Governo do Estado contribui com R$ 9,3 milhões para festas de Carnaval em Santa Catarina

Atual campeã do carnaval de Santa Catarina, União da Ilha da Magia levou alegorias sobre a Itália para o desfile das escolas de samba de Florianópolis na noite de sábado (18) (Foto: Guilherme Lira/Agência RBS)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte contribuiu, por meio do Funturismo, com várias festas tradicionais do estado. Ao todo, 17 municípios foram contemplados com o apoio do fundo. A capital catarinense recebeu R$ 4,8 milhões para promover os desfiles das escolas de samba do grupo especial, de acesso, blocos carnavalescos e carnavais de rua realizados em vários bairros da cidade.

Outros R$ 4,5 milhões foram divididos entre os municípios de Joaçaba, Laguna, São Francisco do Sul, Imbituba, Arroio Silva, Santo Amaro da Imperatriz , Alfredo Wagner, Taió, Itajaí, Tubarão, Águas de Chapecó, Quilombo, Içara, Ita, Jaguaruna e Balneário Gaivota.

Segundo o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Cesar Souza Junior, o carnaval é a maior manifestação popular do estado e precisa ter o apoio necessário. “O Carnaval dá um brilho especial às cidades que estão se profissionalizando cada vez mais, principalmente aqueles que oferecem desfiles das escolas. Mas também tem muitas festas populares, realizadas em bairros que atraem cada vez mais o grande público”, comentou Cesar Souza Junior.

Santa Catarina recebe número recorde de turistas

Este feriado de Carnaval traz a Santa Catarina um número recorde de turistas. Serão 800 mil pessoas circulando pelo estado, ávidos por uma boa festa. Só Florianópolis deve receber 250 mil pessoas. “Sabemos da importância do turismo e como ele movimenta a Economia deste estado. Mais de 600 mil pessoas trabalham com o turista direta e indiretamente. Quando temos uma temporada como essa temos certeza de estar colhendo os frutos do trabalho bem realizado pela SOL, Santur, e todo o setor turístico, durante o ano inteiro”, afirmou o secretário Cesar Souza Junior.

Anúncios

Governo de SC investe R$ 7,5 milhões em projeto “Força Tur” de Turismo com Segurança

O governador Raimundo Colombo, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Cesar Souza Junior, o secretário de Segurança Pública (SSP), César Grubba, e o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Nazareno Marcineiro, lançaram, nesta terça-feira (2), o projeto “Força Tur”, que recebeu investimentos do Governo do Estado no valor de R$ 7,5 milhões, por meio do Funturismo. A ação será destinada à segurança dos turistas e moradores de Santa Catarina, e os valores serão repassados para a compra de equipamentos e sistema de informação. Colombo ressaltou a importância do trabalho integrado das diversas áreas da administração estadual em benefício da população. “Esta integração mostra que este é um Governo que trabalha em prol de um Estado melhor”, destacou.

O grande diferencial do projeto é a aquisição de dois sistemas de captação e transmissão de imagens, que permitirão o reconhecimento facial e a identificação de placas e veículos. As imagens serão captadas em tempo real por câmeras especiais e transmitidas para uma central de monitoramento. Os equipamentos foram desenvolvidos por empresas americanas, representadas com exclusividade no Brasil por uma empresa sediada em Florianópolis. Santa Catarina é o primeiro Estado do país a utilizar essa tecnologia. Em casos de pessoas procuradas e/ou veículos roubados, o sistema dispara um alarme e a polícia é acionada. Os municípios beneficiados serão: Florianópolis, Balneário Camboriú, Palhoça, Bombinhas, Itapema, Navegantes, Penha, Piçarras e Laguna.

Durante o lançamento do projeto, o secretário da SOL, Cesar Souza Junior, apresentou dados sobre o turismo catarinense e a importância da segurança pública para o setor. “A capital e outros balneários do Estado só serão bons destinos turísticos se forem bons lugares para quem vive neles”, informou. O sistema será implantado primeiramente em Florianópolis, com a instalação das câmeras nas cabeceiras das pontes que ligam a ilha ao continente, no aeroporto Hercílio Luz e no Terminal Rita Maria. Duas camionetas também serão dotadas com o sistema de captura de imagens.

Para o secretário da SSP, César Grubba, Santa Catarina é o Estado mais seguro da região Sul do Brasil e isto também se deve aos constantes investimentos em tecnologia. “Esta parceria foi fundamental para que a Secretaria de Segurança Pública pudesse investir mais em tecnologia da informação”, afirmou. O projeto será implementado pela SSP, por meio da Polícia Militar.

Projeto Força Tur

Além dos dois sistemas inteligentes de captura de imagens, com o custo de R$ 1,5 milhão, o projeto Força Tur contempla, ainda, a aquisição de 100 câmeras de videomonitoramento que serão instaladas em pontos estratégicos de Florianópolis e de outros sete municípios turísticos, no valor de R$ 2 milhões. Também foram comprados 300 terminais com sistema de consulta on line a serem instaladas nas viaturas policiais militares, no valor de R$ 660 mil, e sete veículos de uso individual, movidos a energia elétrica para uso nos aeroportos e rodoviária, com o custo de R$ 49 mil.

Doze vans equipadas para servirem como bases de turismo com segurança móvel; 20 motocicletas, com o investimento de R$ 2 milhões; dez quadriciclos para policiamento noturno nas faixas de areia das praias, com o custo de R$ 250 mil; e duas camionetas equipadas com sistema de captura de imagens (pessoas e placas de veículos), no valor de R$ 160 mil. Também está incluso no projeto “Força Tur” a transformação de três ônibus doados pela Receita Federal em centros de Operação de Turismo com Segurança Móvel, equipados com sala de atendimento ao turista, banheiro, cozinha e refeitório, que terá um custo de R$ 840 mil. O projeto deve estar completamente implantado até dezembro deste ano.

Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte assinou convênio com o Programa Turismo Sustentável e Infância

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte assinou convênio com o Governo Federal, por meio do MTUR no Programa Turismo Sustentável e Infância. O Programa objetiva sensibilizar os agentes que integram a cadeia produtiva do turismo no sentido de contribuir para a proteção de crianças e adolescentes contra a exploração sexual no turismo. O objetivo do programa é trabalhar a prevenção e o enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nos equipamentos turísticos e ao mesmo tempo desenvolver através da atividade turística, proteção ao meio ambiente, redução da pobreza e desigualdades regionais, por meio da criação de empregos e geração de renda.

O Programa possui forte direcionamento para trabalhos em rede junto a entidades com interface ou afins ao combate à violência e exploração sexual de crianças e adolescentes, civis ou governamentais, em âmbito federal, estadual e municipal. Tal articulação requer comunicação eficaz tanto no tocante a ações conjuntas pontuais, tais como nas campanhas, como naquelas de fortalecimento e definições de diretrizes futuras da rede. Estou enviando o e-mail no intuito de atualizar endereços, telefones, contato e seus respectivos e-mails para que possamos viabilizar ações futuras.