YouTube terá mudança em postagens automáticas no Twitter e no Google+

Youtube dcvitti

YouTubeEu e muitos youtubers devem ter recebidos um aviso sobre uma atualização que pode impactar a comunidade do YouTube. Após o dia 31 de janeiro, a funcionalidade para postar automaticamente a atividade do YouTube (envios, vídeos com marcações “Gostei” etc.) no Twitter e no Google+ não estará mais disponível. Descobrimos que compartilhar essas ações com uma mensagem personalizada (em vez de com postagens geradas automaticamente) oferece uma experiência melhor ao criador de conteúdo e aos seguidores dele nas redes sociais.

Ainda é possível compartilhar vídeos nessas plataformas. Veja como:

  • Na página de exibição em qualquer dispositivo: clique em Compartilhar, depois clique no ícone da rede social.

Para saber mais informações sobre como compartilhar vídeos, confira este artigo da Central de Ajuda.

Equipe do YouTube.

Anúncios

Google+ tem fim antecipado para abril de 2019

Google+

Mais uma rede social do Google que morre, que vai para o cemitério virtual da companhia e de todos eles, o que mais temos saudades é o Orkut.

O Google confirmou que vai antecipar a desativação do Google+ e seus aplicativos em quatro meses. A decisão foi tomada após a descoberta de um problema de segurança no software de atualização distribuído em novembro e que resultou no vazamento de dados de aproximadamente 52,5 milhões de usuários.

Em nota publicada em seu blog, a empresa confirmou a reprogramação para abril de 2019. Anteriormente, a desativação estava prevista para agosto. Os aplicativos ligados à rede social serão desativados em até 90 dias.

A falha foi descoberta pela própria plataforma durante procedimentos de checagem padrão. O vazamento permitiu que dados pessoais de usuários, como nome, endereço de e-mail, ocupação, idade e outros, fossem acessados por desenvolvedores de aplicativos mesmo quando estavam marcados para não serem públicos. A empresa afirma, contudo, que informações relativas a dados financeiros, números de documentos, senhas pessoais e similares permaneceram inacessíveis.

“Nenhum terceiro comprometeu nossos sistemas, e não temos evidências de que os desenvolvedores de aplicativos que inadvertidamente tiveram esse acesso por seis dias tenham conhecimento disso ou o usaram indevidamente de alguma forma”, assegurou David Thacker, vice-presidente de gestão de produto da plataforma.

O Google+ foi lançado em 2011. O objetivo de sua criação era rivalizar com o Facebook como rede social. A meta, porém, nunca foi atingida.

Portal Imprensa

O Google Map Maker já era, foi desativado e está no cemitério virtual do Google

Google Map Maker World

Todos os anos, o Google realiza uma ‘faxina’ entre os seus produtos e serviços, aposentando, aqueles que não mais se encaixam nos propósitos da empresa. E o site norte-americano Slate criou um cemitério interativo onde os internautas poderão enviar flores e mensagens para os ‘falecidos’ serviços da gigante da internet, o “Google Graveyard” cemitério do Google, em tradução livre.

O Google Map Maker foi oficialmente desativado no dia 31 de março de 2017, e muitos dos recursos dele serão integrados ao Google Maps.

Desde 2008, a comunidade do Google Map Maker editou e moderou milhões de elementos com o intuito de melhorar a experiência no Google Maps. Para facilitar que todos os usuários do Google Maps contribuam com alterações do mapa, começamos a migrar as funcionalidades do Map Maker para o Google Maps em computadores e dispositivos móveis.

Os principais recursos de edição atualmente disponíveis no Google Maps são:

Google Map Maker LogoSegundo a gigante da internet, o Google continuará adicionando novos recursos de edição ao Google Maps regularmente.

Se você quiser continuar compartilhando seu conhecimento local no Google Maps e interagir com uma comunidade dedicada de pessoas com interesses iguais aos seus, participe do programa Local Guides. Nele, você poderá:

  • Acumular pontos;
  • Ganhar recompensas pelo envio de edições e outras informações; e
  • Receber acesso antecipado a novos recursos do Google Maps.

Para mais informações, acesse o Local Guides Connect, onde nós continuaremos postando atualizações sobre o lançamento de novos recursos no Google Maps.

Fonte

Conheça o cemitério virtual do Google

Cemitério virtual do Google

É muito triste, mas divertido ao mesmo tempo. Aproveite e deixe uma flor para um produto do Google falecido de sua preferência. O meu foi para o Orkut.

É difícil perder um ente querido, especialmente se esse ente querido for um serviço do Google. É por isso que o site Slate abriu as portas do Google Graveyard, um espaço virtual para luto. Enterrados nesses locais sagrados estão alguns dos serviços malogrados do Google. Alguns, como o Google Reader, viveram vidas longas e prósperas, cheios de admiração e glória.

A maioria, como o Google Wave e o Google Buzz, lutou para conquistar um lugar neste mundo implacável e implacável, onde as tecnologias continuamente se chocam e a inovação reina. Mas se esses serviços transformaram nossa produtividade ou apenas poluíram nossas caixas de entrada, todos eles tocaram nosso mundo de alguma forma.

Acesse por este link e clique em uma sepultura para deixar uma flor e deixe o processo de cura começar. Valeu!

O nosso país falhou, a gente falhou. Eu falhei!

Essa semana no Rio de Janeiro, mataram a vereadora e seu motorista. Morreu uma médica na Linha Vermelha, latrocínio. Morreu um gari, assassinado. Morreu um feirante, morto a facadas. Morreram dois jovens de uma favela, envolvidos com o tráfico. Um policial foi alvejado na saída do trabalho, caiu morto. Uma mulher foi morta pelo marido, feminicidio. Mataram também um jogador de futebol de várzea, se engracou com a mulher do açougueiro e pá, mataram. Deram dois tiros num caminhoneiros, ele não quis entregar seu caminhão para assaltantes. Um filho matou o pai, ele usava drogas e o pai batia nele. Uma moça foi estuprada e morta num terreno baldio também…

Todo dia tem vítima da violência. No Rio, em SP, no Acre, em Manaus, em Porto Alegre, em Camboriú. Todo dia a gente perde a dignidade. Sejam estas pessoas de esquerda, direita, policial, jornalista, ativista, médico, padeiro, gari, bandido…

O nosso país falhou. A gente falhou. Eu falhei. Em dois dias eu li extremos absurdos nas redes sociais, grupos de WhatsApp, ouvi horror nas ruas. Ninguém se entende. Ninguém quer dar o braço a torcer. Ninguém admite o erro. Ninguém quer fazer nada. Uso uma rede social para pedir que eu e você, levantemos nossa bunda para fazer alguma coisa. Daqui uns meses temos eleições, quem sabe uma possibilidade de mudar, mas sem salvadores da pátria. Eles não existem.

A escuridão no país tropical parece não ter fim, mas só nós podemos dar luz a um futuro. Será a última vez que vamos poder acreditar. Vem junto, vem.

Artigo de Rafael Weiss postado originalmente em seu perfil no Facebook.

Vereadora Marielle Franco

Como viver sem o Google? Simples, remova o Google de sua vida! Sim, isso pode ser feito

Google no aniversário de #DialisonCleberVitti #28022018

Remover o Google de sua vida? Sim, isso pode ser feito!

Google rastreadores foram encontrados em 75% dos principais milhão de sites. Isso significa que eles não estão apenas seguindo o que você procurar, eles também estão rastreando os sites que você visita e usando todos os seus dados para anúncios que seguem você em torno da internet. Os seus dados pessoais também podem ser intimado por advogados, inclusive para casos civis como o divórcio. Google respondeu mais de 100.000 tais solicitações de dados, só em 2016!

Mais e mais pessoas também estão percebendo o risco de depender de uma empresa para tantos serviços pessoais. Se você está se juntando às fileiras de pessoas que já decidiram coleta de dados do Google tornou-se muito invasivo, aqui estão algumas sugestões para a substituição com custo de comutação mínima. A maioria são livres, embora mesmo aqueles que são pagos valem a pena – o custo de não mudar é um custo para a sua privacidade pessoal, e a boa notícia é que temos uma escolha!

Google Search -> DuckDuckGo (grátis)

Vamos começar com o mais fácil! Mudar para DuckDuckGo não só mantém suas pesquisas privado, mas também dá-lhe vantagens adicionais, como nossos atalhos estrondo, acessível Instant Answers e sabendo que você não está preso em uma bolha de filtro.

Gmail, Calendário e Contatos -> FastMail (pago)

Hospedamos @ duckduckgo.com endereços em FastMail, um serviço independente, paga que também inclui calendário e contatos apoiar em todos os dispositivos. Há também várias maneiras de obter e-mail criptografado entre partes confiáveis por integrar ferramentas de criptografia PGP. Mesmo mais privado alternativas de e-mail são ProtonMail e Tutanota , ambos dos quais oferecem criptografia end-to-end por padrão.

YouTube -> Vimeo (livre com opções pagas)

Para os vídeos que estão somente no YouTube (infelizmente, muito), você pode procurar e assisti-los em DuckDuckGo para uma melhor proteção da privacidade através do domínio “youtube-nocookie” do YouTube. Se você estiver criando e hospedagem de vídeo-se, no entanto, Vimeo é a alternativa mais conhecido que incide sobre os criadores.

Google Maps -> Mapas da Apple (gratuito), OpenStreetMap (grátis)

Para os usuários do iOS, a Apple dá-lhe uma alternativa construída em via Mapas da Apple, por isso nenhuma instalação é necessária. Para suporte a dispositivos mais amplo, veja OpenStreetMap (OSM), que é mais aberto, embora possam não ter a mesma facilidade de utilização ou da qualidade de cobertura de mapas da Apple.

Google Drive -> Resilio sincronização (livre com opções pagas)

Outro serviço que usamos internamente, Resilio Sync, fornece sincronização de arquivos peer-to-peer que pode ser usado para a armazenagem privada de arquivos, backup e compartilhamento de arquivos. Isso também significa que seus arquivos nunca são armazenados em um único servidor na nuvem! O software está disponível para uma ampla variedade de plataformas e dispositivos, incluindo servidores.

Android -> iOS (pago)

A alternativa mais popular para Android é de iOS curso, que oferece criptografia de dispositivo fácil e mensagens criptografadas via iMessage por padrão. Temos também dicas para aumentar a proteção de privacidade no seu iPhone ou iPad.

Google Chrome -> Safari (gratuito), Firefox (gratuito), Bravo (grátis)

Safari foi o primeiro navegador grande para incluir DuckDuckGo como uma opção de pesquisa privada built-in. Um navegador compatível mais cross-dispositivo é o Firefox, da Mozilla, um navegador open source com um bloqueador de rastreador built-in no modo privado. Admirável vai um passo além com bloqueio rastreador ativado por padrão. Há também muitos outros navegadores que vêm com DuckDuckGo como uma opção de built-in.

Blogger -> Santo (pago), WordPress (livre com opções pagas)

Santo é tanto uma hospedado (pago) e uma plataforma de blogging auto-instalável, por padrão e gerido por uma fundação sem fins lucrativos livre-tracker. Nós gostamos tanto que usá-lo para o nosso próprio blog ! Uma alternativa livre é WordPress, alimentando cerca de 25% dos sites do mundo. Também está disponível tanto para auto-instalação e como um serviço hospedado, sem trackers de terceiros por padrão. A comunidade é enorme, com uma extensa documentação multilingue e muitos temas para escolher.

O Hangouts do Google -> Zoom (livre com opções pagas), appear.in (livre com opção paga)

Zoom é uma alternativa de vídeo chat robusta usamos internamente que funciona bem mesmo para um grande número de participantes, embora requer software a ser instalado. Uma alternativa web somente é appear.in que não requer uma conta – basta ir ao site para abrir uma sala de chat e você está pronto.

Google Allo -> Signal (grátis)

Existem vários serviços que oferecem mensagens privada, mas, como já mencionado anteriormente, sinal recebe a nossa recomendação. Ele oferece, end-to-end encryption livre para ambas as mensagens e chamadas privadas. É também recomendado por Edward Snowden e renomado especialista em segurança Bruce Schneier, entre outros.

Como você pode ver, afastando-se Google não precisa ser difícil. Na verdade, você pode achar que você preferir as alternativas ao mesmo tempo, cada vez melhor privacidade!

Orgulhosamente DuckDuckGo

Assinatura de Dax

 

Tweetdeck proíbe o gerenciamento de envio simultâneo de tweets em várias contas

Twitter dcvitti

Automação e uso de múltiplas contas.

Por causa da última eleição americana o teve que proibir o gerenciamento de envio simultâneo de tweets em várias contas e isso me afetou até porque uso frequentemente esta ferramenta. Veja os argumentos do Twitter sobre o assunto.

Manter o Twitter seguro e livre de spam é uma prioridade para nós. Uma das violações de spam mais comuns que vemos é o uso de várias contas ea plataforma do desenvolvedor do Twitter para tentar amplificar ou inflar artificialmente a proeminência de certos Tweets. Para ser claro: o Twitter proíbe qualquer tentativa de usar a automação para publicar ou divulgar spam, e esse comportamento pode resultar em ação de execução.

Em janeiro, anunciamos que, como parte de nossos esforços de Qualidade da Informação, estaríamos fazendo mudanças no TweetDeck e na API do Twitter para limitar a capacidade dos usuários de realizar ações coordenadas em várias contas. Essas mudanças são um passo importante para garantir que fiquemos à frente de atividades mal-intencionadas visando as conversas cruciais no Twitter – incluindo eleições nos Estados Unidos e em todo o mundo. Hoje, estamos compartilhando detalhes sobre essas mudanças, bem como orientações importantes para os desenvolvedores sobre como cumprir essas regras.

Por favor, reveja esta orientação com cuidado, pois você pode ser obrigado a fazer alterações em seu aplicativo ou serviço.

Não (e não permita que seus usuários) adicionem conteúdo similar ou substancialmente similar a várias contas. Por exemplo, seu serviço não deve permitir que um usuário selecione várias contas de que eles controlam para publicar um determinado Tweet.

  • Isso se aplica independentemente de os Tweets serem publicados no Twitter ao mesmo tempo, ou estão agendados / enfileirados para publicação futura.
  • Como uma alternativa para publicar conteúdo idêntico, você pode Retweetar conteúdo de uma conta das outras contas das quais você deseja compartilhar. Isso só deve ser feito a partir de um pequeno número de contas distintas que você controla diretamente. Observe que o Retweeting automatizado em massa, agressivo ou de alto volume não está permitido nas Regras de Automação e pode estar sujeito a ações de execução.

Não (e não permita que seus usuários) executem simultaneamente ações como Likes, Retweets ou seguem de várias contas. Por exemplo, seu serviço não deve permitir que um usuário selecione várias contas que eles controlam para seguir uma conta especificada.

TweetDeckO uso de qualquer forma de automação (incluindo agendamento) para publicar conteúdo idêntico ou substancialmente similar, ou para executar ações como Likes ou Retweets, em muitas contas que autorizaram sua aplicação (independentemente de você criar ou controlar diretamente essas contas) é não é permitido. Por exemplo, são proibidos os aplicativos que coordenam atividades em várias contas para postar Tweets com uma hashtag específica (por exemplo, na tentativa de causar esse tópico).

  • Enquanto continuamos a permitir a publicação cruzada de informações externas (como alertas climáticos ou feeds RSS) para o Twitter usando a automação, você só deve publicar esse conteúdo em uma conta que você controla.
  • Como uma única exceção a esta regra, os aplicativos que transmitem ou compartilham anúncios de clima, emergência ou outros anúncios de interesse público (por exemplo, alertas de terremoto ou tsunami) estão autorizados a publicar esse conteúdo em várias contas que autorizaram um aplicativo.

Hoje, também estamos apresentando mudanças na funcionalidade da conta múltipla do TweetDeck para refletir essa orientação. Os usuários do TweetDeck não poderão mais selecionar várias contas através das quais executar uma ação como Tweeting, Retweeting, gostar ou seguir.

Se o seu aplicativo ou serviço incluir recursos que permitem que os usuários executem ações simultâneas em várias contas, você deve fazer alterações para torná-la em conformidade com esta política até 23 de março de 2018. O não cumprimento dessas regras pode resultar em ação de execução, até e incluindo a suspensão de aplicativos e contas associados.

Embora forneçamos definições detalhadas sobre o que constitui spam nas Regras de Twitter e Regras de Automação , você deve manter essas duas políticas na frente sempre que usar a API do Twitter para publicar, compartilhar ou se envolver com conteúdo no Twitter:

  • O lançamento de conteúdos, respostas ou menções duplicativos ou substancialmente semelhantes sobre várias contas que você controla, ou a criação de contas duplicadas ou substancialmente similares, com ou sem o uso da automação, nunca é permitido.
  • Postando múltiplas atualizações (em uma única conta ou em várias contas que você controla) para um tópico de tendência ou popular (por exemplo, através do uso de uma hashtag específica) com a intenção de subverter ou manipular o tópico ou de inflar artificialmente a proeminência de uma hashtag ou tópico, nunca é permitido.

Você pode fazer perguntas sobre qualquer uma das nossas políticas de desenvolvedor e, especificamente, sobre esse esclarecimento, usando a categoria Regras e Políticas nos Fóruns do desenvolvedor.

Painel do Tweetdeck do dcvitti

Blog do Twitter

Facebook admite que redes sociais podem não ser boas para a democracia

Facebook é um grave perigo à saúde da internet

“Gostaria de garantir que os aspectos positivos se destinassem a superar os negativos, mas não posso. É por isso que temos o dever moral de entender como essas tecnologias estão sendo usadas e o que pode ser feito para tornar comunidades como o Facebook mais representativas, civis e confiáveis quanto possível.”, escreveu Samidh Chakrabarti, gerente de produto do Facebook, em uma postagem no blog oficial de notícias da empresa.

O Chakrabarti demonstrou pesar pelo fato de, segundo a empresa, durante as eleições de 2016 nos Estados Unidos, entidades russas criaram e promoveram páginas falsas no Facebook para influenciar o sentimento público – essencialmente usando as mídias sociais como uma arma de informação. De acordo com o executivo, foram espalhadas mais de 80 mil postagens, que chegaram a cerca de 126 milhões de pessoas ao longo de dois anos.

O compartilhamento de notícias falsas ou enganosas nas mídias sociais tornou-se um problema global, com suspeitas de que a Rússia tentou influenciar votos em pleitos recentes nos Estados Unidos, na Espanha, na França e no Reino Unido. Moscou sempre negou essas acusações.

Samidh Chakrabarti assegurou que o Facebook está a fazer o possível para o impedir. Nesta segunda, a rede social começou a testar para usuários nos Estados Unidos um novo formato que permitirá aos próprios usuários que classifiquem as fontes de notícias que consideram mais confiáveis.

Com mais de 2 bilhões de usuários, o Facebook é atualmente a maior rede social do mundo.

Fonte: http://www.portalimprensa.com.br

Inscrições abertas para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí

III Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Encontro será realizado no mês de fevereiro em Balneário Piçarras, no Museu Oceanógrafo Univali.

Região inovadora, os municípios da Foz do Rio Itajaí terão mais um encontro no próximo mês voltado para tratar de tecnologia nos serviços públicos. Estão abertas as inscrições para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Balneário Piçarras, no dia 07 de Fevereiro, com objetivo de facilitar a interação entre os gestores e o investimento nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

O evento, gratuito para servidores públicos, é direcionado para prefeitos, gestores e vereadores e será realizado no Museu Oceanógrafo Univali. As inscrições podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br/. O prefeito de Piçarras, Leonel Martins, frisa a importância do encontro para fomentar a modernização dos municípios da região. “O Fórum vem ampliar as discussões referentes à tecnologia dentro do setor público e traz consigo a troca de experiências entre gestores, fomentando a desburocratização e o desenvolvimento do município através de suportes tecnológicos”, afirma o prefeito.

Itajaí e Navegantes sediaram as edições anteriores, reunindo ao todo gestores de cerca de 50 municípios do Estado. O tema ganha cada vez mais espaço na agenda dos municípios, conforme ressalta o diretor da RCD, José Marinho, pela necessidade de se reduzir custos e otimizar a gestão, prestando um melhor atendimento à população. “As cidades digitais e inteligentes estão à frente no processo de desenvolvimento e por este motivo tem atraído a atenção de prefeitos”, observa o diretor da RCD.

Marinho ressalta ainda o destaque da região representada pela Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), abrangendo cidades digitais referências no Estado como Bombinhas e Itajaí, e pela organização da entidade ao instituir um planejamento estratégico em tecnologia chamado INOVAMFRI. O projeto contempla ações com base nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) visando o desenvolvimento socioeconômico regional, uma iniciativa inédita no país voltada para inovação.

Na pauta do encontro constam modelos de gestão digital em andamento, políticas públicas e serviços de mercado, preparando as discussões para o 3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, que acontecerá em abril, em Lages.

As inscrições para o III Fórum de Cidades Digitais da Foz do Rio Itajaí podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br.

Inscrição

Eu já garanti minha vaga. Abaixo, a confirmação de inscrição no Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Confirmação de Inscrição - Fórum de Cidades Digitais em Piçarras

Barcelona substitui Microsoft por software livre

Software Livre

O plano de Barcelona para a migração está definido, com a meta a fixar-se em 2019. A estratégia de software livre não se irá resumir às aplicações que o município consome, incluindo ainda os projetos de desenvolvimento de ferramentas próprias.

O processo será gradual, com o primeiro passo a passar pelo abandono do Exchange e do Outlook e a adoção do Open-Xchange, uma alternativa de software de código aberto. Os planos prevêem posteriormente a substituição do browser Internet Explorer pelo Firefox e a instalação do OpenOffice em substituição do Office. O passo final será dado em 2019: prescindir do Windows para introduzir um sistema operativo Linux como o Ubuntu, que já está a ser utilizado atualmente em 1000 computadores da autarquia.

“Os fundos que vêm dos cidadãos têm de ser investidos em sistemas que possam ser reutilizados e abrir um ecossistema local”, defendeu a Comissária para a Inovação Digital do Município de Barcelona, Francesca Bria, em dezembro passado.

Em declarações ao (link is external)El País(link is external), Bria referiu que o município de Barcelona será o primeiro a aderir à campanha europeia Public Money, Public Code(link is external).

O objetivo da autarquia é evitar despesas em serviços que têm avultados custos de licenças e não depender de fornecedores concretos mediante a celebração de contratos que, em alguns casos, têm a duração de décadas.

Ubuntu

A Comissária para a Inovação Digital, que, antes de trabalhar na equipa de Ada Colau, passou pela agência de inovação tecnológica do governo inglês, a NESTA, explicou que a estratégia de software livre não se resume às aplicações que o município consome, incluindo ainda os projetos de desenvolvimento de ferramentas próprias, seja a nível interno como externo. No total, antes do final de mandato, na primavera de 2019, a autarquia compromete-se a investir 70% do orçamento de informática em software livre.

Para reforçar o desenvolvimento interno de tecnologia, a Câmara de Barcelona contratará mais 65 informáticos. No que respeita à externalização, o município definiu “padrões éticos”para priorizar a contratação de “empresas locais que trabalham com software livre e metodologias ágeis”.

Francesca Bria garantiu que prescindir do software de grandes empresas não se traduzirá numa quebra de segurança dos sistemas municipais. Visando proteger a privacidade, Barcelona está a trabalhar com a capital holandesa para criar uma pasta privada para cada cidadão. Nela serão alojados os dados que a autarquia tem da pessoa. O objetivo é, segundo Bria, assegurar a “soberania tecnológica”.

A Comissária para a Inovação Digital anunciou para este mês a nomeação de um comissário de Proteção de Dados, sinalizando que Barcelona “será a primeira cidade do sul do Mediterrâneo a ter esta figura”.

Dossiê Software Livre

Fonte: www.esquerda.net

Open Source