no entanto, não vingou. Grande parte do motivo disso não ter ocorrido está no fato das igrejas serem consideradas, também, atividades filantrópicas e/ou assistenciais sem fins lucrativos. No entanto, isso não exclui a necessidade dessas entidades cumprirem obrigações trabalhistas, por exemplo, de funcionários contratados para atividades alheias ou não ao serviço religioso.

Outro argumento diz respeito à contribuição social dessas entidades no acolhimento da população não apenas através da assistência espiritual, como por programas de doação de recursos, capacitações e manutenção de projetos como casas terapêuticas para dependentes químicos, etc.

“A isenção não é um benefício, mas uma contrapartida por aquilo que as entidades filantrópicas realizam no lugar do Estado”, declarou o Deputado Federal da bancada evangélica, João Campos (PRB-GO), a reportagem da Folha de São Paulo na época.

Portal Gospel+

A razão de entendermos o Evangelho

Atos 26:16

Não fomos conduzidos ao Reino de Deus por acaso, mas, sim, como parte do plano da redenção da humanidade idealizado por Ele. No entanto, para essa remissão se tornar realidade, temos de sair da religiosidade que oprime aqueles que se dão a ela e fazer o que mais agrada ao Senhor: praticar a Sua Palavra. Esse é o segredo que fará qualquer um vencer em todas as áreas. É preciso se libertar do que o homem diz e seguir somente as orientações do Onipotente.

Desde que Deus começou a chamar pessoas para cumprir o Seu propósito, como ocorreu com Abraão, Isaque e Jacó, Ele Se fez conhecer como o Todo-Poderoso. Isso quer dizer que precisamos agir como enviados dEle, sem temer as ameaças do homem ou dos demônios. Ora, quem trabalha para um Ser poderosíssimo em Seus feitos tem poder para falar e fazer tudo o que Ele ordena, ou sofrerá por ter sido desobediente.

A luta pela libertação do homem é muito mais séria do que um simples sermão apelativo, no qual as pessoas respondem levantando a mão, a fim de que o Senhor entre na vida delas e as salve. Toda vez que falarmos de Deus, devemos falar positivamente e de modo imperativo, lógico que com amor nas palavras (Cl 4.5,6). Porém, diante dos ataques do inimigo, temos de exercer a nossa autoridade em Cristo, paralisando e destruindo as obras do mal.

Paulo foi chamado para ser ministro e testemunha da grande obra que Deus já estava fazendo na humanidade. Esse mesmo convite pesa sobre os servos de Deus, ainda que não queiram. Nem todos são convocados para o ministério da igreja, mas, sem dúvida, todos são convidados para serem ministros de um Novo Testamento. Não importa a função que você tenha na vida secular; como salvo, você é ministro e testemunha de Jesus.

A nossa chamada é para uma guerra declarada contra as forças das trevas, na qual o único meio de nos salvarmos é lutando contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século e as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Ef 6.12). Não há como um salvo se excluir dessa obrigação. Os que não se preparam para cumprir essa ordem descobrirão que a desobediência impede suas orações de serem atendidas.

Nessa luta não existe lugar para covardes, que temem as ameaças do reino das trevas. Ao sermos salvos, fomos revestidos da autoridade do Nome de Jesus (Mc 16.18). A tribo de Efraim recebeu uma repreensão de Deus, pois, apesar de ter sido armada para a batalha, na hora exata, recuou (Sl 78.9). Jamais descreia do que a Bíblia diz a seu respeito e, quando você tiver a oportunidade de usar a autoridade do Nome do Senhor, honre o Todo-Poderoso.

Não podemos ter pecados não confessados a Deus nem à pessoa contra quem fizemos o mal. Cuidado! O diabo o encherá de vergonha e de outras razões, para você não se confessar a quem defraudou ou desonrou e, assim, vá ao julgamento no último Dia.

Oração do dia

Pai! Queremos cumprir o Teu plano, livrando-nos dos erros do passado, cometidos consciente ou inconscientemente. Por isso, estamos diante de Ti. A Tua Palavra garante que, se confessarmos os nossos pecados, seremos perdoados. Então, com fé, fazemos isso agora.

Precisamos ser ministros e testemunhas do que podes fazer pelos outros e por nós também. Obrigado por Jesus ter derramado o sangue dEle e providenciado o meio de escarparmos da condenação. Cremos na obra do Teu Filho em nosso favor.

Agora, Senhor! Levantamo-nos pela fé para assumirmos a missão confiada a nós. Esperamos mais revelações Tuas, a fim de cumprirmos o Teu maravilhoso plano. Obrigado por nos fazeres parte da Tua obra redentora.

Em Cristo, com amor,
R. R. Soares

A resposta de Moisés

A sarça falando com Moisés

E Moisés disse: Não convém que façamos assim, porque sacrificaríamos ao SENHOR, nosso Deus, a abominação dos egípcios; eis que, se sacrificássemos a abominação dos egípcios perante os seus olhos, não nos apedrejariam eles?Êxodo 8.26

A praga das moscas fez Faraó repensar sua ousadia de não permitir a saída dos hebreus a caminho do deserto para sacrificar ao Senhor. Aquele governante pressentia que, caso isso ocorresse, eles não voltariam. Entenda: é muito importante saber se Deus está em algum negócio, pois, se for plano dEle, não haverá como impedir. Quando os filhos de Israel clamaram e seu clamor chegou diante do Altíssimo, Ele decidiu tirar Seu povo do Egito.

O rei permitiu a saída dos hebreus para sacrificar a Deus, desde que o fizessem naquela terra. Moisés não aceitou tal oferta, e, com isso, mais pragas foram enviadas, a fim de que a obra completa de libertação fosse concretizada. Pouco a pouco, o Senhor fazia Israel ganhar terreno na disputa com o potentado egípcio. Assim, o dia chegaria, quando eles sairiam e jamais voltariam ao cativeiro da maldade, o qual simbolizava nossa saída do reino das trevas.

Moisés fala de sacrifícios abomináveis aos egípcios. As religiões não foram criadas por acaso, e sim por obra do príncipe das trevas, para oferecer uma pluralidade de portas que não levam o homem a lugar algum. Somente a Boa Notícia do sacrifício de Jesus em nosso favor dá condições a qualquer pessoa de se libertar totalmente do império da maldade.

Jamais negocie o que sentiu de Deus; se agir dessa maneira, perderá a grande oportunidade da sua vida. A revelação do Altíssimo é sempre o melhor para você em todas as situações. Por isso, mesmo se chegar o momento em que o “vendedor” ou o “comprador” – nesse caso, simbolizado pelo diabo – queira tê-lo nas mãos, não dê atenção à falácia dele. Sem dúvida, o diabo deseja ter você nos laços dele. Misericórdia!

Faraó pressentia que os filhos de Jacó iriam embora quando fossem oferecer tal sacrifício ao Senhor. Dessa forma, ele só o permitiria, caso prometessem não ir muito longe, o que não foi aceito. Quando algo é determinado pelo Altíssimo, mesmo havendo lutas, ele se concretizará. Nenhum dos planos de Deus deixará de se cumprir, pois Ele mesmo, o Todo-Poderoso, está na condução da Sua obra.

Isso deve servir de lição para nós hoje. O maligno sempre tenta nos convencer a servir a Deus de um modo aceitável à sociedade, “sem fanatismo”, como as pessoas dizem. O diabo sabe que o Pai celeste não negocia nenhum dos Seus mandamentos. Dessa maneira, se aceitarmos um pedido de alguém com relação a isso, estaremos fora da direção do Onipotente. O Senhor diz, em Sua Palavra, que temos de recorrer à Lei e ao testemunho; sem essas duas verdades, não há luz (Is 8.20). Fique sempre do lado dEle.

Lembre-se do profeta jovem que saiu de Betel para profetizar contra o altar edificado por Jeroboão e, depois, foi morto por um leão (1 Rs 13). Tal profeta aceitou ir à casa de um profeta velho, em vez de obedecer a Deus seguindo sua viagem, por isso foi morto pelo rei dos animais.

Oração

Senhor, nosso Comandante! Precisamos ser fiéis às Tuas ordens, pois sabes o que é necessário para atingirmos a posição na qual Tu podes nos atender e usar. Por isso, não podemos negociar Tuas determinações, ainda que outra oferta pareça boa.

A praga das moscas fez Faraó recuar por um tempo, pois, ao saber que, em Gósen, ninguém vira uma mosca, entendeu que Tu não estavas brincando. Porém, por não querer perder um só escravo, o rei propôs algo inaceitável.

Vigiando sempre, perceberemos que não podemos negociar com o inimigo. Se não soubermos como proceder nesses momentos, devemos esperar que Tu nos digas o que falar e fazer; então, sob Tua Palavra, marcharemos e faremos Tua obra.

Em Cristo, com amor,
R. R. Soares

Busque a amizade

Amizade, Provérbios, Provérbios 18:24, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2015, Newsletter, Feed

O que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que renova a questão separa os maiores amigos
Provérbios 17.9

Quando o Senhor fizer você conhecer algo de errado que alguém cometeu, não seja o fofoqueiro da cidade, que gosta de espalhar a má notícia para a pessoa ser vista como desqualificada. Esse prazer mórbido jamais deve entrar em seu coração! Em situação como essa, primeiro ore a fim de receber a direção do Pai. Então, com a sabedoria do Alto, procure quem está no erro, diga o que você soube ou viu e, com amor, repreenda-o na Palavra.

No entanto, ao procurar o irmão que caiu, esteja atento para não sair da presença de Deus, pois o relato que ele fizer pode vir a ser um laço para você. O mal é tão pernicioso a ponto de contaminar o mais santo dos filhos de Deus. Não se precisa aprofunde nos detalhes e, ainda que isso seja necessário, vigie e ore para não entrar em tentação. Lembre-se de que, em todos os tempos, as nossas vestes devem estar alvas, sem impurezas do inimigo.

Outro fator importante é não agir de modo autoritário, porque tal atitude pode ser um golpe para quem caiu e até mesmo para você. Tudo o que fizermos deve ser de acordo com a Palavra, mas no espírito do Novo Testamento. Pense nas vezes em que você quase caiu ou, quem sabe, chegou a cair. Por esse motivo, com brandura e meiguice, traga a pessoa que não vigiou à razão e ao amor de Deus. É importante jamais sair das Escrituras.

A orientação de encobrir os erros foi dada sob a Lei – segundo a qual os pecados eram “cobertos” pelo sangue de animais –, uma vez que Jesus ainda não tinha vindo e morrido na cruz. No entanto, com a morte do Salvador, as transgressões foram desfeitas e lavadas no Seu sangue. Com isso, as pessoas puderam receber a remissão delas. O perdão completo está à disposição de quem se apropria do que o Senhor fez no Calvário. Por isso, leve a pessoa ao perdão e seja amado por Deus.

O propósito do cristão deve ser conduzir quem errou à comunhão com o Senhor e não levá-lo à derrota, estado em que ele já se encontra. Com isso, você estará agradando bastante Àquele que quer o bem de todos. O Pai trabalha para salvar vidas e não lançar as pessoas para o fogo eterno. Ele só fará isso no último dia com aqueles que se recusarem a viver a Verdade. Portanto, seja um obreiro de valor, fazendo com que muitos cheguem ao arrependimento e à salvação.

Mais uma vez, eu (Missionário R. R. Soares) o advirto a ficar atento às operações do maligno, pois Ele fará tudo para tentá-lo, a fim de que conte a vida alheia para alguém mais. Mesmo que alguém seja seu confidente, no final, você terá separado os maiores amigos. Então, não deixe o erro de uma pessoa separar você das amizades sinceras; seja firme na sua obra, não se dobrando a nenhuma manobra de Satanás. Se algo lhe é revelado, aja como faria o Senhor.

Somos chamados para unir as pessoas e levar os perdidos à comunhão. Se assim o fizermos, cumpriremos uma das missões que a nós foi confiada. Portanto, continue a fazer o que lhe foi ordenado, sem se desviar para lado algum, ainda que receba outras incumbências. Jamais julgue a importância da tarefa pelas suas conveniências.

Em Cristo, com amor, R. R. Soares

Oração

Deus perdoador! Bom seria se sempre fôssemos Teus servos e, mesmo vendo alguém no erro, não saíssemos comentando o que ele fez por ter sido enganado pelo inimigo. Só devemos propagar a Boa Notícia.

Devemos saber o que dizer aos que caem, a fim de que se recuperem. Há muitos que ainda se deixam levar pelas tentações e, depois da queda, continuam escorregando até chegarem à perdição completa.

Que possamos unir os amigos e fortalecer os laços de amizade. Não podemos nos submeter às tentações de manchar o nome dos fracos, contando os seus tristes atos. Em situações de pecado, queremos ser somente Teus servos.

Texto e oração extraídos das mensagens diárias recebidas do Missionário R. R. Soares

😀