Vergonha! Carro do Conselho Tutelar de Ilhota é barrado em blitz por agentes de trânsitos

carro do conselho tutelar ilhota, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Barrado no asfalto.Que bafão!

A viatura pública oficial do município de Ilhota em que está a serviço do Conselho Tutelar, foi pego em uma blitz por agentes de trânsito do Departamento de Trânsito – Ditran, da cidade vizinha de Gaspar, numa operação desta segunda-feira, 7 de julho, por volta das 11h, quando trafegava lá pras bandas de Gaspar. O flagra da vergonha foi registrado quando o carro do conselho estava em cima de um caminhão-guincho na principal avenida de Gaspar.

As razões que levou os agentes a barrar a passagem do carro da prefeitura foi quando a entidade de trânsito testava um novo recurso, a Leitura Automática de Placas. O equipamento é colocado numa via e acusa, num laptop os dados do veículo, se ele possui registro de furto ou problemas na documentação, como o licenciamento atrasado. Muitos veículos foram parados e acabaram guinchados. Com esse equipamento, pescaram o carro e os conselheiros ficaram a pé!

O que levantamos da informação é que documentação estava vencida. Vencida? Como assim? Será que o condutor não sabe dessas informações? Antes de culpar o servidor responsável pelo patrimônio, digo essas são atribuições diretas dos secretários, tanto da administração, quanto da assistência social.

Mas pelos que vimos, diante de tantos comodatos e alugados, esses senhores a mando do prefeito, não estão nem aí pro município. Só porque é placa branca, seu secretário, tem que renovar a documentação anualmente sim e andar dentro da lei. E por falar em lei, será que irão tirar dinheiro do FIA pra regulamentar a situação e quitar a pendência? Só quero informá-los que isso não pode. É contra lei! Os recursos públicos do Fundo Municipal da Infância e Adolescência não atende essas ações. Cuidado! Elas são prioritariamente para a política de atendimento. Isso pode causar grandes danos ao CPF do senhor prefeito e ao gestor do fundo.

Diante da vergonheira com o carro do conselho, muitas outras coisas também estarão sob olhares dos agentes fiscalizadores, mas isso meus amigos, é motivos pra outras postagens e não compete nós de colocar os bois na frente da barroza, quer dizer, carroça.

Anúncios

Secretária de Ilhota é reeleita presidente do Colegiado de Assistência Social

Colegiado de Secretários Municipais de Assistência Social

O Colegiado de Secretários Municipais de Assistência Social da AMFRI – COSEMAS da AMFRI elegeu hoje (7), sua nova diretoria na sede da associação. A Secretária de Assistência Social de Ilhota, Rosi Voltolini, vinha desempenhando um trabalho de destaque frente ao colegiado em 2012 e foi reeleita como presidente. Já para a vice-presidência foi escolhido o secretário de Itapema, Huan Diego Back. A secretária de Porto Belo, Dayana Tamara de Souza ocupará o cargo de primeira secretária e o secretário de Bombinhas, Mauricio José Leal como segundo secretário.

Os membros do colegiado deliberaram que o primeiro encontro do Grupo de Trabalho para elaboração dos Planos Municipais de Assistência Social – PPA deverá acontecer ainda no final deste mês. Nesta primeira reunião, a coordenadora do colegiado e assistente social da AMFRI, Neuza Bottega irá junto a um representante da área de cada município começar a elaborar as estratégias para a construção do PPA.

A Secretária de Assistência Social de Itajaí, Maria Juçara Pamplona falou em nome dos membros do colegiado pedindo que Rosi continuasse no cargo, pois ela é considerada a agente agregadora do grupo.  “Nós gostaríamos que você continuasse, pois além da sua experiência, você já mostrou que tem competência para estar à frente deste colegiado”, enfatizou. A secretária de Ilhota agradeceu pelos membros terem dado novamente este voto de confiança a ela.

Outros assuntos que também estiveram em pauta, foram à análise e a deliberação das propostas de trabalho referente à Conferência da Assistência Social, a análise da proposta de capacitação do Conselho Tutelar. Como também os secretários definiram o número de participantes na capacitação do CREAS e houve uma rápida apresentação de proposta de trabalho para as Secretarias.

Rosí Voltolini integrará do governo de Daniel Bosi

Rosí Voltolini

Atual secretária de Assistência Social da prefeitura de Ilhota Rosí Voltolini recebeu o convite para continuar na pasta onde atua na gestão do governo do prefeito eleito Daniel Bosi. Em entrevista, ela destaca essa nomeação e de sua surpresa de continuar na secretaria com outra administração. Rosi declarou ainda que fará a continuidade dos serviços prestados.

Melhorar muitos mais os serviços, pois a gente promete, essa nova gestão está prometendo e estamos acreditando nisso

A entrevista é de propriedade da Rádio Sentinela do Vale e a reportagem é de Jota Aguiar.

APAE de Ilhota recebe uniformes

apae ilhota

Banner da Prefeitura de Ilhota - Assessoria de ImprensaNovamente, uma parceria entre a Secretaria Assistência Social e a APAE resultou em bons resultados. A associação recebeu recursos federais, provenientes de projetos ligados a pessoa portadora de alta deficiência e média complexidade, para compra de mais de 100 uniformes de verão e de inverno.

Os uniformes foram entregues no dia 01 de Outubro e os alunos ficaram maravilhados e felizes. “A APAE é uma instituição respeitada e experiente no tratamento dos deficientes, proporcionando-lhes qualidade de vida, através de uma prática e um olhar direcionado à sua subjetividade. Trabalha para emergir habilidades e potencialidades promotoras da autonomia, garantindo a independência, a sobrevivência e principalmente a cidadania de seus educandos”, afirma a secretária Rosi Voltolini.

Secretária participa de Conferência Nacional de Assistência Social

Conferência da Assitência Social

A secretária municipal de Assistência Social Voltolini, representou, na semana passada, o município de Ilhota na 8ª Conferência Nacional de Assistência Social. O evento, realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, teve como objetivo avaliar as mais recentes conquistas e realizações da assistência social no Brasil e apresentar propostas para os próximos dois anos. “Este evento veio reafirmar e consolidar a política nacional de assistência social. É uma estratégia do Ministério do Desenvolvimento Social na questão da conscientização dos municípios para a necessidade de desenvolver todos os programas sociais. Outro eixo da conferência foi a valorização dos profissionais que atuam diretamente com a população usuária desses programas”, ressalta.

A conferência contou com cerca de dois mil participantes, de todos os municípios brasileiros. Na ocasião foram debatidos os seguintes temas: os avanços do Sistema Único de Assistência Social – Suas – como parte da estratégia de superação da extrema pobreza, a valorização dos trabalhadores e a qualificação da gestão dos serviços, programas, projetos e benefícios.

Durante o evento, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, anunciou a autorização para que os gestores dos estados, do Distrito Federal e dos municípios utilizem até 60% dos recursos do Fundo Nacional de Assistência Social. Os recursos devem ser empregados para pagamento de pessoal concursado que atue diretamente nos Centros de Referência de Assistência Social – Cras e nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social – Creas.

Secretaria de Assistência Social informa a antecipação do Bolsa Família

Em função das chuvas que atingiram o estado no início deste mês, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) decidiu flexibilizar o cronograma normal de pagamento do programa Bolsa Família.

Por este motivo, a secretaria de assistência social de Ilhota informa que os beneficiários podem sacar o benefício de setembro imediatamente e de outubro a partir do dia 18. O cronograma normal ocorre nos dez últimos dias úteis do mês. “É importante frisar que o MDS e a Caixa Econômica Federal também tomaram medidas para que o beneficiário que tenha perdido todos os documentos, inclusive o cartão do programa, tenha acesso aos recursos.

Quem estiver nessa situação deve procurar a prefeitura para obter uma declaração especial de pagamento e assim poder sacar o benefício”, ressalta a secretária Rosi Voltolini. O benefício varia de R$ 32 a R$ 306, de acordo com o perfil de renda e a quantidade de crianças e adolescentes de até 17 anos.

Representantes de Ilhota participam de conferência regional sobre idosos

A secretária de assistência social, Rosi Voltolini, juntamente com alguns representantes de Ilhota, participaram da 3ª Conferência Regional dos Direitos da Pessoa Idosa. Mais de 200 pessoas, entre membros da sociedade civil e do poder público participaram do evento, que teve como tema central “O compromisso de todos por um envelhecimento digno no Brasil”.

Durante todo o dia foram debatidos temas relevantes para o campo do envelhecimento, assim como os avanços e desafios da Política Nacional do Idoso, na perspectiva de sua efetivação. “Através dos debates e palestras ministradas ao longo da conferência, propusemos avanços para a consolidação das políticas públicas e da conquista do envelhecimento com dignidade. O evento representa um passo decisivo na atualização da Política Nacional do Idoso e se torna uma importante ferramenta para a consolidação e o fortalecimento da participação do próprio idoso na defesa de seus interesses”, ressaltou Rosi.

Ao final foram eleitos os delegados da conferência estadual.  Vanilda de Souza Roncalio,  Rosí Voltolini e Patricia Machiavelli Thomaz representarão a cidade de Ilhota.

Grupo de Apoio a Adoção promove encontro nesta sexta-feira

Pais adotivos, profissionais da área da adoção e pessoas que pretendem adotar estarão reunidos na noite desta sexta-feira, 20, para participar do encontro promovido pelo Grupo de Apoio a Adoção Gaspar e Ilhota em comemoração ao Dia Nacional da Adoção, celebrado no dia 25 de maio.

O encontro acontece no Espaço Bunge Natureza, a partir das 19h é gratuito e aberto para toda a comunidade. A abertura do evento será feita pela juíza da Vara da Infância de Juventude, Ana Paula Amaro da Silveira, e após será apresentado aos participantes o Projeto Apadrinhamento Afetivo, que visa oferecer às crianças abrigadas uma oportunidade de resgatar o direito da convivência familiar e comunitária, ampliando as suas referências, oferecendo a eles a oportunidade de se relacionar dentro de outros ambientes, com novos exemplos de participação familiar e de cidadania dentro da sociedade.

Após, será exibido o filme Meu Malvado Favorito, desenho animado produzido em 2010, que retrata a história de três órfãs que são adotadas por um ladrão apenas por interesse, mas ele acaba se afeiçoando às irmãs.

Adoção em Santa Catarina

Dados recentes sobre adoção indicam que 80% dos inscritos aceitam crianças até 3 anos, preferencialmente do sexo feminino e sem irmãos. Adotar não é demorado nem burocrático, e quando ocorre a demora é em função de muitas escolhas por parte da pessoa interessada em adotar, ou seja, em relação à criança que querem como filho.

Dados

No CUIDA – Sistema Único Informatizado de Adoção e Abrigo de Santa Catarina, o total de inscritos para adoção são em número de 3.586, sendo que destes, 2.635 são residentes em Santa Catarina, 646 em outros Estados e 305 estrangeiros. No ano de 2010, 735 ações de adoção nacional foram sentenciadas, mantendo a   média do ano anterior de aproximadamente 1500 crianças adotadas por brasileiros em Santa Catarina, uma vez que alguns desses processos de adoção correspondem a grupos de dois ou mais irmãos.

Das 1656 crianças/adolescentes acolhidas em abrigos de Santa Catarina, 10% estão efetivamente em  condições  de adoção, já destituídas do poder familiar, com idades entre 8 e 15 (com dificuldades para colocação em família subustituta, devido a idade);  as demais não estão em condições de serem adotadas porque ou estão com mais de 10 anos e não tem quem as adote, ou tem ainda vínculos com suas famílias biológicas.

Fonte: edição 1293 do jornal Cruzeiro do Vale.

Evento comemora Dia Nacional da Adoção nesta sexta-feira

Evento comemora Dia Nacional da Adoção nesta sexta-feira

Em comemoração ao Dia Nacional da Adoção (25), nesta sexta-feira (20) o Grupo de Estudos e Apoio a Adoação de Gaspar e Ilhota promoverá um evento. O encontro tem início às 19h, no Espaço Bunge Natureza, localizado na rodovia Governador Jorge Lacerda, km 20, em Gaspar.

A presidente, também secretária de assistência social de Ilhota, Rosi Voltolini,  ressalta que haverá programação durante toda a noite. “A abertura será com a juíza Ana Paula Amaro da Silveira, já às 19h. Logo em seguida haverá a apresentação do projeto ‘Apadrinhamento Afetivo’ e, posteriormente, debate”.

O evento prossegue com a apresentação do filme “Meu malvado favorito”. Às 21h, os convidados se servirão em um coquetel de encerramento. Simultanealmente acontecerá atividades recreativas para as crianças. O evento é uma promoção do Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Gaspar e Grupo de Estudos e Apoio à Adoção Gaspar e Ilhota.

Secretária de Assistência Social participa de seminário na área de habitação

A secretária de assistência social, Rosi Voltolini, participou na última semana do Seminário PCHIS, que abordou a política habitacional dos municípios. O evento, realizado em Florianópolis, tratava do papel do gestor público no atendimento a famílias residentes em áreas de risco. Cerca de 200 pessoas participaram do seminário promovido pela Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (COHAB/SC).

Segundo Rosi, em um das apresentações, o professor Antônio Edésio Jungles, diretor geral do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade Federal de Santa Catarina (Ceped/UFSC), classificou o estado como um dos mais atingidos por desastres naturais. “Ele ressaltou ainda que a situação se agrava devido à diversidade destes fenômenos — deslizamentos, inundações, estiagens, granizos, vendavais, marés de tempestades, entre outros. Não há uma região de Santa Catarina que não sofra com algum destes problemas. No entanto, o Vale do Itajaí e o sul são frequentemente mais atingidos por causa de suas características ”.

O seminário foi o segundo promovido pela COHAB/SC para a elaboração do PCHIS. Em outubro do ano passado, um primeiro evento foi realizado no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa do Estado. Naquela ocasião, estiveram em pauta temas como a regularização fundiária, a urbanização de assentamentos precários e as soluções para a habitação promovidas pelo poder público e outros agentes, como cooperativas e sindicatos.