Vereador Rogério promove em parceria com Deputado Padre Pedro palestra de Plantas Medicinais

Palestra sobre cultivo, identificação, cuidados e manipulação de plantas medicinais

Em meio à crise instaurada no sistema público de saúde do governo do estado de Santa Catarina e recente troca de gestor na pasta da secretaria municipal, comprovando uma deficiência na prestação do serviço e atendimento junto a comunidade na saúde local, o mandato do vereador Rogério do PT irá promover, em parceira com o mandato do deputado Padre Pedro, uma palestra sobre cultivo, identificação, cuidados e manipulação de plantas medicinais.

A questão é importante e a causa é prioritária, pois quando estamos com saúde a vida fica muito melhor, e muitas vezes a prevenção é uma das formas de evitarmos inúmeras doenças. Cada vez mais as pessoas recorrem a remédios industrializados e nem sempre o resultado é o esperado. Neste sentido, as plantas medicinais poderão contribuir com a prevenção na correção de doenças que as afetam. O Vereador Rogério acredita que métodos alternativos poderão ser a solução de muitos tratamentos médicos para aqueles que repudiam a medicina convencional. “Nada poderá substituir o tratamento médico nem as política pública de saúde, temos que ir em busca de soluções e inovar os métodos, mas devemos seguir na vanguarda dos tratamentos fitoterápicos, valorizando a sabedoria da vida e com a natureza”, destacou o vereador petista.

O evento irá acontecer nesta terça-feira (20/3), à partir das 19h, no salão paroquial da igreja São Pio X, no Centro de Ilhota. A articulação do evento foi promovida pelo companheiro Mozart de Toledo, coordenador da micro regional do PT de Itajaí.

A palestra será ministrada pelo o especialista em plantas e ervas medicinais, Alésio Santos, que trabalha com o assunto há mais de quatro décadas e já se notabilizou como um dos maiores especialistas catarinense e da farmacêutica Viviane Corazza. O mandato do deputado Padre Pedro Baldissera, está informando a população e os pequenos agricultores sobre a identificação, o cultivo e o uso dessas poderosas armas em favor da saúde.

O objetivo é iniciar um projeto de longo prazo, que resgate os usos e aplicações das plantas medicinais, ao mesmo tempo em que aponta a atividade como uma alternativa que incrementa a renda das pessoas que trabalham na agricultura familiar.

O encontro é gratuito e aberto para toda comunidade e pretende resgatar os conhecimentos e saberes para servir de apoio teórico e prático aos projetos envolvendo plantas e ervas medicinais.

Deputado Padre Pedro com os palestrantes Alésio Santos e Viviane Corazza

Anúncios

Saúde de Ilhota em crise

Vereador Rogério do PT

Em momentos de crise, precisamos de muita serenidade para saber lidar com as situações adversas. Em Ilhota, nossa querida cidade, tem muito para ser feito em todas as áreas. A saúde por exemplo, é um setor da administração pública que sempre terá coisas pra fazer. A doença não pede licença.

Para diminuir os problemas, investir na saúde preventiva é um dos caminhos.

Embora sabendo que os recursos nem sempre são o suficiente para atender toda demanda, faz-se necessário uma análise criteriosa na distribuição dos mesmos. Não é coerente economizar na saúde pra investir em outras áreas, isso é o mesmo que deixar de atender. Vale lembrar que os homens e mulheres que são escolhidos para os serviços públicos municipais, principalmente em áreas como a saúde, em sua maioria sabem que são recrutados para uma jornada árdua, onde o retorno nem sempre é rentável e seguro.

Muitas vezes o que os agentes públicos precisam e buscam é o reconhecimento em caso de sucesso e liderança em caso de adversidade, mas jamais desesperança e descontrole. O dirigente que se coloca a frente de um país, estado ou município, precisa ter sempre como objetivo o bem estar das pessoas e jamais a sua própria imagem.

A imagem de um administrador vem com o resultado do seu trabalho.

Artigo postado no perfil do Vereador Rogério do PT no Facebook.

Câmara de Vereadores de Ilhota irá iniciar o processo de transmissão via internet das sessões

Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Ilhota

Sinceramente, eu não entendi essa Lei. Gratificação para assessor de áudio e vídeo? Como diria o povo joinvillense… Éééguaaa.

Esse projeto é de iniciativa do próprio Poder Legislativo, da Mesa Diretora. O Projeto de Lei Ordinária 01/2018 foi dado entrada no dia 9 de janeiro e deliberado pelo Plenário da Câmara de Vereadores de Ilhota na segunda sessão extraordinária Câmara deste ano, em 5 de fevereiro. Como havia comentado, iniciamos bem os trabalhos legislativos do ano, com sessão extraordinária. Se o projeto passou por alguma comissão, se teve algum parecer jurídico, eu não sei. O que apenas sei, consultando o portal da Câmara de Vereadores de Ilhota, só há o parecer do impacto orçamentário/financeiro e alguns outros anexos, e mais nada. O prefeito, respeitando a decisão do plenário, sancionou no dia 6 de fevereiro.

Entendo que, com essa lei, a Câmara irá transmitir em tempo real as sessões ordinárias, extraordinárias, solenes e audiências públicas.

Como sou um mero mortal e um simples contribuinte, só sei das coisas quando é publicado pelo Diário Oficial dos Municípios e é por lá, oficialmente nesse instrumento, onde eu sei das coisas e emito minha opinião. Graças ao DOM é que nós sabemos das coisas. Os bastidores, as entrelinhas da política, fofoca de homem velho, isso não me interessa, deixamos essa besteirol americano a cargo da rádio pião e rádio corredor. A Lei Ordinária Nº 1903/2018 foi publicado em 8 de fevereiro, ontem.

Cada um faz a lei que entender melhor para o município. É pra isso que elegemos vereador… pra propor leis que irá beneficiar a sociedade no geral, fiscalizar o executivo, discutir, promover debates e votar essas matérias e temos uma assessoria jurídica para emitir os pareceres. Pronto! A partir daí, a democracia representativa está em pleno uso de suas atribuições do estado de direito e exercendo sua função. Mas em minha modesta opinião, se alguém nos consultasse, a respeito dessa lei, eu diria ou aconselharia a criar um novo cargo para administrar todo esse processo. E qual seria esse cargo??? Eu vos apresento… o assessor de imprensa!

Não necessariamente poderia ser um jornalista graduado, formado na Univali, o bom seria, mas uma pessoa que entendesse bem da coisa e fosse linkado com o universo da crossmedia. Esse carinha ou mina da comunicação teria a função de não somente ligar o botão da webcam, dar o play e transmitir as sessões para internet e controlar a mesa de som, mas produzir conteúdo, releases, informações. Além de gerenciar uma conta no YouTube, Facebook, Twitter e Instagram, iria aproximar de fato a comunidade com os vereadores já que é a casa do povo e toda informação, claro, é sempre bem vinda.

Somos carentes de notícias. Ilhota é pobre de conhecimento. As únicas informações que temos hoje da Câmara de Vereadores do município são os atos publicados no portal do legislativo, por que se não fossem obrigatórios, as pautas, atas, tramitações de projetos de leis e otras coisitaas más, nem isso saberíamos, nada seria publicado, mas como é imprescindível, isso dá um trabalho…

Contrata um jornalista aí, presidente! Isso irá fazer bem para todos. Vereador Rogério bem sabe disso. Dinheiro pra isso temos, até porque, foram devolvidos mais de R$ 300 mil pra Prefeitura de Ilhota ano passado.

Se não impulsionar as transmissões e divulgar as coisas deliberadas pela Câmara, serão 800 conto jogado fora. Não estão pensado e esperando que será comunidade que irá fazer isso, né? Vai me dizer que estão? De graça? #SQN

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Vereador Rogério do PT na tribuna da Câmara de Vereadores